Daniel Mendoza

[UFC 236] Kelvin Gastelum x Israel Adesanya - Luta Completa

Recommended Posts

1 hora atrás, NEGO DÁGUA disse:

respeitou pq viu que se fosse pra dentro poderia levar contra golpe que poderia levar o mesmo a lona.

Realmente o Anderson se divertiu na luta deu a cara pra bater sentiu que adversário não tinha punch pra ocorrer um nocaute, uma hora pareceu não se preocupar com o resultado,.

Essa história que nivel subiu absurdamente e blabla, pra mim o Anderson de 35 anos deitava todo mundo dessa categoria Gastelum não veria a cor da bola.

Anderson de linhagem de muay thai de Curitiba que faz frente a qualquer stricker de nível mundial

Todo mundo não Romero msm tem um jogo que é um pesadelo pra ele

Weidman tb é jogo ruim independente da idade

Jacaré se levasse pro chão o negão só saía batucando capaz de ser a msm coisa com Rockhold no auge

E Whitaker tem jogo pra vencer tb

A categoria realmente subiu de nível

Agora no resto eu concordo

Aquele chute alto msm se AS acerta Adesanya tava usando cadeira de roda e babador então ele não soltou totalmente o jogo pq sabia o perigo do outro lado

O problema é que pra quem tem um entendimento mais superficial de trocação quando o cara faz muita firula parece que ele tá tirando o outro pra nada não nocauteia pq não quer

E nós sabemos que não é assim mtas vezes o cara faz firula pq não tá achando abertura no adversário

PS. Ninguém é obrigado a entender de trocação pra gostar ou comentar MMA 

Share this post


Link to post
Share on other sites
30 minutos atrás, NEGO DÁGUA disse:

Cara não estou, realmente eu exagero em alguns elogios ficam muito enfáticos.

Mas vejo só anderson é um cara de 44 anos, lutou e sentiu golpes do Adesanya , e gás pela idade pegou um cara no auge o cara com maior currículo de stricker da categoria , jovem , nivel world no seu prime e Anderson deu show!!

Com essa luta, Derek que defendeu bem as quedas se o cara velho fez isso imagine jovem e não vejo ele com wrestlig pior que o Nigéria que campeão interino.

então não fanatismo é realidade de fatos e dentro de minha opinião que ele faria frente sim, com desempenho já velho ele ainda é top , imagine jovem que na verdade o Anderson sempre foi velho no Ufc ele evoluiu junto cm esporte , adaptação que só gênios fazem, como o Rafael Cordeiro fez no seu método de treinamento 

O que determina a evolução tb é o nível dos adversários

Se tivesse começado numa categoria cheia de wrestlers talvez AS nunca tivesse sido campeão? Sim talvez

Mas talvez também tivesse evoluído movimentação e defesa de quedas strikers de origem como Machida e Thompson que também são geniais evoluíram no sentido de contornar wrestler pq AS não?

Eu sempre disse que se vc pegar aquele AS da época e botar pra lutar hoje ele perderia como perdeu pra Weidman, vários rounds pra Sonnen etc

Mas outro raciocínio diferente é se AS fosse 10 anos mais novo pq aí ele tinha sido formado com outras ferramentas tb! 

Share this post


Link to post
Share on other sites

a técnica na trocação do hendo com o kelvin é uma diferença colossal o hendo era disposição mão pesada e queixo, apenas

Edited by bigby

Share this post


Link to post
Share on other sites
Agora, bigby disse:

a técnica na trocação do hendo com o kelvin é uma diferença colossal o hendo era disposição mão pesada e queixo, apenas

Não comparei os dois o que eu falei foi que Hendo tv não respeitava adversário

E Hendo não era só isto quando treinava com o Daniel ele tava escondendo bem a H bomb

Share this post


Link to post
Share on other sites
39 minutos atrás, MV8 disse:

Não comparei os dois o que eu falei foi que Hendo tv não respeitava adversário

E Hendo não era só isto quando treinava com o Daniel ele tava escondendo bem a H bomb

quotei errado, até editei, foi para outro forista que escreveu depois de você, o que eu falei no meu post foi mais na questão de ter um arsenal apenas ofensivo kkk hendo era defesa nula

Edited by bigby

Share this post


Link to post
Share on other sites

O fato do kelvim ser canhoto é o israel lutar melhor de destro atrapalhou bem os jabs e chutes baixos do Israel, na minha opinião. Israel na base de canhoto sabe se mover e soltar um ou outro golpe, não é ambidestro, na minha opinião. E o chute alto surpresa do kelvin, uma surpresa tática de tirar o chapéu, deu a impressão da luta na trocação ter sido muito mais equilibrada. Ao meu ver esses fatores fizeram aumentar o equilíbrio, mas antes do chute o israel já tinha pego a distância e timing e estava já começando a sobrar. O chute foi uma diferencial ali, é no 5R Israel voltou. Israel luta de forma segura, sentiu a mão no começo, temor de ser quedado, não acho ir foi tanta de versatilidade, ele tem bastante. Mais que a maioria dos lutadores de mma em pé. O que é esperado de um kickboxer de nível mundial, claro...

E se contar, o israel deu uns 4 ou 5 knockdown no Gastelum, que aguenta muita pancada.

Pra mim é meio absurdo achar que o AS brincou ou nao tentou de todo vencer. Israel foi excessivamente seguro e claramente superior. É mais fácil ver o israel respeitando que o AS não se esforçando para vencer. AS fez o que pôde diante das ferramentas que tinha e tentou bastante, no auge nunca saberemos. Mas o AS foi muito melhor que imaginávamos, ofuscou a performance do Israel, que mesmo levando em conta a idade foi muito boa.

Share this post


Link to post
Share on other sites
10 minutos atrás, bigby disse:

quotei errado, até editei, foi para outro florista que escreveu depois de você, o que eu falei no meu post foi mais na questão de ter um arsenal apenas ofensivo kkk hendo era defesa nula

Que isso... Henderson era muito mais perigoso na trocação do que o Gastelum é... tinha uma patada ainda mais pesada que a do baixinho... olha os nocautes que ele teve na carreira, deitou até peso pesado. E da mesma forma que o Gastelum, também tinha um queixo de titânio. Só foi ser nocauteado aos 43 anos na sua quadragésima luta. Fosse ele no lugar do Kelvin, teria aguentado alguns golpes e botado o novo Michael Page pra dormir na primeira H-Bomb. Fora a diferença física dos dois... Gastelum com 1.75 achou o rosto do Adesanya já no primeiro round... até chute na cabeça acertou depois... o que faz pensar que o Henderson com 1.85 não acharia? 

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 horas atrás, masterblaster disse:

Salve Bunito! 

Muito bom post, so não concordo quanto ao Whittaker, pois o vejo como favorito. E acho que o @MV8  lembrou bem também, o Gastelum poderia ter vencido mantendo o Israel no chão quando teve chance. De resto concordo e acho que foi um lutao.

Grande abraço!

Blz Master!

Mas eu não disse que o Israel é o favorito contra o australiano, apenas se entrar pra trocação pura, pois o acho melhor stricker, sendo que sabemos que o MMA é bem mais completo que isso. O melhor é que a próxima luta deve ser entre eles, espero que o australiano volte 100%. 

Sobre o Gastelum, como não conseguiu manter o Adesanya no chão, não consigo saber o que aconteceria, só acho que no que aconteceu na luta só vi risco no chute mesmo. Mas é isso aí, sempre agradável o bom debate, grande abraço!!! 

Share this post


Link to post
Share on other sites
9 minutos atrás, Bunito disse:

Blz Master!

Mas eu não disse que o Israel é o favorito contra o australiano, apenas se entrar pra trocação pura, pois o acho melhor stricker, sendo que sabemos que o MMA é bem mais completo que isso. O melhor é que a próxima luta deve ser entre eles, espero que o australiano volte 100%. 

Sobre o Gastelum, como não conseguiu manter o Adesanya no chão, não consigo saber o que aconteceria, só acho que no que aconteceu na luta só vi risco no chute mesmo. Mas é isso aí, sempre agradável o bom debate, grande abraço!!! 

Sempre um prazer debater contigo, meu amigo, e concordo com seus pontos sim.

Muito obrigado pela resposta, grande abraço!

