PedroCage

Membros
  • Content Count

    2
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

About PedroCage

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    São Paulo
  • Interests
    Muay thai, vale tudo e combates fechados.

Recent Profile Visitors

33 profile views
  1. Há ainda, como antigamente, torneios ou lutas de valetudo das antigas em clubes ou espaços fechados sem esta firula toda de UFC e afins? Acho estranho como antigamente estas coisas eram comuns e perderam força só por conta de programas e espetáculos televisivos.
  2. Olá colegas. Faço muay thai, mas já pratiquei jiujitsu por dois anos e fico hoje observando os treinos das equipes de jiu que antecedem ou compartilham do mesmo tempo nas academias por onde vou fazendo meu muay thai. Durante o tempo que fiz eu gostei muito, mas uma lesão nas costas me forçou a abandonar. Sempre observo que o esquema de treino do jiu é o mesmo: (1) uma ou duas técnicas passadas, (2) prática delas e (3) um rola final. Como há literalmente milhares de técnicas/golpes no jiu, fico a me perguntar: se a assimilação de uma técnica pode demandar semanas seguidas, qual a efetividade dos treinos de jiu naqueles moldes? Eu nunca tive andamento no jiu porque a cada treino era apresentado uma técnica nova, que nem sempre era bem exercitada por não haver tempo para vc e o seu parceiro revezarem, quando se chegava a um novo treino tudo era esquecido e outra técnica passada; chegava nos exames de troca de faixa e a turma pegava a tabela de golpes cobrados e iam decorar. Não é estranho que faixas marrom e até preta nem sabiam os nomes dos golpes mais comuns ou associavam os golpes aos nomes. E assim vejo se repetir em toda academia que passo. Sinceramente, não vejo nada disso como efetivo, pois vc nunca está aprendendo ou assimilando coisa alguma; o tempo passa e vc (todos na verdade) vão mudando de faixa sem saber ou dominar técnica alguma. Então deixo a pergunta para aqueles que praticam jiujitsu: do que adianta se preocupar em passar tantos golpes se na prática não há condições de assimilação de nenhum? Para aprendizado, não seria mais racional fechar num número restrito de golpes e variações e trabalhar só com isso?