Waltter

Membros
  • Content Count

    1
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

About Waltter

  1. Francisco ‘Massaranduba’ viveu período de instabilidade no Ultimate ao não conseguir engatar uma sequência de vitórias no octógono. Porém, essa fase acabou no último sábado (14). O brasileiro derrotou John Makdessi, no UFC Brasília, por decisão unânime dos jurados e agora tem dois triunfos consecutivos, o que não acontecia desde 2016. Com essa questão deixada para trás, o lutador já definiu qual será sua próxima meta na organização. Em conversa com a imprensa após o final do show, com a presença da reportagem da Ag. Fight, o ex-TUF Brasil reiterou o desejo de voltar a vencer um compromisso por nocaute ou finalização. ‘Massara’ não consegue esse feito desde 2018, quando nocauteou Evan Dunham com uma joelhada no corpo em uma edição do Ultimate realizada em São Paulo. “Agora só falta o nocaute. Quero nocautear ou finalizar alguém. Eu quero ser o outro Massaranduba. Estou indo atrás dele. Não ando para trás, vou buscar a luta. Mas vou conseguir chegar onde eu quero. E quero lutar contra alguém que queria lutar mesmo, não seja fujão. Dessa maneira vou dar show para o público e vão gostar. É meu estilo, ir para a briga”, disse o lutador, antes de mencionar um rival que gostaria de encarar. “Quero lutar com os atletas mais bem colocados da categoria. Eu vou bater no Kevin Lee. Luto com ele em qualquer lugar”, completou o atleta de 41 anos e está no UFC desde 2012. Com 16 aparições em eventos do Ultimate no Brasil, o peso-leve (70 kg) sabe a importância que a torcida tem para os lutadores locais. Mas nesse UFC Brasília, pela primeira vez na história da organização, o show foi de portões fechados e sem público, como medida de precaução devido à pandemia de coronavírus pelo mundo. Com essa questão atípica, ‘Massaranduba’ admitiu que sentiu a diferença de atuar sem os fãs. “Faltou o grito da galera. Isso faz a diferença, empurra, dá força, energia. Hoje não teve como eles assisterem, mas no próximo, eu quero estar presente para dar show para eles. No dia da pesagem soubemos que não ia ter público. Então já nos preparamos mentalmente e desligamos. Vamos fazer o trabalho com público ou sem”, completou o peso-leve.