Cesar_Rasec

Membros
  • Content Count

    1007
  • Joined

  • Last visited

Posts posted by Cesar_Rasec


  1. Vou de Gaethje por (T)KO.

    Mesmo quando o americano foi nocauteado, isso aconteceu depois de muita pancada.

    Se eu tivesse que apostar num cenário, arriscaria em algo parecido com a primeira luta do Conor contra o Diaz.

    Gaethje levando knockdown no primeiro round, apanhando no segundo, mas dominando a partir do terceiro. Só que ao invés de terminar apertando o pescoço, vejo o Justin terminando na porrada. 


  2. 2 horas atrás, Sartori disse:

    Agora sobre enfrentar nomes fracos antes do UFC etc pode acontecer por varios fatores, desde ele ir pegando o jogo dele para MMA, não ter oponentes na época para enfrentar ou até mesmo não encontrar muitos nomes que o gostariam de enfrentar dentro de um circuito mais nacional, acontece isso no Brasil e fora não é diferente.

    Mas é sobre essa parte que falam do cartel fabricado. Porque, veja bem, uma galera aqui se entusiasma e diz que o cara é 28-0, como se isso fosse o maior feito do atleta. Eu fico mais impressionado com o 12-0 dele no UFC do que com esse número total. Ficarei mais ainda quando ele elevar o número de lutas pelo cinturão, pois é sinal que tá enfrentrando a nata da nata. 

    O Renan Barão vinha de 32 vitórias seguidas (e um “no contest”) antes de perder do Dillashaw. 

    O Thominhas vinha de 20-0 antes de perder do Garbrandt.

    O negócio vai afunilando e as coisas vão ficando mais complicadas. Por isso não vejo comparação com o que fez o Jones, por exemplo. O americano venceu 13 lutas pelo cinturão no UFC.

    E só pra deixar claro, isso não tem a ver com a qualidade do Khabib. Eu acredito que o russo tem tudo pra quebrar recordes no UFC. Só que ele precisa concretizar isso, não da pra viver do “poderia”. Se ele parar com mais duas lutas, qual vai ser o peso dele na história? Vencendo essas duas, contra dois top 10, já vira o maior LW da história do UFC sem a menor dúvida. Agora, se ele almeja essa coisa de “GOAT” que jeito vai pleitear isso? Sério, por mais que a pessoa seja fã dele, não tem condição pra falar que ele assume esse posto com mais duas vitórias. Não passa o Jones de jeito algum, mas pra não ficar só no Jon, pois o ódio de alguns cega o reconhecimento, vamos falar do GSP.

    O canadense teve duas derrotas, das quais ele ainda se “vingou”, mas mesmo que não tivesse feito isso... olha quanto tempo ele ficou lutando contra os melhores! Quanto mais você fizer isso, maior o risco de perder. Imagina se o Barão tivesse se aposentado depois da segunda luta contra o Faber? Ele teria encerrado a carreira com 32-1 (sendo as 32 vitórias seguidas), após 3 defesas de título. Ele continuou “arriscando” e veja o que aconteceu.

    “Ah mas o Khabib não vai perder”... quem garante? A Cyborg era tida como imbatível... o Anderson também... Aldo era um ícone... Fedor... por aí vai.

    Ninguem vence de véspera. Então não adianta ficar no plano da imaginação do que teria sido. Muitos fazem (ou faziam) isso com o Velasquez... colocam (ou colocavam) como melhor de todos, simplesmente pelo que ele PODERIA ter sido. Depois que ganhou o título contra o Lesnar, quais foram os seus feitos? Ganhou duas e perdeu uma do Cigano, ganhou duas do Pezão e ganhou uma do Browne. Perdeu uma do Werdum e uma do Ngannou. Aí vem a história “Ah mas se ele não tivesse tido tanta lesão”... só que infelizmente ele teve. E por conta disso não conseguiu concretizar algo ainda maior. Esse é o ponto central.

    Quanto mais tempo um lutador estiver conseguindo se sobressair em disputas de alto nível, mais valorizado tem que ser. A história nos mostra que é questão de tempo até alguém conseguir êxito em cima de uma lenda. 


  3. Quando a provocação é entre os atletas, não acho nada demais. Acho um exagero quando o cara fala da mulher do outro, quando xinga a população de um país (que não tem nada a ver com o problema deles), etc. 

