Eder Jofre55

Amanda Nunes critica treinador que obrigou adversária a lutar lesionada

Recommended Posts

Eu acho que pegam demais no pé da Amanda, bem típico de forum de internet onde as pessoas são imediatistas e vão de acordo com a maré de opiniões alheias.

 

Mas nesse caso ela perdeu a oportunidade de ficar calada, ela aparentemente está querendo abraçar coisas maiores que sua envergadura.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
6 horas atrás, Steel Bjj disse:

Na minha opinião o treinador está certíssimo.

Na minha primeira luta de muay-thai amador, após três rounds a luta foi declarada empatada e teria um round extra para decidir o vencedor, pois na regra do evento não poderia terminar empatada.. eu tava tão cansado, exausto mesmo que não queria mais, eu ACHAVA que não aguentaria.. meu head coach me deu um tapão na cara e mandou eu cair pra dentro, acendeu o espírito, voltei pro round extra e nocauteei com um direto na linha de cintura.. O incentivo muitas vezes faz você realmente passar por cima do cansaço e desistência mental, superar os limites, isso que era uma luta amadora, imagina uma disputa de cinturão? Luta da vida dela.. e outra, o técnico não tava com uma arma na cabeça dela mandado ela lutar, se ela continuou é porque ainda tinha condições. 

Blz PVT!

Cara, esse assunto tá bem polêmico mesmo.

A diferença nesse seu caso é que o técnico e vc viram que a luta tava parelha (tanto é que deu empate) e o teu técnico percebeu que poderia ganhar a luta quem tivesse um pouco mais de vontade, deve ter visto que o oponente tava um bagaço tb. No caso da luta de ontem, foi praticamente um monólogo (tirando uns poucos segundos que a Amanda ficou por baixo), a Pennigton parecia destroçada física e mentalmente, não conseguindo enxergar mais chances de reverter, só acho que ela deveria ser um pouco mais incisiva com seu técnico pra ter parado a luta.

Témas!!

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não era uma contusão tão complicada assim. Parece que a lutadora estava frustrada por não conseguir achar uma forma de ganhar da Amanda. O treinador deve conhecer a fundo sua lutadora, para saber que ali ela precisava de incentivo e não de desistência. Provavelmente depois ela agradeceria o treinador por incentivá-la a continuar. Foi até o fim de forma honrada, mostrou muita resistência e contra-ataques perigosos. Infelizmente, o nível dela é bem abaixo da Amanda. Como disse um colega acima, se tivesse achado um "mata-cobra" e ganhado da Amanda, o cara seria idolatrado. A Amanda tá sempre viajando na maionese, o que ela tem que se meter nas decisões do técnico da adversária?????

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

“Acabou, eu quero que acabe.”

“Não termine assim. Vamos lá, eu sei que machuca. Vamos passar por isso. Respire, mude o seu pensamento. Vamos lançar tudo o que temos. Vamos nos recuperar depois.”

Isso é um treinador incentivando sua atleta. Se ela fala "Chega, não quero mais" é outra coisa. Ninguém obrigou a Raquel a voltar.

 

Editado por OGROdrigo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Problema todo aí, a meu ver, é que a Amanda só reclamou do técnico porque a oponente é sua amiga. Se não fosse acho que ela não iria se preocupar com isso. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
3 minutos atrás, masterblaster disse:

Problema todo aí, a meu ver, é que a Amanda só reclamou do técnico porque a oponente é sua amiga. Se não fosse acho que ela não iria se preocupar com isso. 

Verdade, eu não tinha pensado por esse lado.

Mas nesse caso ela deveria chegar na amiga e falar cara a cara e não via imprensa.

Ela não tem envergadura suficiente pra criticar o técnico da adversária publicamente.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Agora, Andrey disse:

Verdade, eu não tinha pensado por esse lado.

Mas nesse caso ela deveria chegar na amiga e falar cara a cara e não via imprensa.

Ela não tem envergadura suficiente pra criticar o técnico da adversária publicamente.

Acho que pssivelmente devem ter feito alguma pergunta relacionada a isso...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
38 minutos atrás, Andrey disse:

Verdade, eu não tinha pensado por esse lado.

Mas nesse caso ela deveria chegar na amiga e falar cara a cara e não via imprensa.

Ela não tem envergadura suficiente pra criticar o técnico da adversária publicamente.

Concordo. Se criticou o técnico devia criticar também a colega que não se impôs. Quer parar então para, né?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu só sei que se ela desistisse iam começar a chamar ela de "coração de galinha". Creio que Amanda tenha sido perguntada e deu sua opinião. Eu entendo o técnico e não ouso julgar quaisquer das partes.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
38 minutos atrás, Henry Chinasky disse:

Eu só sei que se ela desistisse iam começar a chamar ela de "coração de galinha". Creio que Amanda tenha sido perguntada e deu sua opinião. Eu entendo o técnico e não ouso julgar quaisquer das partes.

