MMS

Membros
  • Total de itens

    18
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre MMS

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. O que tá mais pendendo nessa história é o silêncio do próprio borracha, já que o normal é uma indignação imediata, tal como o Wallid fez agora. A possibilidade de ser verdade é grande. No entanto, é fato a alegria das pessoas na condenação imediata e, muito provavelmente, se for falso ninguém vai nem pedir desculpas, nem vai repensar no que falou, pois a condenação visual já estava na consciência. Aliás isso é uma coisa que nunca entendi muito do porquê as pessoas condenam tanto a priori SOMENTE pelo shape, sendo que a história do MMA mostra bem que tanto lutador com bom shape como "fora de forma" caiu do doping.
  2. Acho que o Blagoy, dentro das suas limitações atuais, fez o dever de casa. O big Ben costuma deixar o peso no quadril um pouco mais pesado na perna direita para dar mais torque na mão direita quando encurta. Blagoy foi bem e disciplinado fazendo passada sempre pra direita e o giro quando necessário. Isso complica o jogo do Ben que, além de não cortar bem octógono, ainda perdia alcance quando o Blagoy fazia o giro. Não à toa ele foi pra canhota diversas vezes. Ele fez o que ele devia ter feito com Cigano. Agora, volta a repetir, o Búlgaro ainda tem um baita potencial, mas se quiser chegar nas cabeças, vai ter que usar tudo que tem, além de melhorar o gás, que, em comparação com lutas anteriores, parece estar melhorando. Não entendo como alguém com o background dele não usar simplesmente nada durante a luta. Claro que há lutas e lutas, mas se iludir na trocação como recurso único pode levar à falência.
  3. Cigano lutou bem, sempre batendo e saindo da frente como ficou registrado no próprio nocaute. Agora o Lewis é muito limitado, não sabe andar, não sabe bater, não sabe se defender. Só vive de um soco e queixo. Para o Cigano e tem uma boa movimentação e passada lateral o Lewis se torna quase um saco de pancada. Chega a ser um pouco triste ver um cara desse vencer um lutador técnico e talentoso como o Volkov. Mas acredito que a tendência do Black beast é decaír agora.
  4. Em tese Cigano vence, é melhor, mas como o black beast sempre vence na raça e com um golpe apenas não dá pra falar muito. Alias, sua última vitória contra o Volkov foi chocante. A chance do Lewis é pegar o Cigano na tradicional mania dele de fazer o recuo em linha reta e ficar de costas pra grade, mas o Lewis é lento e não costuma fazer sequencia de mais do que dois golpes. Cigano tem tudo pra vencer eu acho, mas assim também era com Volkov.
  5. Só deram pedreira pro Blagoy. Gostaria de vê-lo voltando as origens um pouco: explodindo e variando o jogo com diretos na entrada seguindo de quedas. Alías acho isso um horror da galera do sambô, pelo fato de possuírem uma característica explosiva acabam sempre ficando achando que são trocadores ao longo da cerreira. É uma constante na carreira desses lutadores.
  6. Luta desnecessária nesse momento. Dois lutadores com potencial de postulantes poderiam se enfrentar quando melhor ranqueados. Millender é um dos trocadores mais técnicos da categoria e, pelo menos de início, tem vantagem na luta. Apesar de que seu jogo é bom quando o adversário costuma ser agressivo quando ele se coloca num angulo muito bom pra contra-golpear. Como o Capoeira costuma andar muito pra trás no início da luta, pode ser que o Millender fique catando milho no início. No entanto se quiser vencer, o Elizeu vai ter que botar pressão em algum momento e não deixar respirar. Usar o jogo de clinche e tentar derrubar, fazer uma luta de mma mesmo.
  7. MMS

