Loucus

Membros
  • Content Count

    1090
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by Loucus

  1. Pior que não posso nem falar que você está errado
  2. Eu já acho que sim, mas que não. Bom, acho que sim, ela está no meio termo. Acho que não, não foi agora que ela encontrou o meio termo, ela já o tem há mais tempo, e nas 2 lutas citadas ela perdeu por sair do meio termo. Contudo, acrescento que contra a China não vejo como ela pode ganhar uma eventual luta, em qq peso que seja. Vejo a China superior até à Shevhcnenko
  3. Eu apostei nele. Mas perdi. Foi pra decisão, achei que ele ia por o Zumbi a nocaute. Fiz essa análise sua, e já vinha acompanhando de perto os 2 lutadores. O que mais me surpreendeu não foi o Ortega ter anulado o Zumbi, foi o Ortega não ter nocauteado o Coreano. Creio eu que seja devido ao "novo" Ortega, por esse novo lutador eu não esperava, muito mais difícil ganhar dele assim, mas ao mesmo tempo, não é mais aquela emoção que dava antes.
  4. Eu vejo esse efeito desde há mais de 30 anos atrás. Só tem uns 2 anos que eu descobri que tem nome e que é estudado. Então, não se deixe impressionar pelo nome bonito que eu usei. Só se liga no fato do quanto de gente que subestima o adversário, principalmente quando esse cara está no início da carreira; é onde vejo o Efeito Dunning quase sempre. e sim, concordo com você desde antes da luta, quando você já alertava pro fato do Borracha querer lutar na área do Campeão, ou seja, no kickboxing, mas agora você acrescentou mais fatos: ele não treinou pra calejar a coxa ou pra bloquear o chute baixo, não treinou pra mandar um socão assim que o Izzy desferice um chute e nem treinou chute após chute ou qq outro momento em que fosse favorável chutar a canela fina do Israel.
  5. O pipo distorcendo o que eu falei. Desenhando então: o Rumble não foi bem lutando em categorias bem baixas de peso; mesmo assim, acho que a única chance do Borrachinha seria uma eventual luta na 84kg, e ainda tem condicionantes pra que o Borracha ganhe, e um deles é ele enxergar e consertar os erros que cometeu na luta conta o Izzy. Qualquer coisa fora disso eu faço minhas apostas no Antonio, tipo, se a luta for na 93, se for na peso pesado, não vejo chances pro Borracha de hoje.
  6. Porque o assunto era Borrachinha, o Efeito Dunning Kruger foi um dos aspectos que afetam o Borracha. Um outro aspecto foi a visão política dele, ao fim de 2 lutas. Esses 2 fatores atrapalham ele. Então, não juntei Bolsonaro com Efeito Dunning. Faltou paciência a você pra interpretar o texto dentro do contexto.
  7. Krause parece que estava com receio. Quanto ao Silva, achei que ele ia ter um infarto, morto desde o 1° round
  8. Quanto a este tópico criado e atualizado por você, fica todo meu agradecimento, e tenho certeza de que não estou sozinho nisso. Sobre o PBP, poderia rolar um CountDown um dia antes, ou no dia do evento, e depois ele se transformaria em um PBP. Você que tem mais experiência, ou algum moderador/administrador poderia aprimorar a ideia. Sei que foi feito há pouco tempo atrás e foi muito bom, apesar de eu só ter chegado pro PBP, se eu soubesse teria chegado antes.
  9. Pois é, acho que vc falou bem o que eu também sinto, que a Cyborg é mais degastada no mundo da luta. A Amanda aparenta não ter sofrido nem metade do desgaste.
  10. Tem aquela coisa linda que atuou em filme de super herói. Depois de apanhar da Cyborg ela não lutou mais MMA
  11. Esse é um dos maiores problemas. Como disputo em alto rendimento, vejo o tempo todo nego apontar erros aqui e ali, e se vangloriar de que vai se sair muito melhor. Tem um nome pra isso, não lembro agora, mas significa o fato de que quem acaba de aprender bem uma coisa, vira e meche se acha superior a quem está no Topo. O Borracha sofre desse efeito. Acabei de lembrar o nome: Efeito Dunning Kruger. Quando ele aprender de verdade, ele vai perceber que pouco sabia. Mas pra reverter o Efeito Dunning Kruger, o Borracha vai ter que se auto avaliar durante um bom tempo. Ou dar sorte de ter um Coach do tipo do Rafael Cordeiro, do tipo do Dedé Pederneiras, entre outros poucos bons. Torço por ele. Mas vejo que a opinião política dele, apoiando e acreditando no BolsoMito (ao invés de acreditar no homem e seus méritos e defeitos), fez com que muitos tomassem antipatia dele. Tb não merece sofrer por isso, pois basta a realidade não bater com a expectativa que ele criou que ele mesmo vai sofrer por dentro, afinal, ninguém votou no Bolsonaro pensando em piorar o Brasil.
  12. Esse é um ponto importante. O Antonio foi um lutador regular nas categorias de baixo. Só ficou bom quando subiu. Se lutar contra o borracha na 84, eu aposto no Borracha. Mas, somente se eu vir que o Borracha está indo pelo caminho certo. Senão, vou de Antonio, não por ele em si, mas pelo declínio do Borracha
  13. Concordo, por menos pode sair até um assassinato, não só uma briga. Geral está esculachando o Borracha e indo além dos limites, e alguns foristas daqui se esquecem que quem é o Rei do Trash Talk é o Izzy, é ele quem entra na mente do adversário usando dessa "técnica"; Borrachinha só tentou devolver e achou que iria vencer na luta e no Trash! Agora vem uns lutadores sem moral alguma como pessoa humana querendo se valer do fato do Trash do Borracha ir de encontro com o resultado da luta.
  14. Correto. Naquela luta não vejo como a Cyborg ganharia, da forma que estava se desenrolando. Mas em outras lutas, histórias diferentes
  15. O UFC nunca porá sua estrela contra a de outra organização, é uma questão de lógica empresarial. O UFC é sinônimo de MMA. Então, se a lutadora dele perde, põe em xeque todos os campeões do UFC. Só fez sentido levar o Chuck Lidell até o Pride pq se o huick perdesse, não faria mal ao UFC, pois o Evento que Mandava era o PRIDE