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hora atrás, Cesar_Rasec disse:

Que isso... Henderson era muito mais perigoso na trocação do que o Gastelum é... tinha uma patada ainda mais pesada que a do baixinho... olha os nocautes que ele teve na carreira, deitou até peso pesado. E da mesma forma que o Gastelum, também tinha um queixo de titânio. Só foi ser nocauteado aos 43 anos na sua quadragésima luta. Fosse ele no lugar do Kelvin, teria aguentado alguns golpes e botado o novo Michael Page pra dormir na primeira H-Bomb. Fora a diferença física dos dois... Gastelum com 1.75 achou o rosto do Adesanya já no primeiro round... até chute na cabeça acertou depois... o que faz pensar que o Henderson com 1.85 não acharia? 

Tecnicamente falando.

 Henderson é lenda, maior casca da história do MMA... muas tecnicamente ele sempre foi limitado em pé porém com a mão mais temida da história do MMA

Edited by bigby

Share this post


Link to post
Share on other sites
25 minutos atrás, bigby disse:

Tecnicamente falando, Henderson é lenda, maior casca da história do MMA... mas tecnicamente ele sempre foi limitado em pé porém com a mão mais temida da história do MMA

Também considero o banguela o maior casca grossa da história do MMA.

 

Acho que ninguém lutou com tantos lutadores tops do Pride e do UFC quanto ele.

Share this post


Link to post
Share on other sites
12 horas atrás, masterblaster disse:

Tudo bem Luiz? Por isso que você precisa postar mais, sempre excelentes opiniões e pontos de vista bem fundamentados. E acho que as discordâncias são muito referentes a pontos de vista.

Se se considerar a técnica purista, como execução de golpes e combinações, realmente Adesanya se sobressai. Mas levando-se em conta que a técnica pode ser interpretada como o uso dos melhores meios ou valências para se atingir determinado resultado, acho objetivamente o AS bem melhor. Igualmente evasivo, mas sem dúvida muito mais efetivo no ataque. Todos os golpes medidos, executados com maestria e, principalmente, mostrando muito efeito, como por exemplo aquele chute espetacular no Belfort. 

E o AS venceu gente de categorias superiores também, como o Bonnar e o Forrest, esse último com um jab que foi a coisa mais linda que já vi, primor de técnica e efetividade.

 E creio que comparar adversários seja uma contextualização que não ajuda nesse ponto. AS enfrentou quem estava disponível na época, como Adesanya está fazendo agora. Se daqui a 5 anos a coisa evoluir ainda mais e aparecer um lutador mais eficiente para a época (que é o previsível), não há que se tirar o mérito do nigeriano pelos adversários que enfrentou, já que era o que havia na ocasião. 

E lembrando que considero o Adesanya excelente, técnico demais sim. 

Acho que a diferença é em alguns pontos de vista. E o Gastelum, com toda a diferença de estilo, creio que teria vencido, se não fossem duas falhas táticas absurdas. Mas não venceu e e mérito total do Israel.

Td bem. Td certinho ? Obrigado pela paciência e educação de sempre. 

São visões contrastantes, realmente.

Eu vejo da seguinte maneira :  acredito que golpes fulminantes podem trazer a  falsa impressão de perícia e técnica  em algum fundamento. O feeling, timing e o senso de oportunidade ficam, mas n necessariamente aquilo corresponde à excelência técnica .

Pq digo isso ? Pq acredito que a técnica dominada de fato aparece numa constância maior, é algo regular e n factual. Independe do desfecho pra ser destacável. 

E o q venho batendo na tecla é que o timing do Anderson pra socar e o talento pra contragolpear nunca foi regular e constante. A gente consegue perceber isso revendo as lutas uma a uma e comparando com outros caras. Temos parâmetro hoje em dia.

O Conor, que mesmo perdendo rebate tudo que do adversário lança. Em qualquer contexto ele responde. Jab na linha de cintura, diretos, cruzados. Tudo. E nem to me referindo aos casos mais famosos. Entra na conta até os q n foram conectados de fato. Quero destacar a iniciativa de contragolpear.  Por conta de 3 resultados felizes do Anderson, há quem aproxime os dois em matéria de precisão e timing com as mãos. Mas sinceramente, n da pra comparar. Um abismo separa os dois.  

Thompson tbm é um senhor contragolpeador além de bem ofensivo - com as duas mãos inclusive.  Combos excelentes. Aparece na lateral do adversário como um fantasma. Os contragolpes sempre estão lá Podemos citar o Adesanya q respondeu inúmeros ataques do Gastelum.  O próprio Aldo que tem um direto de resposta excelente.  Ou mesmo o Lyoto.  

Veja quantos diretos o Adesanya conectou no Gastelum. Quantos tentou. Agora pega as lutas do Anderson. Sempre socou muito muito pouco. 

O Aranha era um mix  paradoxal de comedimento  e ousadia extrema.  Fazia coisas perigosíssimas e genais enquanto  se recusava a tentar dois socos em sequência - tentava pouquíssimos socos mesmo contra Demian, Coté e Thales - respeitava  n strikers.  Nessas últimas lutas ele até mandou uns 2 ou 3 socos perseguindo o adversário, meio que ao estilo werdum. 

 Eu Sempre tive a impressão de q sua mão de trás era lenta e que ele sabia diss, daí o comedimento e o pouco uso.  Prudência e conhecimento das limitações. Inteligente. 

 

 E finalmente Sei que existem "estilos" e "estilos." Certo. Mas a comparação é necessáriaPegue as lutas e veja que ele acerta um único  " ao estilo Conor "  movendo a  cabeça e respondendo imediatamente.( A sacada do Anderson contra o Grifin foi genial, mas n tenho dúvidas  de que o grau de dificuldades daquelas respostas do irlandês é muito maior - menos estético talvez, mas de uma perícia absurda ) . Pra gente ver que é algo extremamente difícil de se aplicar e q só ele domina, em vários momentos o Gastelum moveu a cabeça no tempo certo e faltou " o soco junto." Gustafssom deixa o Glover atordoado com os uppers, faz um pivot e n bate imediatamente. Precisa parar, pensar pra daí mandar aquele direto.  

 Voltando Pegue a primeira luta com o Franklin e veja quantas investidas do americano são iniciadas sem nehuma resposta do Aranha. A luta com o Lee Murray. Coté. 

Pra mim  ta mais do q claro q ele n dominava esse recurso. Tanto q n tinha a inciativa de tentar.  O chamariz de seu jogo era as joelhadas sinistras, as esquivas  míticas e uma  indução a erro que era genial. O cara conseguia minimizar a necessidade dos socos, ofuscar o elo fraco da liga e levar a luta pra onde queria. Isso era absurdo. 

Na parte dos socos a fama do timing veio com a caminhada pra trás e o jab q deixava - sua marca registrada.  Tentava com uma certa frequência, errou a maioria e se consagrou por conta do Grifin. Obs : antes disso ele tinha feito lutas insossas e o público havua vaiado. 

 Contra o Weidman ele tbm tentou e levou um direto. Aqueles contragolpes no Bonnar n foram nada ortodoxos. Até podemos falar em time e tal mas n em comparação com os citados. Tentou responder o Vitor com um gancho e errou.  Tinha bons jabs tbm, apesar da baixíssima frequência. Temos Mousassi como parâmetro. Rory, GSP, ou mesmo o Gastelum. 

Então eu n acho justificável essa fama de contragolpeador absurdo e técnica extra classe com as mãos. Tbm acho pouco eficiente quando se propõe a atacar. N me parece ter aquele encaixe do Conor e dos demais. Aquele direrto que parece uma lança e  q entra seco.

Nesse aspecto, acho o Conor  fora de esquadro. Até o Floyd " foi pego". 

Obs : n é uma tentaiva de descontruir seus feitos e relativizar seu talento. É q acho que existe um exagero quando falam do timing e de seu potencial como contragolpeador. 

Acho exagero dizer que o Adesanya temia um contragolpe do Anderson. 

Edited by Luiz Melo

Share this post


Link to post
Share on other sites
3 horas atrás, MV8 disse:

Todo mundo não Romero msm tem um jogo que é um pesadelo pra ele

Weidman tb é jogo ruim independente da idade

Jacaré se levasse pro chão o negão só saía batucando capaz de ser a msm coisa com Rockhold no auge

E Whitaker tem jogo pra vencer tb

A categoria realmente subiu de nível

Agora no resto eu concordo

Aquele chute alto msm se AS acerta Adesanya tava usando cadeira de roda e babador então ele não soltou totalmente o jogo pq sabia o perigo do outro lado

O problema é que pra quem tem um entendimento mais superficial de trocação quando o cara faz muita firula parece que ele tá tirando o outro pra nada não nocauteia pq não quer

E nós sabemos que não é assim mtas vezes o cara faz firula pq não tá achando abertura no adversário

PS. Ninguém é obrigado a entender de trocação pra gostar ou comentar MMA 

Primeiri nao disse invencivel simque teria jogo pra vencer qualquer um!!

Isso ele tinha e se liberar a bomba ele tem ate hoje.

Nao entendi sua posicao sobre ninguem precisa entender de trocacao ...

Aonde eu citei que sou dono do conhecimento ou que sou melhor qye alguem?

 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Em 4/15/2019 at 6:02 AM, MV8 disse:

Todo mundo não Romero msm tem um jogo que é um pesadelo pra ele

Weidman tb é jogo ruim independente da idade

Jacaré se levasse pro chão o negão só saía batucando capaz de ser a msm coisa com Rockhold no auge

E Whitaker tem jogo pra vencer tb

A categoria realmente subiu de nível

Agora no resto eu concordo

Aquele chute alto msm se AS acerta Adesanya tava usando cadeira de roda e babador então ele não soltou totalmente o jogo pq sabia o perigo do outro lado

O problema é que pra quem tem um entendimento mais superficial de trocação quando o cara faz muita firula parece que ele tá tirando o outro pra nada não nocauteia pq não quer

E nós sabemos que não é assim mtas vezes o cara faz firula pq não tá achando abertura no adversário

PS. Ninguém é obrigado a entender de trocação pra gostar ou comentar MMA 

Eu vejo dessa forma tbm. N que o Anderson n tenha sido foda. Mas acredito que ele tenha feito parecer mais do q era de fato. Firula engana bastante. Transmite uma falsa ideia de domínio e controle. Tanto que as pessoas juram que o Weidman estava perdido na primeira luta mesmo n tendo recebido um único bom soco ao mesmo tempo em que encaixou vários duríssimos. 

  Por isso que tento limpar a firula e o desfecho e olhar a técnica. Essa n engana.  A pessoa pode ter sido bem sucedida por uma felicidade extrema,  mesmo sendo menos técnica q outra. O circunstancial tbm conta.  Até o Charles ja teve seu lance genial em pé. Rodriguez e etc. 

No caso do Anderson, qd era pra ele arrasar, pintar e bordar, lutando com grapplers medianos pra ruins em pé, exatamente pq a firula n colou e o grande momento n apareceu, ele n teve grandes performances nem arrasou.

Vejo o Anderson como um cara com muitas firulas, com certa carência, ciente das carências, mas com um senso de opurtinidade foda pra capitalizar o momento chave. Falo em senso de oportunidade e n em time pq, pra mim, o time é regular, aparece sempre, n depende de firula pra acontecer.

O contragolpe do Conor  sempre aparece- n em um caso de sucesso máximo -  q é, ao meu ver, uma  forma equivocada de medir destreza. A iniciativa  do golpe está sempre lá e é isso aue importa.  N precisa fazer mil danças pra encontrar esse momento. Tbm n aparece só pra acabar com a luta com um único golpe. Mesmo perdendo o time está lá. As duas lutas com o Diaz deram maior dimensão de seu talento do q todas as outras em que venceu rápido nos penas.

Sinceramente, eu desconfio da superioridade- nos níveis em que pintam - de quem que pauta muito em firulas e depende de momento chave. Rory n precisou disso pra tirar vários pra nada. Mousassi n precisou. Woodley. TJ , Lawler, Aldo, RDA , Barão, Conor, AJ, Jones, Miocic, Cornier, Cigano, Velasquez Gaethje, MJ, Max, Thompson, Masvidal:   Os caras simplesmente construem vitórias lutando, sendo efetivos e regulares no combate, e n por terem capitalizado um momento ou por tentarem induzir a todo custo o adversário a uma situação pra só assim vencer.  Eles vão lá e constantemente  acertam- e apanham tbm.

O " jogo das circunstâncias "é meritório, é inteligente, mas tbm enxergo como revelador de  " uma n superioridade."  É como se na ausência dessas situações  n existisse algo sólido por trás... n sei...   N vi uma luta em que o Anderson venceu alguém como o Moussi venceu o Rory. Pra mim isso diz muito.

No último sábado Poirier foi lá e venceu na moral, acertando incontáveis socos, se dispondo a lutar. Apanhando e batendo. É nessa superioridade que acredito. Essas de circunstâncias eu sou negador mesmo. Sou desconfiado com esse jogo aí. Isso Vale pra o Michael Page e pra Anderson. Pra o Lyoto tbm. Apesar de o achar maos técnico e regular q o Aranha. 

Edited by Luiz Melo

Share this post


Link to post
Share on other sites
18 horas atrás, Luiz Melo disse:

Td bem. Td certinho ? Obrigado pela paciência e educação de sempre. 

São visões contrastantes, realmente.

Eu vejo da seguinte maneira :  acredito que golpes fulminantes podem trazer a  falsa impressão de perícia e técnica  em algum fundamento. O feeling, timing e o senso de oportunidade ficam, mas n necessariamente aquilo corresponde à excelência técnica .

Pq digo isso ? Pq acredito que a técnica dominada de fato aparece numa constância maior, é algo regular e n factual. Independe do desfecho pra ser destacável. 

E o q venho batendo na tecla é que o timing do Anderson pra socar e o talento pra contragolpear nunca foi regular e constante. A gente consegue perceber isso revendo as lutas uma a uma e comparando com outros caras. Temos parâmetro hoje em dia.

O Conor, que mesmo perdendo rebate tudo que do adversário lança. Em qualquer contexto ele responde. Jab na linha de cintura, diretos, cruzados. Tudo. E nem to me referindo aos casos mais famosos. Entra na conta até os q n foram conectados de fato. Quero destacar a iniciativa de contragolpear.  Por conta de 3 resultados felizes do Anderson, há quem aproxime os dois em matéria de precisão e timing com as mãos. Mas sinceramente, n da pra comparar. Um abismo separa os dois.  

Thompson tbm é um senhor contragolpeador além de bem ofensivo - com as duas mãos inclusive.  Combos excelentes. Aparece na lateral do adversário como um fantasma. Os contragolpes sempre estão lá Podemos citar o Adesanya q respondeu inúmeros ataques do Gastelum.  O próprio Aldo que tem um direto de resposta excelente.  Ou mesmo o Lyoto.  

Veja quantos diretos o Adesanya conectou no Gastelum. Quantos tentou. Agora pega as lutas do Anderson. Sempre socou muito muito pouco. 

O Aranha era um mix  paradoxal de comedimento  e ousadia extrema.  Fazia coisas perigosíssimas e genais enquanto  se recusava a tentar dois socos em sequência - tentava pouquíssimos socos mesmo contra Demian, Coté e Thales - respeitava  n strikers.  Nessas últimas lutas ele até mandou uns 2 ou 3 socos perseguindo o adversário, meio que ao estilo werdum. 

 Eu Sempre tive a impressão de q sua mão de trás era lenta e que ele sabia diss, daí o comedimento e o pouco uso.  Prudência e conhecimento das limitações. Inteligente. 

 

 E finalmente Sei que existem "estilos" e "estilos." Certo. Mas a comparação é necessáriaPegue as lutas e veja que ele acerta um único  " ao estilo Conor "  movendo a  cabeça e respondendo imediatamente.( A sacada do Anderson contra o Grifin foi genial, mas n tenho dúvidas  de que o grau de dificuldades daquelas respostas do irlandês é muito maior - menos estético talvez, mas de uma perícia absurda ) . Pra gente ver que é algo extremamente difícil de se aplicar e q só ele domina, em vários momentos o Gastelum moveu a cabeça no tempo certo e faltou " o soco junto." Gustafssom deixa o Glover atordoado com os uppers, faz um pivot e n bate imediatamente. Precisa parar, pensar pra daí mandar aquele direto.  

 Voltando Pegue a primeira luta com o Franklin e veja quantas investidas do americano são iniciadas sem nehuma resposta do Aranha. A luta com o Lee Murray. Coté. 

Pra mim  ta mais do q claro q ele n dominava esse recurso. Tanto q n tinha a inciativa de tentar.  O chamariz de seu jogo era as joelhadas sinistras, as esquivas  míticas e uma  indução a erro que era genial. O cara conseguia minimizar a necessidade dos socos, ofuscar o elo fraco da liga e levar a luta pra onde queria. Isso era absurdo. 

Na parte dos socos a fama do timing veio com a caminhada pra trás e o jab q deixava - sua marca registrada.  Tentava com uma certa frequência, errou a maioria e se consagrou por conta do Grifin. Obs : antes disso ele tinha feito lutas insossas e o público havua vaiado. 

 Contra o Weidman ele tbm tentou e levou um direto. Aqueles contragolpes no Bonnar n foram nada ortodoxos. Até podemos falar em time e tal mas n em comparação com os citados. Tentou responder o Vitor com um gancho e errou.  Tinha bons jabs tbm, apesar da baixíssima frequência. Temos Mousassi como parâmetro. Rory, GSP, ou mesmo o Gastelum. 

Então eu n acho justificável essa fama de contragolpeador absurdo e técnica extra classe com as mãos. Tbm acho pouco eficiente quando se propõe a atacar. N me parece ter aquele encaixe do Conor e dos demais. Aquele direrto que parece uma lança e  q entra seco.

Nesse aspecto, acho o Conor  fora de esquadro. Até o Floyd " foi pego". 

Obs : n é uma tentaiva de descontruir seus feitos e relativizar seu talento. É q acho que existe um exagero quando falam do timing e de seu potencial como contragolpeador. 

Acho exagero dizer que o Adesanya temia um contragolpe do Anderson. 

Grande Luiz! Melhor agora falando com você! Rapaz, eu que agradeço a paciência de ler as bobagens que escrevo e a educação que é característica sua. E agradeço demais suas análises, e muito bom ver essa disposição e interesse. Eu confesso que ando um pouco desanimado com as análises, mas posts como os seus incentivam até a aprender para poder debater.

E, de fato, vejo que temos opiniões diferentes, mas que de forma alguma são contraditórias, apenas mudam de acordo com interpretações diversas.

Acredito que sua interpretação de técnica seja a mais purista, no sentido da execução correta dos golpes e sequências, posicionamentos e aplicações. Desse ponto não há como negar a perfeição do Adesanya, inclusive o cartel no kickboxing fala por si só.

Contudo, e talvez viciado por ter trabalhado com isso, sou adepto do conceito de técnica visto como o conjunto de ações que levam ao resultado pretendido, da forma individual mais eficaz, ou seja, maleável de acordo com o usuário. E agora você vai me chamar de doido, mas sempre cito como exemplo disso o famoso pirocoptero do Wand. Nunca funcionou para ninguém a não ser ele, o que denota uma adaptação técnica muito efetiva, embora nada ortodoxa ou de cartilha. Ele variava a altura e distância dos golpes durante a sequência e era raro errar todos, e nem se falava de gastar gás, porque isso nunca faltou para ele. Era uma técnica própria que, embora totalmente incomum, funcionava com ele.

E, nesse diapasão, considero o Spider, de quem não sou fã, extremamente efetivo, mais do que o Adesanya. Era oportunista, durante as fintas e palhaçadas estudava demais os adversários e quase sempre sabia colocar o golpe certo no lugar certo, na hora e com a força certos. Além de outra técnica extremamente efetiva, qual seja, a manipulação psicológica do oponente.

Gostei demais da sua afirmação de que o Spider era um mix de comedimento e ousadia e, amiúde, as duas características apareciam na mesma luta, o que tornava tão espetaculares seus desempenhos. Mas dava a impressão de estudo antes da investida.

E se for falar da parte do boxe puro, sem dúvidas o Adesanya é melhor, mas no conjunto da obra, acho que o Spider se sobressaía, até pela corrente que eu adoto.

E ainda vejo que, com toda a imperfeição técnica (no sentido puro), o Spider conseguiu se alçar ao status de forte candidato a um dos melhores do mundo peso por peso. E não conseguiria isso, não fosse uma adaptação soberba de técnicas pessoais.

Sua análise de golpes e posições está perfeita. Mas para mim, o que o indivíduo obtém com o que utiliza demonstram o quão eficiente é a técnica que emprega. E nisso também baseio minha opinião.

E te agradeço demais a paciência, Luiz. Acho seu ponto extremamente válido e, do princípio no qual você se baseia, não discordo. Espero que sempre possamos contar com sua presença enriquecendo tanto o Fórum. 

Obrigado, grande abraço!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now