Alexandreldm

Membros
  • Total de itens

    347
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

1 Seguidor

Sobre Alexandreldm

  1. 09/10/2017 19h14 Atualizado há 11 Estreante no MMA, Luis Felipe Alvim é o novo campeão meio-médio do JF Fight. A frase por si só não causa nenhuma surpresa, mas a história do atleta amador de 22 anos, sim. A 18ª edição do evento em Juiz de Fora (MG) teria Carlos Eduardo "Blade" x Claudinei "Kall" como luta principal. Horas antes do combate, entretanto, Kall desistiu da luta, já que Blade pesou 400g acima do permitido. A partir daí, uma narrativa quase cinematográfica se desenhou para Luis Felipe. Se pensava ir ao hotel que sediou o evento para vender brownies e assistir seus amigos em ação, ele acabou dentro do cage para conquistar o cinturão. Luís Felipe Alvim finalizou Carlos Eduardo Blade com um triângulo aos 4:28 do R1 (Foto: Leonardo Fabri/divulgação) - O Blade, que foi adversário dele, iria lutar com o Claudinei Kall, mas bateu 400g a mais. Tínhamos normas, multa para o adversário, caso o Blade ganhasse, ele não iria levar o cinturão, mas o Kall não aceitou lutar de última hora. Como organizador do evento, para dar satisfação para o público, arrumei um substituto. O Felipe Silva (mestre de Luis Felipe e atleta do UFC) disse que tinha um atleta que estava preparado, ia lutar duas semanas atrás em Curitiba. Falei dos exames, o Luis Felipe disse que tinha no e-mail. Fechamos os valores, e falei: "Não tenho o contrato aqui, mas vou imprimir no hotel e mostro os termos para lutar no evento". Fui lá correndo, mostrei para ele, fechamos a bolsa, ele leu, disse que estava tranquilo. Na luta, apanhou igual o Rocky Balkboa e, no fim, finalizou - disse Vagner Araújo, presidente do JF Fight. Além de inusitada, a história de Luis Felipe escancara o amadorismo no MMA nacional. Ao pedir a luta no vestiário e apresentar exames feitos (a organização não os enviou à reportagem do Combate.com até a publicação da matéria) para outro evento no e-mail, pelo celular, à organização, e ser aprovado e liberado para lutar sem trâmites burocráticos necessários, o professor de muay thai se arriscou e, apesar do final feliz, o conto de fadas poderia ter sido um filme de terror. - Realmente eu não tenho como te explicar essa coisa de exames porque quem cuida dessa parte é uma outra pessoa. Sei que tem exame de sangue e hepatite, alguns específicos. Ele me mostrou sim, com certeza. Eu conversei com o Luis Felipe, na mesma hora ele disse que tinha no e-mail dele. Ele tinha os exames. Vou pegar tudo com ele, porque vou levar o dinheiro dele, fazer ele assinar o contrato e aí pego os exames com ele. Ele me mostrou os exames por e-mail, só não me deu o papel dos exames - explicou o dono do evento. Atleta estreou com o pé direito no MMA profissional (Foto: Leonardo Fabri/divulgação) O lutador admitiu que o acordo entre as partes foi verbal e que ainda não entregou os papéis com exames e nem sequer assinou contrato, muito menos seguro. - Eu tinha feito os exames e a pesagem para a luta de duas semanas atrás. Eles aceitaram porque sabiam do evento, que minha luta tinha caído, expliquei tudo, mostrei os exames, pesei antes da luta. Como foi na correria, não assinei contrato nem seguro antes da luta, só aceitei as condições anteriores. O acordo, na hora, foi de boca. Mas recebi o cinturão e tudo certinho. Vou assinar hoje com a JF Fight e no próximo evento, no ano que vem, vou encabeçar o card, o Vagner (dono do evento) me disse que agora sou o cara da cidade (risos) - disse Luis Felipe. Apesar da correria e do combate casado em cima da hora com um atleta amador sem lutas profissionais no cartel, sem pesagem oficial e sem preparação específica para a disputa, a organização em momento