Henry Chinasky

Moderador
  • Content Count

    5380
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by Henry Chinasky

  1. Pai revela que Khabib Nurmagomedov cogita aposentadoria após mais duas lutas 13 de setembro de 2019 Sem categoria ‘The Eagle’ ainda não sabe o que é ser derrotado na carreira – Diego Ribas Khabib Nurmagomedov chegou aos 30 anos com uma marca perfeita no MMA: 28 lutas e 28 vitórias, além do título peso-leve (70 kg) do UFC, maior organização da modalidade no mundo. E este raríssimo feito pode fazer com que ‘The Eagle’ encerre sua carreira em breve – pelo menos é o que garante seu pai. Abdulmanap Nurmagomedov afirmou, em entrevista à agência russa ‘TASS’, que chegar ao 30º triunfo pode ser o ideal para se aposentar. Para tanto, o desejo de Khabib seria fechar sua trajetória no MMA com um confronto em Moscou, capital da Rússia. “Para Khabib, 30-0 é suficiente. Em relação à sua última luta, então, claro, nós gostaríamos que sua última defesa de título fosse em Moscou”, disse, segundo a transcrição do site ‘RT’. ‘The Eagle’ conseguiu a segunda defesa de cinturão ao derrotar Dustin Poirier por finalização no terceiro round, no último sábado (7). O duelo encabeçou o UFC 242, realizado em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, e contou com massivo apoio a Khabib. https://agfight.com.br/pai-revela-que-khabib-nurmagomedov-cogita-aposentadoria-apos-mais-duas-lutas/ Parece que o que realmente importa é a invencibilidade. Eu acho uma pena caso se retire tão cedo. Serao somente 4 defesas, caso consiga. G.O.A.T? Não assim.
  2. Torcendo muito para saber qual de nós estará certo. Seria uma lutaça.
  3. Urijah Faber pressiona UFC por maior salário e acena para outras ligas 16 de setembro de 2019 Sem categoria ‘California Kid’ já não é mais tão ‘kid’ assim: tem 40 anos – Diego Ribas Urijah Faber encerrou um período de dois anos e meio de aposentadoria ao nocautear Ricky Simón no último mês de julho. E a vitória relâmpago deixou o veterano empolgado para continuar no Ultimate – mas não a qualquer preço. Em entrevista aos jornalistas que compareceram ao UFC Canadá, no último sábado (14), o ‘California Kid’ afirmou que pretende renegociar seu contrato com a organização e até sugeriu que pode migrar para outra organização caso não chegue a um acerto. Faber passou grande parte dos seus 16 anos de carreira tendo Dana White como chefe – seja no WEC, que acabou comprado pela Zuffa quando Urijah era a principal estrela da companhia, ou no UFC, que hoje é comandado pela WME-IMG. Sendo assim, o lutador de 40 anos deu a entender que tem moral para conversar com o principal dirigente do Ultimate sobre seus desejos e planos. “Ou é ele me pagar para lutar com quem ele quer, ou eu só enfrento pessoas que soem interessantes para mim. Eu quero conversar com Dana sobre isso, para ser honesto. Sentar com ele e dizer: ‘Eu posso não lutar mais, posso fazer lutas grandes ou você pode me pagar muita grana para enfrentar as novas revelações que você quer que eu enfrente”, falou, segundo transcrição do site ‘MMA Junkie’. “É assim que eu enxergo e, para mim, eu não tenho de lutar. Eu amo lutar, eu me mantenho faminto, vou continuar a competir de qualquer forma. Vou fazer mais lutas de grappling e continuar na academia, então estarei pronto para tudo”, completou. A declaração de Faber sugere que, ao contrário do que ele desejava, o UFC não está interessado em alçá-lo diretamente a grandes combates. Logo que nocauteou Simón, o ‘California Kid’ desafiou Henry Cejudo, campeão peso-galo (61 kg), e recebeu uma resposta positiva do detentor do cinturão. No entanto, conforme afirmou o experiente atleta, o Ultimate pretende continuar escalando Urijah contra atletas em ascensão. E, de acordo com o veterano, esta não é uma situação nova. “Isso aconteceu muito, a propósito. Michael McDonald, Ricky Simón, há uma longa lista de caras com que eles tentaram fazer isso comigo, porque eu tenho 40 anos, há uma década eu sou o cara mais velho, na cabeça deles. Mas, para mim, estou bem, me sinto bem, vivo um estilo de vida saudável”, ponderou, antes de analisar o mercado externo de MMA e não descartar uma mudança de ares. “A maior coisa é o horizonte, em minha opinião. A coisa mais empolgante sobre o esporte agora é a ESPN, é a expansão global, são as outras organizações por aí. Estou sob contrato com o UFC, mas tenho ouvido o que outras organizações têm pago ao redor do mundo, e o esporte está simplesmente crescendo muito. Sou um cara do UFC. Quero lutar no UFC, mas meu contrato já tem quatro anos. Gostaria de reorganizar as coisas e dizer: ‘Olha, eu gostaria de ser recompensado por isso, mas vamos fazer com que isso faça sentido'”, encerrou. Faber é profissional de MMA desde 2003 e, além da carreira dentro do octógono, é o fundador e líder da equipe ‘Alpha Male’, sediada na cidade de Sacramento, no estado americano da Califórnia. Ele tem 35 vitórias e dez derrotas na carreira, sendo 11 triunfos e seis reveses dentro do Ultimate. https://agfight.com.br/urijah-faber-pressiona-ufc-por-maior-salario-e-acena-para-outras-ligas/
  4. Lutador admirável. Tem minha torcida contra qualquer um.
  5. Gaetjh. E o ótimo Justin tem tudo pra tomar porrada do Mistic. E nada mudará... continuarão dizendo que os adversários dele firam escolhidos, que é não de pantufa, que seus dois cinturões nada valem e todo esse bla bla bla de quem não sabe separar o exímio lutador de MMA das suas atitudes cretinas .
  6. Khabib faz por onde. Ta lutando com todo mundo que colocam. O que não eu não acho que seja razoável é usarem o que não aceitam de argumento para questionar o o Khabib quando o lutador é o Jon Jones ( cono a discussão que rola em outro tópico recente)
  7. Sim. Eram outros tempos. BJ lutou contra Lyoto qdo ja havia sido campeão dos leves. Foi campeão dos leves contra o Gomi em outro evento antes de ganhar a cinta da WW no UFC, lutou no K1... Enfim, é ate dificil saber o que fazer com um sujeito como BJ. 🙂 Hoje as agendas não permitem isso.
  8. Se vencer mais uma ja empata com os outros campeões que mais defenderam a cinta, me parece. Ai, para nim, ja não restaria duvidas de que é o maior leve de todos. Levando em conta as apresentações eu já o considero hoje, mesmo com uma defesa a menos.
  9. Henry Chinasky

    Khabib é recebido por Putin

    Obrigado, Daniel. Pra falar a verdade esse meu post foi desnecessário, uma vez que já havia emitido minha visão em outro tópico ( do BJ) na segundona. Abraço, irmão. My bad, rapaziada.
  10. Pelas palavras, meu caro. hehe
  11. Tirandi o interino Poirier e RDA pré cinturão , o único campeão que Nurma enfrentou e venceu foi um tal de " MacChicken , mão de pantufa", não? . E ha quem ainda queira comparar os adversários de ambos e fazer crer que Khabib teve um trajetória mais dura. É de lascar.
  12. As pancadas da LHW ( de Jones no meio) atrapalhando a capacidade analítica do Glover. Nao tem como comparar. Um tem 13 defesas, o outro 2. E se for pra analisar os adversários a diferença fica ainda mais abissal. Hoje é um disparate aventar tal confronto. Um dia, quem sabe. Pq grande lutador o russo é. Mas ainda tem muito chão pra ele que, mais de uma vez, já andou falando em se aposentar num futuro não muito distante.
  13. Do pai baseado no que o filho teria dito Estou supondo que o pai ou a matéria não mentem nesse episodio, e que isso nasceu da uma conversa com o filho, que foi quem cogitou a aposentadoria. Ta bem grande la no título. E perceba que coloquei o termo "caso se retire". Nao há imediatismo. Imediatismo seria cravar que ele já é,hoje, 30-O. E consigo sentir esse suspiro saindo do pulmão do Nurma pai.
  14. Então o impasse envolveu ambos e não só Covington. A velha novela " falar de mim é facil quero ver ser eu" de volta. Os campeões reclamam antes de serem campeões só pra depois agirem do mesmo modo que seus antecessores.
  15. Pior que Covington leva. Melhor não.
  16. Pipo, meu bom, la dentro da jaula, lutando, eu sinto, viu. hehe
  17. Henry Chinasky

    Diaz x Masvidal Vai valer cinturão!!

    Mas o Masvidal vai ganhar e levar pra casa pra nunca mais defender.
  18. Henry Chinasky

    Thompson x Luque acordada para o UFC 244

    White: S. Thompson -Luque adicionado ao UFC 244 O evento anual do UFC no Madison Square Garden continuou a se reunir esta semana. Uma luta de médios previamente assinada entre Darren Till e Kelvin Gastelum será oficialmente o co -main event do UFC 244 em 2 de novembro em Nova York, de acordo com a presidente do UFC, Dana White. Além disso, outra luta entre os médios Stephen Thompson e Vicente Luque foi acordada na terça-feira, por White. Thompson (14-4-1) tem como alvo um retorno no Madison Square Garden há meses. O duas vezes desafiante ao título não luta desde que sofreu uma derrota por nocaute para Anthony Pettis em março. Thompson continua relativamente bem classificado, apesar ser 1-3-1 nas últimas cinco lutas. O nativo da Carolina do Sul enfrentou competidores da elite durante esse período. Ele empatou com Tyron Woodley em uma luta pelo cinturão dos médios em Nova York em 2016. Desde então, sofreu derrotas para Woodley em uma revanche imediata, Till e Pettis. Sua vitória nesse trecho veio por decisão contra Jorge Masvidal. Luque (17-6-1) é um dos candidatos que mais crescem nas 170 libras. O lutador de 27 anos tem 10-2 no UFC, com nove finalizações. Ele está saindo de uma vitória por decisão dividida contra Mike Perry. Nate Diaz e Masvidal está agendada para ser a luta principal do UFC 244. https://www.espn.com/mma/
  19. Diz que esse Ali ai vez por outra tb tuita da conta do Nurma. Então se vier twiter falando em GSP ao invés do Ferguson saibam que foi o Abdala.
  20. Henry Chinasky

    Khabib é recebido por Putin

    Claramente segundona. Mas se os colegas da moderação viram antes e não moveram é pq entenderam de maneira diferente. Então não serei eu o autor desse transporte. De autoritário no tópico já basta o Putin( um salve pro camarada Razam!).
  21. Pois é. Tem gente que critica quando é o outro mas ja entra no tópico de khabib com um paninho na mão.
  22. Henry Chinasky

    Prefeita de Melbourne lidera campanha por UFC sem ring girls

    Nas paradas LGBT essa turma acha lindo usar roupas mínimas... Nada contra a parada. Alias, tudo a favor da liberdade de escolha. Por isso mesmo seria muito mais democrático se as próprias ring girls dessem cabo às ring girls. Tem gente que flerta com o autoritarismo e se acha o creme da democracia.
  23. Henry Chinasky

    Jon Jones enigmatico

    Se subir será isso mesmo. Teríamos o maior campeão LHW contra o maior campeão HW da historia do UFC.