CALBAIANO

Kai Greene aconselhando os "guindastes" de academia

Recommended Posts

EDIT: ESCREVI BESTEIRA. Em nenhum momento ele se refere a halterofilistas, tampouco ao povo das antigas. Sorry....

Texto anterior...

Não gostei.

Explico: sempre a correta postura, o correto movimento, o correto valor de carga para que o praticante consiga chegar à falha foram perseguidos. Desde a chamada ginástica com pesos, passando pelo halterofilismo, depois musculação e agora fisiculturismo.

E o negão se peidou pra fazer 10 x 13 kg na rosca alternada. Falava fungando depois.

Não é o primeiro vídeo que vejo nego satanizando os ferreiros old school. Eu disse ferreiro. Esse papo de maromba é "novidade" pra mim.

Edited by Jaraqui

Share this post


Link to post
Share on other sites

Jaraqui o ponto é que existe um abismo entre o bodybuilding profissional e os ferreiros amadores, são dois mundos diferentes. A dinâmica do treino hormonizado é completamente diferente, o jeito que o corpo responde aos estímulos e os objetivos tbm. Nisso ele ta certo, se pegar os bodybuilders vai ver que poucos usam low-reps nos seus treinos, Coleman, Dorian ente outros são casos isolados, mas se pegar o histórico de lesões de ambos não é brincadeira. Outro problema de treinar até a falha é a sobrecarga do SNC, mas isso já é assunto pra outro tópico.

Share this post


Link to post
Share on other sites

EDIT: ESCREVI BESTEIRA. Em nenhum momento ele se refere a halterofilistas, tampouco ao povo das antigas. Sorry...

Texto anterior...

Cada um tem seu objetivo, sua meta a ser superada. Nada comento acerca do bodybuilder profissional, nem do atual nem do antigo, até porque não entendo. Do que eu entendo e detecto claramente é o discurso "reinventa a roda" de diversos "çábios" acusando halterofilistas de que só se preocupavam com cargas a serem superadas, não importando a postura ou o correto movimento.

Isso nunca existiu e eles mentem ao afirmarem isso. Essa é a minha bronca.

Uma prova: convido os colegas a assistirem, caso não tenham visto ainda, a Pump Iron ou aqui no BR "O Homem com os Músculos de Aço" (com o mestre Arnold... 1977, 85 minutos, tem na NetFlix), onde se vê claramente dois anti-exemplos e diversos exemplos. Na Gold´s Gym, logo no começo do filme, toma-se uma panorâmica do ginásio, onde aparecem um cabeludo fazendo tríceps pulley e outro fazendo pulley costas com barra romana. Talvez por saberem que estavam sendo filmados, os caras carcaram peso e estavam fazendo os movimentos totalmente errados. Este seria o anti-exemplo. Já os exemplos vêm logo em seguida, praticamente no resto do filme todo. Cada um - os profissionais Arnold, Columbu, Eddie, etc, etc - cumprindo exatamente a rotina com postura e com a carga no talo.

Edited by Jaraqui

Share this post


Link to post
Share on other sites

Cara eu achei muito interessante... como não tenho muito conhecimento vou só ler os comentários... mas indo por mim acho que na academia já é uma guerra de egos, e os pesos são suas armas kkkkkkkkkkk, acredito ser foda fazer como o kai greene falou...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pumping iron e sensacional, mas o bodybuilding essa época não estava tão "evoluído" como hj, tanto em drogas quanto no que tange estudos sobre fisiologia e etc. Naquela época o mestre treinava 4 horas por dia, as vezes treinava mais de uma vez por dia nessa pegada, hj ngm faz isso mais. Acredito que tenha que haver um equilíbrio entre os dois, no meu treino msm faço uma rotina híbrida começando com algum básico low-rep e mudando pra um treino mais sarco depois. Mas acredito que o kai falou foi da galera que fica nas cargas e esquece da execução treinando o ego como carinha falou ali, mas eu acredito que tem hora pra fazer força, nos básicos acredito que a carga seja um dos fatores principais envolvidos, mas nos isoladores como no caso do vídeo nem tanto.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Agora: sempre houve, há e sempre haverá aquele tipo de gente que treina com carga acima de suas capacidades. Tal mal não vem sozinho. Costumam incomodar todo mundo para "darem uma ajudinha", onde a ajuda consiste no ajudador fazer levantamento terra na barra do cara enquanto ele faz supino.

E aí, quando gente de bem precisa daquela ajudinha na última série de supino, rosca, agachamento, acaba caindo na reação popular por causa de um marimbondo que fica perambulando na academia incomodando a todos.

Mas isso é atemporal, ao meu modo de ver a coisa.

