Edson Raposo

OPINIÃO: Khabib Nurmagomedov é o lutador mais dominante da história do UFC

Recommended Posts

Uma, duas, três, quatro... vinte e oito vitórias em 28 lutas como profissional. Doze delas no UFC. Khabib Nurmagomedov já é o lutador mais dominante que o Ultimate já viu!

Mas acalme-se antes das críticas: isso (ainda) não significa que ele é o maior da história.

Significa, sim, que até hoje ele é o lutador que menos deu chances a todos os adversários que enfrentou. Nas 28 lutas que fez, Khabib dominou do começo ao fim.

O russo está longe de ter o jogo mais bonito ou até o mais completo. Mas ele tem o jogo mais eficiente. Nurmagomedov entra no octógono sabendo o que fazer. E não muda a estratégia por nada.

Com ele, serão 15 ou 25 minutos de pressão completa, de tentativas de queda, de amasso no chão.

Isso faz com que qualquer adversário já não tenha mais gás nenhum logo no segundo ou terceiro round. As vezes até no primeiro.

Nocauteadores não conseguem nada porque Khabib encurta o espaço e não permite golpes. E ficam tão cansados que não têm força nos braços para conseguir um nocaute.

Grapplers não conseguem nada simplesmente porque Khabib não deixa. O russo é superior a eles.

Sim, há outros lutadores que foram ou são dominantes. Georges St-Pierre e Anderson Silva, cada um de seu jeito, por exemplo, dominaram completamente suas categorias no passado. Mas ambos perderam lutas.

Jon Jones só perdeu por uma desclassificação, é verdade. E tem mesmo um jogo mais completo que Khabib – gosta até de enfrentar os adversários na área em que eles são bons. Mas Jones perdeu rounds. E ficou perto de perder lutas – principalmente contra Alexander Gustafsson e Thiago Marreta.

Khabib só perdeu um round em todas as 12 lutas no UFC – o terceiro do combate contra Conor McGregor. E mesmo assim em uma luta que dominou completamente e acabou com uma finalização.

Mas, então, por que ele (ainda) não é o maior da história?

Primeiro por uma questão de tempo. Khabib ainda precisa defender seu cinturão por mais tempo – afinal, ele praticamente acabou de conquistá-lo.

E depois que essa análise também precisa contar com um pouquinho de genialidade. Nurmagomedov é dominante, mas não há discussão de que tem menos arsenal que Anderson Silva e Jon Jones.

Mas é claro: quanto mais vencer e dominar, menos essa ‘falta’ de genialidade será importante na análise.

 

Fonte: https://www.espn.com.br/mma/artigo/_/id/6046140/opiniao-khabib-nurmagomedov-e-o-lutador-mais-dominante-da-historia-do-ufc?platform=amp

 

Concordo com essa análise

Share this post


Link to post
Share on other sites

Que é o mais dominante não tem como discutir.

Agora GOAT  é gosto pessoal, e pra mim é ele, o melhor de todos os tempos, pelo nível técnico dos adversários e da categoria.

Segundo lugar é do GSP e FEDOR empatados.

Anderson e Jones quase estão empatados na outra lista, dos lutadores que cairam no doping, pela genialidade dos dois. No entanto, quando lutou limpo Jones mostrou grande decadência. Então Anderson em primeiro e Jones em segundo, Dillashaw em terceiro.

Edited by 500ml

Share this post


Link to post
Share on other sites

Com duas defesas de título? 

Nem em quantidade de rounds vencidos. Talvez em termos percentuais. O autor não leva em consideração um fatores "irrisórios" tais quais o nível dos adversários ou  quantos deles ja haviam carregado a cinta.

Texto pobre e falacioso. 

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu discordo do item genialidade.
Se for por esse prisma o Anderson não é genial.
Dentro da sua potencialidade principal o Kabib no meu ver é mais genial que o AS, as inversões as posições a maestria que ele aplica o jogo de queda e solo dele é absurdo.
Concordaria sobre Jones por ter um arsenal mais completo, mas sempre penso que a trocação dele se favorece demais de braços e pernas longas de forma ate anormal, pois ele ja se complicou com caras de envergadura mais parelha.
Então acho que o texto é tendencioso por achar a trocação mais vistosa que o solo e eu sem duvida acho trocação muito foda, mas quando observo tecnicamente as coisas que o Daguestão faz, é absurdo.
Se o AS estava um passo a frente de todos na trocação, o Kabib esta ao menos 3 passos a frente de todos no seu jogo, pois dentro do jogo de quedas dele ninguem chega nem perto (E por favor sem a classica mas e o tibau, pq eu nao to falando aqui de rio chonan nem de takase)
 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu não sou muito adepto a essa coisa de Goat. Depende muito do ponto de vista e dos critérios utilizados. Cada um tem o seu.

Se tivéssemos uma regra para definir quem é o goat, ficaria mais fácil. Os números contam muito, nível da categoria, época em que lutou, etc.

Eu gosto mais de eleger o goat de cada época. E a partir dessa lista, brincar de escolher o melhor, ainda que nesse momento já entre gosto pessoal.

O ponto é que as gerações do MMA mudam muito rapidamente. O esporte ainda é jovem e está em franca evolução. Eu separaria a geração do Royce, depois aquela que começou com Belfort e que trouxe Anderson e Gsp, Machida, Wanderley, Fedor, Shogun, Minotauro, Couture, etc. Depois vem a geração Weidman, Cruz, que é essa que tem 35 anos de idade hoje, e traz o Aldo como grande expoente (Embora O Aldo tenha atravessado duas gerações praticamente como campeão). Aí tem a do Jones, que traz consigo Nurma, Connor e Holloway e DC, DJ, TJ.

E vejam que essas gerações se sobrepõem, mas a juventude de uns combinado com o sair de cena de outros, marcam essa transição de gerações. Os métodos de treinamento são diferentes, o corte de peso tem novas artimanhas, a quantidade de batalhas travadas por um lutador específico, as regras do jogo e até mesmo a maneira como se trata a parte financeira e o "quanto vale o cinturão?" (Vide Colby vs Usman que não fechou por causa de grana). 

Resumindo tudo isso, eu escolheria pra brigar pelo posto de melhor de todos, um expoente de cada geração (aí já fazendo uma brincadeira mesmo, pois é questão de gosto). Estariam na minha lista, Anderson, Royce, Aldo, GSP (aqui eu abro uma exceção para colocar Anderson e Gsp no mesmo balaço), Jones e Nurma.

Eu, particularmente, fico com o GSP. Pra mim, o jogo mais justo que já apareceu no MMA. E quando encardia no Wrestling, ainda tinha trocação pra enfrentar qualquer um. Se ficasse ruim de novo, mexia seus pauzinhos e trocava Wrestling de novo. Esse cara foi um estrategista perfeito. Frio, calculista, calmo e sangue de barata.

Pra mim, GSP é o grande nome da história do esporte.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tremei Brasil, Italia e Alemanha! A Espanha! é a seleção mais dominante da historia. Quem liga pra suas conquistas em Copas se o mais importante é a posse de bola? 

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 minuto atrás, Henry Chinasky disse:

Tremei Brasil, Italia e Alemanha! A Espanha! é a seleção mais dominante da historia. Quem liga pra suas conquistas em Copas se o mais importante é a posse de bola? 

exato

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 minuto atrás, Henry Chinasky disse:

Tremei Brasil, Italia e Alemanha! A Espanha! é a seleção mais dominante da historia. Quem liga pra suas conquistas em Copas se o mais importante é a posse de bola? 

Claro afinal eles ganharam todas partidas e estão invictos, comentario pertinente

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, Henry Chinasky disse:

Sua interpretação é mais. 

Eu acho que a diferença que eu noto é que eu consigo ser neutro.
Eu gosto de alguns lutadores e de outros não.
Mas mesmo assim eu consigo ver as qualidades dos que não gosto e os defeitos dos que eu gosto.

Sou muito mais fã do JJ doq do Kabib, porem eu acho que sim o JJ teve uma puta sorte genetica, assim como o Michael Phelps, claro merito deles usar isso em um esporte, e ambos treinaram muito pra isso, mas a questão é que sem essa genetica, mesmo com o dobro de treino eles não chegariam aonde chegaram.

Sempre lembro do Bolt quando vejo o JJ, o treinador do Bolt sempre dizia que ele nao gostava de treinar e comia só porcarias, o cara ganhou a medalha em pequim comendo só nugets de frango com molho.

Existe uma dificuldade das pessoas em aceitarem que sim alguns caras são fenomenos da natureza em suas capacidades fisicas, e que sem elas seriam apenas um cara qualquer.

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 minutos atrás, pipo disse:

exato

Sem contar que o que Khabib tem menos lutas no UFC que  o Jones e GSP tem de defesas de cinta. Isso obviamente não pode ser usado como critério de dominância. 🙄 Nessa garapa de texto o autor usou sofisma como adoçante. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 minutos atrás, MrCampos disse:

Claro afinal eles ganharam todas partidas e estão invictos, comentario pertinente

Essa coisa de invencibilidade fora do UFC é relativa. 

O Thominhas tinha quase 20 lutas de invencibilidade. O Barão tinha mais de 30 lutas sem perder (uma sequência maior que a do Khabib, inclusive). Ele também defendeu 3 vezes o cinturão. O Gaethje era 17x0 antes de entrar no Ultimate. 

Se você pegar os caras que o russo bateu antes de entrar no evento, vai ver que muitos tem o cartel negativo, inclusive. Cartel fabricado é a coisa mais comum no MMA, Nova União era campeã em fazer isso.

O Jones tem mais de 10 lutas pelo cinturão, bateu em 6 ex-campeões, mais de 20 lutas no evento (sendo que só “perdeu” por desclassificação). 

Veja bem, não to dizendo isso pra diminuir o russo. O cara já tem 12 lutas e 12 vitórias no UFC, ganhou o cinturão e defendeu duas vezes. Não é mole tudo que ele fez. E outra, ele é jovem, se aumentar a frequência de lutas (talvez seja a única coisa que ele peca), tem totais condições de bater recordes e se tornar o maior nome de todos.

O único ponto que eu acho que as pessoas exageram é que ele AINDA não conseguiu chegar perto do que outros atletas já fizeram. Mesmo tendo duas derrotas, por exemplo, o GSP alcançou feitos maiores do que o Khabib. 

Pra ter ideia, Ben Henderson, Frank Edgar e BJ Penn defenderam mais vezes o cinturão dos leves do que o russo. O Nurmagomedov ainda está em processo de construção da sua estrada. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
13 minutos atrás, MrCampos disse:

Eu acho que a diferença que eu noto é que eu consigo ser neutro.
Eu gosto de alguns lutadores e de outros não.
Mas mesmo assim eu consigo ver as qualidades dos que não gosto e os defeitos dos que eu gosto.

Sou muito mais fã do JJ doq do Kabib, porem eu acho que sim o JJ teve uma puta sorte genetica, assim como o Michael Phelps, claro merito deles usar isso em um esporte, e ambos treinaram muito pra isso, mas a questão é que sem essa genetica, mesmo com o dobro de treino eles não chegariam aonde chegaram.

Sempre lembro do Bolt quando vejo o JJ, o treinador do Bolt sempre dizia que ele nao gostava de treinar e comia só porcarias, o cara ganhou a medalha em pequim comendo só nugets de frango com molho.

Existe uma dificuldade das pessoas em aceitarem que sim alguns caras são fenomenos da natureza em suas capacidades fisicas, e que sem elas seriam apenas um cara qualquer.

Eu estou criticando a matéria e não o lutador. Khabib esta fazendo o caminho dele. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now