Rapaz, isso é complicado. A gente via o Wand com o olho fechado pelo Cro Cop, todo detonado e fazendo sinal para o juiz deixar a luta continuar (impressionante como tem gente que não dá valor a esse guerreiro!). Tem a Pedrita tomando uma coça e defendendo o técnico que não parou a luta.

Nesse caso aí o que aconteceu foi que a câmera flagrou a Raquel falando que não estava aguentando e o técnico motivando. Daí vem a Amanda, que deveria ter ficado neutra (o que não condiria com a conduta dela, que até perde fãs por isso), mete o pitaco e cria a confusão toda.

E muito complicado. Muitas vezes você quer parar e seu técnico te incentiva a não desistir. Vivi isso na CB, às vezes estava nocauteado de pé e o pessoal mandando cair pra dentro! E é inegável que isso te forje uma determinação absurda. Mas também é muito pessoal. Sempre obedeci meus técnicos, porque de fora viam determinadas situações bem melhor de que eu dentro. Já como professor, já incentivei alunos bem detonados a continuarem, e já parei lutas de outros que achava que já tinham dado tudo, mesmo eles reclamando.

Muito complicado, mas acho que a Amanda deveria ter ficado quieta.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
16 horas atrás, junior-sjc disse:

Acho que se o treinador falasse pro Shogun parar ele daria um soco na cara do treinador e voltaria pro 8

Mas o Shogun deu 3 tapinhas contra o Jones. Coisa que ninguém imaginou que pudesse acontecer

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Arona85 disse:

Mas o Shogun deu 3 tapinhas contra o Jones. Coisa que ninguém imaginou que pudesse acontecer

Acho que a diferença foi que o Shogun deu os três tapas desistindo diretamente, a Rocky tentou fazer isso através do técnico. Nesse caso tem 2 situações. Uma que o atleta pode falar que não aguenta mais para o treinador querendo e precisando de motivação da parte dele. Outro é não aguentar mesmo, e o treinador tem um minuto para decifrar a situação. Mas, PARTICULARMENTE, no caso de uma guerreira como a Rocky, creio que ela viu que chegou ao limite e quis parar mesmo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, Arona85 disse:

Mas o Shogun deu 3 tapinhas contra o Jones. Coisa que ninguém imaginou que pudesse acontecer

Nem to vendo a conversa toda. Mas uma adendo aqui..  Aqueles 3 tapas do Shogun nem foram vergonhosos. Foi uma surra homérica e simplesmente não tinha o que ele fazer ali. Imagina se ele fica 5 rounds apanhando daquele jeito? 

Inclusive, tem boatos que ele deu uma merda no crânio ou algo assim naquela luta. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
55 minutos atrás, cisao disse:

Nem to vendo a conversa toda. Mas uma adendo aqui..  Aqueles 3 tapas do Shogun nem foram vergonhosos. Foi uma surra homérica e simplesmente não tinha o que ele fazer ali. Imagina se ele fica 5 rounds apanhando daquele jeito? 

Inclusive, tem boatos que ele deu uma merda no crânio ou algo assim naquela luta. 

Claro que não foi vergonhoso. Shogun tomou uma das maiores surras já vistas no vale tudo/mma.

O Nível de coragem e de coração dele pra mim não foi nada abalado com aquilo. Até achei correto o que ele fez... não tinha porque continuar aquele massacre.

Shogun continua sendo um dos maiores cascas grossas que o mundo já viu.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, masterblaster disse:

Acho que a diferença foi que o Shogun deu os três tapas desistindo diretamente, a Rocky tentou fazer isso através do técnico. Nesse caso tem 2 situações. Uma que o atleta pode falar que não aguenta mais para o treinador querendo e precisando de motivação da parte dele. Outro é não aguentar mesmo, e o treinador tem um minuto para decifrar a situação. Mas, PARTICULARMENTE, no caso de uma guerreira como a Rocky, creio que ela viu que chegou ao limite e quis parar mesmo.

Claro. Não tinha porque continuar aquele massacre.... pra mim o técnico tem que ter a sensibilidade de proteger o atleta dele mesmo.

Na luta Lawler x Rory, o canadense deveria ter desistido antes do nocaute, que ocorreu devido ao nível de estrago no nariz dele.

A Rocky foi muito guerreira.. tava com a perna e o nariz destruídos.. não tinha como continuar, mas o técnico achou que dava pra continuar...

pra mim foi irresponsabilidade do técnico, assim como também foi com o  Shogun.. se não me engano o Ninja era o corner dele contra o Jones..devia ter jogado a toalha

Editado por Arona85

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora