Henry Chinasky

Moderador
  • Content Count

    4719
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by Henry Chinasky

  1. UFC flertou com a tragédia em nocaute que deu título a Jessica 12/05/2019 Jessica aplica o golpe em Rose (Photo by Buda Mendes/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images) Os detratores do MMA enchem a boca para falar sobre a contundência dos golpes que podem gerar consequências irreversíveis aos atletas. E ano após ano, o esporte vem adequando suas regras, visando à integridade dos lutadores. Mas no último sábado, na luta principal do UFC 237, no Rio de Janeiro, o esporte flertou com uma tragédia. Jessica Bate-Estaca aplicou o golpe que lhe dá o apelido na americana Rose Namajumas e conseguiu o nocaute que lhe deu o cinturão peso palha do Ultimate. O que é um bate-estaca? A brasileira agarrou a rival pela perna, a levantou sobre a cabeça e a arremessou com a nuca no chão, provocando uma torção assustadora em Rose, que ficou desacordada na hora, assustando a todos. Até mesmo Jessica, como podemos ver na fala abaixo: "A gente treina para chegar ali, fazer uma boa luta e todo mundo sair bem. No momento não tinha visto o que tinha acontecido. Eu vi que ela tinha caído e desmaiado, mas não tinha entendido a proporção do que tinha feito. Porém, logo em seguida quando percebi, fiquei preocupada, mas depois ela acordou, vi que não matei ela e ela estava viva (risos). Mas no começo fiquei bem preocupada" Com quase 10 anos acompanhando MMA, admito que esse foi um dos golpes mais assustadores e brutais que já vi. Temi pelo pior ao ver a forma como Namajunas caiu e ficou desmaiada. Em frações de segundo passou pela minha cabeça desde uma tetraplegia até a morte da americana. Mas poucos minutos depois ela estava em pé, para alívio de todos. O golpe de Jessica não é ilegal, mas deveria ser coibido. Se não se pode dar socos na nuca do adversário, não faz sentido ser liberado que alguém seja arremessado dessa forma. Talvez o nocaute da brasileira possa ser usado como ponto de partida para mais essa adequação da regra para que algo irreversível não aconteça dentro do octógono no futuro. https://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/uol_amp/ Achei que Namajumas, ao se ver erguida, apostou demais na kimura. Antes da lutas uma das recomendações é "protejam-se o tempo todo." Foi preocupante.
  2. Khabib Nurmagomedov reage à redução das suspensões dos companheiros de equipe Esta tarde, a Comissão Atlética do Estado de Nevada decidiu reduzir em 35 dias as suspensões de Zubaira Tukhugov e Abubakar Nurmagomedov , o que significa que os dois poderão lutar novamente a partir de 2 de setembro, em vez de 6 de outubro. O campeão dos pesos-leves do UFC, Khabib Nurmagomedov, prometeu não lutar até que ambos estivessem aptos a competir novamente, o que representou um obstáculo quando o UFC tentou marcá-lo para uma luta com Dustin Poirier no UFC 242 em Abu Dhabi. Com a nova decisão do NSAC, é claro, Khabib Nurmagomedov poderá lutar no UFC 242 sem quebrar sua promessa. Zubaira Tukhugov e Abubakar Nurmagomedov também estão agora em posição de, eventualmente, se juntar a Khabib no UFC 242. Sem surpresa, Khabib Nurmagomedov está muito feliz com esta notícia, e de potencialmente lutar no mesmo cartão que seus companheiros de equipe. Logo após a notícia da decisão do NSAC, o campeão dos leves foi até o Instagram, onde ele emitiu uma declaração rápida. OFICIAL ❗️ A Comissão Atlética do Estado de Nevada emitiu um veredicto sobre o caso @zubairatukhugov e @abubakar_nurmagomedov. A comissão reduziu a suspensão dos lutadores em 35 dias, então Zubayra e Abubakar podem lutar no # UFC242 em Abu Dhabi! Estamos prontos e chegamos a InshaAllah. DreamTeam e família real ”- Khabib Nurmagomedov no Instagram. Ali Abdelaziz, que atua como gerente de todos os três lutadores, também comentou sobre esse desenvolvimento. "Tem sido um processo difícil que nos custou muito dinheiro e tempo", disse ele ao MMA Junkie. "Estou feliz que acabou. Agora Abubakar e Zubaira podem voltar para fazer o que amam e perseguir seus sonhos. “Quero agradecer ao Sr. Hunter Campbell por sua ajuda durante todo o processo. Sem ele, isso não poderia acontecer. Fonte: BJPenn
