Lucas Timbó

Sensei Vinicio Antony faz análise de Aldo x Holloway.

25 posts neste tópico

 

Vídeo excelente, onde ele mostra onde o Aldo pecou tecnicamente e o Holloway soube aproveitar isso.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Esse cara entendi muito de luta em pé!!

 

Lógico que não é tudo que eu concordo mas... É um que se para pra escutar.

 

Mas como eu na minha opinião, vc com preparação física em dia máscara muito detalhe de erro técnico seu.

O que aconteceu o Aldo cansou não chutou, não trabalho a luta agarrada enfim lutou boxe, contra o um cara de queixo de aço, gás de mutante e muita pressão , volume e força.

 

Mas o Grande mestre entendi de luta demais

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sempre achei que o Aldo deve inserir movimentação lateral em seu jogo ... luta sempre plantado compensando com velocidade e força 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bom vídeo, Timbó.

 

Acho que foi bem isso que o mestre falou + o comentário do NEGO DGUA.

E é isso, Max soube bem ler a luta, não se afobou e levou.

 

Ainda gostaria de ver uma segunda luta, mas não sei se vejo o Aldo disposto a mudar muito o gameplan. :/

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bom vídeo! Espero que chegue nele ou no Dedé.

Concordo também que faltou gás e os low kicks.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho que não só movimentação,gás e chutes... Faltou luta agarrada... Ele estava se arriscando com um cara grande e rápido...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu gostaria de ver uma explicação honesta e técnica sobre o pq de não tentar luta agarrada.

 

Rolou?

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Postado (editado)

Análise fantástica do mestre Vinício Antony, esse cara realmente entende muito do assunto principalmente da luta em pé, ressaltando que o Aldo realmente não estava com o gás em dia, faltou movimentação, low kick praticamente lutou boxe, permitindo que o Holloway se aproximasse muito. Ao meu ver foi uma série de erros seguidos da grande qualidade técnica do garoto Max que tornou-se campeão merecidamente.

Editado por André Filho

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
6 hours ago, NEGO DÁGUA said:

Esse cara entendi muito de luta em pé!!

 

Lógico que não é tudo que eu concordo mas... É um que se para pra escutar.

 

Mas como eu na minha opinião, vc com preparação física em dia máscara muito detalhe de erro técnico seu.

O que aconteceu o Aldo cansou não chutou, não trabalho a luta agarrada enfim lutou boxe, contra o um cara de queixo de aço, gás de mutante e muita pressão , volume e força.

 

Mas o Grande mestre entendi de luta demais

 

Análise perfeita!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
3 hours ago, Filipovic said:

Eu gostaria de ver uma explicação honesta e técnica sobre o pq de não tentar luta agarrada.

 

Rolou?

 

Não. Mas eu tenho quase certeza que o Aldo não quedaria o Holloway 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hour ago, Lucas Timbó said:

Não. Mas eu tenho quase certeza que o Aldo não quedaria o Holloway 

Pois é. Acho que seria dificil sim, também tenho minhas dúvidas...mas pô, sem tentar não dá pra saber né? Heheh

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A análise técnica do mestre Vinicius é perfeita, como sempre. Sabe muito.

Mas eu colocaria aí alguns outros fatores, não técnicos, até porque o especialista é o mestre, não eu.

Mas eu acho que além de tudo isso, o Aldo sofreu muito com o corte de peso. Estava menos forte e rápido que o normal. Quando o vi na pesagem, já pressenti que seria uma noite diferente das que estamos acostumados com ele. Estava bem abatido.

O gás foi embora rápido, mesmo tendo vencido os dois primeiros rounds. E o Holloway certamente sentiu isso, tanto que ficou mais a vontade na final do segundo round.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hour ago, junior-sjc said:
1 hour ago, junior-sjc said:

A análise técnica do mestre Vinicius é perfeita, como sempre. Sabe muito.

Mas eu colocaria aí alguns outros fatores, não técnicos, até porque o especialista é o mestre, não eu.

Mas eu acho que além de tudo isso, o Aldo sofreu muito com o corte de peso. Estava menos forte e rápido que o normal. Quando o vi na pesagem, já pressenti que seria uma noite diferente das que estamos acostumados com ele. Estava bem abatido.

O gás foi embora rápido, mesmo tendo vencido os dois primeiros rounds. E o Holloway certamente sentiu isso, tanto que ficou mais a vontade na final do segundo round.

 

Então, na minha observação o Aldo entrou com mais massa muscular do que de costume. Antes ele era mais seco, trincado. Não sei o que levou ele e a equipe em apostar nisso, se é que foi o caso, mas aparentemente acarretou nisso que você acrescentou: corte de peso mais sacrificante, resultando numa explosão de curto prazo prazo e perda de gás prematura.

O que não invalida as questões técnicas bem colocadas pelo mestre, e que o Max soube bem aproveitar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Minha impressão é que assim como o Conor já sabia o que ia fazer, se não fosse em 13 segundos seria em 50 ou 3 minutos. 

 

O Max também sabia o que ia fazer. Esperar e aguentar os primeiros rounds que o Aldo normalmente garante, simular uma distância e velocidade, como acho que o Mendoza (se não me engano) levantou, e no terceiro deu o bote.

 

Pra mim, nada ali foi surpresa pro Holloway. 

 

Campeão há anos como o Aldo é muito estudado. Uma hora a casa cai. 

O que não impede dele voltar a ter a cinta, frequentar top 3 por mais uns anos. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
4 hours ago, Filipovic said:

Então, na minha observação o Aldo entrou com mais massa muscular do que de costume. Antes ele era mais seco, trincado. Não sei o que levou ele e a equipe em apostar nisso, se é que foi o caso, mas aparentemente acarretou nisso que você acrescentou: corte de peso mais sacrificante, resultando numa explosão de curto prazo prazo e perda de gás prematura.

O que não invalida as questões técnicas bem colocadas pelo mestre, e que o Max soube bem aproveitar.

Achei ele bem mais forte contra Edgar ll e Holloway 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora