Sign in to follow this  
SgtBlackStar

Ex-campeã do UFC culpa coqueteleira por flagra em exame antidoping

Recommended Posts

Ex-campeã do UFC culpa coqueteleira por flagra em exame antidoping

 
montano.jpg

A americana de 30 anos foi a primeira campeã do peso-mosca feminino – Diego ribas

Nicco Montaño foi do céu ao inferno em muito pouco tempo. Primeira campeã da categoria feminina dos moscas (57 kg), ela nem chegou a defender seu cinturão: foi destituída após não conseguir bater o peso para a primeira luta que faria como detentora do título, contra Valentina Shevchenko, em setembro do ano passado. Depois, ainda foi flagrada no doping. Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, ela revelou qual a principal suspeita sobre a contaminação por ‘ostarine’: uma coqueteleira.

Apesar de a USADA (agência antidoping americana) tê-la punido pela presença da substância proibida em seu corpo, a entidade aplicou a pena mínima à atleta, por entender que não havia evidências de que a ingestão do ‘ostarine’ foi proposital. Com isso, Nicco já está liberada para lutar e vai enfrentar Sara McMann no UFC Sacramento, dia 13 de julho. A atleta contou que as investigações apontaram para uma inusitada fonte de contaminação: as garrafinhas onde atletas misturam e tomam suplementos.

“Fomos dissecar o que poderia ter acontecido e, possivelmente, o compartilhamento de coqueteleiras pode ter causado. Há muitas coisas que podem ter acontecido, porque a quantidade foi tão pequena, os picogramas foram tão mínimos… Mas foi frustrante, porque eu estava fazendo tudo certo. Todos os suplementos que eu estava tomando eram aprovados e testados pela NSF (organização que inspeciona produtos nos Estados Unidos”, disse, antes de ressaltar que teve medo da reação do Ultimate. “Eu tive que esperar para ver o que UFC iria fazer, porque eu me senti como se estivesse vindo uma coisa após a outra. Eu achei que nunca mais iria estar nesta posição de ter uma luta novamente. Mas me mantive paciente, cooperei e tudo deu certo”, acrescentou.

Montaño explicou que, depois de saber que provavelmente as garrafinhas causaram seu doping, teve a sensação de que terá de contar com a sorte. De qualquer forma, deu a entender que não vai mais compartilhar as coqueteleiras.

“Recebemos a suspensão mínima, que foi de seis meses. Compreendendo que eu tinha de fazer isso, eu tive de engolir o sapo, mas é o protocolo, então eu entendo. Sei que estava fazendo tudo certo, então ter ideias como dividir as coqueteleiras provavelmente foi a razão, embora nós estivéssemos lavando tudo. Ainda é um pouco estranho, pois não sabemos de onde veio. Vou cruzar os dedos para não acontecer de novo”, finalizou.

Como profissional, Nicco Montaño tem apenas seis combates, com quatro vitórias e duas derrotas. Ela foi a vencedora do programa ‘The Ultimate Fighter 26’, que revelou a primeira campeã do peso-mosca. Antes de participar do reality show, ela lutava em eventos regionais dos Estados Unidos.

https://agfight.com.br/ex-campea-do-ufc-culpa-coqueteleira-por-flagra-em-exame-antidoping/

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this