masterblaster

Moderador
  • Total de itens

    1,794
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

1 Seguidor

Sobre masterblaster

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    Petrópolis/RJ

Últimos Visitantes

3,836 visualizações
  1. HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!! Muito boa!
  2. Kkkk! Realmente! Cada uma que a gente vê, né?
  3. Perfeito. Concordo contigo. E achei também muito boa a resposta do TJ.
  4. Excelente tópico. Excelente mesmo. Já havia postado opiniao parecida naquele tópico da Pedrita. O treinador geralmente conhece seus pupilos, sabe quais precisam mais e quais precisam menos de empurrões para prosseguir. Por ex., uma vez o Rafael Cordeiro falou sobre o Wand o seguinte: que muitos atletas quando se machucavam e viam o sangue escorrendo caiam de rendimento, mas o Wand nessa situação ficava alucinado, partia pra dentro para dar o troco. Então, talvez o treinador da Pedrita quisesse dar esse incentivo para ela, sem saber da gravidade da lesão. O MMA é um esporte de alto rendimento, o que por si só já é nocivo à saúde. Além disso, visa inflingir danos no oponente. Ora, dentro desse ambiente, e no frenesi de um intervalo, com sangue quente e focado na superação, na vitória e no reconhecimento, é muito difícil parar. Contudo, realmente jogar a toalha seria a atitude mais sensata, para preservar a integridade e saúde do atleta. Mas convenhamos, nosso esporte não é um esporte sensato! O Rafael dos Anjos e Cub Swanson se mostraram favoráveis a jogar a toalha. Rafael é, de fato, um cara muito coerente e sensato. Cub também parece. Só que a fria opinião de fora fica muito diferente na paixão do momento. Sera que algum dos dois quereria jogassem suas toalhas em algum momento muito desfavorável de suas batalhas? Se a toalha fosse jogada com mais frequência, só por exemplo, Minotauro nunca teria derrotado Bob Sapp. Acho tambem que depende demais de circunstâncias e dos objetivos. Com alunos amadores e iniciantes já joguei toalha algumas vezes, mas com alunos competindo profissionalmente isso foi uma raridade. É uma discussão dificílima e muito complicada.
  5. Mas você também está coberto de razão em tudo que falou, MV8. O problema é que todo esporte de alto rendimento é danoso demais, artes marciais e MMA então, que buscam diretamente algum dano físico, nem se fala. O atleta já dá tudo de si, e quando chega nesses excessos, aí a conta vem com certeza.
  6. Sim, analisando aqui, friamente, você tem razão em tudo. Mas ali no calor do combate ninguém quer parar. Chega o intervalo, todo mundo de sangue quente, buscando consagração ou vitória, a coisa muda muito. A gente não sabe quantas vezes nos treinos a Pedrita pode ter reclamado de dor e o treinador ter mandado ela seguir por achar que eram situações normais ou até para incentiva-la. Voce luta karate, já deve ter acontecido de reclamar de alguma dor e o teu sensei ter mandado você prosseguir. No kickboxing isso acontecia muito comigo! Pode ser que ali naquele frenesi o técnico não tenha se dado conta da gravidade da lesão e tenha tentado motivar sua atleta a continuar. Tanto que ela mesma o defendeu. A verdade é que ninguém quer parar, lembro do Wand contra o CC, com o olho todo deformado e fazendo sinal para o juiz deixar lutar “só mais um pouquinho”; do JJ escondendo o dedo quebrado para continuar a luta contra o Sonnen, e por aí vai. E quando me referi ao presente que acho que ela ganhou de lutar com a Valentina, penso que a lesão foi uma fatalidade, isso poderia acontecer com ela lutando com qualquer outra atleta, e aí caímos na situação acima, de se devia parar ou não. Mas ganhar a luta com a Valentina acho que foi ganhar um grande presente sim. Se você tivesse oportunidade de fazer um kumite com o Johanes Freiberg pensaria duas vezes? Se eu pudesse fazer uma luta com o Buakaw nem pensava, seria uma aula para o resto da minha vida. Mas pensando friamente com a cabeça no lugar e fora do calor da hora, claro que te dou razao. Mas é bem diferente a avaliação que a gente faz aqui fora do que aquela que acontece ali, no calor do momento.
  7. Verdade, concordo 100%. Essa garra enche os olhos do público. Certamente terá uma adversária mais a sua altura da próxima vez. E acho que virá bem mais fortalecida. Apesar de terem dado essa adversária totalmente desproporcional para ela, no final ela ganhou foi um grande presente, por duas razões.A primeira é que teve uma senhora aula de uma das melhores lutadoras da atualidade. Isso é mais do que qualquer lutador de verdade poderia pedir! Se ela aprender com isso, só tem a ganhar e se tornar muito mais forte. E a segunda é a visibilidade que ganhou com o confronto, acabou sendo descoberta por um público bem maior.
  8. Todas essas lutas foram sensacionais mesmo.
  9. Também é verdade, mas a resposta é que foi muito desproporcional, né? De toda sorte, é nítido o empenho da galera para fazer o ambiente melhor. Não vou citar nomes, mas tem muita gente aqui que mudou demais e está contribuindo enormemente. Nem digo por causa da moderação, porque quase não tem havido necessidade de intervenção. Tem dado gosto navegar pelo Fórum e ver o nível dos debates. Quanto ao tópico em si, a Pedrita é guerreira demais e tem um coração de leão. Torço por ela e acho que pode evoluir e chegar nas cabeças. Quanto ao técnico, creio que não percebeu a gravidade da lesão, senão teria que parar. Em contrapartida, essa mentalidade Chute Boxe motiva demais o atleta a buscar forças onde ele acha que já não tem. Isso molda demais o espírito, e digo com pleno conhecimento de causa. Enfim, acho que fica difícil julgar a situação, mas é inegável a garra da menina. Forte abraço!
  10. Cara, só agora vi esse debate, ainda bem que o Daniel já agiu. Mas faço questão de dar os parabéns pela conduta, seu retorno ao Fórum engrandeceu demais o ambiente. Aliás, esse comportamento tem sido a tônica de praticamente todo mundo aqui, tem sido muito bom navegar pelos tópicos. Todos estão de parabéns. Grande abraço!
  11. Não por isso! A participação de todo mundo nesse tópico está sendo o que está fazendo o debate andar. E acho que já está bem na hora de sair um posicionamento, seja qual for. Vocês merecem e tem direito a uma resposta, e acho que falta bem pouco para isso. Nem tem o que agradecer, é obrigação nossa dar satisfação e procurar trazer o melhor ambiente para o Fórum. E com a ajuda que todos têm dado, nem se fala, né? Eu que agradeço, ótima semana para todos, forte abraço!
  12. 3. HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!
  13. Cara, com o meu consigo! Clico ao lado do nome do cotado, fica cinza e aparece uma caixinha do lado do nome. Clico del ou clico em cima de novo e clico del e o post some. Vou fazer em algum para ver se expliquei direito ou se está faltando alguma coisa. Ah, e o brasão de Brasília complicou tudo... já sumiram três por aqui! Kkkkkkk!
  14. Renato, não vou mentir, tá bem difícil, viu? O pessoal está bem receoso. Mas a discussão tá ocorrendo. Lá na sala da moderação tem um tópico no qual estão sendo discutidos os prós e contras do retorno. Mas prometo que muito em breve mesmo vai ter uma resposta aqui, e espero que, mesmo que não consigamos o off em si, pelo menos alcancemos uma solução intermediária, como usar algumas seções da segundona para isso. Grande abraço!