  3. Jessica Andrade revela quem ela acha que será a sua primeira desafiante No UFC 237, Jessica Andrade bateu abriu seu caminho para os livros de história do MMA, quando derrotou Rose Namajunas por TKO no segundo round em seu país natal do Brasil. Ao fazer isso, Andrade tornou-se a segunda campeão brasileira na organização ao lado da cham-champ peso-galo e pena , Amanda Nunes. Ela tornou-se agora a quarta lutadora a conquistar o cinturão do peso no UFC. Como campeãs elas defendem seus títulos, e com uma divisão tão profunda como a da categoria de 115 libras do UFC, há muitas ameaças aguardando "Bate Estaca". Mas quem exatamente a campeã recém-coroado esperanda enfrentar em seguida? Ela compartilhou seus pensamentos na segunda-feira. "A pessoa que eu realmente gostaria de lutar novamente seria definitivamente Rose", Andrade compartilhou no MMA Show de Ariel Helwani. “Porque ela fez um ato muito gentil comigo indo ao Rio para defender seu cinturão. Ela não tinha obrigação de fazer isso. E se ela quiser lutar novamente pelo cinturão, eu sei que ela está repensando algumas coisas, mas se ela quiser, eu ficarei feliz em ir para Denver e defender em sua cidade natal da mesma forma que ela fez comigo. “Se Rose não quiser fazer isso, provavelmente o vencedor de Nina [Ansaroff] e Tatiana [Suarez] seria o mais digno à próxima luta pelo título. Mas no UFC você nunca sabe, então eu estou apenas treinando e me preparando, porque eu sei que há muitas garotas difíceis chegando muito em breve. ” O duelo mencionado acima entre Tatiana Suarez e Nina Ansaroff, acontecera em 8 de junho no UFC 238 em Chicago, Illinois. Como ambas são top três na divisão, o vencedor definitivamente parece ser a próxima opção mais lógica para a disputa de título. No entanto, há ainda outra possibilidade, e trata-se da antiga e mais dominante campeã da divisão, Joanna Jedrzejczyk, que na verdade é a única mulher no peso palha que já derrotou Andrade em suas oito lutas na divisão. A derrota veio na primeira disputa de título da carreira de Andrade no UFC 211, em maio de 2017. "Por mais que eu deseje ter a revanche [com Jedrzejczyk], não acho que seria justo neste momento", explicou o campeão. “Porque ela tem 1-2 no peso da palha desde a última vez que lutamos e há tantas garotas trabalhando tanto e subindo na hierarquia que eu não acho que seria justo ela passar por cima de todo mundo. Mas você sabe como é o UFC. Eventualmente, isso vai acontecer, então eu só espero que as garotas que estão trabalhando na divisão e subindo na hierarquia tenham a chance antes dela. ” Para Jedrzejczyk, sua última luta aconteceu em dezembro de 2018, quando ela retornou à categoria peso-mosca de 125 libras, na esperança de capturar ouro, superando Valentina Shevchenko. Infelizmente para o ex-campeão, não foi como esperado e Shevchenko levou para casa o aceno unânime dos juízes, bem como o cinturão. Jedrzejczyk desde então deixou claro que ela retornará ao peso da palha. Quanto à recém-coroada Jessica Andrade, quem quer que ela enfrente em seguida, ela espera fazê-lo por volta de setembro ou outubro. https://www.bjpenn.com/mma-news/ufc/jessica-andrade-discusses-who-she-thinks-will-be-her-first-challenger/ Grande Jéssica ! É assim que se faz, garota!
  4. Henry Chinasky