    Mirko Crocop se retira do MMA

    Esse é um lutador que faz falta no mma e principalmente nos pesados. Sempre digo que ele foi o primeiro popstar do esporte. Seu carisma, presença, oratória e plasticidade pra lutar conquistava muita gente que assistia o PRIDE. Sempre imaginava os níveis de popularidade que ele poderia ter alcançado se tivesse sido campeão do UFC, sendo, com certeza, umas das maiores perdas potenciais do esporte. Numa época feita de trash talking e campeões chatos e impopulares, Mirko sempre fará falta.
  8. MMS

    Dana White quer revanche imediata de Lawler-Askren

    O problema é que quando a corrente sanguínea é bloqueada apenas parcialmente os sentidos são perdidos aos poucos e não chega a apagar. Fica numa espécie de limbo. Acredito que os braços dele relaxaram por isso, mas ele errou completamente por não apresentar uma reação adequada. Nem pra sair, nem para demonstrar. A vitória foi justa.
  9. O nível do wrestling dele é fora da curva, mas precisamos ver como ele volta após esse ritmo fraco dos últimos anos. São quase cinco anos de amargura após o que o UFC fez com ele e quase um ano e meio sem lutar É possível que seu auge e timing tenha passado, mas acho que ele tá fazendo a dele, tentando trazer um nome extra octógono. Acho que se vencer já estará na próximo de uma disputa de cinta.
  10. É isso. Se ele não tivesse sentido o braço dele continuaria o trajeto de enlaçar o quadril. O amolecimento do braço acho que é a maior prova que o corpo desligou por um instante.
  11. Luta fantástica e saí um pouco de habitual do Holloway. Ferguson é pouco ortodoxo; costuma trocar muito o peso do quadril e de base, além de usar os diretos de modo invertido, como isca. Só que do mesmo modo que lhe dá vantagem também costuma prejudicá-lo. Às vezes ele toma muito golpe quando tá "sem base" e o punch dele costuma ser muito ruim pelo fato de querer ficar leve nos pés e rápido nos golpes, o que em tese tira dele sua vantagem física contra o Max . Ansioso.
  12. Pois é. Um exemplo recente que fiquei bem decepcionado foi com o Volkov. Apesar dele ser meio freak na altura ele é muito bom tecnicamente; usa muito bem os jabs e sempre se coloca em boas posições. Mas bastou uma cagada para tomar um nocaute infantil. Se por um lado deixa emocionante, por outro temos que conviver com essas "injustiças".
  13. Os pesados sempre houve a questão da diferença física equalizar com a técnica. Aliás, não só no MMA mas já tivemos coisa assim até no k1. Mas, em geral, é algo que equilibra; às vezes o mais técnico vence, outras vezes o borracheiro nocauteia. E têm lutadores técnicos, condecorados e talentosos por aí que equilibram ou vão equilibrar a coisa: Volkov, Blagoi, Blaydes, Tuiavasa, Jairzinho Rozenstruik entre outros.
  14. Nos pesados a parte física sempre fez muita diferença o que deixa "injusto" de um lado mas interessantíssimo do outra; você acaba vendo brigador de bar se dando bem. Um dos grandes exemplos é o Arlovsky. Só de profissional o cara deve ter uns 20 anos e o cara já foi nocauteado por cada figura: de borracheiro a esquizofrênico.
  15. Acho que seria uma luta interessante para os dois. O Cormier costuma começar a luta menos ativo e buscando ângulos diferentes para dar a entrada, isso dificultaria bem mais pro Ngannou se comparado com o Cain que pressiona desde o início sempre em linha reta. Por ser menor o Comier sempre se beneficiou muito disso, variando clinch com single leg, contra adversários mais pesados que em geral trabalham muito plantados com os pés. O que eu vejo de diferente no Ngannou, se comparado com outros, é que ele tem uma capacidade fora do comum de cortar espaço, ainda que os recuos sejam deficientes na sua maioria. Isso foi uma coisa que dificultou bastante para o Curtis Blaydes na primeira luta, ainda que este seja um pouco mais lento. Única coisa é que o camaronês precisaria aprender a girar e dar passada na diagonal se ele quiser sobreviver. Aliás é algo raro de se ver na heavyweight.