Fabaum

Membros
  • Content Count

    51
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

About Fabaum

  • Birthday 07/01/1977

Contact Methods

  • Website URL
    http://www.adoteumlutador.com

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    Santos - SP
  1. Tainara tem 24 lutas - 21 vitórias - 01 derrota - 02 no contest
  2. Campeã mundial de Muay Thai, Tainara Lisboa não descarta lutar MMA Tainara Noufa Lisboa fez história ao se tornar a primeira brasileira a conquistar o título mundial de Muay Thai feminino. O feito inédito para o país aconteceu no dia 2 de março, em evento realizado na Tailândia. Aos 22 anos, sendo oito deles dedicados ao Muay Thai, Tainara espera que sua conquista abra muitas portas para as mulheres e que o Brasil passe a ser respeitado no mundo como uma das potências da modalidade. Em entrevista exclusiva, Tainara contou um pouco da história, falou sobre a conquista inédita, o incentivo recebido dos pais, as dificuldades que enfrentou ao longo da curta carreira e disse ainda que não descarta lutar MMA no futuro. “Meu foco no momento é no Muay Thai, ainda tenho muito a conquistar e melhorar na minha carreira. Mas não descarto a hipótese de mais para frente migrar para o MMA”. Confira o bate papo completo a seguir: Você foi a primeira mulher a conquistar um título mundial no Muay Thai. O que isso representa para você? Primeiramente gostaria de agradecer a revista TATAME pela entrevista e pela oportunidade de mostrar o meu trabalho. Representa muito, pois é um sonho realizado. Acredito que todo atleta, independente da modalidade, almeja essa conquista, ser campeão do mundo, e comigo não foi diferente. O fato de ser a primeira brasileira campeã mundial profissional, ainda mais sendo pela entidade mais conceituada do Muay Thai, a WPMF, onde se não me engano, foram apenas dois brasileiros (homens) conseguiram esse feito, com certeza tornou essa conquista muito mais gratificante e especial. Acredita que sua vitória pode alavancar o esporte no Brasil, principalmente entre as mulheres? Sim. Acredito que não só essa minha conquista, mas todas as grandes vitórias já conquistadas por outros lutadores brasileiros, também foram muito importante para o crescimento do esporte no Brasil. Essas conquistas fazem com que o mundo passe a respeitar e conhecer o Muay Thai brasileiro, e consequentemente abrirão mais portas e surgirão oportunidades para outros atletas do nosso país. E espero que essa minha vitória venha a incentivar e motivar outras lutadoras. Quais as dificuldades que você enfrentou até chegar a esse título? Eu tenho oito anos de carreira. Durante todos esses anos as dificuldades foram muitas, mas acredito que o mais difícil é ser um atleta em um país como Brasil, que só visa o futebol, gerando assim a falta de patrocínio e reconhecimento em outros esportes. E isso dificulta muito, a continuidade e o crescimento dos atletas, em geral. Eu tive a sorte de cair em uma equipe como a Thai Center, onde o meu treinador, Sandro de Castro, que além de ser um grande profissional, é um dos melhores treinadores de Muay Thai do Brasil. Ele é uma pessoa que acredita e investe nos sonhos e na carreira de seus atletas. E graças a ele eu pude vir seis vezes para a Tailândia, conquistar diversas vitórias importantes, e agora esse titulo Mundial. Conte um pouco da sua história. Sempre gostei de esporte e meu pai já era um apaixonado por luta, durante quase toda sua juventude ele praticou Taekwondo. Um dia saímos para procurar uma academia de luta, eu tinha de 13 para 14 anos, depois de já termos rodado quase Santos inteiro, bem pertinho da minha casa, achamos uma academia de Muay Thai, a Thai Center. Quando vi a primeira aula, fiquei encantada com o esporte. Acho que foi amor a primeira vista (risos). Entramos eu, meu pai e minha irmã mais velha. Fui ficando cada dia mais encantada, aos 16 anos fiz minha primeira luta, e desde então, o Muay Thai passou a ser literalmente a minha vida. Hoje, aos 22 anos, posso dizer que o esporte foi um dos maiores presentes que ganhei. Durante esses oito anos cresci não só como atleta, mas também como ser humano. E meu pai e minha irmã até hoje vão fazer umas aulinhas, só que agora comigo (risos). Tenho um cartel de 24 lutas e apenas uma derrota. Sou campeã Paulista, Brasileira, Sul-Americana (Chile), Mundial W.P.M.F. (Tailândia), entre outras vitórias. E esse ano vou realizar meu terceiro seminário, todos eles são voltados só para o público feminino. Acredito que quanto mais unidas tivermos, mas cresceremos e conquistaremos nosso espaço no mundo das lutas, porque a vitória de uma é um passo a frente para todas. Por ser um esporte de contato, você recebeu apoio da sua família desde o início? O meu pai sempre foi um apaixonado por esporte, o sonho dele era ter um menino para acompanhar ele e dar continuidade a sua paixão pelo esporte. Então eu vim ao mundo, uma menina, tão apaixonada por esporte como ele, e como ele sempre quis (risos). Claro que no começo, pelo fato do Muay Thai ser um esporte de muito contato e bem agressivo, houve um susto, principalmente por parte da minha mãe. Mas o meu amor, disciplina e seriedade no trabalho, nos treinamentos, e os esforços meu e do meu treinador Sandro de Castro eram tantos, que foi impossível alguém ir contra. Eu sempre tive o apoio da minha família, no Brasil eles nunca perderam uma luta, com direito a camiseta personalizada e tudo mais (risos). Acredito que eles são os meus maiores e melhores fãs! Quais são os seus planos depois deste título? Vejo que o Muay Thai começou agora na minha vida, depois da conquista do Titulo Mundial, pois a visibilidade, oportunidades, reconhecimento é maior. E agora eu me encontro ao lado das melhores do mundo. Nesse pouco tempo, promotores de outras entidades mundiais vieram nos procurar para conseguir luta, mas infelizmente nem eles, nem o nosso promotor aqui na Tailândia conseguiram achar meninas que aceitassem. Estou esperando alguns contatos e logo teremos novidades! Eu sou muito grata e feliz a tudo que possuo, mais nunca paro de sonhar e lutar para conquistar desempenhos ainda maiores! Eu quero muito mais! Pensa em migrar para o MMA um dia? Meu foco no momento é no Muay Thai, ainda tenho muito a conquistar e melhorar na minha carreira. Mas não descarto a hipótese de mais para frente migrar para o MMA. O que acha do MMA feminino? O MMA feminino vem em uma crescente estrondosa e fico muito feliz com o espaço que as mulheres estão conquistando, acredito que isso é totalmente mérito das lutadoras, que vêm mostrando muito nível e grandes combates. Espero que essas portas se abram mais até o ponto de nos igualarmos com os homens. FONTE: TATAME
