Eder Jofre55

Chael Sonnen critica Cormier por ter sido “feito de bobo” por Brock Lesnar

Recommended Posts

Chael Sonnen critica Cormier por ter sido “feito de bobo” por Brock Lesnar

Maria Suarez

Se tem uma coisa que Chael Sonnen pode analisar com autoridade é a promoção de uma luta. O atleta do Bellator, que se notabilizou por levar o trash talk no UFC a um patamar nunca antes atingido, usou seu canal no YouTube para analisar a cena que coroou o retorno de Brock Lesnar ao MMA, ao fim do UFC 226, no último dia 7 de julho. E o diagnóstico feito pelo ‘Gangster de West Linn’ não foi nada positivo para Daniel Cormier, justamente quem desafiou Lesnar. De acordo com Sonnen, ‘DC’ mostrou despreparo para a situação que provocou e permitiu que seu futuro desafiante roubasse a cena justamente no seu momento de glória.

Ao nocautear Stipe Miocic e se tornar o primeiro lutador da história a ter, ao mesmo tempo, os cinturões dos meio-pesados (93 kg) e dos pesados, Cormier pegou o microfone das mãos de Joe Rogan, comentarista do Ultimate, e tomou a frente das câmeras, desafiando Brock, que estava na plateia. Sonnen explicou por que entendeu que ‘DC’ errou ao fazer isso.

“Daniel desafiou Brock Lesnar para a única coisa que Lesnar é melhor do que ele. Se você fica preso em uma ilha deserta e precisa derrotar os nativos pela sua sobrevivência, você quer Daniel Cormier com você. Se você fica preso em uma ilha deserta e precisa convencer os nativos a lhe darem comida, você quer Brock Lesnar com você. É aí que o mestre aparece. Você não pode olhar para aquela cena e pensar ‘Uau, foi ótimo'”, declarou.

Sonnen ressaltou que a grande diferença entre a WWE e Hollywood é a qualidade dos atores. Segundo ele, se tudo é roteirizado, aquilo que prende o espectador à tela é, sobretudo, o talento daqueles que fazem os personagens. Destacando o fato de Lesnar destoar dos colegas de telecatch no quesito qualidade de atuação, Chael comparou Cormier a Jerry Seinfeld, que, depois do fim da série que tinha seu sobrenome, não conseguiu manter o patamar de estrela, porque supostamente só conseguia interpretar a si mesmo.

“Isso não é um insulto a Daniel. É só para pontuar que ele trouxe o mestre para dentro. Por sua inteira responsabilidade. Então, o mestre entra, e ele não chega dizendo: ‘Olha, aqui estamos, e veja que grande negócio faremos juntos’. Não. Quando Brock Lesnar entra no cage como um monstro e Daniel tem um pequeno sorriso no rosto, Brock sabe que tem de ser criativo naquele momento. Quando Brock empurra Daniel, com ele vestindo um cinturão dourado, o segundo em sua coleção, ele faz Daniel parecer bobo. É o trabalho dele, não é nada com Daniel. Isso é Brock sendo Brock. Um cara precisa brilhar, o outro não”, falou.

“Outra razão pela qual funcionou é que Brock Lesnar entrou numa situação de cinco contra um. Daniel estava no ringue, mas também estavam quatro córneres dele. Brock Lesnar subiu ao cage sozinho. E ficou sozinho. Como King Kong espantando insetos. Ele não hesitou nem se moveu. O técnico de boxe de Daniel tentando empurrar Brock e mantê-lo longe de Daniel… Brock o espantou como uma mosca. O cara da comissão tenta se aproximar, e ele espanta o cara como uma mosca. Foi por isso que o momento funcionou”, comentou.

Segundo Sonnen, a reação de Cormier ao empurrão de Lesnar foi reveladora de que, ao chamar o gigante ao octógono, o campeão dos pesados não tinha ideia de que teria o seu momento ‘roubado’ por Brock. O ex-desafiante ao título dos médios (84 kg) e dos meio-pesados (93 kg) analisou que, justamente por saber que DC não tem talento para a atuação, o gigante da WWE fez o que ele não esperava para que a reação fosse genuína.

“Ele tem 17 mil pessoas na arena e um número exponencial de pessoas em casa. Então, em vez de tentar hipnotizar a todos, se eu consigo enganar Daniel Cormier, se eu consigo convencer Daniel, eu posso fazer todos acreditarem. E você viu nos olhos de Daniel, quando ele foi empurrado pelo cage. Você via nos olhos dele: ‘Meu Deus, pensei que éramos amigos, pensei que eu só iria te chamar aqui. Eu não sabia que isso tudo iria acontecer, achei que eu iria ter um momento de diversão antes de me encontrar com minha família, tomar um banho e seguir minha vida’. Brock sabia que a única pessoa que ele tinha de convencer era você. E quando ele viu que havia confusão nos olhos de Daniel, ele sabia que já o tinha nas mãos, e que poderia fazer isso com qualquer um. E então ele pega o microfone e bota fogo na casa”, encerrou.

Chael Sonnen deve voltar ao cage do Bellator no último trimestre deste ano, já que Scott Coker, presidente da organização, já deu indícios de que a segunda semifinal do torneio dos pesados acontecerá em uma data próxima à primeira, que já está marcada para outubro. Enquanto Ryan Bader enfrentará Matt Mitrione em uma das eliminatórias, Sonnen e Fedor Emelianenko definirão quem será o outro finalista.

Relembre o momento da entrada de Brock Lesnar no UFC 226 (ou clique aqui😞

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
7 minutos atrás, OGROdrigo disse:

Alguém aqui acredita seriamente que o empurrão foi algo inesperado para o Cormier?

Acho que o ponto do Sonnen quis mostrar que o Cormier não tava no comando da coisa. Não domina aquele teatro e portanto deixou o Gran finale no, talvez, mais importante dia da sua carreira vitoriosa, pra um cara que não estava mesma altura dele e sequer pode lutar no UFC hoje por conta de doping.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Total sentido... DC dividiu de maneira amadora, seu ápice como atleta com um cara que não tem relevância esportiva dentro do MMA, apenas mídia. Enfim, Sonnen entende desse riscado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Resumindo: um tem carisma e ganhou a torcida mesmo sem um microfone. Já o outro nem com microfone e dois cinturões consegue atrair os holofotes, só quando chora mesmo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, Dudu show disse:

Total sentido... DC dividiu de maneira amadora, seu ápice como atleta com um cara que não tem relevância esportiva dentro do MMA, apenas mídia. Enfim, Sonnen entende desse riscado.

Concordo com você, concordo com o Sonnen e concordo com os demais colegas no sentido de presença de palco.

Contudo o DC ganhou o segundo cinturão (ah, ele vai ser lembrado por este fato!) e cavou a luta mais rentável e visada que ele jamais teria com outro colega do UFC. As marcas e números ele já tem, mas se ele quisesse um show de rock pra tocar em sua vitória ele chamaria o Queens of Stone Age. Se ele quisesse um show de stand up, chamaria pra a festa dele o Seinfeld. Agora se ele quisesse um show de horrores altamente rentável e que assegurasse sua aposentadoria com a enorme dinheiro que arrecadaria...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Isso tudo considerando que o Lesnar passe pelo crivo da USADA. Ou seja, se não passar, vai ficar ainda mais ridículo pro Daniel Cormier. No fim das contas pode ter bancado  o teatro  pra  sair somente como um ator ruim e sem dinheiro algum. Vamo ver o que o tempo nos trás. Mas acho que ele não é tão pobre assim,  e que uma revanche contra o Miocic ou até mesmo um trilogia contra o Jones ( se este estiver apto) lhe renderia um capital nada desprezível. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sonnen disse tudo. DC poderia ter apenas desafiado-o, daria no mesmo em termos de promoção e manteria os holofotes sobre ele. Mas como não entende dos paranauê, fez o papelão de falar "get your ass over here". Aí foi comido com farinha e vai ser lembrado pela vergonha alheia que foi aquele teatrinho ridículo. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sendo sincero teatro ou não o que importa mesmo é o campeão de dois cinturões pegar o microfone para desafiar alguém que não seja o campeão da categoria de cima ( o que não tem como no caso) ou um super campeão extremamente famoso não faz sentido algum com ou sem PPV.

Tinha que ter deixado o Brock desafiar, a forma que ficou parece que o grande desafio é ele bater em outro campeão da categoria de cima ( como se esportivamente o Brock fosse mais forte que o feito atual dele).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora