Fórum Portal do Vale Tudo: Campeões do pay-per-view - Connor, Ronda e Lesnar - Fórum Portal do Vale Tudo

Ir para

Página 1 de 1
  • Novo tópico
  • Responder

Campeões do pay-per-view - Connor, Ronda e Lesnar

#1 Membro offline   Koral 

  • Grupo: Membros
  • Posts: 535
  • Cadastrado: 23-April 10
  • Gender:Male
  • Location:Rio de Janeiro

Postou 12 January 2017 - 02:40 PM

Desde que viu o surgimento de estrelas no MMA como Ronda Rousey e Conor McGregor, o UFC vem quebrando recordes nas vendas de pay-per-view. Somente nos últimos 14 meses, a companhia ultrapassou a barreira de 1 milhão de assinantes em sete eventos - metade do total de 14 vezes em toda a história do Ultimate. Confira os shows do UFC que mais venderam.

1) 20/08/2016 - UFC 202 McGregor vs. Diaz 2 - 1,65 milhões. O maior evento da história do Ultimate em termos de vendas de pay-per-view marcou a revanche entre Conor McGregor e Nate Diaz. Na ocasião, o irlandês devolveu a derrota sofrida em março de 2016 e venceu o americano por decisão unânime dos juízes.

2) 05/03/2016 - UFC 196 McGregor vs. Diaz - 1,6 milhões. Curiosamente, o segundo evento que mais vendeu na história do Ultimate foi simplesmente o primeiro combate entre Conor McGregor e Nate Diaz. Após aceitar enfrenar o irlandês faltando dez dias para a luta, o americano finalizou o 'The Notorious' e deu início a uma grande rivalidade.

2) 11/07/2009 - UFC 100 Lesnar vs. Mir - 1,6 milhões. Empatado em segundo lugar na lista de maiores PPV do Ultimate está o histórico UFC 100. O evento contou com duas defesas de cinturão: Brock Lesnar nos pesos-pesados e Georges St-Pierre nos meio-médios (77 kg).

3) 12/11/2016 - UFC 205 McGregor vs. Alvarez - 1,3 milhões. Primeiro evento do Ultimate realizado em Nova York (EUA), o UFC 205 não podia estar de fora dessa relação. No último dia 11 de novembro, Conor McGregor entrou para a história ao nocautear Eddie Alvarez, conquistar o cinturão dos pesos-leves (70 kg) e se tornar o primeiro lutador da história a segurar dois cinturões do UFC ao mesmo tempo.

4) 09/07/2016 - UFC 200 Tate vs. Nunes - 1,2 milhões. Realizado em Las Vegas, o UFC 200 marcou o retorno de Brock Lesnar ao Ultimate e a primeira defesa do cinturão dos pesos-galos (61 kg) de Miesha Tate. Enquanto o americano derrotou Mark Hunt, a americana acabou finalizada por Amanda Nunes.

5) 30/12/2016 - UFC 207 Nunes vs. Rousey - 1,1 milhões. Último evento do UFC em 2016, o show de número 207 marcou o retorno de Ronda Rousey ao octógono depois de mais de um ano sem lutar. No entanto, depois de muita expectativa em torno da americana, 'Rowdy' acabou decepcionando e foi nocauteada em apenas 48 segundos por Amanda Nunes.

5) 15/11/2015 - UFC 193 Rousey vs. Holm - 1,1 milhões. Após defender o cinturão por cinco vezes consecutivas, Ronda Rousey perdeu o título dos pesos-galos (61 kg) do UFC para Holly Holm e a invencibilidade no MMA em evento que marcou o primeiro show do Ultimate com uma luta principal feminina que passou a casa de 1 milhão de PPV.

6) 03/07/2010 - UFC 116 Lesnar vs. Carwin - 1,06 milhões. Realizado em Las Vegas, o UFC 116 marcou a segunda defesa de cinturão de Brock Lesnar. O triângulo de braço aplicado pelo gigante americano em Shane Carwin rendeu ao ex-WWE o prêmio de 'Finalização da Noite.

7) 30/12/2006 - UFC 66 Liddell vs. Ortiz II - 1,05 milhões. O UFC 206 marcou o auge da carreira de Chuck Liddell. Com um nocaute em cima de Tito Ortiz no terceiro round, o americano defendeu o cinturão dos meio-pesados (93 kg) do Ultimate pela quarta vez consecutiva. E todas elas por nocaute.

8) 12/12/2015 - UFC 194 Aldo vs. McGregor - 1,02 milhões. Depois de defender o cinturão dos pesos-penas (66 kg) por sete vezes consecutivas, José Aldo foi nocauteado por Conor McGregor em apenas 13 segundos de luta no UFC 194. Até hoje o manauara busca uma revanche contra o irlandês.

