Judo Pitbull

Membros
  • Content Count

    1247
  • Joined

  • Last visited

Posts posted by Judo Pitbull


  1. Há pessoas que não conseguem perceber (sabe-se lá porque) que o que se passou com a Tate foi algo pessoal, e basta ver como correram as promoções das lutas com a Carmouche, Kaufman (as outras lutas mais mediáticas)... foi tudo cordial e com respeito, tal e qual como agora com a McMann, mas enfim.

    Esta análise/previsão da luta está boa e vale a pena ler:

    http://bleacherreport.com/articles/1904586-ronda-rousey-vs-sara-mcmann-head-to-toe-breakdown


  2. My life has changed irrevocably. I am shocked and deeply saddened. Thankfully, my family and friends are coming together to provide the support I need. I am grateful for them, as I know there are many difficult days ahead.

    I also very much appreciate the outpour of support from the jiu-jitsu and mixed martial arts world. My husband was well known and respected in this close-knit community and I know he would appreciate everyone’s thoughts and prayers, as do I.

    At this time, I respectfully ask everyone to give me privacy as I gather with relatives and friends. Again, I give thanks to all for the kind words and support.

    Sincerely,

    Cat Zingano

    http://www.mmaweekly.com/ufc-contender-cat-zingano-issues-statement-on-husbands-passing


  3. Como já postei aqui no Fórum, o Facebook tem sido uma ferramenta fundamental para comunicar com os meus alunos, motivá-los através de videos, organizar os treinos, etc.

    Hoje decidi (porque ontem tive mais dois alunos novos que vieram para ficar - o espaço na sala está cada vez mais curto) voltar a colocar um post para ajudar o pessoal a perceber melhor a terminologia técnica do Judo e achei que também seria útil aqui para a malta do Fórum!

    Aqui fica então o post na integra:

    ---------------------------------------------------------

    Meus caros, muita da terminologia técnica do Judo não é nada mais do que a agregação de duas ou mais palavras em japonês.

    Desta forma, se vocês conseguirem memorizar alguns destes termos, ser-vos-á mais fácil memorizar as técnicas ou pelo menos saberem a técnica que vos é pedida para ser executada.

    Vou deixar aqui três exemplos de técnicas, dos três grupos (Te-Waza / Koshi-Waza / Ashi-Waza) que são exigidos no exame para 1º Dan (Nage-No-Kata) e que nós já aprendemos nos treinos:

    1601217_10151908467632849_154583383_n.jpg

    Técnica de Braços:

    Ippon-Seoi-Nage: Ippon (Um) + Seoi (Braço) + Nage (Projeção)

    Técnica de Ancas:

    Uki-Goshi: Uki (Flutuante) + Goshi (Anca)

    Técnica de Pernas:

    Uchi-Mata: Uchi (Interior) + Mata (Coxa)

    Terminologia a estudar:

    Te – Mão

    Kata – Ombro, Forma

    Ude – Braço

    Seoi - Braço

    Goshi - Anca

    Ashi - Perna, Pé

    Mata - Coxa

    Waki - Axila

    Hiza – Joelho

    Kubi – Pescoço

    Yubi - Dedos

    Eri – Lapela

    Sode – Manga

    Obi - Cinto

    Mae - Frente

    Ushiro - Trás

    Yoko – Lado

    Tomoe – Circulo

    Ippon – Um

    Ukemi - Queda

    Osaekomi - Imobilização

    Shime - Estrangulamento

    Kansetsu - Luxação, Chave

    Nage - Projeção

    Waza – Técnica

    Sabaki - Fuga

    Kuzure – Variante

    Gaeshi – Contra-ataque

    Sutemi - Sacrifício

    Tsurikomi – Puxar para cima

    Harai – Varrimento

    Otoshi - Queda

    Gari - Ceifa

    Gake - Gancho

    Okuri - Deslizante

    Soto - Exterior

    Uchi – Interior

    Tai – Corpo

    O - Grande

    Ko – Pequeno

    Morote – Ambas as mãos

    Guruma - Grande Rotação

    Uki - Flutuante

    Gyaku - Inverso

    Yama – Montanha

    Arashi – Tempestade

    Gatame - Sempre que virem a palavra "gatame" ou é uma imobilização ou luxação

    Jime - Sempre que virem a palavra "jime" é um estrangulamento


  4. Seria bom para o desporto, e sobretudo para o UFC (PPV), que ele regressasse.

    É um atleta de top (com credenciais legitimas no wrestling) e já o demonstrou dentro da jaula, independentemente do que A,B ou C digam.


  5. Era o judoca Naoya Ogawa, tetra campeão mundial (recorde) e prata nas olimpiadas de 1992 que estava invicto no MMA até enfrentar o padeiro.

    Era recorde conjuntamente com o Yamashita (Japão) e o Doulliet (França), no masculino, mas agora o recorde está com o Teddy Riner (6 títulos).

    No feminino a Ryoko Tamura (Japão) e Tong Wen (China) têm 7 títulos mundiais.

    P.S.

    Para quem não sabe, as raízes do Fedor estão no Judo, chegou a representar a Rússia, mas nos -100kg não era a primeira opção, tendo então apostado no Sambo e posteriormente no MMA.

    Abraço


  6. Eu já finalizei preta uma vez mas tenho consciência que só aconteceu porque ele permitiu do começo ao fim. Fiquei pensando se teria sido desrespeito meu, só cheguei lá porque ele deixou, será que deveria tentar finalizar? Ele não reagiu mal, elogiou o movimento, voltamos a rolar e ele me amassou até o segundo final. Por sorte já estava quase no fim! Hehehe!

    Falta de respeito, na minha opinião, é não finalizar quando a oportunidade está lá...

    O facto de alguém menos graduado finalizar alguém mais graduado não implica que o primeiro seja melhor técnicamente que o último, apenas signifca que o menos graduado naquele momento foi melhor que o seu "superior".

    Finalizar vinte vezes seguidas alguém menos graduado que eu e que me finalizou uma vez previamente, só demonstra o quanto eu sou inseguro e a falta de crença nas minhas capacidades técnicas. Se eu tenho um cinto preto à volta da minha cintura, é porque lutei muito para o ter e alguém me achou digno de o usar, logo um erro ou uma distração nunca poderão por em causa tal percurso, tal conquista.

    Se cada vez que eu fizesse randori/rolasse com um aluno e ele me projectasse ou finalizasse e eu logo de seguida para mostrar que sou melhor o amassasse todo vezes sem conta, o que é que aconteceria com esse aluno da próxima vez que fosse rolar comigo? Acham que iria soltar-se ou tentar superar-se? O mais provável era que entrasse cheio de medo e todo "preso".

    O treino é mesmo para isto, para nos levar-mos a nós e aos outros ao limite, colocando-nos em situações de risco e sabendo aceitar isso, pois é ai que crescemos enquanto atletas e individuos.

    Eu em todos os meus treinos tenho momentos em que rolo solto e me deixo finalizar ou chegar até à finalização, porque uma das minhas funções enquanto professor (ou enquanto cinto preto) é ajudar os outros a evoluirem, a crescerem. Quando rolo justo e mesmo assim acabo finalizado ou projectado, encaro simplestemente que o meu fracasso enquanto "competidor" (há falta de melhor termo) é o meu sucesso enquanto professor, e isso meus amigos, dá uma satisfação que vocês nem imaginam. Ver aquele tipo que entrou ali naquele tatami e que nem sabia o que era uma projecção ou uma chave de braço, e após anos de muita dedicação, lágrimas e suor, ser capaz de nos projectar/finalizar, é ter a consciência que nós fazemos parte da sua história de vida, que o trasformá-mos, que incutimos no ADN dele algo que ele nunca mais irá esquecer e que concerteza o tornará alguém melhor.

    Estas marcas que deixamos nas vidas das pessoas não têm preço meus amigos.

    Abraço


  7. Um golpe que acho muito bonito eficiente é o uchi mata. Pode ser um golpe seguro de se aplicar no Jiu Jitsu?

    No vídeo abaixo, temos um hightlight só de uchi matas, mas reparei que em vários casos, o golpe termina com o adversário por cima, até mesmo nas costas em alguns casos, mas na maioria das vezes a pessoa qua aplica fica por cima:

    Claro que pode, ainda ontem no treino apliquei (com relativa facilidade) um a um aluno meu que é cinto azul de JJB.

    Após ter feito randori com ele estivemos a trocar ideias e uma das coisas que lhe disse, e ele concordou, é que a luta de pegas é muito mais intenesa e a postura inicial de combate é diferente, o que em muitos casos torna mais fácil a entrada, por exemplo, em Uchimata. O pessoal no JJB começa logo com uma postura baixa, inclinada para a frente o que facilita uma pega alta e a consequente entrada baixa na técnica.

    Relativamente ao facto de no video veres muita gente a projectar e a acabar com o adversário por cima ou nas costas, tens de compreender que estamos a ver combates ao mais alto nivel onde há muita dinamica e movimento aquando da execução das técnicas, o que combinado com a capacidade defensiva de quem é projectado e a tentativa destes de efectutar o contra-ataque, leva a que a por vezes após a projecção estes casos (ficarem por cima ou nas costas)aconteçam.

    Tu tendo um bom nivel de Judo se enfrentares alguém que não faça, vais conseguir projectar com alguma facilidade e mantendo um bom controle após a queda. Outra coisa que podes fazer é durante a projeção manteres o controle justo de forma a que caias em cima do adversário, o que devo-te dizer, não é agradável. Neste caso, podes eventualmente vir a "dar" as costas, mas também o mais provavel é ficares numa posição de kesa-gatame onde tu vais estar em posição de vantagem.

    Se tu vires as lutas da Ronda em MMA, ela tem várias projecções em Uchimata, sem Gi (ou seja, com menos controle) e apenas uma vez ela perdeu o controle das suas costas porque a Carmouche usou a jaula a seu favor enquanto a Ronda procurava fazer um ude-garame com as pernas...


  8. Ele so quer jogar pressao no Vitor por que sabe q o vitor quebra mentalmente em muitas lutas , principalmente por cinturoes e esse trt deu de volta aquela confianca q o Vitor tinha nos primordios da carreira dele , e um Vitor com auto confianca nao eh luta facil pra ninguem . Essa parada do trt dk vitor vcs vao ouvir do CW ate o dua da pesagem ...

    Na biografia do Big John Mccarthy, ele faz referência a um episódio com o Vitor, em que foi fazer as normais verificações antes da luta com o Randy Couture.

    O Big John saiu do balneário com a certeza de quem iria ganhar a luta... por outras palavras, o Vitor mentalmente já estava derrotado antes de entrar no 8.


  9. Cara, o lance em pé do jiu é complicado, até pq a maioria puxa pra guarda mesmo. Eu costumo passar pra molecada o Sumi Gaeshi, aproveitado a posição defensiva excessiva que o povo fica quando troca em pé ( jigotai ); o Uki waza, que eu faço abraçando a pegada da gola la no meio das costas, por baixo da axila e o ippon seoi, que a maioria condena, mas eu faço invertendo a pegada. Seria assim: pegada gola/manga simples, dai eu rodo a mão da manga por cima do braço do edversario, fazendo uma pegada de duas golas, ao mesmo tempo que faço a puxada pra cima dessa gola, fazendo o ippon seoi de joelhos - bolinha, como a gente fala.

    Nietzche,

    O Sumi Gaeshi, na minha opinião, pode ser uma solução, mas é perigoso, sobretudo quando não se tem a devida prática e controle da técnica. O Sumi Gaeshi requere uma pega bastante forte, de preferênica no cinto, e um bom controle para que o Uke (quem é projectado) cai de costas, caso contrário o mais provável é ele ficar em yoko shiho gatame (100kg). Eu recordo-me perfeitamente de o meu professor perder uma final de um Zonal de Judo da forma que atrás descrevi.

    No que toca ao Uki Waza, não é uma técnica muito usada no Judo, por isso não vou opiniar acerca da sua efectividade.

    Eu faço mais ou menos assim, mas ao invés de pegar na altura do triceps eu faço a pegada de gola por cima do braço.

    Pelo que me descreves ai, o que tu fazes é o Erin Seionage (que é o que o Rodolfo usa), que é mais seguro de fazer, pois com a mão na mesma lapela do braço, caso falhe a projecção, tens sempre o braço da lapela para proteger o pescoço.

    O Ippon Seionage, como é feito no video, eu não recomendo, a não ser tenhas um bom nivel de judo e mesmo assim os acidentes podem acontecer.

    O Seionage apenas com a pega na lapela é muito mais seguro que o clássico e bem mais simples de executar.

    Abraço


  10. Parabéns Portuga!

    Parece estar fazendo um excelente trabalho!

    Quem, como eu, já está numa idade mais avançada, precisa ter muito cuidado nos treinos, pois uma lesão no tatame pode significar prejuízo no seu trabalho, e nem todos os professores possuem essa visão. Saber a dose certa é difícil , não quero que ninguém me alivie, mas também não quero ser campeão do mundo, quero apenas treinar duro e chegar em casa moído, mas pronto para outro dia

    Oss

    886189_572847936131501_1676079820_o.jpg

    Machado, obrigado! :)

    Ontem foi o 1º treino do ano com judogi, e mesmo tendo me faltado 3 dos regulares, tive 16 pessoas a treinar!

    Agora vem a parte engraçada: os dois tipos novos que estão na ponta da fotografia e que vieram experimentar o Judo.

    Como é norma, sempre que vem alguém novo, pergunto o que os levou a virem experimentar o Judo.

    Resposta dos dois (que são amigos):

    "Vimos no fim-de-semana passado o UFC 168 onde a Ronda Roussey lutou e decidimos vir experimentar"

    Agora vamos ver se os miudos vão regressar o não. Sempre que alguém vem experimentar apenas faz um pouco de trabalho de Newaza e passam sempre pelas minhas mãos ou de outro cinto preto que é para levarem o "tratamento" :)

    São submetidos de todas as formas e feitios de forma a que consigam perceber que o Judo não são apenas projecções e ficam também conscientes do poder que podem vir a ter nas suas mãos.

    Quando passamos para a parte de Nage Waza, fazem apenas técnica (normalmente O Soto Gari ou O Goshi) e quando chegaramos ao Randori (luta) apenas assistem.

    Moral da história: A Ronda está me potenciar os treinos e a sala está a ficar pequena para tanta gente :)


  11. No GP dos Médios ele se segurou até a semifinal acho que aí ele estava perdendo e deu dois quedões no preguiça que ele nem viu de onde veio hahahaha

    Mas acho que nos pesados ele deve usar mais viu...

    Ele na primeira projecção faz exactamente aquilo que eu já tinha dito (no tópico do Judo) e que é fácil e seguro de usar em JJB, o Tai Otoshi usado pelo Neil Adams.

    A diferença aqui, e por isso é que ele não conseguiu o controle no solo, é que ele não baixou o centro de gravidade e não esticou a perna, forçando o Pena a rodar sobre a anca/costas e não sobre a perna/anca...


  12. Sei lá Portuga ... pode ser impressão minha, mas todas as fotos que tu posta dos seus treinos, parece ser um clima MUITO bom.

    Tu deve ser um professor, do estilo paizão, e a galera que treina contigo deve ser empolgada demais, isso transparece em todas suas fotos já postadas. Não só nessa última, que por si só é um pouco mais descontraída, pela falta do Judogi.

    Boas Feffo!

    Felizmente o ambiente nos treinos é muito bom, somos "quase" como um grupo de amigos, e o facto de os treinos não serem orientados para a competição e sim para a aprendizagem e prática da modalidade ajuda também a isso. Tirando o cinto negro que está ao meu lado direito (ele acompanhou o meu trajecto de branco a preto), toda a gente começou a praticar Judo na Universidade, ou seja, já numa idade "avançada" para pensar em competição pura e dura (também não é o objectivo deles.

    Este é o meu segundo ano a dar treinos, ainda tenho muito para aprender, ainda vou "tropeçando" às vezes, mas tenho uns alunos fantásticos... e para teres uma ideia, nos treinos tenho desde caloiros com 18 anos, a professores universitários, alunos de doutoramento, empresários, simples trabalhadores, tudo funcionando em harmonia. Quando colocamos o judogi somos todos iguais e há tempo para tudo :)

    Ainda hoje, vou ter um aluno meu que vai levar a filha de 12 anos para experimentar, o que como podes imaginar, me deixa muito contente!

    Homens e mulheres treinam junto, com Judogi, sem Judogi, sem qualquer problema, tudo na maior amizade e respeito.

    Neste momento tenho cerca de 20 pessoas inscritas e uma média de 10 a 12 por treino.

    É o que eu lhes digo sempre, "Prosperidade e Beneficio Mútuo", o nosso segundo principio no Judo :)

    Abraço


  13. Primeiro treino de Judo de 2014!

    Trabalho de Newaza sem Judogi, em que o prato do dia foi ensinar às minhas miúdas em especial o processo para chegar ao Juji Gatame que a Ronda faz!

    Assim elas já podem dizer às amigas naquelas conversas de gaijas que conseguem fazer o que a Ronda faz :D :D :D

    1501514_10151886633157849_34435165_o.jpg

    Aqui estou eu usando as minhas prendas de natal: calção da Venum (os mesmos que o Wand usou no UFC no Japão) e a rashguard da Meerkatsu (design fantástico e lycra muito boa).

    1492526_10151886646297849_1822908935_o.jpg


  14. jiu-jitsu..

    ela tem uma base boa m pé..mas infelizmente não se treinam muito a parte em pé..

    eu me viro pois já treinei judô um tempo..mas ela não..queria umas tecnicas simples e de facil aprendizado..

    ensinei o osotagari, tentei o seionage, mas vi dificuldade..vendo o video talvez ela entenda a mecanica

    Magrinho, o Seionage é a ultima coisa que ela deve fazer!

    Procura tentar fazer o O Uchi Gari que é bem simples e muito eficaz, pois cais dentro da guarda com a posição estabilizada.

    Podes também tentar o Ko Uchi Gari, sendo que quando este falha, podes passar logo para O Uchi Gari, é uma boa combinação.

    Tirando isso, recomendo o Tai Otoshi como já coloquei aqui em acima.

    Para quem não treina Judo de forma regular e devidamente acompanhado, não vale a pena inventar.

    Eu optaria por essas 3 técnicas.

    EDIT

    É fundamental que ela faça bem o desiquilibrio (Kuzushi) quando entra no O Uchi Gari, ou seja, que procure transferir o peso todo da adversária para a perna que vai ceifar. Os braços deve rodar no sentido dos ponteiros do relógio, como se fosse o movimento de girar um volante. O ombro dela deve procurar bater no peito da adversária e sempre a olhar na diagonal, para garantir a rotação do corpo.

    Abraço