    Nesse caso, quem primeiro tocou no nome do Borrachinha, foram eles. Querendo ou não, o Borracha travou uma guerra contra um dos melhores do esporte e passou a carreta nos medianos que pegou. Inclusive nocauteou o Hall. Tá devolvendo as “gentilezas” que recebeu e tá com moral. No dia que ele perder, outros farão a mesma coisa com ele e vida que segue. 


  4. A luta do Khabib contra o Tibau é lembrada repetidas vezes, pois o brasileiro foi o lutador com melhor wrestling que o russo já enfrentou. Não adianta ficar nesse papo que o Khabib evoluiu, isso é óbvio. O problema é que desde então, ele nunca enfrentou alguém com essas características.

    Não é com menosprezo que o combate contra o Gleison é lembrado. É simplesmente pra dizer que NAQUELA ÉPOCA houve alguém que conseguiu parar as quedas dele. A dúvida que fica é se algum grande wrestler conseguirá NESSA ÉPOCA parar as quedas. No dia que o russo pegar alguém com essas credenciais, nós teremos essa resposta.

    Pode ser que hoje em dia ele consiga derrubar um GSP... ou não. Só enfrentando pra gente saber, o resto é pura especulação dos dois lados (quem acha que sim e quem acha que não).


  5. 26 minutos atrás, Gazza disse:

    E pelo contrario , no boxe é muito mais Justo , o campeao geralmente tem que lutar com o número 1 do ranking

    Não necessariamente. Fora que existem muitas organizações, WBA, WBC, WBO, IBF, entre outras. Cada uma com seu ranking. A luta do Floyd contra o Pacquiao demorou mais de 5 anos pra sair do papel. O americano era campeão da WBA e WBC, enquanto o filipino era o campeão da WBO.


  6. 2 minutos atrás, Dudu Ferrero disse:

    fala serio o nivel do Patricio é absurdo, ele pra mim daria muito trabalho, povo tem mania de desmerecer quem nao ta no UFC

    Desmerecer? 

    Se o Pitbull fosse pro UFC e lutasse nos penas, onde costuma reinar no Bellator, daria muito trabalho. Aposto em top 5 fácil e quem sabe um dia campeão.

    Nos leves? Contra o Khabib? Continuo apostando que não pararia em pé.

    Primeiro pela qualidade do russo. O único que conseguiu parar suas quedas até hoje foi o Tibau. Que era um monstro de forte, perdia 15kg pra conseguir bater o peso. Isso porque tava no auge e o russo ainda estava começando a trilhar sua jornada.

    O Pitbull com aquele tamanho de peso galo/pena, mesmo tendo um bom nível de defesa de quedas, EU não acredito que seja o suficiente. Não pararia em pé.


  7. 7 horas atrás, MrCampos disse:

    Eu tava olhando a fase dos adversários do Tony antes de enfrentar ele, quando comparamos os cartéis das últimas cinco lutas antes dele e das últimas cinco lutas antes do kabib vc vai perceber que os adversários do kabib vinham em melhor fase.

    Claro que isso não é matemática mas oq eu quero dizer é que analisando os dados apesar das 12 vitórias quem ele venceu que vinha em grande fase ?

    Gosto do estilo dele mas não vejo tudo que a galera vê, se ele ganhar tiro chapéu mas vai ser o primeiro cara que ele vai ganhar que vem de uma sequência maior que três vitórias.

    Quanta bobagem... e sempre com dados que não são verdadeiros (como no outro tópico, sobre o recorde de cinturão dos leves).

    Já que falou dos 5 últimos adversários do Ferguson, vamos lá:

    O quinto foi o Vanata, estreante no evento. Nunca tinha perdido na carreira.

    O quarto foi o Kevin Lee que vinha de 5-0 ou 9-1 nas últimas 5/10 lutas. Em EXCELENTE fase.

    O terceiro foi o Rafael dos Anjos que vinha de 5-1 (tendo perdido apenas do Alvarez na segunda defesa de cinturão), ou 10-2 nas últimas 6/12 lutas. Na melhor fase da carreira.

    O Pettis vinha irregular, com 3-2 nas últimas 5.

    O Cerrone não tinha perdido desde a sua volta pros leves, estava 3-0. Contando os combates na categoria de cima, 4-1 nas últimas 5.

    E ainda por cima esquece que o Khabib ganhou o cinturão contra o Al Iaquinta, avisado com horas de antecedência. Depois defendeu contra o McGregor que fazia 2 anos que não pisava no octógono.

    Mas não vou replicar uma bobagem com outra. Tanto Khabib quanto Ferguson passaram por grandes adversários (tanto que os que tavam no ápice, quanto os que não estavam).