    O poder dos chutes desferidos por Douglas Lima

    Isso causa um estrago desgraçado. Que já sentiu carrega a dor e o aprendizado para sempre. Salve, Sensei Manoel Mascote.
  5. PFL 13: pesagem corta três brasileiros do evento e Alexandre Bezerra chega a ser hospitalizado 22/05/2019 Alexandre Bezerra passou mal durante pesagem e está fora do evento dessa quinta-feira (Foto PFL) Realizada nesta quarta-feira (22), a pesagem antes da 13ª edição da PFL trouxe más notícias para três lutadores brasileiros, todos cortados do evento de última hora. O caso mais sério foi o do peso-pena Alexandre Bezerra. Escalado para enfrentar o ex-UFC Jeremy Kennedy no card que acontece nessa quinta-feira (23), em Nova York (EUA), Bezerra desmaiou durante o corte de peso e precisou ser levado a um hospital local. Segundo o próprio lutador – que estava cerca de 4kg acima do limite permitido para sua divisão – relatou ao site MMA Fighting, ele “desmaiou enquanto cortava peso na banheira de hidromassagem e foi levado por seu técnico ao hospital”, com ainda 3kg acima. Além de Bezerra, os brasileiros Alexandre “Capitão” Almeida e Ronys Torres também foram cortados da PFL 13. Enquanto o peso-pena Capitão errou por 450g na balança, o peso-leve Ronys não teve sua parte médica autorizada pela Comissão Atlética do Estado de NY para entrar em ação. Seu rival, Ramsey Nijem, será premiado com três pontos no sistema PFL. Sem adversários, os rivais de Alexandre Bezerra – o ex-UFC Jeremy Kennedy – e Alexandre Capitão – o também brasileiro Luis Rafael Laurentino, vão se enfrentar pela divisão dos penas. Na luta principal, Lance Palmer e Alex Gilpin confirmaram a disputa sem problemas. CARD COMPLETO: PFL 13 Long Island, em Nova York (EUA) Quinta-feira, 23 de maio de 2019 Peso-pena: Lance Palmer x Alex Gilpin Peso-leve: Chris Wade x Nate Andrews Peso-pena: Andre Harrison x Peter Petties Peso-leve: Akhmed Aliev x Carlão Silva Peso-leve: Islam Mamedov x Ylies Djiroun Peso-leve: Rashid Magomedov x Loik Radzhabov Peso-leve: Natan Schulte x Bao Yincang Peso-pena: Jeremy Kennedy x Luis Rafael Laurentino Peso-pena: Damon Jackson x Movlid Khaybulaev Peso-pena: Steven Siler x Gadzhi Rabadanov https://tatame.com.br/2019/05/22/pfl-13-pesagem-corta-tres-brasileiros-do-evento-e-alexandre-bezerra-chega-a-ser-hospitalizado/
  6. Pelo que vi aqui os caras mudaram o esquema da transmissão. Agora so pelo aplicativo DANZ. Alguem saca?
  7. Henry Chinasky

    Raphael Assunção vs Cory Sandhagen (UFC 241)

    Assunção tem mais arsenal. Mas o rapaz é fio desencapado. Acho que o caminho mais certo para a vitória é o chão. Em pé, se deixar o garoto achar a distância pode complicar.
  8. Alexandre Pantoja enfrenta Deiveson Figueiredo no UFC 240, em julho Peso moscas travam duelo tupiniquim em evento que terá como luta principal a disputa entre Max Holloway e Frankie Edgar pelo título dos penas, no Canadá A. Pantoja (esq.) enfrenta D. Figueiredo (dir.) no UFC 2040, em julho. Foto: Montagem SL / MMA Press O card do UFC 240 pode ter ganhado mais um grande duelo, além da disputa pelo cinturão dos penas (até 65,7kg.) entre Max Holloway e Frank Edgard. Segundo o ‘Combate’, em nota publicada nesta quarta-feira (22), os brasileiros Deiveson Figueiredo e Alexandre Pantoja se enfrentarão no UFC 240, que acontecerá no dia 27 de julho, no Canadá. Os atletas se apresentarão na categoria dos mocas (até 56,7kg.), que corre risco de extinção. A cada dia que passa, a categoria dos moscas corre maior risco de ser sacada do grupo de divisões do Ultimate. Mesmo com os riscos, a diretoria da companhia continua agendando confrontos entre lutadores da divisão. Desta vez, Alexandre e Deiveson, atualmente na terceira e quarta posição no ranking, foram escalados para trocar forças e tentar o credenciamento para a disputa do cinturão. Atualmente, o campeão olímpico Henry Cejudo é o detentor do título. No entanto, o atleta vai se aventurar na categoria dos galos (até 51,2) a fim de conquistar o posto de número um da divisão, abandonado por TJ Dillashawantes do mesmo ser flagrado e suspenso por doping, em março deste ano. Pantoja e Figueiredo vivem momentos distintos na organização. Alexandre, de 29 anos, busca sua quarta vitória consecutiva nos moscas. Sua última atuação aconteceu em abril, no UFC 236, quando derrotou compatriota e ex-desafiante do cinturão, Wilson Reis, por nocaute no primeiro round. PUBLICIDADE Deiveson, no entanto, amargou sua primeira derrota da carreira após 15 embates. O atleta foi derrotado pelo compatriota Jussier Formiga, em março, por decisão unânime dos juízes. O duelo tupiniquim, então, representará uma briga direta pelo ranking da categoria e aproximará o vencedor, caso a divisão seja mantida, da disputa do título.
  9. E tá na imediatamente na frente dele no ranking tb.
  10. Ele subiu 4 posições. Ta em 11. Pra quem venceu um cara que talvez nem fosse top 15 ,ta de bom tamanho. Ficou inclusive na frente do Gillespie. Agora a coisa vai apertar de vez. Vamo ver o que esse novo Du Bronx pode fazer contra os top 10.
  11. Henry Chinasky

    Khabib reage à redução das suspensões dos companheiros de equipe

    Se esse post não servir pra nada, ja serviu pra algo.
  12. Jon Jones rebate Thiago Marreta: "95% dos meus adversários me insultam, 100% deles perdem" Campeão peso-meio-pesado do UFC se mostra muito incomodado com declarações do adversário brasileiro, em que menciona seu histórico de uso de drogas Por Combate.com — Nova York 19/05/2019 15h50 Atualizado há 25 minutos Jon Jones não gostou nada de saber da entrevista de Thiago Marreta à imprensa internacional durante o UFC Rio 10, na qual o lutador brasileiro, seu adversário no UFC 239 do próximo dia 6 de julho, afirmou que o atual campeão dos pesos-meio-pesados "será lembrado como um dopado, como um cara que dirige alcoolizado". Jones foi às redes sociais reclamar das declarações do adversário, com quem vinha sendo cortês na promoção da luta até aqui. "Não mostrei nada senão respeito ao meu adversário, mas as manchetes de hoje são dele falando m***. 95% dos meus adversários insultam minha vida pessoal antes da luta, 100% deles termina perdendo a luta. Quem está pronto para 6 de julho?", disparou "Bones" em sua conta no Twitter. A entrevista parece ter acendido o fogo em Jones, porque o campeão do UFC ainda faria mais dois posts espetando o lutador brasileiro. Primeiro, o americano negou que o post significasse que seu desafiante está nervoso; "é apenas sua forma de vencer algum tipo de vitória moral sobre mim. É sua garantia para quando perder, pelo menos será conhecido como um rapaz bom." Depois, "Bones" partiu para o ataque, detonando as habilidades de Marreta. "O que você faz quando não vê buracos no jogo do seu adversário? Você finge ser extremamente confiante falando um monte de bobagem, levanta muito peso e reza para que seu poder de nocaute resolva para você de algum jeito", escreveu em seguida. Jon Jones e Thiago Marreta fazem a luta principal do UFC 239, no dia 6 de julho em Las Vegas, com o cinturão peso-meio-pesado do UFC em jogo. https://sportv.globo.com/google/amp/site/combate/noticia/jon-jones-rebate-thiago-marreta-95percent-dos-meus-adversarios-me-insultam-100percent-deles-perdem.ghtml
  13. Achei a decisão do técnico no caso da Pedrita x Valentina um tanto estúpida tb. Mas a própria lutadora veio a publico dizer que ele foi importante na sua recuperação e na decisão de continuar lutando depois daquilo. Quanto a vencer a Joana so futuro dirá, mas a Namajumas ela já venceu. Ela chegou la e ao meu ver, o técnico deve ter seu trabalho reconhecido. O fato da Jessica nao pensar em sair da equipe já é um reconhecimento e tanto. De toda forma eu nao posso ignorar que ela, se tem mesmo impossibilidade de evoluir nos seus pontos fracos na atual equipe, deve procurar alternativas.
  14. Porra, sério que o treinador falou isso?
  15. Treinador de Khabib Nurmagomedov classifica os adversários mais perigosos para o campeão dos leves O campeão dos leves do UFC, Khabib Nurmagomedov, parece cada vez mais um lutador imbatível a cada vez que entra no 8. O daguestanês é 27-0 e ninguém foi capaz de decifra-lo. Embora seja cada vez mais difícil imaginar alguém vencendo Nurmagomedov, seu treinador Javier Mendez acredita que há lutadores com habilidades para testar o campeão. Falando ao SportsDaily.ru recentemente, Mendez nomeou quatro dos desafios mais atraentes para Khabib Nurmagomedov, classificando-os do menos para o mais perigoso. Ele vê o campeão dos penas do UFC, Max Holloway, como o menos perigoso do grupo. O seguinte é o campeão leve interino e próximo oponente de Nurmagomedov, Dustin Poirier. O segundo adversário mais perigoso para Nurmagomedov, acredita Mendez, é o ex-campeão interino Tony Ferguson e seus cotovelos. Ele acredita que o adversário mais perigoso de todos continua sendo Conor McGregor, o habilidoso striker, derrotado por finalização no UFC 229 em outubro. "Falando sobre quatro rivais em potencial para Khabib eu posso dar minha avaliação do [menos] perigoso para o mais perigoso", disse Mendez sobre Nurmagomedov (via MMA News). “Max Holloway [seria] o mais fácil para Khabib. Max tem um bom boxe, mas falta o poder para a divisão leve. O próximo da lista é Dustin Poirier. Ele tem resistência e versatilidade. Tony Ferguson é minha segunda escolha. Seus cotovelos são muito perigosos. E finalmente [o] candidato número um para mim ainda é o Conor. Seu boxe é muito especial, e essa é a sua chance. Como mencionado anteriormente, Khabib Nurmagomedov deve defender seu título contra Dustin Poirier no UFC 242 em setembro. Tony Ferguson, por sua vez, está pronto para lutar contra Donald Cerrone no UFC 238, enquanto Max Holloway está pronto para defender o cinturão de penas contra Frankie Edgar no UFC 240. Conor McGregor, finalmente, não tem uma luta marcada. https://www.bjpenn.com/mma-news/ufc/khabib-nurmagomedov-coach-ranks-most-dangerous-opponents-for-lightweight-champ/ Esse tem juízo.