algum temeu pelo risco à integridade física dos lutadores. Ao defender o evento Vagner Araújo citou o mesmo seguro que Luis Felipe disse não ter assinado. - Na verdade, foi a primeira luta dele, estreia de MMA no profissional, mas é um atleta de várias lutas no muay thai, só estreou na carreira de MMA. Tem várias competições no jiu-jitsu e muay thai. Se o atleta estiver preparado e eu souber que é um cara que tem disciplina, que tem anos de lutas, graduação no muay thai, acho que o Felipe é ponta preta no muay thai e faixa-roxa no jiu-jítsu (na verdade é faixa-azul), com certeza sim. Sendo um atleta, tendo vários anos na área, faria. Acho que todo evento tem riscos. Mas o meu evento, como tento fazer uma coisa totalmente segura, até o público que vai assistir é segurado. Faço seguro para todas as pessoas. Coloco médicos para o público, médicos para os lutadores, policiais militares na segurança, contrato equipe de seguranças particulares, faço tudo para que seja 100% seguro - argumentou. Surpreso com a repercussão do episódio, o novo campeão narrou os fatos de seu dia de super-herói por acidente. Luís Felipe Alvim pediu a namorada em casamento após a vitória (Foto: Leonardo Fabri/divulgação) - Confesso que não esperava essa repercussão toda, achei que ficaria só aqui na cidade. Foi tudo muito corrido, parecia filme, mesmo. Eu acordei tarde no sábado, comi um empadão, uma barra de chocolates e até dei uns goles de cerveja. Decidi ir com a minha namorada porque precisava ver meus amigos lutando. Aí que dei a ideia de fazer os brownies e vender porque o ingresso era caro (R$ 80) e estamos um pouco sem dinheiro. Ela disse que me ajudava a fazer mas não queria vender porque ela tem vergonha (risos). Cheguei no hotel na hora do evento e todo mundo já tinha entrado, dessa vez não atrasou como de costume. Pedi a um amigo meu que trabalhava na organização e ele conseguiu me vender os ingressos mais barato. Fui no vestiário falar com meu mestre e aí soube que o Kall não quis lutar porque o Blade tinha pesado 400g a mais. Ele (Felipe Silva) me perguntou se eu queria lutar, e então, pedi a luta. Eles preferiram buscar outro lutador. Ligaram para ele, e o cara não quis lutar. Então me ofereceram a luta e eu aceitei - narrou. Dentro do cage, o combate foi emocionante. Maior e mais forte - em sua versão, diferente da organização, a luta foi em peso combinado, e o desafiante-novato pesou 70 kg -, Blade imprimiu um ritmo forte e muita potência nos golpes, mas, em um erro, perdeu o braço e foi finalizado. A glória de Luis Felipe Alvim, que teve até pedido de casamento aceito, foi completa. - Com a luta já para acontecer, foi aquela correria, minha namorada foi na minha casa pegar meus materiais, short, protetor bucal, chegou em cima da hora e fui lutar. Eu só vinha treinando jiu-jítsu depois do evento no Paraná (Face the Danger 17) que minha luta caiu, duas semanas atrás. O Blade pesou 82 kg, já reidratado, e eu peso 70kg, sou peso leve. Lutamos em peso combinado. Os dois aceitaram. Eu queria muito lutar, entrar no cage de qualquer maneira. Ele (Blade) bateu no peito e disse que lutava. Meu mestre insistiu pela disputa do cinturão e o Blade aceitou. Acho que teve um certo salto alto dele, ele viu que eu era novo, iria estrear e acho que ele já estava contando com a vitória. Na luta eu apanhei bastante, mas consegui segurar o braço dele e finalizei. O hotel veio abaixo. Muita gente entrou para me abraçar, me levantar, eu mal conseguia respirar. Nunca vi um dono de evento vibrar tanto como o Vagner (risos). Aí foi só pegar o cinturão e comemorar. Pedi minha namorada em casamento ali mesmo e agora estamos noivos - contou. Por fim, o presidente do JF Fight exaltou o evento e lembrou que grandes nomes do MMA brasileiro tiveram passagem pelo evento no início da carreira. - O JF Fight é regulamentado, está no calendário da cidade, está na 17ª edição, é um evento tradicional. Já recebeu vários campeões, como o Rafael dos Anjos, Alex Cowboy, Hacran Dias... Vários lutadores famosos que lutam em grandes outros eventos lutaram aqui. Então tenho certeza que o JF Fight é uma porta para os lutadores do país. As pessoas que habitam o evento são vinculadas a instituições, mas o evento não. A arbitragem ficou por conta do pessoal do Douglas Aires (árbitro do Jungle Fight). O JF Fight dá toda a estrutura, segue todos os padrões para estar nos grandes eventos - explicou. Fonte: https://sportv.globo.com/site/combate/noticia/vale-tudo-atleta-amador-sai-da-torcida-e-conquista-cinturao-de-evento-de-mma.ghtml
  2. Conor McGregor não venceu. Foi nocauteado por Floyd Mayweather no décimo assalto da "Money Fight", na noite deste sábado, em Las Vegas, EUA. Mas o irlandês, debutando no boxe profissional, surpreendeu especialistas e torcida. Enquanto esteve em ação, Conor soltou 430 socos e conectou 111. Um aproveitamento de 26%. Para efeito de comparação (e guardadas as devidas proporções), em 12 rounds contra "Money", em 2015, Manny Pacquiao acertou 81 golpes de 429 lançados, tendo 19% de eficiência. Miguel Cotto foi derrotado por Floyd em maio de 2013, na decisão unânime, e acertou, em 12 rounds, 105 golpes, de 506 lançados (teve 21% de aproveitamento). Já Shane Mosley, que também foi derrotado por Floyd na decisão unânime, em 2010, conectou 105 socos, de 452 (aproveitamento de 20%). Floyd Mayweather nocauteou Conor McGregor na luta do ano em Las Vegas (Foto: Getty Images) Claro que Floyd lutou de forma mais agressiva neste sábado, andando para frente, impondo o ritmo e se arriscando mais. Prova disso é que o americano conectou 170 socos de um total de 320, com 53% de aproveitamento. Vale ressaltar, no entanto, que o campeão peso-leve do UFC não tem lastro de boxeador e se preparou especificamente para o duelo contra Mayweather por alguns meses, antes mesmo da confirmação da luta. - Eu gostaria de ter chegado até o final dos 12 rounds. Eu acho que eu merecia ouvir o soar do gongo final, mas o que posso fazer? Vocês podem dizer o que for, mas eu trabalhei muito duro para chegar até aqui. No camp de treinamento eu tive apenas um parceiro de sparring que lutou assim, colocando pressão e fazendo esse jogo que o Floyd fez hoje. Eu sempre fiz o sparring com ele assim até o sexto round, depois entrava outro parceiro para trabalhar comigo nas cordas. Acho que estaria mais preparado para essa sensação se eu tivesse treinado mais esse tipo de jogo, tenho certeza de que não iria perder tantos golpes na guarda - afirmou, mostrando que estava orgulhoso de sua performance, apesar da derrota. Floyd Mayweather e Conor McGregor em clima cordial após se enfrentarem no ringue (Foto: Evelyn Rodrigues) Presidente do UFC, Dana White elogiou o desempenho de Conor no combate e lembrou era apenas a sua estreia na modalidade. Segundo Dana, McGregor fez o suficiente para calar a boca de muitos especialistas que o subestimaram.- Estou orgulhoso do Conor. A luta foi completamente diferente do que eu esperava. Quando você entra no boxe profissional, você começa com quatro, seis rounds, dez rounds. Ele começou com 12. Disseram que o Conor não acertaria um soco no Mayweather. Falaram mal dele, disseram que seria massacrado. Mas nas últimas lutas de Mayweather ele não levou 100 golpes em 12 rounds. Em dez, Conor acertou 111 socos - disse Dana White.CEO da Mayweather Promotions, Leonard Ellerbe também se disse surpreso com a performance de McGregor no combate contra Floyd, e garantiu que o "Notório" teria futuro no boxe caso optasse pela modalidade.