  8. 3 horas atrás, Daniel Mendoza disse:

    Colby twm que levar una senhora geladeira. Onde já se viu o desafiante exigir coisas. Tira o cinturão secundário dele e toca a categoria... 

     

    17 minutos atrás, MrCampos disse:

    Se ele já é mala com o interino imagina com o linear, creio que o UFC não quer correr risco dele ser campeão. 

    Eu vejo que o UFC não arma lutas mas ele trilha caminhos e coloca e tira das trilhas quem é mais conveniente e esse cara tá sendo muito sem noção, não importa em qual empresa vc trabalha, falar mau da empresa não é esperto mesmo quando voce tá certo não é uma ideia esperta criticar quem te paga.

    Já tiraram o interino dele faz tempo.

    Inclusive ele é o número 2 do ranking, Woodley tá na frente dele.

    https://www.ufc.com.br/rankings


  9. Luta boa pro Conor.

    Dos melhores ranqueados ali dos leves, esse é um cara que ele já venceu e que talvez consiga vencer de novo. 

    E é só uma vitória dessas que ele precisa para o Dana encher a bola e “justificar” uma nova luta pelo cinturão. Se bem que não duvido nada que ele nem precise disso... capaz até de já ser o próximo de novo, pulando na frente do Ferguson e “GSP?!😂”.


  10. 1 hora atrás, hvalentim disse:

    Jacaré tem quase 40 anos cara, na minha visão ele tem que agradecer ao UFC de ter ganho mais outra bela oportunidade, ganhou um sobrevida onde ninguém esperava mais. É um adversário duríssimo? Lógico que é, mas ganhando já se credencia ao cinturão e fica talvez a mais 1 ranqueado só do TS.

    Na minha opinião não tinha nem o que pensar, fez certíssimo. 

    Pra mim isso é furada pro polonês, tava pra disputar o cinturão, vai pegar um adversário duro, se perder será feito de porteiro como sempre e vai voltar pro final da fila. 

    Opa, discordo que seja furada pro polonês.

    Johnny Walker vem impressionando, Reyes aceitou lutar contra um cara de nome (Weidman)... se o Blachowicz vencer o jacaré vai estar batendo em um cara de nome e na linha do título mais do que nunca. Se ele não pega essa luta, capaz de ter mais uns dois na frente dele. E se outro pega essa luta e bate no Jacare, ou se o Jacare bate nesse outro (um Marreta, Smith, por exemplo), poderíamos ter mais um contender passando na frente dele.


  11. 1 hora atrás, JOAO MIR JJ disse:

    Esse é o goat kkkkk

    Quando o Tony tiver 40 anos eles vão aceitar....

    Kkkkkkkk piada né.

    Quando era o McGregor, o cara era o “McPrego” que travava a divisão.

    Quando o Conor foi lutar boxe, recebeu críticas de todos, inclusive do Khabib. Bastou o Mayweather ventilar uma luta contra o russo que ele prontamente cresceu os olhos.

    Falou que lutava por honra e bla bla bla, um monte de fã babão comprando a ideia. 

    Assim como falou que não se arrependia da briga com o irlandês, que se encontrasse ele na rua, lutaria de novo... aí no combate seguinte vem com o discurso de respeito, artes marciais, esporte, trocando camiseta, etc. Vindo do cara que já veio pro Brasil com camiseta provocativa “Se sambo fosse fácil, se chamaria Jiu jitsu”. 

    Disse que o Conor não merecia lutar pelo título e que o Ferguson era o próximo. Agora, pelo menos para o empresário, a realidade é outra. 

    E digo mais, bem capaz dessa luta contra o canadense não sair e ao contrário do que o Khabib falou (que não lutaria contra o Conor agora, que ele tem que se credenciar), acho bem provável que essa seja a próxima peleja dele.

    Ah se fosse o Anderson Silva falando isso... mas como é o novo queridinho, já já acham uma desculpa pra dizer que o “goat” está certo.


  12. 9 minutos atrás, Moicano79 disse:

    Deve ter rolado boas doletas pro Jacaré pegar essa luta. Espero que faça uma boa apresentação. Se a vitória vier, melhor ainda.

    Agora, o que essa Pedrita ainda faz no UFC? Nem em card brasileiro vale a pena  ver.

    A Lipski também tem sido uma decepção no UFC. As duas só perderam, mas a Pedrita é uma lutadora muito pior. Deve tomar mais um passeio nessa luta e ser cortada do evento.


