Judo Pitbull

Membros
  • Content Count

    1247
  • Joined

  • Last visited

Posts posted by Judo Pitbull


  1. Queria saber como cair e minimizar os danos/dores ...

    Boas Feffo!

    1. Aprender a cair correctamente.

    2. Estar relaxado e não todo contraido no momento da queda.

    3. Ter um parceiro que saiba projectar correctamente (no meu aniversário, no final, fui projectado por toda a gente no treino - tradição - ... as duas projecções que me deixaram quase sem ar foram feitas por cintos brancos trapalhões).

    4. Perceber que um tatame de Taekwondo (muitas das academias que vejo tem tatames de Taekwondo/Karaté) não tem o mesmo indice de absorção do impacto que um tatame de Judo.

    5. O próprio chão por debaixo dos tatames é um factor importante para a absorção do impacto.

    Abraço :)


  2. Então Malacarne eu gosto de fazer por número de repetições...e eu n gosto de fazer rápido, só depois de muito tempo fazendo lento.O trabalho é especifico e ta bem no inicio ainda..tem umas 3 semanas.

    Po, se tiver algo que a galera não souber o que é, pode ficar a vontade pra perguntar tb. E se os mais conhecedores acharem erros, não se furtem em apontar!

    Boas!

    Malacarne, como o Nietzche disse e bem, não interessa a velocidade, pelo menos nesta fase. A velocidade nesta etapa é inimiga. O que deve prevalecer é o número de repetições, feitas correctamente e devagar, para os processos serem devidamente assimilados, bem como para se ir ganhando memória muscular. Estar a treinar velocidade nesta fase é como uma dos meus formadores do curso de treinadores de Judo disse: "É estar a treinar o erro".

    Outro facto é que não vale a pena por aula dar muitos exercicios ou combinações, devendo-se começar por coisas bem simples e básicas, como postura, pegas, movimentação, desiquilibrio.

    Nietzsche

    Não deu para ver com a devida atenção o plano de treino mas já deu para ver que tens ai muito trabalho empregue :)

    Recomendo-te que vejas os videos do Karo Parisyan (podes sacar facilmente em torrents). Fica aqui um canal com alguns videos dele:

    Abraço


  3. nononono...

    O judo vem do jiu jitsu... Carlos aprendeu o jiu japones e o Helio o transformou.

    Santástico,

    nononono... :)

    O Carlos aprendeu Judo, o Maeda foi aluno do Jigoro Kano, tendo aprendido Judo e não JuJutsu (ele iniciou-se no Sumo, tendo aos 17 anos mudado para Tóquio onde começou a prática do Judo no Kodokan).

    E sim, o Judo nasceu do JuJutsu Japonês que naquela altura tinha centenas (sim, centenas) de diferentes estilos e escolas.

    os japoneses nao passavam essas tecnicas para ocidentais por exemplo, ate que alguns mestres decidiram viajar pelo mundo pra ganhar uma grana extra

    Errado... esses mestres não decidiram viajar para ganhar uma grana extra, esses mestres foram enviados por Kano pelo mundo fora para divulgar o Judo.

    Relativamente aos japoneses não passarem as técnicas para os ocidentais, isso, na minha opinião, em parte é mito (baseado no que já li), pois nem entre eles (japonêses) passavam as técnicas, sendo que o próprio Kano teve de andar a bater de porta em porta até conseguir chegar às mãos do Fukuda que lhe transmitiu os seus conhecimentos.

    Abraço


  4. 1607097_10151943301257849_1382186913_n.jpg

    Dois exemplos de superação, de que quando se acredita num sonho, tudo é possivel!

    Kayla Harrison, campeã olimpica em 2012, nº1 do ranking mundial e a estudar em Harvard, vai encarnar na 7ª arte o papel de Rena Kanokogi, uma pioneira do Judo, a primeira mulher a treinar no Kodokan conjuntamente com os homens.

    Em 1980 esteve na organização do 1º Mundial de Judo feminino, que se realizou no Madison Square Garden, em NY. Hipotecou a sua própria casa para arranjar verbas para que este prova se realizasse.

    Em 1988 foi a grande responsável pela introdução da variante feminina nos Jogos Olimpicos, tendo ameaçado processar a IJF. Foi a selecionadora norte-americana nesses Jogos e a primeira mulher a quem foi atribuido o 7º Dan.

    Foi, e será sempre um exemplo de perserverança!

    http://m.imdb.com/name/nm6172954/bio?ref_=nm_ov_bio_sm


  5. 1556269_10151925496682849_226562060_o.jpg

    "Walk a single path, becoming neither cocky with victory nor broken with defeat, without forgetting caution when all is quiet or becoming frightened when danger threatens"

    Jigoro Kano

    Ontem (sim, porque comecei a escrever isto às 23h52), foi apenas mais um dia no caminho que escolhi percorrer, um dia que poderia ser igual a tantos outros. No entanto, certos caminhos conduzem-nos a momentos únicos, momentos que nos tocam de forma indelével e que não nos deixam indiferentes.

    O Judo foi o caminho que há cerca de 12 anos atrás optei percorrer e quando por ele comecei a trilhar, jamais imaginei o quanto me iria transformar, o quanto me iria dar.

    Agora, cabe a mim ajudar a transformar, a dar de volta, tal e qual como os meus amigos André Moreira, José Martins e Joaquim Guerreiro o fizeram comigo... tal e qual como vocês que estão aqui nesta foto o fazem de forma regular todas as semanas, quer seja dentro de um tatami, quer seja num corredor da universidade ou numa simples conversa cibernética.

    Assim vale a pena, porque o tatami nunca é pequeno e há sempre espaço para mais um...

    Rei

    ------------------------------------------

    Este foi o post que coloquei hoje no meu Facebook (esse mal necessário e que tanto me tem ajudado no Judo) e que agora partilho convosco.

    No passado dia 20 de janeiro fiz 37 anos e no final do treino, após ter sido projectado por toda a gente (costume do Judo nestas ocasiões), os meus alunos fizeram esta surpresa:

    Bolo, cantaram-me os parabéns e ofereceram-me esta t-shirt do Ultimate Fighter Team Rousey... eles sabem que eu sou fã e este último mês estivemos a trabalhar de forma intensiva o processo de chegar ao Juji-Gatame que a Ronda tanto usa.

    Assim vale a pena estar neste maravilhoso mundos das artes marciais, que não tem de ser apenas um lugar marcial ou competitivo, deve ser algo mais e isso deve transparecer para o nosso quotidiano, na forma como nós nos relacionamos com os outros e com o mundo.

    Um abraço a todos vocês que me têm também ajudado a crescer neste tatami virtual :)

    Rei


  6. E acredito tb para chegar se o lutador não vem com vaselina no corpo, unha grande..

    Sim, sobretudo depois da polémica entre o GSP e o BJ... no Taekwondo até usam detectores de metais!

    Esta foto é minha e foi em 2010 no Mundial Universitário...

    4j59.jpg


  7. Acho Tai-Otoshi "de verdade" e Morote-Seoi as piores quedas, parece que no Tai-Otoshi tem mais potência e vc está mais "perto do chão", rs.

    O Tai-Otoshi é uma tecnica violenta, muito dolorosa quando bem aplicada, mas não se compara ao Harai-Goshi quando se acaba este a cair por cima do adversario :)

    Se isto não acontecer (cair em cima), ai concordo que o Tai-Otoshi é mais violento.


  8. Muito bom, Pit!

    Assim como o colega jr.dea, eu acho que a pessoa mas alta leva vantagem pra aplicar golpes como o uchi mata.

    O que você acha?

    ps: obrigado também pelo glossário de termos!

    []´s

    Sempre às ordens ;)

    Sim, o Uchi-Mata favorece claramente quem é mais alto, tal e qual como o O-Soto-Gari, outra técnica que é um queijo para tipos de perna comprida (vejam por exemplo o Judo do Riner, que com o seus 2,04m, assenta quase todo nestas duas técnicas, metendo também pelo meio o O-Uchi-Gari).

    Eu contra os dois cintos negros que tenho nos treinos e que medem cerca de 1,65m (eu tenho 1.83m) nem sequer penso em fazer Seio-Nage's ou Harai-Goshi's, pois não tenho velocidade nem altura para me meter debaixo deles, logo procuro sempre o Uchi-Mata, o O-Soto-Gari ou até o Ashi-Guruma, ou seja, ataco sempre à distância (assim impeço-os de entrarem em técnicas de anca) e de forma segura.

    Depois, dependendo de como é feita a pega, o Uchi-Mata, pode ser uma técnica bastante dura para quem é projectado.

    Se for com a pega clássica, na lapela, a projecção não é tão violenta (maior rotação e menos contacto do corpo do Tori com o do Uke no momento do impacto no solo)... agora se for com a pega nas costas, o que obriga que se entre bem dentro do Uke e se o mantenha bem junto às nossas costas, ai a coisa pode ficar quando se bate com os costados no chão :D


  9. Votei em Wanderlei Silva vs Quinton Jackson 2 por causa do conjunto. Foi em uma disputa de cinturão, as joelhadas foram muito lindas e a maneira que o americano caiu foi mais linda ainda.

    x2

    Para mim, por todo este conjunto de factores acima descritos, é o KO mais brutal e visceral da ainda curta história do MMA, e não apenas do Pride.