  16. Jon Jones diz que não vai lutar contra Daniel Cormier no peso pesado, não acha que 'DC' vai voltar para 205 libras O campeão dos pesos-pesados do UFC, Daniel Cormier, tem sido claro sobre duas coisas: ele gostaria de ter uma terceira chance contra o companheiro e adversário de longa data, Jon Jones, e ele gostaria de fazer isso no meio-pesado. Claro, Cormier (22-1 MMA, 11-1 UFC) disse em um recente bate-papo com repórteres no Rio de Janeiro, que ao retornar para a LHW que faria um corte de peso “horrível”. Mas ele estaria disposto a fazer isso por Jones (24-1 MMA, 18-1 UFC), por um motivo simples. "É aí que ele venceu as lutas (anteriores) e é aí que eu gostaria de vencê-lo", disse Cormier. Mas uma pessoa que não acredita que Cormier estaria disposto a fazer a mudança é o próprio Jones. Em uma recente aparição "Dan Hardy's Open Mat", Jones disse que acredita que Cormier vai bater o ex-campeão Stipe Miocic (18-3 MMA, 12-3 UFC) em sua revanche no UFC 241. Então, disse Jones, ele acredita que "DC" irá se aposentar ou competir no peso pesado novamente. Um retorno de 205 libras? "Ele definitivamente nunca vai voltar para meio-pesado", disse Jones. "Ele diz isso, mas não há como ele voltar aos pesos meio - pesados. Comprometer sua vida a perder esse tipo de peso e ficar em segundo plano novamente seria tão devastador. Seria preciso uma quantidade incrível de coragem para tentar isso, e ficar aquém seria simplesmente devastador. Duvido que ele queira mesmo passar por isso pela terceira vez. Então, por que não fazer essa luta nos pesados? Bem, como se vê, não é apenas Cormier quem não está interessado nisso. "Eu sou realista", disse Jones. “Daniel Cormier é um atleta especial e qualquer um pode ser derrotado. Acho que minha maior chance de perder seria para um cara como Daniel Cormier. Nós estaríamos dando a ele uma vantagem de poder e força sobre mim; isso simplesmente não faz sentido. “Agora, eu faço peso leve com muita facilidade, e não faria sentido lutar com um cara que, tecnicamente, está no seu nível e dar a ele uma vantagem de tamanho. Eu não estou pensando em fazer isso. Tenho certeza de que meus fãs não gostam de me ouvir falar assim, mas eu estou apenas sendo realista e ser respeitoso com as habilidades de Daniel. " É difícil dizer com certeza, considerando a história bem documentada entre esses dois, mas será que estamos vendo um pouco de trégua? Muito parecido com Cormier, que na semana passada admitiu ter um rival como Jones para perseguir "me fez melhor", Jones teve uma visão generosa de seu inimigo de longa data em quebrar seu segundo confronto com Miocic. "Eu acho que Stipe vai apresenyar uma luta melhor, mas eu acho que 'DC' vai ganhar de novo", disse Jones. “'DC' é um atleta extraordinário. Sua flexibilidade e velocidade para a maneira como ele é construído, realmente não faz muito sentido - até mesmo sua resistência, pelo modo como ele é construído. Ele é um atleta especial, e eu não acho que têm muitos caras para bater "DC". “Eu acho que a melhor maneirs para bater o 'DC' é pegá-lo com um nocaute, o que Stipe tem o poder de fazer. A questão é, ele conseguira isso? Entende? Eu acho que 'DC' é inteligente, ele vai usar seu wrestling e sagacidade para encontrar uma maneira de ganhar novamente. ” Cormier defenderá o cinturão dos pesados pela segunda vez no UFC 241, contra o homem de quem ele o tirou no UFC 226. Miocic foi nocauteado por Cormier. A revanche é a luta principal do evento de 17 de agosto, que acontece no Honda Center, em Anaheim, Califórnia. Jones, por sua vez, mais recentemente venceu Anthony Smith para defender o cinturão vago que ele ganhou sobre Alexander Gustafsson. Ele está pronto para enfrentar o desafiante ao título Thiago “Marreta” Santos no dia 6 de julho, no UFC 239, em Las Vegas. fonte: https://mmajunkie.com/2019/05/jon-jones-will-not-fight-daniel-cormier-at-heavyweight
  17. Pqp. Tudo bem que é um HL. Mas que HL! Esse bicho pode ser problema pra qualquer um. E só melhora.
  18. Jessica nao poderia fazer intercâmbio? Teria que necessariamente sair da academia dela? Po, se ela conseguiu chegar lá com o Paraná, certamente ele tem algo a oferecer à outras atletas. Me equivoco na leitura?
  19. Não sei. Acho que a fala teve um propósito. Talvez a luta ja tenha começado...Tudo que Jones não deve é sair do sério.
  20. Henry Chinasky

    PBP - UFC Fight Night 152 - Rafael dos anjos X Kevin Lee

    Hummm...Não acho, não. Askren é luta horrivel pra ele.