  13. 7 minutos atrás, Renato Boxe disse:

    Mas segurar o jogo do russo é muito complicado. É certo q Ferguson vai ser quedado, o q nos resta saber ´é oq ele vai arrumar na guarda.

    Eu to achando que não vai ser nem isso (sobre o que ele vai arrumar na guarda). A maior ficha que eu deposito no Ferguson é que eu acho que ele tem um gás melhor que o do Khabib. Apostando numa vitória do americano, eu diria que lá pelo quarto round, antes do russo conseguir aplicar uma queda, ele emenda uma sequência e consegue um nocaute técnico. O Poirier acertou um bom soco, mas tava exausto. Até tentou emendar uma sequência ali, mas não teve efetividade. O que eu acho que o Ferguson pode conseguir da guarda é machucar o russo. Coisa que ninguém fez. Abrir corte, coisa às vezes que incomoda na luta, atrapalha a visão... quem sabe estourar um nariz que atrapalha na respiração e consequentemente no gás... e por aí vai.


  14. MMA 


    Tony Ferguson critica estilo de luta de Khabib: "Chato e preguiçoso" 

     
    Tony Ferguson em ação no UFC - Alex Trautwig/Getty Images
     
    Tony Ferguson em ação no UFCImagem: Alex Trautwig/Getty Images
     
     
     
     
     
     
     

    Apesar da vitória contundente de Khabib Nurmagomedov sobre Dustin Poirier na luta principal do UFC 242, realizado no último sábado (7), pelo menos uma pessoa não se impressionou com a apresentação do campeão peso-leve (70 kg). Em entrevista à emissora americana 'ESPN', Tony Ferguson - provável próximo desafiante ao cinturão da categoria - declarou que considera o estilo de luta do russo chato e preguiçoso.

    Após a última defesa de título do russo, Dana White - presidente do Ultimate - confirmou que, a princípio, Ferguson será o próximo atleta a tentar destronar Nurmagomedov. O americano, que vem de 12 triunfos consecutivos pela organização, possui um jogo com golpes mais diversificados e, por isso, afirmou que o estilo pragmático do campeão o aborrece.

    "Preguiçoso. Unidimensional. Nada contra ele. Khabib obviamente ganhou. Parabéns a ele pela vitória, mas como eu disse, é preguiçoso. Considerando o tipo de lutador e de cara que eu sou, você sabe que eu vou lançar um caminhão de socos, chutes, joelhadas e cotoveladas. Então, quando eu vejo alguém pressionando contra a grade e não fazendo nada demais, sendo ativo, e apenas se colocando como um cobertor molhado, como nós dizemos no jiu-jitsu. É interessante como Khabib luta, mas para mim é apenas chato e preguiçoso", sentenciou Tony Ferguson, antes de afirmar que possui as armas necessárias para atacar as brechas dadas pelo campeão em seu jogo.

    PUBLICIDADE

    "Sem desmerecer Dustin (Poirier), mas eu venho fazendo isso (wrestling) a muito mais tempo do que ele. Meu estilo é um pouco diferente. Obviamente não vai funcionar sempre, mas para (encarar) Khabib eu acredito que meu estilo é o que poderia superá-lo e colocá-lo em lugares que ele não é familiarizado. Eu vejo muitos buracos no jogo dele", declarou 'El Cucuy', como é conhecido.

    O combate entre Khabib e Ferguson esteve próximo de acontecer em outras quatro ocasiões no passado, mas nunca se concretizou. Ainda que Dana White tenha dito que o americano - primeiro colocado no ranking da divisão - seja o próximo desafiante ao título dos leves, nada está oficialmente confirmado e nenhum contrato foi assinado ainda. Porém, se dependesse da vontade do atleta da Team Death Clutch, o confronto entre eles ocorreria ainda neste ano.

    "Se eu estivesse no comando, nós faríamos essa m... em dezembro. Quer saber, estou dizendo agora mesmo. Vamos fazer essa m... em dezembro. Vamos deixar Khabib comer os hambúrgueres com queijo e todas aquelas b***. Aproveite, cabeção, não engorde muito, você sabe que eu vou te pegar duro. Eu tenho algumas novas coisas para vocês. Estou muito animado", finalizou.