Não pedindo ajuda acaba acontecendo isso aqui:

E olha que o piá estava tentando 150 kg e ainda com uma safety-bar. Foi meio faixabranquice por que morrer na primeira fazendo sozinho é estranho.

[]´s

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não gostei.

Explico: sempre a correta postura, o correto movimento, o correto valor de carga para que o praticante consiga chegar à falha foram perseguidos. Desde a chamada ginástica com pesos, passando pelo halterofilismo, depois musculação e agora fisiculturismo.

E o negão se peidou pra fazer 10 x 13 kg na rosca alternada. Falava fungando depois.

Não é o primeiro vídeo que vejo nego satanizando os ferreiros old school. Eu disse ferreiro. Esse papo de maromba é "novidade" pra mim.

Mas nem acho que foi nesse sentido Jara.

Acho que é quase impossível que caras como o Kai não sejam hiper ogros em seus treinos com cargas absurdas em alguma parte do sistema de treino.

Acho que o video foi mais sobre o pessoal que apenas foca no aumento constante da carga sem contar outros pormenores do treino em si.

E o Kai (pelo menos nos videos que eu vejo dele) não fala mal da old school não, pelo contrário, até usa muitos exemplos. Pelo menos o que eu achei é que ele se preocupa em mostrar e abrir a mente das pessoas em relação ao objetivo.

Como se falasse: "qual é seu objetivo?"

As pessoas muitas vezes vão para academia e só lembram da carga, ficam olhando o cara que pega não sei quanto no supino, não sei quanto do lev. terra e esquece da execução, intensidade e tudo mais.

Até porque se esses caras que vivem disso sofrem em demasia com lesões por conta do aumento brutal e constante de cargas, imagina os amadores em geral que ainda tem seu dia a dia, seu trabalho e não conseguem ciclar com a genética absurda deles e suplementar com a qualidade de quem vive pra isso?

É como os colegas ali falaram, acho que o video é mais para fazer esse meio termo. E tipo, mostrar que carga é importante, mas também tem outros quesitos que não devem ser esquecidos.

Se o cara conseguir fazer isso tudo e com carga, melhor ainda. O problema é só levantar a carga e esquecer disso.

Claro que se o cara for basista ou treinar com foco no desenvolvimento da força, seja pra luta ou algo do tipo. Aí sem problemas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Jaraqui o ponto é que existe um abismo entre o bodybuilding profissional e os ferreiros amadores, são dois mundos diferentes. A dinâmica do treino hormonizado é completamente diferente, o jeito que o corpo responde aos estímulos e os objetivos tbm. Nisso ele ta certo, se pegar os bodybuilders vai ver que poucos usam low-reps nos seus treinos, Coleman, Dorian ente outros são casos isolados, mas se pegar o histórico de lesões de ambos não é brincadeira. Outro problema de treinar até a falha é a sobrecarga do SNC, mas isso já é assunto pra outro tópico.

É isso mesmo. Não há como comparar o treinamento com as doses de anabolizantes que os fisiculturistas profissionais usam com o treinamento sem drogas. As doses usadas por fisiculturistas são inacreditáveis, até mesmo se comparadas com as doses utilizadas por atletas de outras modalidades. Estamos falando de milhares de mg/dia dos mais variados ésteres de testosterona e de andrógenos análogos, tanto na forma IM quanto oral.

Isso gera situações grotescas como a do vídeo, onde uma pessoa que pesa provavelmente mais de de 130 kg, com BF abaixo de 10%, e um braço que deve ter quase 60 cm, não consegue fazer mais do que 10 repetições com um halter de 13,5 kg, e no final ainda fica sem fôlego, de tanto que o seu sistema cardiovascular está sobrecarregado por causa do peso muscular excessivo. É uma massa muscular completamente disfuncional.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Kai é muito cavalo pqp.. o cara que treina com ele parece um frango que acabou de entrar na academia, sendo q esse "frango" deve ter uns 90 Kg.. rs.. O braço do Kai parece ADE de tão grande pqp.. kkkkkkkkkkkkkkk

Share this post


Link to post
Share on other sites

http://www.youtube.com/watch?v=XYmVP74CLFw

o vídeo completo para acabar com dúvidas sobre a intensidade do treino e sobre o "fôlego" do kai.....

Boa. Vou até consertar o video, pois você colocou o https e não http

Aí sobre o que eu falei. Era só sobre execução.

Não tem como cara ficar gigante sem pegar peso só porque usa droga pesada e vai ficar sem fôlego porque pegou 13 quilos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acredito que na fase de bulking eles arregaçan nas cargas visando ganhar volume , logico que rouban e a execução nen sempre é la essas coisas ,

mas em cutting eles focam na execução , treinos com menos pesos e altas repeticões.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now