  3. Não é somente no MMA que o Brasil vem se destacando no cenário de lutas femininas. No Muay Thai também vem acontecendo o mesmo. A santista Tainara Lisboa, da equipe Thai Center, é a primeira lutadora de Muay Thai a sagrar-se campeã mundial profissional pela principal entidade da arte no mundo, a W.P.M.F (World Professional Muay Thai Federation). A luta foi na Tailândia, e a brasileira venceu a lutadora local Fasithong por nocaute no 4º round. "Ser a primeira lutadora brasileira a conquistar um título mundial profissional de Muay Thai, dentro do país que deu origem a arte e ainda por cima nocauteando uma tailandêsa foi muito especial, estou muito feliz não só por fazer história mas também por saber que esse título vai abrir portas para várias outras grandes lutadoras brasileiras conseguirem o mesmo feito", diz a campeã de apenas 22 anos de idade.
  4. ESSE É OUTRO SEMINÁRIO JA CONFIRMADO DO TREINADOR SANDRO DE CASTRO. SERÁ EM SETEMBRO EM SERGIPE.
  5. QUANDO SE FALA EM BRASILEIROS QUE TRABALHAM SÉRIO PELO MUAY THAI UM DOS PRIMEIROS NOMES QUE VEM A CABEÇA É DO AMENDOIM. E ELE FOI PERFEITO EM SEU COMENTÁRIO. TANTO SOBRE O WORKSHOP EM SI DO TREINADOR SANDRO QUE MESMO QUEM NÃO GOSTA SABE QUE É UM DOS MELHORES DO BRASIL SENÃO O MELHOR, E MESMO SEM SE IDENTIFICAREM COM CERTEZA MUITA GENTE, INCLUSIVE QUEM JA TRABALHOU COM ELE, TENTA APRENDER OU IMITAR A FORMA DE GANHAR TÍTULOS E FAZER CAMPEÕES, COMO SOBRE AS PIADAS. A GENTE SÓ FAZ PIADA DE COISA ENGRAÇADA, OU SE A PIADA É DE ALGUÉM TEMOS QUE SER MELHORES QUE A PESSOA EM QUESTÃO, COISA QUE DUVIDO MUITO NESSE CASO AQUI. E QUEM ACHA QUE ESSE ASSUNTO VAI SE ALONGAR COMO EM OUTROS TEMPOS MELHOR SE PREOCUPAR COM OUTRA COISA...PQ A PARTIR DESSE MOMENTO, PELO MENOS NESSE TÓPICO, VAMOS FALAR SOMENTE O QUE INTERESSA E A QUEM INTERESSA.
  6. EM MENOS DE 48 hrs DE DIVULGAÇÃO MAIS DE 10 INSCRIÇÕES JA CONFIRMADAS E PAGAS PARA OS 3 DIAS DE WORKSHOP...QUEM NÃO CORRER VAI FICAR DE FORA.
  7. Então Cipó ela luta entre 140 lbs (63,500 Kgs) a 145 lbs (66 Kgs)
  8. Acontece no dia 18 de Agosto/2012 o 2º Super Seminário de Muay Thai Tradicional com a grande campeã Tainara Lisboa. Tainara é hoje o principal nome do Muay Thai feminino no Brasil e Top 4 Mundial. O seminário contará com a parte teórica e técnicas de ataque e defesa, chutes, clinch, joelhadas, projeções, cotoveladas e socos. Servirá também para as participantes tirarem todas suas dúvidas sobre a Tailândia como viagem, treinamento, lutas, dia a dia no país e tudo que possa minimizar suas dificuldades no país do Muay Thai. Servirá tanto para alunas iniciantes, avançadas e lutadoras, e todas ganharão certificado no final do seminário. O valor do seminário é R$ 50,00, porém quem fizer o depósito até o dia 10/08 pagará apenas R$ 35,00. O seminário será realizado em Santos-SP, na Academia Thai Center a partir das 15h00. Todas as informações podem ser obtidas através do e-mail thaicentermanager@yahoo.com.br ou pelos tels. 13 3029-2424 / 13 7811-7352
  9. Os nomes seriam Rodrigo Amatha, Tiago Michel, Ravy Brunow, Tadeu Sanmartino, Diego Gaucho, Felipe Silva, Bruno Kober e Max Koubick Agora com o adiamento vamos ver como vai ficar...
  10. ETOUBE DANDO UM TREINO DE MUAY THAI NA THAI CENTER
  11. AQUI NA THAI CENTER TEMOS DOIS JA NA PEGADA, E ALGUNS MOSTRANDO NOS TREINOS QUE LOGO DARÃO TRABALHO POR AÍ. SAULO SALGE - 15 ANOS - 55 Kgs http://www.youtube.com/watch?v=mDhMe3jr-DQ RENAN CORTES - 16 ANOS - 55 Kgs http://www.youtube.com/watch?v=sX2W8jUB2q0
  12. PEDRO BIRUTA..... Então Pedro sou da Thai Center e não existe nenhum tipo de conflito ou algo parecido entre Thai Center e Naja, o que existe é a concorrência natural entre academias, normal em qquer parte do mundo. Temos um relacionamento muito bom com o Naja, tanto que a equipe dele esta sempre presente nos eventos que fazemos como Show Thai e Life Combat....