    PUBLICIDADE

    Tony Ferguson não perde um combate desde maio de 2012, quando foi derrotado por Michael Johnson por decisão unânime dos juízes. Desde então, o americano acumula 12 vitórias sobre alguns dos principais nomes da categoria, e em sua maioria por finalização ou nocaute técnico. Com o triunfo sobre Poirier, sua segunda defesa do cinturão dos leves, Khabib Nurmagomedov segue invicto em sua carreira após 28 lutas.


    https://esporte.uol.com.br/ultimas-noticias/ag-fight/2019/09/10/tony-ferguson-critica-estilo-de-luta-de-khabib-nurmagomedov-chato-e-preguicoso.htm

  15. RONALDO JACARÉ SOBE DE PESO E ENFRENTA JAN BLACHOWICZ NA LUTA PRINCIPAL DO UFC SÃO PAULO

    Evento acontece dia 16 de novembro
    cage-wallpaper-Copia-14-1-899x445.jpg
    Jan Blachowicz x Ronaldo Jacaré  / Foto: Nocaute na rede
    por Douglas Barcellos10 de setembro de 2019

    O UFC em São Paulo ganhou sua luta principal nesta terça-feira. Em entrevista para ESPN, Dana White confirmou que Ronaldo Jacaré vai subir para os meio-pesados, e enfrentará o top contender Jan Blachowicz. 

    Top 10 da divisão dos médios, Ronaldo Jacaré fará sua primeira luta nos meio-pesados. Aos 39 anos, o brasileiro não vive sua melhor fase, com duas derrotas nas últimas três lutas, vencendo apenas Chris Weidman nesse período. Em sua luta mais recente, Jacaré foi dominado por Jack Hermansson, em duelo que aconteceu em abril deste ano. 


    Seu adversário, Jan Blachowicz quer se aproximar de uma disputa de título. Atual número 5 do ranking dos meio-pesados, o polonês está na melhor fase da carreira dentro do UFC, onde soma cinco vitórias nas últimas seis lutas, sendo derrotado apenas por Thiago Marreta. Na sua luta mais recente, Blachowicz nocauteou Luke Rockhold no 2º round. 

    UFC São Paulo
    16 de novembro, em São Paulo
    CARD DO EVENTO (até o momento):
    Peso-meio-pesado: Jan Blachowicz x Ronaldo Jacaré 

    Peso-meio-pesado: Rogério Minotouro x Trevor Smith
    Peso-meio-médio: James Krause x Serginho Moraes
    Peso-mosca: Ariane Lipski x Priscila Pedrita
    Peso-médio: Antônio Arroyo x Kevin Holland
    Peso-galo: Duda Cowboyzinha x Leah Letson
    Peso-leve: Francisco Massaranduba x Bobby Green

    https://nocautenarede.com.br/ronaldo-jacare-sobe-de-peso-e-enfrenta-jan-blachowicz-na-luta-principal-do-ufc-sao-paulo/


  16. Só pra complementar, já que transformaram até “número de rounds vencidos” em algo importante, vamos colocar mais estatísticas inúteis aqui.

    Levando em conta desde o UFC, até eventos “meia-boca”, vamos aos números dos adversários que o Khabib venceu: Foram 28 oponentes que tem somadas 413 vitórias e 232 derrotas. Um saldo de 181 vitórias a mais do que derrotas. Foram 3 ex-campeões, McGregor, Dos Anjos e Poirier (interino), que venceram 5 vezes a luta pelo cinturão.

    Novamente, levando em conta desde o UFC, até eventos “meia-boca”, vamos aos números dos adversários que o Jones venceu: Foram 25 vitórias, contra 24 oponentes (Gustafsson 2x) que tem somadas 526 vitórias e 184 derrotas. Um saldo de 342 vitórias a mais do que derrotas. Foram 6 ex-campeões, Cormier, Belfort, Machida, Evans, Rampage, Shogun, que venceram 13 vezes a luta pelo cinturão. 

    Ou seja, os oponentes que o Jones enfrentou, tem um saldo de vitórias de 342, contra 181 do Khabib. Quase o dobro. Os números de ex-campeões enfrentados corresponde ao dobro, com quase o triplo de vitórias em lutas pelo título (13 contra 5). Mas porque NESSE MOMENTO a categoria dos leves tem adversários mais duros, dos quais o Khabib enfrentou apenas 2, acabam precipitando o julgamento sobre quem pegou as maiores pedreiras.

    Quanto ao ranking “pound for pound”, se fosse anual, como é o prêmio de melhor jogador do mundo, aí tudo bem. O Modric ganhou ano passado o prêmio, mas na história está atrás do Messi e CR7.

    Se pegar as últimas apresentações do russo, foram melhores do que as do Jones. Só que se pegar a história dos dois, aí não tem comparação. Um já fez muita coisa e o outro está começando a fazer o mesmo.