- Estou realmente muito surpreso com as suas habilidades de fazer algumas coisas. Tem coisas que não são fáceis de fazer lá dentro, ainda mais contra um cara tão experiente como o Floyd. Se o Conor escolher isso, ele tem futuro no boxe. Ele é capaz de evoluir, é um competidor duro, tem um grande coração, e mostrou muita coisa. Em sua estreia profissional, Conor deixou seu país e o UFC orgulhosos e não deve abaixar a cabeça. Agora pude perceber porque ele é a grande estrela do UFC - garantiu. Fonte: http://sportv.globo.com/site/combate/may-mac/noticia/2017/08/mcgregor-acertou-mais-golpes-em-flyd.html
  3. 21/05/2017 19h52 - Atualizado em 21/05/2017 20h37 Angela Magana e Cris Cyborg brigaram no último dia do encontro dos lutadores do UFC em Las Vegas (Foto: Evelyn Rodrigues) Um encontro de lutadores do UFC promovido pela própria organização em Las Vegas (EUA) terminou em confusão envolvendo a brasileira Cris Cyborg e a americana Angela Magaña neste domingo, último dia do evento. Segundo informações de atletas presentes ao local aonde tudo aconteceu, Cyborg não teria gostado de tweets de Magaña relativos ao seu namorado, Ray Elbe, e também de comentários sobre ela e Elbe feitos por Magaña nas suas redes sociais. A brasileira teria confrontado Magaña sobre as postagens no lado de fora do hotel em que os lutadores estavam hospedados. Após a americana ter dito que escreveria e falaria o que quisesse, Cyborg respondeu exigindo respeito. Magaña disse: - Não respeito p*** nenhuma. Vai se f***! - fazendo um movimento em direção à brasileira, que reagiu com um soco que atingiu a boca da americana. Angela Magaña teria perdido um dente e ferido os lábios. Um grupo de lutadores que estava próximo das duas agiu rápido para separá-las. A polícia foi chamada ao local. Fonte
  4. 02/12/2016 12h11 - Atualizado em 02/12/2016 12h17 Wanderlei Silva deixou o card do Rizin FF 3, no qual enfrentaria o veterano croata Mirko Cro Cop no Japão (Reprodução Twitter) O Rizin FF informou nesta sexta-feira que Wanderlei Silva não irá mais participar da terceira edição do evento, que acontece no próximo dia 29 de dezembro, em Saitama, no Japão. O brasileiro estava escalado para enfrentar Mirko Cro Cop no torneio em peso-aberto, mas acabou sendo retirado do card do evento. A razão da saída de Wanderlei Silva não foi divulgada, e ainda não há um substituto para o seu lugar na chave. Quem ficou muito irritado com a notícia foi seu rival, o croata Mirko Cro Cop. Em uma postagem em sua conta no Facebook, o veterano não poupou ofensas a Wanderlei Silva, e disse que o agredirá se ele for ao torneio, mesmo que como convidado da organização. - Acabei de receber uma mensagem da Rizin Fighting Federation que Wanderlei "o Bravo" Silva não quer lutar comigo. Ele ficou com medo e mudou de idéia, mas ele sabia disso desde o início. Ele bancou o durão na coletiva de imprensa em julho e ele me desafiou para uma luta. Pensei comigo mesmo: "este homem tem coragem". Mas agora todos nós vemos do que ele é feito, nada além de merda. Ele um dia foi o "Axe Murderer", mas agora ele é apenas um carinha assustado e a única coisa que ele pode matar é um mosquito. E Wanderlei, não se atreva a vir a Saitama para ver o torneio como um convidado, porque eu vou te dar uma bofetada como você merece. Você não é nada além de uma cadela assustada. Eu tinha muito respeito por você como um lutador até agora. Eu sugiro um novo nome para você que vai se encaixar bem ... WANDERLEI "A GALINHA" SILVA - escreveu o croata. Fonte
  5. Dá pra acreditar no Aldo? Primeiro disse que enfrentaria o McGregor em qualquer hora e lugar, teve a oportunidade e arregou, depois disse que iria se aposentar, agora já não vai se aposentar e voltou. Ainda diz que o Dana não tem palavra...
  6. Outubro 24, 2016 Dominick Cruz fará sua segunda defesa de cinturão O UFC anunciou nesta segunda-feira aquele que será o segundo duelo mais importante do UFC 207, evento que fecha a temporada 2016 do Ultimate em 30 de dezembro, em Las Vegas. O campeão dos galos Dominick Cruz defenderá o cinturão da categoria contra o compatriota norte-americano Cody Garbrandt. Essa será a segunda defesa de título de Dominick Cruz no ano desde que reconquistou o cinturão, em janeiro, após vencer TJ Dillashaw no UFC Boston. Em sua última aparição no octógono, Cruz encerrou trilogia contra Urija Faber ao derrotar o “California Kid” por decisão unânime no UFC 199. Já Cody Garbrandt conta com um retrospecto impecável de cinco lutas e cinco vitórias na organização, incluindo um triunfo sobre o brasileiro Thomas Almeida, em maio, no UFC Vegas. Em sua última luta, Garbrandt derrotou o japonês Takeya Mizugaki com um nocaute no primeiro round no UFC 202. O UFC 207 acontece no dia 30 de dezembro, em Las Vegas, e será estrelado pelo duelo entre a campeã do peso-galo Amanda Nunes e a norte-americana Ronda Rousey. No mesmo evento, o brasileiro Fabricio Werdum faz revanche contra o ex-campeão Cain Velasquez. Fonte
  7. 16/07/2016 01h00 Mark Hunt quer metade da bolsa milionária de Brock Lesnar (Foto: Evelyn Rodrigues) A notícia de que Brock Lesnar foi notificado pela USADA (agência Antidoping dos EUA) nesta sexta-feira, por ter sido flagrado em um teste antidoping realizado no dia 28 de junho, não foi vista como novidade pelo adversário de Lesnar no UFC 200, Mark Hunt. O neozelandês, que perdeu o duelo contra Lesnar na decisão unânime dos juízes laterais, disse ao site "MMA Fighting" que enviou uma mensagem ao UFC exigindo metade da bolsa de Brock Lesnar ou pedindo que a organização o libere de seu contrato. - Os trapaceiros levam um tapinha nas costas e saem andando. Que penalidade ou dificuldade vai ser dada a ele para que pense duas vezes? E a Comissão Atlética de Nevada, por que esses filhos da mãe deveriam receber alguma coisa? Não foram eles que enfrentaram o Lesnar e perderam para ele. Eu perdi - declarou o peso-pesado. Em troca de mensagens pelo Twitter com o peso-pesado Roy Nelson, o "Super Samoano" tambem criticou a política antidoping do UFC: - Sabe Roy, eles dizem que estão limpando o esporte, mas essa é a terceira vez que eu enfrento um trapaceiro - escreveu, fazendo referência a Antonio Pezão e Frank Mir. Para enfrentar Hunt no UFC 200, Lesnar recebeu a maior bolsa já paga a um atleta no Ultimate: US$ 2,5 milhões (R$ 8,2 milhões). Já Hunt embolsou US$ 700 mil (R$ 2,3 milhões). Fonte
  8. 17/04/2016 01h29 - Atualizado em 17/04/2016 01h29 Lutador está suspenso por apresentar metabólitos da maconha em exame antidoping (Foto: Evelyn Rodrigues) Lutador do UFC, Diego Brandão foi preso na última sexta-feira por, supostamente, bater com uma arma de fogo no rosto de um funcionário de uma casa noturna, em Albuquerque, nos Estados Unidos. A informação foi publicada pelo "Albuquerque Journal", no sábado. O Ultimate ainda não se pronunciou sobre o caso. O brasileiro discutiu com o DJ do local antes de deixar o estabelecimento. Depois, ele tentou voltar, teve a entrada negada e teria tentado brigar com funcionários. O manauara decidiu ir embora e retornou novamente com uma arma, a qual teria apontado para um cliente e a um empregado. Brandão foi acusado de lesão corporal grave e três acusações de agressão grave. Brandão, que treina na Jackson-Wink, em Albuquerque, está suspenso temporariamente pela Comissão Atlética de Nevada após testar positivo para metabólitos da maconha, depois do UFC 195, sediado em janeiro. Ele tem audiência marcada para Las Vegas na próxima terça-feira. Esta não é a primeira vez que o campeão da 14ª temporada do The Ultimate Fighter se envolve em polêmicas. Em fevereiro do ano passado, ele não gostou de ser filmado durante o Carnaval de Manaus e disparou em direção aos repórteres, revoltado, exigindo que a câmera fosse desligada. Fonte
