Eder Jofre55

Ronda explica desaparecimento da mídia: "Me ouvir falar é um privilégio"

Recommended Posts

Ronda Rousey explica desaparecimento da mídia: "Me ouvir falar é um privilégio"

Lutadora reclama de críticas na imprensa e redes sociais, e revela que chorou por dois anos após derrota para Holm

Combate.com

A ex-campeã peso-galo do UFC Ronda Rousey abriu o coração durante um bate-papo com fãs na academia de boxe Wild Card West, em Los Angeles, na quarta-feira. A ação tinha a finalidade de promover o filme "Mile 22", no qual a lutadora teve um papel, e teve também a participação do diretor Peter Berg, que organizou a sessão na academia. Porém, Rousey não fugiu das perguntas sobre suas derrotas no UFC e sobre seu desaparecimento da mídia, com menos entrevistas e menos publicações nas redes sociais.

Ronda recebeu fama em parte por sua disponibilidade para entrevistas e pelas declarações ousadas e polêmicas que dava nessas oportunidades. Sua habilidade para promoção ajudou a atrair atenção ao MMA feminino e contribuiu para sua ascensão ao status de superestrela tanto quanto suas habilidades em luta. Contudo, após a derrota por nocaute para Holly Holm em novembro de 2015, Rousey se tornou reclusa. Suas aparições na TV se tornaram restritas a programas de variedades, e ela passou a recusar entrevistas a veículos especializados em MMA.

Antes de sua luta contra Amanda Nunes em dezembro de 2016, a campeã pediu ao UFC para não participar de nenhuma entrevista coletiva ou ação com a imprensa, e foi atendida. Recentemente, quando assinou com o WWE (liga de wrestling profissional), ela voltou a conceder entrevistas para programas esportivos e a postar mais constantemente nas redes sociais.

- Vivemos numa era de julgamento pelo Twitter. O que você ganha realmente ao dar sua opinião sobre qualquer coisa? Isso diminui as pessoas. É cortado e colado 10 vezes e vai para (uma) manchete. (Pessoas famosas) Estão se guardando cada vez mais. Por que eu deveria falar? Eu acredito que me ouvir falar é um privilégio, e é um privilégio que foi abusado, então por que não removê-lo de todos? Não acredito que críticas públicas te batendo são a coisa certa a se fazer - declarou Ronda, de acordo com o site "MMA Junkie".

A lutadora admitiu também que sofreu com as derrotas para Holm e Amanda. Acusada de ser "má perdedora", Ronda admitiu que não sabe perder.

- Chorei demais, me isolei, (meu marido Travis Browne) me abraçou e me deixou chorar, e durou dois anos. (...) Meus pais esperavam que eu fosse especial, então eu esperei ser especial. Eu estava apenas tentando criar o emprego que eu queria, e eu não teria a audácia de fazê-lo se minha mãe não me dissesse que eu poderia. Mas uma coisa que minha mãe nunca me ensinou foi como perder. Ela nunca queria que eu sequer pensasse nessa possibilidade. Ela dizia, "Deixe doer. Merece doer" - contou Rousey.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não vejo a hora de continuar a vê-la perder. Wwe serve e ping pong também.

Chata da p...

E não é personagem. 

Única coisa boa que fez foi fazer as minas terem mais visibilidade. Isso não se pode negar.

Editado por danielxisto

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

mulher despresível

americana gorda

 

va la e se junte a megera da joanna e o feiosa da beth...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu gostei da entrevista,

o caso da Ronda mostra um pouco o que acontece nos EUA devido à pressão que os pais exercem sobre os filhos para que eles sejam vencedores e não sejam "loosers" , essa influência é carregada pelas crianças pelo resto da vida.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Na verdade o ponto que ela questiona é justamente a mesma coisa que aconteceu, por exemplo, neste mesmo tópico. Picotam a fala dela e reduzem a uma manchete que tende a passar uma imagem negativa.

Nada contra o criador do tópico, o tópico está bacana, apenas entendi o que ela quis colocar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, O Predestinado disse:

Na verdade o ponto que ela questiona é justamente a mesma coisa que aconteceu, por exemplo, neste mesmo tópico. Picotam a fala dela e reduzem a uma manchete que tende a passar uma imagem negativa.

Nada contra o criador do tópico, o tópico está bacana, apenas entendi o que ela quis colocar.

Esse era o ponto que eu também pensei quando resolvi postar esse tópico aqui ,apesar da maioria só se preocupar em registrar seu ódio pessoal ,sem conseguir separar o personagem da pessoa ou se ater apenas ao título da matéria !

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
41 minutos atrás, Eder Jofre55 disse:

Esse era o ponto que eu também pensei quando resolvi postar esse tópico aqui ,apesar da maioria só se preocupar em registrar seu ódio pessoal ,sem conseguir separar o personagem da pessoa ou se ater apenas ao título da matéria !

Então, quem posta tem que pensar melhor no título, pois no jornalismo o título é de extrema importância. Ele dita a matéria e dita, chuto, 70% do julgamento da mesma.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora