Sign in to follow this  
Eder Jofre55

Jon Jones falta a coletiva do UFC, Marreta posa sozinho, e Cejudo e Marlon trocam provocações

Recommended Posts

Jon Jones falta a coletiva do UFC, Marreta posa sozinho, e Cejudo e Marlon trocam provocações

Evento em Atlanta para promover os próximos cards tem a ausência sentida do campeão meio-pesado, que alegou intoxicação alimentar. Rivais por título peso-galo tentam roubar a cena

Por Combate.com

gettyimages-1136479412.jpg

O UFC juntou 16 lutadores numa conferência de imprensa nesta sexta-feira, em Atlanta, para promover seus próximos eventos, mas o lutador mais aguardado foi ausência. Jon Jones, atual campeão meio-pesado e que costuma trazer muito trabalho para a organização, alegou problemas estomacais e não compareceu ao local, deixando o desafiante Thiago Marreta sem rival para a encarada. Eles se enfrentam no UFC 239 em 6 de julho, em Las Vegas. O presidente do Ultimate, Dana White, precisou falar sobre o assunto logo na primeira pergunta.

- Jon Jones não está aqui por ter se sentido mal. É uma daquelas coisas que acontecem. Vou dar a ele o benefício da dúvida, como daria a todos aqui. Ele teve uma intoxicação alimentar e não pôde comparecer à entrevista. Ele está aqui (na cidade), mas não conseguiu vir (...). Jon Jones é um dos maiores talentos da história de qualquer esporte, e agora depende dele superar os problemas em que ele sempre se meteu. Quando ouvi que ele tinha se sentido mal, pensei na mesma hora: "Caramba, lá vamos nós de novo...", mas deixo para ele o benefício da dúvida - disse o chefão.

Thiago Marreta, solicitado para apenas duas perguntas durante toda a coletiva, minimizou o fato, mas garantiu que vai surpreender o mundo do MMA.

- Não sei (o que aconteceu pela ausência de Jon Jones). Tanto faz. Estou aqui, isso é o mais importante (...). Estou muito empolgado para essa luta. Vou chocar o mundo - disse o brasileiro, atual número 3 do ranking meio-pesado (até 93kg).

gettyimages-1136479402.jpg

Mas se Jon Jones foi ausência, o campeão peso-mosca (até 57kg) Henry Cejudo tentou chamar para si parte do protagonismo da coletiva, provocando o adversário brasileiro Marlon Moraes. Eles se enfrentam no UFC 238, em Chicago, no dia 8 de junho, pelo cinturão vago do peso-galo (até 61kg) após doping de TJ Dillashaw. Na encarada ao fim, os dois seguiram se provocando.

- Antes de responder a primeira pergunta, queria elogiar: que cidade linda é Atlanta, casa das Olimpíadas de 1996, e eu sou campeão olímpico, olha isso! Mas tenho mais coisas a dizer: TJ já está pagando pelo erro dele, sinto que já deu, não tem muito o que falar. Eu vou bater nesse cara em 30s ou menos - disparou Cejudo, iniciando a troca de “gentilezas” com o brasileiro.

Marlon: “Você vai ter que lutar comigo primeiro”.

Cejudo: “Não apenas vou ganhar, como vou levar esse cinturão para o Brasil e mostra aos meus amigos brasileiros”.

Marlon: “Para você acabou medalha, passeio, você vai ver. Vou nocauteá-lo”.

Cejudo: “Você não vai nocautear ninguém. Tenho (Demetrious) Johnson num ombro, TJ no outro e o cinturão amarrado na cintura”.

Marlon: “Você vai ter que conversar isso com minhas mãos e pernas”.

Cejudo: “O UFC não deveria contratar um cara que se veste dessa forma e fala como o Michael Jackson”.

Mais tarde, quando a pergunta foi feita a Marlon Moraes, foi a vez de Cejudo se meter na conversa e começar a provocação.

Marlon: “Estou pronto, essa é a maior luta da minha vida e é hora de me tornar campeão”.

Cejudo: “Isso não vai acontecer. Você para mim é só o próximo. E é muito legal ver que tem uma fila me esperando. Vocês estão dando muita audiência para o campeão olímpico (...). TJ estava dopado e eu matei ele. Essa é a beleza do esporte. Eu respeito Marlon, ele é um cara perigoso. Mas eu vou acabar com ele".

Marlon: “Você não vai acreditar no que vem por aí”.

 

Amanda Nunes x Holly Holm

gettyimages-1136479410.jpg

Amanda Nunes defenderá seu cinturão peso-galo (até 61kg) no UFC 239, no dia 6 de julho, em Las Vegas, contra a ex-campeã Holly Holm. No primeiro encontro entre elas, a brasileira - também campeã peso-pena do Ultimate - avisou que a americana completará sua galeria de vitórias contra ex-donas de título da divisão. Na encarada, as duas se cumprimentaram e a brasileira posou sorridente com um cinturão em cada ombro.

- Quero continuar a fazer história. Holly é a única ex-campeã que ainda não venci. E será a próxima (...). Uma coisa curiosa nessa luta é que eu também sempre fui a zebra. Vai ser uma luta interessante - disse a brasileira, depois que Holly falou sobre o fato de ser novamente uma zebra.

- O sentimento de ser a zebra é familiar para mim. Mas hoje sou uma lutadora diferente da que eu era, mas ser o azarão é importante porque quero me desafiar e ver como me saio nessa luta.

Amanda Nunes ainda avisou que pretende defender o título da categoria até 66kg na sequência, e deixou no ar a possibilidade de uma revanche com Cris Cyborg.

- Quero defender meus dois cinturões. Vou defender agora (nos galos), e depois vou subir para defender o do peso-pena (...). Estou pensando sobre Holly agora, e depois vou pensar no resto. Mas pode haver uma revanche com Cyborg. Não sei, vamos ver...

Dana White ainda foi questionado sobre a volta de Cris Cyborg, que perdeu seu título dos penas para Amanda Nunes em dezembro. O presidente do UFC garantiu que ele voltará a lutar pela organização.

- A gente está trabalhando nisso, ela vai lutar de novo e estamos acertando. A categoria (peso-pena) vai continuar, a campeã (Amanda) está aqui.

 

Rose Namajunas x Jéssica Bate-Estaca

gettyimages-1136479398.jpg

O UFC 237, também conhecido por UFC Rio 10 e marcado para 11 de maio, ganhou mais uma encarada entre a campeã peso-palha (até 52kg) e a desafiante Jéssica Bate-Estaca. Duas semanas depois de se encontrarem em coletiva na Cidade Maravilhosa, elas mostraram mais uma vez que o embate será sem provocações, e a brasileira agradeceu pela oportunidade dada pela americana.

- Foi muita surpresa para mim. Nunca imaginei que Rose me daria essa chance de lutar pelo cinturão dentro de casa. Faz mais de três anos que não luto no Brasil. Para mim é uma alegria lutar em casa, onde eu treino, com a minha família. Só tenho a agradecer a Rose, e espero que ela seja muito bem tratada no Brasil, porque é esse o carinho que os brasileiros têm pelos lutadores. Lá dentro somos lutadoras, não somos inimigas, apenas vamos lá fazer nosso trabalho - disse Jéssica.

Rose Namajunas citou que voltava a Atlanta, onde viu sua última derrota - para Karolina Kowalkiewicz, em julho de 2016 -, em situação diferente nesta sexta-feira.

- Não tinha o (noivo) Pat (Barry, ex-lutador e seu treinador) comigo, e ele não pôde estar naquele camp comigo – disse a campeã, que pretende chegar apenas na semana da luta ao Brasil.

- Acredito que chegue na segunda ou terça anterior ao combate. Não mais que uma semana. Para mim é uma missão: chegar, fazer (a luta) e ir embora.

 

Francis Ngannou x Junior Cigano

No dia 6 de julho, em Las Vegas, no UFC 239, um duelo peso-pesado deve indicar um possível desafiante ao título da categoria: Francis Ngannou e Junior Cigano se enfrentam por essa oportunidade, e fizeram uma encarada tranquila logo após a coletiva. O brasileiro, que vem de nocaute para cima de Derrick Lewis no início deste mês, ressaltou que não poderia se negar a lutar.

- Não resisto a isso. Essa luta deveria ter acontecido há algum tempo, e vai acontecer agora. Todos falam da força desse cara, e eu quero enfrentá-lo. É esse é o tipo de desafio que gosto e estou esperando - disse o número 3 da categoria até 120kg.

Ngannou, que vem de vitórias contra Curtis Blaydes e Cain Velasquez, admitiu que esperava ser o próximo desafiante ao título de Daniel Cormier, mas se conformou com o compromisso contra Ciagno.

- Esperava realmente uma luta de cinturão, mas não aconteceu, não sei porque, mas fico feliz de enfrentar o Junior. A gente sabe que ele é um grande atleta. Ele voltou a lutar como um grande campeão, e espero ter a minha chance. A gente vai fazer acontecer uma luta que estava para acontecer há dois anos, e espero que nada de ruim aconteça nesse período. Não quero falar de problema, quero falar dessa luta - disparou o número 2 da categoria, atrás apenas de Stipe Miocic.

Ronaldo Jacaré x Jack Hermansson

gettyimages-1136479399.jpg

No próximo dia 27, na Flórida, Ronaldo Jacaré enfrenta o sueco Jack Hermansson na luta principal do UFC Fort Lauderdale. O brasileiro é o número 3 do ranking peso-médio (até 84kg), enquanto enfrenta o décimo colocado. Ele espera que uma vitória o dê a chance de disputar o cinturão.

- Acredito que mereço a disputa de cinturão. Eu estava pronto para lutar com (Yoel) Romero, desejo a ele uma boa recuperação, e sei que esse cara (Hermansson) é duro, mas vou batê-lo. Respeito as habilidades dele. Não estou muito feliz porque ele não é um atleta do top 10 (na verdade, Hermansson é exatamente o top 10), e eu tinha a promessa do UFC que lutaria pelo title shot. Dana, Mick (Maynard, matchmaker do UFC), quero que isso se torne uma realidade – disse o brasileiro. Hermansson foi sucinto na única vez em que foi perguntado.

- Fico feliz de estar em boa companhia (na luta), espero aproveitar ao máximo essa oportunidade - Hermansson.

 

Rafael dos Anjos x Kevin Lee

A luta principal do UFC Rochester, marcado para 18 de maio no estado de Nova York, ganhou sua primeira encarada. O brasileiro Rafael dos Anjos, ex-campeão dos leves e atualmente no meio-médio (até 7kg), receberá o americano Kevin Lee, que faz o mesmo trajeto que ele e subirá de divisão. Dos Anjos citou outras lutas que estiveram em negociação, mas disse ver sentido em enfrentar um rival vindo de outra categoria.

- Eu estava trabalhando com algumas possibilidades para essa próxima luta. Tentamos negociar com (Jorge) Masvidal, Nick Diaz, mas essas lutas não foram marcadas. Kevin Lee era top 5 na divisão de baixo e é uma luta que faz sentido para mim. Bem-vindo. Sei que venho de duas derrotas, mas são para dois campeões, o atual e o interino. Tenho certeza que ele vai trazer uma grande luta e assim vai ser – Dos Anjos.

Na hora da encarada entre eles, Kevin Lee caminhou para cima e tentou intimidar Dos Anjos, obrigando Dana White a colocar a mão entre eles. Sereno, o brasileiro se manteve impávido diante da tentativa.

- O momento dessa luta é perfeito, estou subindo de categoria, estou me sentindo melhor assim, não vou ter que cortar tanto peso, não vou ter que desidratar tanto, e vou enfrentar um ex-campeão mundial. Se ele vier para a luta, não vou dar um passo para trás, quero conquistar coisas maiores no UFC e estou aqui para isso - disse Kevin Lee.

 

Encaradas e Anthony Smith "pistola"

A coletiva promocional do UFC ainda contou com outros lutadores e encaradas. E ausências previamente previstas. Ben Askren, que enfrenta Jorge Masvidal no UFC 239, não teve o adversário presente, e foi um dos protagonistas do evento comentando não só sobre sua luta, mas de outros presentes. No que seria a encarada, fez graça ao abraçar Dana White.

Outras duas encaradas foram protocolares: Alexander Gustafsson e Anthony Smith, que se enfrentam no UFC Estocolmo em 1° de junho; e Robbie Lawler e Tyron Woodley, que fazem revanche no UFC Minneapolis, em 29 de junho. Entre as entrevistas desse quarteto se destacou a fala de Smith sobre Luke Rockhold, lutador que enfrenta Jan Blachowicz no UFC 239 e que o provocou.

- Dana-se ele. Esse cara não é nada para mim. A oportunidade que eu tiver vou fazer um buraco na cara dele, é um idiota. Não me interessa, luto com ele se tiver com uma perna, vou acabar com ele – disparou.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, Henry Chinasky disse:

Se cuide, Bones.  Vc é o seu maior adversário. 

"Concordo"

Mas se ele perder algum dia acho mais fácil perder para a idade do que para ele mesmo.


 

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 horas atrás, Diego Zottis disse:

"Concordo"

Mas se ele perder algum dia acho mais fácil perder para a idade do que para ele mesmo.


 

Sem dúvida, mas pra maioria ele já é o goat, perdendo ou não. Mesmo assim queria vê-lo fazer umas 6 lutas nos pesados pra fechar.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Cejudo: “O UFC não deveria contratar um cara que se veste dessa forma e fala como o Michael Jackson............

PQP......me rachei c essa do Cejudo....kkkk

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 minutos atrás, Daniel_Sá_JP disse:

Cejudo: “O UFC não deveria contratar um cara que se veste dessa forma e fala como o Michael Jackson............

PQP......me rachei c essa do Cejudo....kkkk

Peraí, ele vai lutar com o Anderson??🤔

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, rodrigommoraes disse:

Sem dúvida, mas pra maioria ele já é o goat, perdendo ou não. Mesmo assim queria vê-lo fazer umas 6 lutas nos pesados pra fechar.

Eu tbm queria ver.

Não sei se 6 lutas, mas acho q algumas veremos.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this