Sign in to follow this  
Eder Jofre55

PBP UFC - 238 - Cejudo x Moraes

Recommended Posts

Marlon disputa cinturão contra Cejudo e pode quebrar jejum no masculino que dura desde 2017

Friburguense faz luta principal do UFC 238, sábado, em Chicago, contra "The Messenger". País não tem título entre os homens desde 2017, quando José Aldo foi destronado por Max Holloway

Por Ana Hissa e Evelyn Rodrigues 

gettyimages-1148482307.jpg

Desde junho de 2017, quando José Aldo perdeu o cinturão peso-pena para Max Holloway, o Brasil não possui nenhum título masculino no UFC. O jejum pode ser quebrado neste sábado, no UFC 238, em Chicago (EUA). Marlon Moraes disputa com Henry Cejudo o cinturão vago do peso-galo do evento. Caso vença, "Magic" se juntará às campeãs Amanda Nunes (galo e pena) e Jéssica Bate-Estaca (palha) e, pela primeira vez na história, o país terá simultaneamente quatro cinturões do Ultimate.

- O nosso povo sente necessidade por esse ídolo, por esse cara que está vencendo, que está nas cabeças. Acho que é uma nova chance de ter um homem (campeão do UFC). E não só ter um homem, mas ter uma motivação: "Tem aquele cara lá, vou também. Não tem pressão. A pressão, na verdade está se tornando uma alegria muito grande de estar aqui, estou muito feliz com essa oportunidade, mas estou muito concentrado. Eu sei que eu tenho uma luta dura e estou preparado pra vencer - disse Moraes, que pode trazer novamente para o país o título peso-galo, que o Brasil deteve entre 2012 e 2014 com Renan Barão.

Moraes tem cinco lutas no UFC e perdeu apenas uma vez, na estreia, contra Raphael Assunção. A última vitória foi em Fortaleza, em fevereiro desse ano, quando teve a revanche contra o compatriota. Após superar o recifense, Marlon se tornou o número um do ranking da divisão no UFC. Para o friburguense, que precisou se mudar para os Estados Unidos há oito para poder continuar vivendo da luta, chegar à disputa de um título é a realização de um sonho.

- A verdade é que eu não tinha nada no Brasil, eu não tinha um real, não tinha dinheiro, não tinha capacidade de montar um treino pra mim no Brasil. Na América, eu tive essa oportunidade de treinar – e não digo viver da luta, porque quando eu vim eu não vivia da luta, eu dava aulas e, consequentemente, eu tive a oportunidade de começar a competir. Não foi uma opção minha, foi uma oportunidade que eu tive na minha vida. Mas o difícil tem sempre um sabor melhor - disse Moraes.

marlon.jpeg

Enqüanto Marlon achou a solução para a carreira nos Estados Unidos, o caminho inverso fez Henry Cejudo, que hoje se considera "brasileiro de coração". A relação com o Brasil vem de longa data, mas foi em 2017, a convite do treinador Eric Albarracin, que o americano resolveu começar uma temporada de treinos na "Pitbull Brothers", no Rio Grande do Norte. Embalou quatro vitórias consecutivas e conquistou o cinturão peso-mosca do UFC ao derrotar Demetrious Johnson, em agosto de 2018.

A aproximação com o Brasil serviu de arma para Cejudo - que fala português - provocar Moraes durante toda a semana, afirmando ter mais envolvimento com o país que o adversário.

- O Marlon fica na América, faz todos os treinos aqui, enquanto eu vou ao Brasil, nas favelas, fazer meus treinos lá. Eu vou ao Nordeste, treino com os Pitbull Brothers (Patrício e Patricky), os treinos são muito bons. Mas uma coisa que eu gosto muito do Brasil são as pessoas. Então, não sou brasileiro, mas o mais importante, sou brasileiro de coração. Depois que eu ganhar no sábado, vou ao Brasil e vamos celebrar juntos.

 

Mulheres com tudo

gettyimages-1148482297.jpg

Se em 2011 Dana White falava que mulheres nunca pisariam na organização, oito anos depois o presidente do UFC tem pela frente um card com cinco lutas femininas - o maior número da história de um card numerado.

- As mulheres são tão técnicas, cresceu tanto o MMA feminino. Foi uma das maiores decisões que já tomei, não só na minha carreira, mas em toda minha vida - exaltou o presidente após a pesagem.

Puxando o bonde das mulheres, a campeã peso-mosca Valentina Shevchenko coloca pela primeira vez o título em jogo contra a americana Jessica Eye. Favoritíssima nas casas de apostas - 90% do público acredita em uma vitória da quirguistanesa -, "The Bullet" foi provocada pela adversária durante a semana, com direito a um colete à prova de balas da americana em uma encarada.

Desafiante da vez, Eye busca a consolidação de sua volta por cima. Isto porque após quatro derrotas consecutivas, ela se reergueu e bateu três rivais até conquistar a chance de medir forças com a campeã.

 

Futuros desafiantes se enfrentam

gettyimages-1148482034.jpg

No card preliminar, os fãs poderão acompanhar duelos que podem definir os próximos desafiantes. O combate entre Pedro Munhoz, número quatro do ranking dos galos, e Aljamain Sterling, o terceiro da divisão, se enfrentam para ver quem é o próximo na fila pelo topo.

Na categoria peso-mosca, a invicta Tatiana Suarez, segunda colocada do ranking, mede forças com Nina Ansaroff, embalada por quatro vitórias consecutivas. Quem vencer dá um largo passo rumo à vaga para ser a próxima desafiante.

Apelidado de "evento principal dos fãs", Tony Ferguson e Donald Cerrone travam uma aguardada batalha pelo peso-leve. Sem perder desde 2012, "El Cucuy" soma incríveis 11 vitórias seguidas - a última contra Anthony Pettis, em outubro do ano passado. "Cowboy", por sua vez, tenta engatar o quarto triunfo e faz seu terceiro confronto em 2019 - bateu Alexander Hernandez e Al Iaquinta em janeiro e maio, respectivamente. O atleta que deixar o cage com o braço erguido é forte candidato a enfrentar o vencedor de Khabib Nurmagomedov (linear) x Dustin Poirier (interino) pelo título.

O Combate transmite o UFC 238 ao vivo, na íntegra e com exclusividade no sábado, dia 8 de junho, a partir de 18h30 (horário de Brasília), direto de Chicago (EUA). O Combate.com transmite as duas lutas do card preliminar em vídeo e acompanha todo o evento em Tempo Real.

 

UFC 238
8 de junho de 2019, em Chicago (EUA)
CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília):
Peso-galo: Henry Cejudo x Marlon Moraes
Peso-mosca: Valentina Shevchenko x Jessica Eye
Peso-leve: Tony Ferguson x Donald Cerrone
Peso-galo: Jimmie Rivera x Petr Yan
Peso-pesado: Tai Tuivasa x Blagoy Ivanov
CARD PRELIMINAR (19h15, horário de Brasília):
Peso-palha: Tatiana Suarez x Nina Ansaroff
Peso-galo: Aljamain Sterling x Pedro Munhoz
Peso-palha: Karolina Kowalkiewicz x Alexa Grasso
Peso-pena: Ricardo Lamas x Calvin Kattar
Peso-palha: Yan Xiaonan x Angela Hill
Peso-médio: Bevon Lewis x Darren Stewart
Peso-galo: Eddie Wineland x Grigory Popov
Peso-mosca: Katlyn Chookagian x Joanne Calderwood

Share this post


Link to post
Share on other sites

Melhor card do ano! Um dos melhores que já vi!

Olho no Bevon Lewis e no Petr Yan, pra mim ambos estarão disputando o cinturão em breve.

Bom evento a todos! 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this