André Filho

Presidente da PFL revela negociação com Cris Cyborg, mas admite concorrência é grande

Recommended Posts

"Provavelmente, (ela) está falando com o Bellator, ONE FC e assim por diante, então vamos ver. Adoraria contratá-la", afirma Ray Sefo. Brasileira está livre desde o fim do contrato com o UFC

Por Combate.com — Rio de Janeiro

15/08/2019 14h13  Atualizado há 53 minutos

 
image.jpeg.f038e26b2d6083f3ee1a945f66354852.jpeg

Cris Cyborg, Felicia Spencer, UFC 240, MMA — Foto: Jeff Bottari/Getty Images

Cris Cyborg, Felicia Spencer, UFC 240, MMA — Foto: Jeff Bottari/Getty Images

 

Depois que o UFC não fez valer sua prioridade para renegociar seu contrato com Cris Cyborg, a ex-campeã peso-pena do Ultimate tem se tornado alvo de disputa entre as principais organizações do mundo no MMA. Em entrevista ao site “MMA Fighting”, o presidente da Professional Fighters League (PFL), Ray Sefo, não escondeu seu desejo de ter a brasileira em sua companhia.

- Com certeza estamos interessados em Cris Cyborg. Ela é uma lenda, está presente há muito tempo nisso e é campeã há muitos anos. Uma campeã em diferentes organizações. Nossa equipe está conversando com a equipe dela e esperamos que possamos fazer algo acontecer.

Antes disso, o presidente do Bellator, Scott Coker, já tinha admitido o interesse na contratação de Cyborg. Os dois já trabalharam juntos no Strikeforce. Sefo sabe que a concorrência é grande.

- Ela está numa situação em que está no shopping comprando agora. Provavelmente está falando com o Bellator, ONE FC e assim por diante, então vamos ver. Adoraria contratá-la, mas vamos ter que esperar para ver como tudo isso acontece.

Cyborg lutou a maior parte de sua carreira no peso-pena (até 66kg), tendo chegado a fazer lutas de peso-casado abaixo disso e sofrido bastante com os cortes de peso. A PFL não tem uma categoria para mulheres no peso-pena, mas Ray Sefo acredita que ela estaria bem situada no peso-leve (até 71kg), divisão que inclusive já tem um torneio de US$ 1 milhão em andamento.

- Vi algumas coisas no “Embedded” em que ela parecia e parece estar sofrendo quando corta peso. Com 155 (libras), ela seria muito perigosa. No final das contas, essa é a decisão dela e, em algum momento, essa decisão será tomada. Eu acho que todo mundo está ansioso para saber onde ela vai terminar - completou o dirigente.

A lutadora curitibana tem um cartel de 21 vitórias e duas derrotas - além de um "no contest". Sua última luta, que marcou a despedida do Ultimate, foi em 27 de julho, quando venceu Felicia Spencer por decisão unânime.

Fonte: https://sportv.globo.com/site/combate/noticia/presidente-da-pfl-revela-negociacao-com-cris-cyborg-mas-sabe-que-concorrencia-e-grande.ghtml

Share this post


Link to post
Share on other sites

Blz PVT!

Torço pela Cyborg e espero que ela consiga o melhor pra ela em outro evento, mas só pela participação nesse tópico podemos ver a força do UFC. Quando tava batendo boca com o Dana Branco, um tópico dela rendia 5 páginas....

Témas!!!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Isso porque afirmaram em outro tópico que a lutadora brasileira estava "toda ferrada", por não se submeter às vontades do sem vergonha do UFC.

Share this post


Link to post
Share on other sites
51 minutos atrás, TNT disse:

Isso porque afirmaram em outro tópico que a lutadora brasileira estava "toda ferrada", por não se submeter às vontades do sem vergonha do UFC.

Os eventos sabem que ela tem uma base grande e leal de fãs. Aonde ela for, eles irão ver as lutas, isso ela conquistou sozinha e deu nome, que é Cyborg Nation. Era isso que ela se referia quando falava em marca e ela estava certíssima. Na verdade o UFC sempre precisou mais dela, do que ela do UFC, e ela já era grande antes de entrar no UFC e vai sair grande tbm, e é isso que desagrada o Dana.

Edited by rivvithead

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu gosto muito do ambiente do ONE. Acho que não tem a categoria dela, mas  se tem alguem que certamente faria isso acontecer é o Chatri. Sem contar que lá tem tb as lutas de MT e a supercampeã Jorina...

Share this post


Link to post
Share on other sites
23 horas atrás, rivvithead disse:

Os eventos sabem que ela tem uma base grande e leal de fãs. Aonde ela for, eles irão ver as lutas, isso ela conquistou sozinha e deu nome, que é Cyborg Nation. Era isso que ela se referia quando falava em marca e ela estava certíssima. Na verdade o UFC sempre precisou mais dela, do que ela do UFC, e ela já era grande antes de entrar no UFC e vai sair grande tbm, e é isso que desagrada o Dana.

O Dana deu um tiro no pé em desfazer  da Cris pois Amanda uma hora vai decair ,Não se se vcs concordam comigo a categoria feminina não tem ninguém 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now