  9. 28/02/2016 Empresário de Anderson Silva pediu revanche contra Bisping no Brasil Após Anderson Silva ter disparado contra a decisão dos juízes de dar a vitória para Michael Bisping e Dana White dizer que, em sua opinião, o brasileiro havia vencido, a vitória do lutador britânico sobre o brasileiro começou a ser cada vez mais questionada. Para solucionar o problema, o empresário do brasileiro, Ed Soares, utilizou sua conta em uma rede social para pedir uma revanche. "Mike Bisping mostrou muito coração. Tiro o chapéu para ele!! Eu não concordo com a decisão, mas me diga o que você acha desta solução: uma revanche no Brasil, e caso o Anderson vença uma trilogia em Vegas?", escreveu o empresário. O motivo da polêmica teria sido a pontuação do quarto round. Na visão de alguns apreciadores do esporte, o round teria sido vencido por Anderson Silva, o que lhe daria a vantagem de três rounds a dois. No entanto, os árbitros do confronto viram vitória de Bisping no período, o que acabou decretando a vitória do britânico. Fonte
  10. 13/12/2015 Aldo é consolado por sua equipe no vestiário (Foto: reprodução) José Aldo precisará de tempo para assimilar o nocaute sofrido em apenas 13 segundos para o falastrão Conor McGregor, no UFC 194, neste sábado. Em um registro do vestiário do brasileiro, o ex-campeão peso-pena aparece desolado, rodeado por sua equipe. A derrota marca o fim de uma invencibilidade de 10 anos. Aldo só havia perdido uma vez, em 2005, quando foi finalizado por Luciano Azevedo, no Jungle Fight. O nocaute sofrido diante de Mcgregor foi o primeiro da carreira do brasileiro. Fonte
  11. 12/12/2015 Aldo poderia lutar pelo cinturão de novo, mas só se Conor subir aos leves Mal se tornou campeão, e Conor McGregor já vai instaurando um verdadeiro caos nas disputas de títulos de duas categorias do UFC. O irlandês ganhou a opção de subir para os leves e desafiar o vencedor de Rafael dos Anjos x Donald Cerrone e disse que não pretendia deixar o cinturão dos penas vago. O presidente Dana White, porém, tem outra ideia. E uma ideia que envolve José Aldo lutando por cinturão mais uma vez. "Depende do que acontecer. Se o Conor deixar vago o título dos penas e subir para os leves, nós provavelmente faremos Frankie Edgar x José Aldo pelo título. Se ele não subir, então o Frankie Edgar luta contra o Conor e o José Aldo enfrentará outra pessoa", disse Dana em entrevista ao canal do Youtube do UFC - ele não apareceu na entrevista coletiva. Mais cedo, porém, na entrevista em que Dana não compareceu, McGregor falava uma história diferente. "Se eu for para os leves, eu não vou deixar meu cinturão vago. Vou ficar com um cinturão em um ombro e o outro no outro. Eu luto mais que todo mundo, fico mais ativo que todo mundo. Isso não será um problema, meu cinturão não ficará vago", disse. O que fica cada vez mais claro é que a revanche entre Aldo e McGregor definitivamente não acontecerá imediatamente. A ideia de o irlandês subir para os leves ganhou mais força por conta do corte de peso sofrido para a luta no UFC 194, como revela Dana White. "Conor teve um corte de peso difícil. Quando ele subiu naquela balança, John Kavanagh (técnico dele) disse que nunca mais queria vê-lo bater esse peso. Eu acho que o Conor vai subir para os leves", disse Dana. Durante sua entrevista, Conor também falou sobre o assunto e admitiu que não é fácil bater o peso, mas disse estar tendo um acompanhamento profissional para vencer a balança, dando a entender que a questão não era mais tão crucial para ele. Fonte