8) 28/12/2013 - UFC 168 Weidman vs Silva II - 1,02 milhões. Após ver Anderson Silva ser nocauteado depois de 17 lutas invicto e 10 defesas de cintrão seguidas, o mundo parou para ver a revanche do ex-campeão contra Chris Weidman em duelo que foi determinante na carreira do 'Spider'. O brasileiro fraturou a tíbia e teve que passar mais de um ano afastado do octógono.

9) 15/11/2008 - UFC 91 Lesnar vs. Couture - 1,01 milhões. O UFC 91 ficou marcado pelo retorno de Randy Couture ao octógono. Na ocasião, o ex-lutador acabou nocauteado por Brock Lesnar e perdeu o cinturão dos pesos-pesados do Ultimate.

10) 29/05/2010 - UFC 114 Evans vs. Jackson - 1 milhão. Realizado em Las Vegas, o UFC 114 ficou marcado pela vitória de Rashad Evans em cima de Quinton Jackson. No card principal do evento, Rogério 'Minotouro' também derrotou Jason Brilz.

10) 27/12/2008 - UFC 92 Griffin vs. Evans - 1 milhão. O UFC 92 ficou marcado pela conquista do cinturão dos meio-pesados (93 kg) por Rashad Evans. O americano nocauteou Forrest Griffin no segundo round em duelo que ganhou o prêmio de 'Luta da Noite'.

Fonte: MSN SPORTS

Conforme lista acima observamos que apesar do UFC ter um grande plantel de lutadores brasileiros, poucos conseguem alavancar as vendas de pay-per-view da empresa, na lista temos somente Anderson, Aldo e Amanda. Infelizmente vemos que lutadores brasileiros são pouco rentáveis e pouco sabem se promover, acabando por ficarem em segundo plano e preteridos em disputas de cinturão.
Serpentário, Flaviova e Osso, obrigado por me convencerem que o UFC é marmelada.
0



#2 Membro offline   Vendeta 

  • Grupo: Membros
  • Posts: 759
  • Cadastrado: 07-January 15
  • Gender:Male

Postou 12 January 2017 - 02:59 PM

Cadê o GSP que diziam que era o carro chefe de vendas de PPV?????
We may be humans, but we're still animals!
0

#3 Membro offline   cisao 

  • Grupo: Membros
  • Posts: 6391
  • Cadastrado: 16-August 11
  • Gender:Male

Postou 12 January 2017 - 03:02 PM

Em 2006 os caras venderam um milhão. SURREAL.

E o Evans conseguiu se manter bem na fita, hein?
Na falta de argumento a ignorância usufrui da agressividade e da ofensa como modo de ataque.


Todos querem ser campeões. Mas ninguém quer comer como um campeão, treinar como campeão, descansar como campeão e viver como um campeão. -Rafael dos Anjos

"Precision beats power, and timing beats speed" - The Notorious
0

#4 Membro offline   Axiotis 

  • Grupo: Membros
  • Posts: 4794
  • Cadastrado: 22-June 05

Postou 12 January 2017 - 03:05 PM

Ver postVendeta, em 12 January 2017 - 02:59 PM, disse:

Cadê o GSP que diziam que era o carro chefe de vendas de PPV?????

Deve vender abaixo de 1mi, mas deve vender pra cacete na média das suas lutas...
0

#5 Membro offline   ExclusiveMMA 

  • Grupo: Moderador
  • Posts: 3755
  • Cadastrado: 21-October 13
  • Gender:Male

Postou 12 January 2017 - 03:12 PM

Resumindo: O que vende é a celebridade por tras do lutador, e não o atleta.

Se fosse por méritos esportivos, Renan Barão venderia mais que o Lesnar, Mighty Mouse venderia mais que o McGregor e a Joana venderia mais do que a Ronda.

Muita gente reclama, ao não entender que o UFC é uma empresa não uma liga. Mas isso só mostra o quão certo (FINANCEIRAMENTE) o Dana está, em apostar em atuais e futuras celebridades.
Wand / Dos Anjos / A. Johnson / Jacaré

Ver postExclusiveMMA, em 19 February 2016 - 11:57 AM, disse:


Quando eu assisto futebol, eu quero ver boas jogadas, um futebol habilidoso, quero ver gols. Se o Jogador X (ex. Edmundo) me oferece isso durante 90 minutos, eu gosto dele. Pouco me importa se o cara da cerveja pra um macaco ou se ele traiu a namorada.

Quando eu quero ver um filme, eu quero ver uma boa atuação, uma boa cenografia, bons efeitos especiais e um enredo que me proporcione entretenimento. Não me importa se o filme foi feito com recursos provenientes de uma empresa X ou Y, ou se o diretor do filme é gay, ou se o ator do filme não trata os paparazzis bem.

Quando eu vejo uma luta de MMA, eu gosto de ver nocautes, gosto de ver lutas que não sejam amarradas, quero ver uma luta que me proporcione um momento de emoção e divertimento. Não me importa se o lutador tem a voz grossa ou fina, se ele fala coisas coerentes ou não, se ele é evagelico ou se é muçulmano. Não me importa se ele é 'escroto' como vc disse ser o Bisping, ou se ele tem ou não carisma. Se é branco ou se é preto, se sabe ler ou se é analfabeto. PRA MIM, o que importa são os 15, 25 ou quantos minutos o cara passa DENTRO do cage e o que ele faz la.

Se voce pensar assim, acho que vai entender quem gosta do Anderson, e talvez até começar a gostar dele.

Vou me importar com carisma, características físicas e pessoais, educação, caráter e etc quando for escolher uma mulher para casar. Como EU - particularmente - não assisto MMA procurando um marido, não me importo com nada que não seja porrada de qualidade. Por isso eu gosto do AS, gosto do Wand, do Thiago Silva, do McGregor, do Aldo, do Jacaré, do Belfort e por ai vai...
0

#6 Membro offline   Garfield 

  • Grupo: Membros
  • Posts: 2568
  • Cadastrado: 25-January 16

Postou 12 January 2017 - 03:15 PM

So uma observação brasil nao tem ppv.
0

#7 Membro offline   Madureira 

  • Grupo: Membros
  • Posts: 2036
  • Cadastrado: 20-April 06
  • Gender:Male
  • Location:Atlanta USA

Postou 12 January 2017 - 06:00 PM

E cadê o famosíssimo UFC Royce x Hughes? Que na época o próprio careca disse ter passado de 1mi? Balela ou verdade?
0

#8 Membro offline   Axiotis 

  • Grupo: Membros
  • Posts: 4794
  • Cadastrado: 22-June 05

Postou 12 January 2017 - 06:07 PM

Ver postExclusiveMMA, em 12 January 2017 - 03:12 PM, disse:

Resumindo: O que vende é a celebridade por tras do lutador, e não o atleta.

Se fosse por méritos esportivos, Renan Barão venderia mais que o Lesnar, Mighty Mouse venderia mais que o McGregor e a Joana venderia mais do que a Ronda.

Muita gente reclama, ao não entender que o UFC é uma empresa não uma liga. Mas isso só mostra o quão certo (FINANCEIRAMENTE) o Dana está, em apostar em atuais e futuras celebridades.

Fã mesmo de MMA, fã mesmo... Não são muitos... Dá galera que treina ou já treinou... Ou os "leigos" que gostam a Vera de assistir luta... Esse público é pouco...

É o mesmo público que acompanha Jon Jones, Aldo, Barão, Shogun...
Esse público também assiste Conor e Ronda, Lesnar...

Só que essa galera puxa outros tipos de fãs, os temporários...

Conor trouxe um público novo que não acompanhava MMA, a Irlanda... Então isso dá um boom de repente... Um país de repente acompanhar um esporte... Fora o tanto de mídia investida nele e seu trash talk que é bom...

A Ronda trás aquele público que a assistiram em talkshows e querem ve-la lutando... Quem assistiu os filmes... Muita mídia pesada a formou em participação de muita publicidade ficam curiosos em vê-la lutando, viram fãs dá Ronda e não de MMA...

Lesnar já era uma estrela, trouxe fãs que não curtem MMA, mas o curtem e querem vê lo em ação... Fora que é um cara gigante, americano adoro esses tipos de caras gigantes e tal...

Mas os méritos são deles e do UFC que viu potencial de crescimento neles e investiram toneladas de dólares para divulgar todos eles...

Se todos esses milhões fossem fãs de MMA, as defesas de Jon Jones seriam nessa casa de milhão...
E foda-se que ele não é carismático, praticamente todos aqui o colocaram na época ele como um dos melhores dá história e nem assim dava 1mi...
Pq?
Quem não quer assistir Messi, Romário, Pelé, Maradona?

Mesmo quem não gostava do Jon Jones, quem era fã de MMA, não perdia uma luta do cara...

Então cadê o resto dos fãs pra chegar em mãos de 1mi?
Estão assistindo baseball, Mc Donald... Assistindo the walking Dead...
0

#9 Membro offline   XxBraKuzaxX 

  • Grupo: Membros
  • Posts: 688
  • Cadastrado: 20-April 09

Postou 12 January 2017 - 06:47 PM

estranhei não ver Silva vs Sonnen 2
Fico difícil?
Guarda alta e queixo baixo
0

Compartilhar este tópico:


Página 1 de 1
  • Novo tópico
  • Responder

1 usuário(s) está(ão) lendo este tópico
0 membro(s), 1 visitante(s) e 0 membros anônimo(s)