Eder Jofre55

Admin
  • Content Count

    6107
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by Eder Jofre55

  1. O Justin fez a luta da vida contra o Ferguson, estragando o combate mais aguardado e merecedor dessa categoria e depois faz aquela merda contra o russo! Ferguson é o único dessa divisão que o Nurma não cansaria sem ele estar morto também, duvido que a luta fosse o passeio que foi contra o Justin ,mas jamais veremos, assim como acredito que ele só entra no cage como técnico ou fazendo parte do camp de algum parceiro de treinos ,não tem Dana ,GSP, grana ou qualquer coisa que vai fazer ele mudar de ideia!
  2. Tranquilo, depois foi que eu vi em outro site que ele pediu agora, na verdade a "culpa " é do jornalista que publicou a matéria dando a entender que era coisa antiga! Realmente, mandou muito mal outra vez ,desmarca uma luta assinada e ficar chorando por ts agora !
  3. Lauren Murphy critica escolha de Jennifer Maia para disputa de título: “É uma piada” e “loucura” Americana sugere que Jéssica Bate-Estaca seja a adversária de Valentina Shevchenko. Ela destaca o fato de Jennifer ter tido problemas com o peso e não vir de sequência positiva de vitórias Por Combate.com A peso-mosca do UFC Lauren Murphy não está nada feliz com o fato de a organização ter concedido à paranaense Jennifer Maia o direito de disputar o cinturão da divisão contra a campeã Valentina Shevchenko, luta marcada para 21 de novembro. Em entrevista coletiva após o UFC 254, no último sábado, Murphy lembrou que Maia teve problemas recentes com o corte de peso — contra Roxanne Modafferi e Katlyn Chookagian — e não vem de uma sequência de vitórias. Lauren Murphy não aprova escolha de Jennifer Maia como desafiante de Valentina Shevchenko — Foto: Evelyn Rodrigues — É uma piada. O que Maia fez para disputar o título? Venceu Joanne Calderwood, que aceitou a luta com uma semana de antecedência. Ela (Jennifer Maia) perdeu uma das duas últimas lutas e não bateu o peso em duas das últimas três. E ainda assim você dá para ela a chance de brigar pelo título? Eu nunca deixei de bater o peso e estou com quatro vitórias consecutivas sobre adversárias difíceis. Eu me arrisquei bastante nesta noite, com a minha posição no ranking, lutando contra uma garota que tem um cartel ótimo e foi campeã de outra organização. Coloquei muita coisa em risco para vir aqui hoje e lutar contra essa garota — diz Muphy, que derrotou por finalização a uzbeque Liliya Shakirova, estreante no UFC. Jennifer Maia está no UFC desde 2018, com três resultados favoráveis e dois reveses. Ela ganhou a chance de disputar o cinturão em agosto, ao derrotar Joanne Calderwood (veja a finalização no vídeo abaixo), que era a então desafiante da campeã Shevchenko — duelo que chegou a ser marcado para o UFC 251, em junho, mas foi cancelado. Por isso, a vitória de Maia sobre Joanne valeu também a chance de encarar Shevchenko. Em sua fala, Murphy lembra que “Jojo” aceitou enfrentar a brasileira dez dias antes da luta, porque Viviane Araújo, que seria a oponente de Maia, testou positivo para Covid-19. A atleta ainda diz que o UFC deveria dar a oportunidade de título para Jéssica “Bate-Estaca” Andrade, que fez, no último dia 17, sua estreia no peso-mosca, quando bateu Katlyn Chookagian e pulou para o primeiro lugar da divisão. Primeira brasileira a ingressar no UFC, em 2013, Bate-Estaca fez história ao ser também a primeira mulher a vencer em três categorias diferentes, além de já ter tido o cinturão peso-palha. — Dar uma disputa de título para Jennifer Maia é uma piada. Eles deveriam tirá-la dessa luta e colocar a Jéssica Andrade, e eu lutaria com a vencedora de Andrade contra Shevchenko. Digam-me se vocês não queriam ver Andrade contra Shevchenko mais do que a Jennifer Maia disputando o título? Eles podem colocar a Maia para lutar contra a Cynthia Calvillo. Eu não quero dizer como os matchmakers têm de fazer o seu trabalho, não é o que estou tentando fazer agora. Mas eu tenho o meu modo de enxergar as coisas. Eu entendo que Jéssica Andrade merece uma chance de disputar o cinturão, então deem a ela. Tirem a Maia de lá. Isso é loucura — afirma Murphy. A americana está no UFC desde 2014 e acumula seis vitórias e quatro derrotas pela companhia. Ela tem quatro triunfos seguidos desde o último ano, contra Mara Romero Borella, Adrea Lee, Roxanne Modafferi e, no último sábado, Shakirova. Após as críticas, Murphy foi questionada se manteria a forma física e técnica para ser a substituta de Maia na disputa de cinturão caso alguma eventualidade tire a brasileira do jogo. — Não seria a coisa mais louca que já fiz. Na verdade eu já fiz exatamente isso antes. Eu vou comemorar essa noite com minha equipe, nós vamos voltar para casa… depois eu vou falar com o UFC e ver o que eles acham. Mas, honestamente, dar a disputa de cinturão para Maia agora é uma piada para a divisão. É por isso que as pessoas falam tanta m**** sobre a categoria. Eu vejo muita gente dizer: “Nossa, minha avó pode ganhar duas lutas e brigar pelo cinturão”. Mas aparentemente não é isso que acontece, porque eu tenho quatro vitórias seguidas e não disputei. Então me leve até a sua avó para eu dar um chute na bunda dela e ver se assim eles me dão um “title shot” — ironiza Murphy, que ainda conclui em tom de desabafo. — Eu não sei o que preciso fazer. Eu passei por todos os testes que o UFC me deu e vocês sabem que foram muitos. Posso lutar com a Cynthia Calvillo ou com a Jéssica Andrade se eles quiserem, mas não posso me sentir bem com a Maia disputando o cinturão só por uma vitória e sem bater o peso por mais de uma vez.
  4. Notícia velha pra caramba, a data é de 29/6/2020 !
  5. Foi por isso e por outras respostas nesse mesmo tom em outros tópicos e com outros foristas que eu pedi para ele baixar a bola ,tem quem ache que isso é frescura ou exagero da moderação ,mas basta alguém responder no mesmo tom que a merda está feita , mais um tópico estragado por besteira e discussão que não agregam e desvirtuam o assunto principal que é trocar ideias sobre as lutas ! Ainda bem que a maioria não tem mais caído nessa armadilha ,mantendo o bom nível e quem apela para esse tipo de " argumento " se destaca de maneira negativa !
  6. Na boa ,aqui não é um colégio de freiras mas nem por isso discordar em tom provocativo de forma contínua ajuda em nada o bom debate, opinião todo mundo tem e tem o direito de expressar, assim como discordar de forma respeitosa ,vamos colaborar com o ambiente bacana que o fórum tem se tornado !
  7. O pai morreu e prometeu para a mãe que era a ultima luta, esqueçam a quantidade em dinheiro, GSP ou qualquer outra coisa, não volta, esses valores são sagrados para esses caras ! Só faltou o Ferguson pra limpar a divisão e não foi por falta de tentativas, era a luta que eu mais queria ver nessa categoria e não me deixo levar pela última performance do Cucuy ,acho que daria uma boa luta, se ele ficasse só iria ficar repetindo figurinha, não tem mais nada a provar, legado está feito, nome na história etc... Pensando no seguimento da história, Conor x Poirier deve valer o cinturão da categoria !
  8. As qualidades do russo no que ele se propõe e executa são inquestionáveis e dignas de aplauso, colocar ele e o Ali na mesma frase é um desrespeito com o lutador de boxe e pelas causas de igualdade e direitos civis em.uma época muito complicada da história, ainda bem que ele teve humildade suficiente para não se deixar empolgar por jornalistas sem noção!
  9. Correto, não me fiz entender, estava me referindo ao programa ter revelado boas lutadoras e duas campeãs, Rose é uma das melhores p4p!
  10. Bem lembrado, Rose e Esparza foram campeãs, dessas aí acho a Pennington a mais fraca ,dava pra ter pelo menos um por ano só de categorias femininas!
  11. O discurso é esse mesmo, vai dizer que os caras são impossíveis de se vencer? A realidade é outra, acho que não ganha de nenhum do top cinco, mas não dá pra dizer que não tem chances. ..
  12. Jessica faz parte de um "time " de lutadores(as) que me agrada muito, lutam em mais de uma categoria, quando perdem não ficam de mimimi, quando ganham não ficam se achando a ultima bolacha do pacote , raramente fazem lutas ruins , não perdem tempo falando merda na internet ... Essa "tática " em tese e na prática já se mostrou melhor do que falar merda a rodo para "promover " a luta ,ficar escolhendo adversário quando se é campeão ou está bem no ranking, chantagear o evento expondo negócios e tretas internas pra melhorar a grana, com contrato assinado e por aí vai! No máximo mais uma vitoria nesse peso e vai pra cinta ,merece muito !
  13. ‘Bate-Estaca’ revela mudança de estratégia na última hora para nocautear rival Natassia Del Fischer A estreia de Jéssica ‘Bate-Estaca’ na categoria peso-mosca (57 kg) do Ultimate não poderia ter sido melhor. A brasileira nocauteou Katlyn Chookagian, número um do ranking da divisão, ainda no primeiro round, em evento que foi realizado em Abu Dhabi (EAU). Mas o que nem todo mundo sabia é que a estratégia que deu certo para a lutadora conseguir esse resultado foi definida minutos antes do combate. Durante sua apresentação, Jéssica abusou de golpes no corpo para minar a resistência da adversária e deu certo para alcançar o nocaute. A ex-campeã do peso-palha (52 kg) da organização admitiu que esse não era o plano inicial para o confronto, mas, após uma instrução de Gilliard ‘Paraná’, seu treinador, ela decidiu seguir essa ideia. “Na verdade aqueles golpes no corpo foi algo que o mestre (Gilliard Paraná) me falou no vestiário. Ele mudou a estratégia toda e falou para eu acertar o corpo, que ela ia sentir, tinha perdido muito peso, estava desgastada. Era para acertar o corpo que ia nocautear e acabou funcionando. O mestre fala e dá certo”, disse a brasileira, em coletiva de imprensa após o evento, antes de completar qual era sua antiga tática. “A estratégia antes era trocar, agarrar e botar para baixo. Mas ele (Paraná) depois falou para eu assistir algumas lutas da Katlyn e disse: ‘Acho que dá para a gente trocar com ela e acertar a linha de corpo que ela vai sentir e a luta vai acabar’. Os chutes entraram, quedas entraram. Tudo que eu treinei funcionou. No vestiário ele falou de novo: ‘Filha, acerta o corpo’. Na hora que pegou na boca do estômago e ela gritou ‘Ai’, eu achei que tinha acabado a luta e o mestre gritou para eu ir para cima e deu certo”, concluiu. Questionada sobre seu futuro no Ultimate, Jéssica não descartou ficar na divisão dos moscas nas suas próximas apresentações, mesmo que não receba a chance de lutar diante de Valentina Shevchenko, atual campeã. A brasileira aprovou seu rendimento na categoria e confia que pode ser uma estrela na até 57 kg. “Eu me senti muito bem na categoria, então é uma possibilidade (se manter na divisão), até porque a idade está chegando, vai ficando mais difícil perder peso. Pode ser no futuro seja a minha categoria. Estou aqui para o que precisar, se o UFC quiser no 66 kg ou 61 kg. Acho que posso fazer a diferença nessa categoria e fazer shows nessa divisão”, contou.
  14. Concordo em parte, Weidman está sim em declínio mas é um top dez no ranking e um ex campeão, se for uma vitoria nos moldes do que tem feito até aqui os caras que estão menosprezando ele vão ter que mudar de ideia e provavelmente ele assume o lugar do Weindman ou já fica no top 12 , o evento tem o maior interesse pra que isso aconteça!
  15. Perfeito, é isso mesmo , e mesmo que tenha sido o Dana a dificultar em um primeiro momento ,no fim das contas acabou com ele falando em alto e bom som que a Cyba não queria a revanche e ela preferiu ir embora e silenciar ! Essa luta já começou ruim para a Cyborg desde o início, quando a Amanda pediu pra lutar com ela ficou parecendo que a leoa tinha xingado a sua família, ela levou a coisa para o lado pessoal, ficou irritada de uma maneira que até hoje não consegui entender, na luta não respeitou o perigo que a adversária representava e pagou o preço ,foi tudo mal gerenciado, antes ,durante e passada a luta , ela não precisa disso ,está entre as maiores, abriu caminhos e ajudou ao mma feminino chegar onde está hoje , já deveria ter enterrado esse assunto e seguido em frente!
  16. O ultimo capítulo dessa briga da Cyborg com o Dana terminou com ele dizendo e repetindo que abria mão de mais lutas caso a Cyba ganhasse da Amanda ,depois do episódio do vídeo e das desculpas da curitibana. Podia sair do evento quando quisesse mas que ela tinha medo, falou e repetiu que ela não queria a luta , Cyborg ficou em silêncio, gosto dela mas já tinha que ter encerrado essa história e não o fez ,fica ridículo ficar falando em revanche quando teve a oportunidade e deixou passar!
  17. Se a Cyborg tivesse tomado algum atraso depois que foi para o Bellator, tivesse ganho tomando algum susto ok ,até daria pra dizer que ela não está mais no auge ,acontece com todos em qualquer profissão ,o tempo é cruel ! Mas não é o caso ,Amanda tem um jogo que não é favorável ao da Cyborg ,é qualidade técnica, não tem nada de linha do tempo ,Amanda conseguiu evoluir ,absorver e executar melhor o que ela aprendeu ,não quer dizer que não possa perder para a Cyborg ou outra lutadora ,pode sim ,mas não parece que isso vai acontecer tão cedo! No caso das duas a Amanda pediu a luta e ela e a equipe " escanearam " o jogo da adversária, além disso a Amanda tem algumas valências que ela aprimorou e " encaixa " muito bem com o tipo de luta que a Cyborg propõe, evergadura ,golpes retos explorando o boxe a lá CB , combinações de socos e chutes , movimentação no cage, defesa de quedas ! Cyborg nunca enfrentou uma adversária com.esses fundamentos, ela vai pra cima e atropela ou fica moendo aos poucos até a blitz final ou vitoria incontestável nos pontos, claro que tem condições sim de vencer se rolar uma segunda luta , porém a Amanda entra com mais dois trunfos para essa hipotética revanche ,psicologico,a pressão pela vitória é da Cyborg e o gás caso a luta dure muito ,ela não sofre como acontece nos galos !
  18. Concordo ,também acredito que não rola ,só falei como hipótese , a Cris teve a chance e deixou passar , vai ficar o resto da vida remoendo essa derrota ,se eu sou o Dana também não faria !
  19. Cyborg continua aniquilando as adversárias ,depois que perdeu para a Amanda ela foi para o Bellator e tratorizou a Bud que era a campeã e não tomou conhecimento na primeira defesa de cinturão ontem , concordo que se tivessem lutado na época que você citou provavelmente o resultado seria outro , só que esse argumento não dá pra justificar a derrota ,Amanda tem um jogo que é péssimo para a Cyborg ,vendo a luta que ela fez ontem dá pra ver como ainda desperdiça golpes e bate muito aberta ,um prato cheio para os golpes retos da leoa ,como vimos na luta entre elas ,pra mim ambas ainda estão lutando em alto nível ,Amanda se provou melhor e se rolar uma possível segunda luta entra como favorita !
  20. Só especulação, acredito que ele não topou pra se recuperar bem ,foram muitos golpes durante cinco rounds e voltar logo é arriscar uma aposentadoria precoce ,ele quase sempre apanha em todas as lutas porque se expõe muito atacando, essa foi a primeira que ele praticamente só apanhou! A besteira de bater o peso mesmo sabendo que a luta contra o russo tinha caído acredito que influenciou na sua performance, estava muito lento a luta toda, não que perdeu por causa disso , Justin foi perfeito em lutar e não brigar como ele faz geralmente! Se está acabado ou não só as próximas lutas irão dizer ,o estilo suicida dele não é o mais recomendado pra quem quem quer trocar porrada e se o Justin vencer o Khabib por nocaute ele pode ser a vítima das suas palavras!
  21. Poirier evoluiu muito desde aquela primeira luta entre eles ,mas se a parada ficar no strike as chanches do Conor aumentam ,além da técnica ser melhor ele bate mais pesado!
  22. Quanto a essa questão de melhor de todos os tempos é assunto que nunca vai ter consenso, ambas escreveram seus legados, Cyborg tem mais bagagem e títulos em todos os eventos ,Amanda é campeã em duas categorias no maior evento de todos e desbancou todas as ex -campeãs desse mesmo evento! Ambas se enfrentaram em seus auges e a Amanda passou o carro além de nunca ter sido pega no doping, não tem como isso não ser levado em conta ,pra mim a Amanda é a maior por ter enfrentado desafios maiores ,incluindo a própria Cyborg , coisa que muitas tinham receio de encarar e teve uma atuação magistral! Isso em nada desmerece os feitos da Cyborg , cada uma com seu legado, na minha opinião a Amanda é a GOAT ,assim como acho que o Fangio é o cara na F- 1 , Hamilton talvez nunca seja superado em números e feitos mas dirigir aquelas carroças no anos 50 e ganhar cinco campeonatos com zero segurança é pra poucos , não vi Pelé jogar mas quem é fora do eixo que nem ele jogaria em qualquer época ,e por aí vai ...
  23. No momento não tem mesmo, mas se não fizerem nada para melhorar o cenário aí que a coisa não anda mesmo! Nas categorias masculinas já apareceram muitos caras bons através de tufs , Dana White contenders etc ... dá pra fazer a mesma coisa com as mulheres ,mas a impressão que passa é que o Dana só embarcou nessa pelo retorno financeiro que a Ronda trouxe e depois deixou a coisa meio de lado, se surgir alguém com potencial ele investe ,caso contrário não parece muito interessado, como faz com os homens!