  12. 12/12/2015 © Getty McGregor, campeão e capa do próximo game do UFC José Aldo perdeu a luta, o cinturão e também a chance de fazer um dinheiro a mais ao se tornar a capa do game do UFC. A EA Sports, empresa responsável pelo jogo, já havia avisado que o vencedor desta noite ia estampar a capa ao lado de Ronda Rousey. Melhor para Conor McGregor, que fica com a honra e também com os dólares a mais que isso deve lhe proporcionar. McGregor ficou com a capa do game graças ao nocaute com 13 segundos que conseguiu impor a José Aldo. O irlandês pegou o brasileiro no contragolpe e acertou um direto em cheio no queixo que deixou o agora ex-campeão estirado no chão. Ao irlandês, só fica o aviso: a capa do jogo não costuma trazer muita sorte a ninguém. Nos últimos anos, a ‘maldição' pegou nomes como Anderson Silva, Jon Jones e Alexander Gustafsson. Já em 2015, atacou Ronda Rousey, que acabou derrotada dois dias depois de ser anunciada como uma das protagonistas da capa. Fonte
  13. 12/12/2015 Dana White não estava na coletiva de imprensa do UFC 194, mas mandou seu vice-presidente de comunicação, Dave Sholler, dar um recado importante para os jornalistas. Depois da derrota em apenas 13 segundos neste sábado, José Aldo não terá revanche imediata contra Conor McGregor. O presidente do Ultimate disse que conversou com o técnico do irlandês, John Kavanagh, que disse que o noco campeão nunca mais vai bater o peso da categoria dos penas (66,1kg). O plano dele agora é subir para os leves (70kg). Confuso com essa situação, Dana disse que agora trabalha com dois cenários, mesmo não gostando de marcar lutas assim que eventos acabam. “Ele teve um momento muito difícil cortando peso, o técnico dele me disse que não queria ele fazendo esse peso de novo, não quero ver isso de novo, então ele vai para os leves. Tenho pena do Frankie Edgar agora (risos). Vamos ver o que Conor vai decidir fazer, se tentará de novo cortar o peso'', disse Dana White. Em um primeiro cenário, Conor continua nos penas e fará sua primeira defesa de cinturão contra Frankie Edgar, que venceu Chad Mendes na última sexta-feira. No segundo, McGregor sobe para os leves, deixa o título dos penas vago e pega o vencedor de Rafael dos Anjos e Donald Cerone, que disputam o cinturão da categoria de cima no próximo sábado. “Eu brincando disso há muito tempo, essa é a pior parte estar na balança, me reidratei nem, mas sofri muito para cortar e acordei bem no outro dia. Fazer o peso não é a melhor das coisas, mas é o negócio. Agora foi duro. Tinha um cara me ajudando nisso, não é fácil, mas eu fiz. Estou considerando subir por unifiquei. Têm alguns desafiantes nos penas, vou deixar competir entre eles e vou tentar o cinturão dos leves. Então eu volto para os penas, depois retorno para os leves depois de retomar o cinturão que era meu'', disse McGregor. No entanto, ele não pretende abrir mão do cinturão dos penas. “Vou ficar com os dois cinturões no meus ombros, serei o dono de dois cinturões ao mesmo tempo. Ninguém é mais ativo que eu, não há chance de isso acontecer.'' Assim que acabou o combate, Aldo pediu uma revanche imediata, o que seria normal depois de ele ficar tanto tempo com o título. Mas vendo as opções, sua melhor chance de retomar novamente o cinturão será se McGregor subir de peso, assim ele enfrentaria Edgar pelo título vago. “Se o cinturão ficar vago, vamos fazer Frankie Edgar x José Aldo pelo título. Se isso não acontecer, será Conor contra Edgar e o Aldo contra alguém'', completou o presidente do Ultimate. Fonte
  14. 30/08/2015 às 16:09 Uma foto feita durante as gravações do filme "Fight Valley" mostra a impressionante diferença de tamanho entre a brasileira Cris Cyborg e a americana Miesha Tate. Tate é integrante dos pesos-galos do UFC, enquanto Cyborg tenta atingir o limite de peso da divisão (61,2kg) para conquistar a chance de disputar o cinturão contra a campeã, Ronda Rousey. A brasileira atualmente luta como peso-pena do Invicta FC, torneio feminino do qual ela é a atual campeã. Confira a imagem: Fonte
  15. Tá gata nessa foto segurando o taco!!