Sign in to follow this  
Followers 0
Eder Jofre55

Cyborg apoia mudanças em regras da pesagem da CSAC:"Vão salvar vid

1 post in this topic

Cyborg apoia mudanças em regras da pesagem da CSAC: "Vão salvar vidas"

Lutadora relembrou métodos perigosos que enfrentou para lutar com 63,5 kg, e disse que o esporte precisa de mais alterações para dar melhores condições aos atletas

Por Combate.com

Cris Cyborg nunca escondeu sua insatisfação com o número limitado de categorias e os difíceis métodos aos quais os atletas são submetidos para o corte de peso. A favor da promoção de melhores condições para atletas de MMA promovida pela Comissão Atlética da Califórnia (CSAC), a brasileira não conseguiu comparecer à reunião para aprovação do plano de dez pontos contra a prática do corte máximo de peso, mas enviou uma carta contendo o que seria dito em seu discurso, divulgada pelo site "MMA Fighting".

No comunicado, Cyborg contou um pouco da árdua experiência de corte de peso à qual foi submetida para lutar abaixo do peso natural, e destacou que as alterações são medidas que preservam as vidas dos lutadores de MMA. A brasileira também afirmou que este deve ser apenas o começo de uma série de reformulações que o esporte deve ter.

Confira a carta na íntegra:

"Estou aqui hoje para apoiar Andy Foster e as mudanças que vão salvar vidas colocadas em prática pela Comissão de Boxe da Califórnia (CSAC). Como vocês sabem, minha maior luta nos últimos anos não foi no ringue ou no cage, mas dentro de banheiras, saunas e em cima de esteiras.

Enquanto alguns lutadores vêm cortando muito peso para ganhar vantagem diante do adversário, minhas duas últimas lutas foram nos 63,5 kg por razões diferentes.

Até recentemente, o UFC só tinha duas divisões para mulheres competirem. Até 52 kg e até 61 kg. Minha categoria natural é 65,7 kg não estava no UFC, e só tive a oportunidade de competir na franquia se aceitasse sacrificar meu corpo para fazer o menor peso possível usando um método chamado "corte de peso", no qual eu desidratava severamente meu corpo.

Por anos eu pedi para ter minha categoria, mas que outras fossem criadas para que os lutadores pudessem competir com segurança. Mesmo com o boxe nos ensinando que existem meninas mais pesadas que 61 kg, como as campeãs Laila Ali e Lucia Rijker. Falaram para mim que não havia garotas no meu peso para lutar.

É incrível ver a Comissão de Boxe da Califórnia apoiar os lutadores e ajudar a dar o primeiro passo para proteger os atletas deles mesmos. Com essas decisões, categorias de peso adicionais serão necessárias. O monitoramento mais intenso que está sendo feito pela Comissão Atlética da Califórnia vai garantir que os lutadores não usem mais métodos inseguros de corte de peso que colocam a sua vida em risco.

Vou lutar no dia 29 de julho, no UFC 214, e estou animada para ajudar a mostrar as novas regras e como elas fazem com que os eventos tenham mais seguranças para os lutadores. Espero poder competir com as diretrizes de hoje, e estou feliz por ver que o UFC já anunciou a adição da categoria peso-mosca para as mulheres.

Espero que as mudanças não parem por aqui. Ainda precisamos que muitas ações entrem em vigor para proteger os atletas e o esporte, mas esse já é um grande passo na direção certa".

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!


Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.


Sign In Now
Sign in to follow this  
Followers 0