Eder Jofre55

Demian critica árbitro de luta contra Usman, elogia Colby e detona mudança na pesagem

Recommended Posts

Demian critica árbitro de luta contra Usman, elogia Colby e detona mudança na pesagem

Faixa-preta de jiu-jítsu projeta duelo em São Paulo, em setembro, e chama de retrocesso o retorno ao modelo antigo para bater o peso, que o Ultimate já anunciou que fará

Raphael Marinho

dsc-6760.jpg

Ao aceitar cerca de três semanas antes do UFC Chile o combate contra Kamaru Usman, Demian Maia sabia que o risco de sofrer seu terceiro revés consecutivo era grande. Mesmo assim, encarou o desafio dentro de suas possibilidades e chegou a ter um grande momento no primeiro assalto, quando estava perto de dominar as costas do nigeriano, mas foi impossibilitado de dar sequência pelo árbitro central, que separou os atletas. A atuação de Leon Roberts foi criticada pelo brasileiro, que acredita que o final do embate poderia ter sido diferente caso ele não inteferisse.

- Se chego nas costas, era uma chance grande da luta acabar ou de ele se cansar e mudar o rumo da luta. Não entendi porque ele me tirou de uma posição de dominância tão rápido. (...) Luto para chegar na posição toda luta, estou enfrentando um cara duríssimo, e o cara (árbitro central) me tira? Dá uma frustração muito grande - afirmou, em entrevista ao Combate.com.

Antes de perder para Usman, Demian vinha de derrota contra Colby Covington, que tornou-se campeão interino do peso-meio-médio (até 77kg) no último sábado, ao bater Rafael dos Anjos. O faixa-preta de jiu-jítsu fez elogios ao jogo do americano e o vê com chances de conquistar o cinturão linear.

Maia também fez duras críticas ao retorno do Ultimate ao modelo antigo de pesagem. Atualmente, os atletas podem ir para a balança entre 9h e 11h da manhã na véspera do evento. Em breve, a pesagem voltará para o horário das 16h, o que desagradou grande parte dos atletas, que têm se manifestado nas redes sociais.

636623987753168406.jpg

Confira a entrevista com Demian Maia por tópicos:

ATUAÇÃO CONTRA KAMARU USMAN

- Foi uma luta dura, que eu fui dentro do que eu tive tempo de treinar. Fui para conseguir fazer bem todos os rounds e, lógico, buscar a vitória, mas o grande desafio nesta luta era conseguir fazer a luta. Porque para cinco rounds, se você não tiver uma tática boa, um treino correto, pode acabar perdendo pela falta de preparo. É muito difícil falar o que eu poderia ter feito. Não podia puxar tanto o gatilho porque sabia que não estava preparado para fazer cinco rounds, não era o ideal o tempo de treino, então algumas coisas que poderia ter feito era ter mais volume em algumas situações, mas tinha que tomar cuidado para não exagerar, passar do limite e não render direito

 

MOTIVO PARA ACEITAR DUELO POUCO TEMPO ANTES DO EVENTO

- A gente fez uma negociação com o UFC que foi boa para todo mundo, então preferi arriscar por vários motivos: primeiro pelo desafio de fazer um camp muito curto, quase não fazer camp, e ver como íamos nos sair. Segundo, pela oportunidade de lutar no Chile, na primeira vez na história a ter UFC no país. Estive lá ajudando a promover o MMA há uns dois anos e queria lutar lá porque seria a primeira vez do UFC na América do Sul fora do Brasil. Então, para a minha carreira, era interessante.

SALDO POSITIVO

- Tenho três lutas e quero cumprir bem. Ainda me sinto bem. Acho que essa última luta foi uma prova de que consigo luar em alto rendimento. Era um adversário dificil, que ninguém queria enfrentar, e peguei de última hora.

Tenho uma autocrítica muito grande em relação a tudo, principalmente derrotas, mas esta foi a primeira derrota na carreira que não me deixou tão deprimido, porque sei que entreguei o melhor que tinha dentro do tempo que tive.

Às vezes, temos que parar, pensar e se orgulhar. Era um adversário que ninguém queria, tem chance de ser campeão e, o grande problema, é que se fosse luta de três rounds, eu ganhei o primeiro... Achei até injusto o juiz me tirar da minha melhor posição, era questão de tempo pra eu sair. Se chego nas costas, era uma chance grande da luta acabar ou de ele se cansar e mudar o rumo da luta. Não entendi porque ele me tirou de uma posição de dominância tão rápido.

- Se ganho o primeiro e é uma luta de três rounds, vindo de um camp curto eu poderia puxar o ritmo no segundo para garantir e, no terceiro, jogar mais na estratégia. Em uma de cinco rounds, mesmo ganhando o primeiro, senti que não podia puxar o gatilho no segundo porque podia não chegar no quinto. Todo mundo cansa em cinco rounds, mas tem que administrar. Até o Khabib administrou na última luta dele. Quem faz luta agarrada, que fica o tempo inteiro em contato, fazendo força, tem que saber a hora de descansar.

 

FRUSTRAÇÃO COM INTERRUPÇÃO QUANDO DOMINAVA A LUTA

 

Na hora eu reclamo, a equipe reclama... Me incomodou bastante. Só que o grande segredo psicológico para não se entregar é você não ficar sofrendo, porque ele me tirou da minha melhor posição, da posição que sou especialista, das costas em pé ou no chão, a que mais me diferencia dos outros, porque eu tenho muitas técnicas que desenvolvi ali e que pretendo ensinar quando a careira acabar. Luto para chegar na posição toda luta, estou enfrentando um cara duríssimo, e o cara (árbitro central) me tira? Dá uma frustração muito grande, tem que ficar muito focado porque tinham mais quatro rounds. Não adiantava me frustrar.

 

EXPECTATIVA DE RETORNO

- Sei que vão ter alguns eventos, quero lutar neste ano ainda, sei que tem um card em setembro em São Paulo e um em novembro em Buenos Aires, que não sei se foi anunciado, mas são eventos interessantes. Agora, não sei, não penso nisso, mas com certeza o Edu (Alonso, empresário) já está pensando e conversando

APOSENTADORIA

- Pretendo encerrar a carreira no UFC mesmo. Acredito que serão essas três lutas, a princípio. Pode até ser que depois, vamos dizer que eu tenha muito bons resultados nas três lutas e me empolgue para mais uma ou duas, mas não acredito em muito mais que isso.

VITÓRIA DE COLBY COVINGTON SOBRE RAFAEL DOS ANJOS

- O negócio do Colby é o seguinte: ele é um cara, apesar de ótimo wrestler, quando você começa a lutar com ele, pela distância e por não ser um cara que "pega" tanto, dá a impressão de que será fácil. Eu cometi esse erro, acho que o Rafael também cometeu. Você acaba subestimando ele um pouco no começo e, quando vê, o cara é duro pra c***, não desiste e tem um volume muito grande.

É bizarro. Ele anda pra cima, não sente tanto golpe, é uma vantagem dele. Lógico que não sei até quando (ele não vai sentir os golpes) porque isso muda, mas ele tem um gás muito bom. Mesmo quando cansa, ele volta e tem a técnica em pé como qualquer top 10 do mundo. Quando entrou minha mão, botei uma forte nele, achei que ia nocautear, me empolguei muito e o gás e a parte emocional foram embora.

Acho que isso aconteceu com o Rafael. Viu que não era um bicho de sete cabeças, mas ele vai para cima o tempo todo. O Colby tem um boxe muito bom e um wrestling muito bom. Com o Rafael, usou mais para atacar, comigo usou mai d efensivamente. Achava o Rafael favorito, mas não me surpreendeu porque o jogo dele é esquisito e as pessoas não decifraram, incluindo eu mesmo, que lutei com ele e cometi erros.

gettyimages-867647678.jpg
 

COMO PARAR O COLBY?

- Ele tem chance de ganhar de qualquer um da categoria. O perigo para ele será, principalmente, um cara com jiu-jítsu muito bom, que ele não consiga soltar tanto o jogo em pé, ou um cara que "pegue" muito, como o Usman e Woodley, que batem forte e, se pegarem a mão certa, podem nocautear. Se não acertarem também, é complicado. Ele anda para cima e tem volume o tempo inteiro.

É chato de lutar. Como sou conhecido pelo jiu-jítsu, muita gente falou que dei calor nele no boxe, "então imagina o que o Rafael vai fazer", mas ninguém é bobo. Todo mundo está treinando. Meu boxe não é o que era quatro anos atrás, o dele também evoluiu. Ele não é ruim de boxe, apesar de não ser altamente técnico, é eficiente no MMA, então não é tão simples.

VOLTA DA PESAGEM AO MODELO ANTIGO

- Horrível. Não faz sentido nenhum. Essa mudança, com certeza, é prejudicial para a saúde de todos os atletas, porque se você chegar mais desidratado numa luta, a chance de concussão cerebral e danos que podem aparecer no futuro é muito maior. Falo isso cientificamente. Todos os médicos falam. Segundo, que se você perguntar, de 95% a 99% dos atletas preferem a pesagem de manhã.

Antigamente, para quem não sabe, a gente perdia o peso até 1h da tarde e aí tinha que 2h da tarde estar pronto para ir para o ginásio. Ficava horas desidratado. Agora você desidrata o que falta no começo da manhã e daqui a pouco pesa. Desidrata um pouco na quinta-feira a noite também. Com o modelo antigo, você desidrata um pouco quinta à noite, acorda, desidrata o resto e ainda tem que esperar até 4h da tarde. Teve evento no Brasil, quando a Ronda lutou com a Bethe, a pesagem, por causa da TV, passou para 6h da tarde. Ficamos o dia inteiro desidratados, é muito agressivo.

É um retrocesso, não tenho dúvida nenhuma. Até quem não bateu o peso, não acha melhor. Pode até usar como desculpa, falar que foi pela manhã, mas não é. Se tem isso, deixa quem quer pesar de manhã e quem não quer pesa às 4h da tarde, aí quero ver quem fica até 4h da tarde. Garanto que 99% vai querer pesar de manhã porque é uma vantagem. Você tem mais tempo para reidratar.

Não sei se isso tem a ver com o contrato novo com a TV nos Estados Unidos, para fazer a pesagem válida por causa do show, mas perguntem para todos os top 10 ou 15 das categorias e garanto que é de 95% pra mais, se não for 100%, para a pesagem de manhã. O pessoal não bate o peso porque as punições são muito brandas, preferem a vantagem competitiva. Exceto o Romero, todos que não bateram o peso este ano ganharam. Muitos contratos são 50% de pagamento pela luta e 50% pela vitória. Você perde 20% de pagamento dessa bolsa, mas, se ganhar, já compensa. Então é melhor estourar o peso.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Concordemos ou não com o Demian ou seja lá quem for objeto de uma eventual matéria, esse é  tipo de reportagem que dá gosto ler. Valeu por trazer, Éder!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
50 minutos atrás, Henry Chinasky disse:

Concordemos ou não com o Demian ou seja lá quem for objeto de uma eventual matéria, esse é  tipo de reportagem que dá gosto ler. Valeu por trazer, Éder!

verdade

 

acho que um dos caras mais bem articulados do MMA

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Henry Chinasky disse:

Concordemos ou não com o Demian ou seja lá quem for objeto de uma eventual matéria, esse é  tipo de reportagem que dá gosto ler. Valeu por trazer, Éder!

Obrigado Henry Chinasky , concordo com você , o Demian é top dentro e fora do cage , o cara analisa as coisas com um discernimento , propiedade  e clareza como poucos ,fico imaginando como deve ser ter uma aula com ele , tmj!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, Henry Chinasky disse:

Concordemos ou não com o Demian ou seja lá quem for objeto de uma eventual matéria, esse é  tipo de reportagem que dá gosto ler. Valeu por trazer, Éder!

Exatamente... lembrando que ele é formado em Publicidade e Propaganda !

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
22 horas atrás, Peludo_SAS disse:

Exatamente... lembrando que ele é formado em Publicidade e Propaganda !

Jornalismo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 6/15/2018 at 1:33 PM, Cláudinho disse:

O Maia é um cara de inteligência singular 

Extremamente articulado nas palavras 

Excelente dicção verbal 

Só discordo dele que a posição era dominante ali,não foi propriamente nas costas quando o árbitro interviu 

Os dois estavam emendados um no outro,e sem ação efetiva nenhuma, por isso a intervenção

No mais o Maia é  o cara 

Cara, provavelmente a posição ia ficar ali até o fim do round, mas n poderia ter interrompido pois era sim uma posição de vantagem, afinal o Demian nas costas de qq forma é mto perigoso! E querendo ou n a posição n estava confortável pro nigeriano e numa luta dessas um detalhe faz td diferença! Juiz foi mto mal!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
19 horas atrás, Cláudinho disse:

A posição de vantagem de quem ali  ??

 

Mauro eu vou ver de novo a luta e depois te falo 

Mais desde já,não lembro do Maia nas costas do Usman não 

Não vi posição de domínio não 

Os dois ali pra mim estavam em igualdade, e totalmente inativos na luta, por isso a interrupção acertada 

Como eu disse vou rever e posteriormente eu te falo 

Cara, te garanto q nenhum lutador gostaria de ter o Demian naquela posição, nigeriano segurou na força msm! Ele n estava nas costas com gancho e tal, mas dali pro Demian trabalhar e finalizar é 2p, ele precisa de uma oportunidade como essa, tanto q ele nem conseguiu chegar mais numa posição dessas na luta! Mas uma coisa te garanto Claudinho, inativo o Demian n estava, estava só esperando o momento de dar o bote, c ele soubesse q o juiz iria interromper, certamente teria tentado antecipar o ataque!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora