fernandoacv

Membros
  • Total de itens

    12
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre fernandoacv

  1. Vou de Edgar por pontos. Acho que se ele não inventar de trocar muito tempo em pé, talvez leve vantagem na queda e na estratégia.
  2. Exatamente. Foi o que aconteceu desde o começo da entrevista. O Ferguson já estava fazendo referência ao Werdum, dizendo que estava tão preparado que poderia até enfrentar o peso pesado. Depois atribuiu sua “falta de compostura” ao fato de não gostar do empresário do Werdum (o que não faz nenhum sentido). Enfim, não achei que o Werdum atrapalhou a entrevista, acho que o Ferguson já estava provocando e aguardando um momento para “crescer”.
  3. Isso é fato Fred, mas sempre fica aquele pensamento: "Ganhou do Anderson, mas não convenceu" "Ganhou do Rockhold mais pela soberba do adversário do que pelo próprio mérito". Enfim, é claro que isso não existe no mundo da luta, ganhou e pronto, mérito dele (para não ficarmos naquele mesmo discurso do "Anderson perdeu pq brincou", "Aldo perdeu pq afobou"). Mas não sei, não estou tão achando tão fácil assim pro Bisping não...veremos.
  4. Acho o Rockhold um ótimo lutador, bons chutes, bom chão....mas é impressionante como consegue ser tão arrogante. Pela soberba tomou um merecido knockout (tasso) do Bisping e, de maneira reflexa, "ferrou" a categoria. Aliás, apesar de ter dominado o seu último adversário no chão, passou certo sufoco no começo da luta. Acho que ele tem razão só com relação a diferença de força e tamanho do canadense, mas este de forma alguma não pode ser subestimado. GSP é inteligente e acho que vai vir com um gameplan sólido para este combate. Enfim, também não acho que o GSP se crie nesta categoria por muito tempo (aliás nem acho que se vencer vai defender o título - pelo menos não sem escolher a dedo o adversário), mas não penso que suas chances são tão ruins contra o Bisping a ponto de "apostar minha casa". Pode ser só discurso, mas pelo histórico, acho que pensa isso mesmo.
  5. Penso o mesmo. Valentina adotou a estratégia de contragolpear, mas nenhum soco/chute entrou com efetividade. Talvez ela tenha achado que a Amanda iria cansar. A Amanda, por sua vez, já conhecia o jogo, não arriscou perder o gás ou levar um golpe mais contundente, de forma que também não fez muita coisa. Ainda assim, também me pareceu que a brasileira teve mais domínio do octógono e, aliado ao fato de já ser a campeã ( não é critério formal, mas..) e a queda no final...deu no que deu. Sem chororô.
  6. Particularmente eu torço pelo Cody, pelo estilo de luta mais agressivo. No entanto, algo me diz que o TJ leva essa na estratégia. Tomara que não haja novos cancelamentos, pois tem tudo para ser um "lutasso" e, assim como grande parte dos foristas, estou ansioso para ver esta luta. Aguardemos.
  7. Penso o mesmo, ainda que particularmente eu goste do seu estilo de luta “ brigador”, tenho minhas dúvidas se segue bem na categoria. No mais, acho que as chances do Hendricks se limitam ao wrestling. Aposto em nocaute do Borrachinha. Veremos.
  8. Penso que o Whittaker, desde que perdeu para o Thompson no UFC 170, evoluiu exponencialmente. Não é a toa que só obteve vitórias desde então. Analisando o perfil dos dois lutadores, vejo que o Whittaker tem um cartel mais sólido nos últimos anos, com ótimos nocautes e vitórias por decisão. Bisping é maior, mais técnico, mas mesmo tendo nocauteado o Luke, ainda tenho para mim que aquele nocaute veio apenas pela soberba do adversário, de forma que a probabilidade de apenas conseguir vencer por decisão me parece maior (se vencer). Dito isso, considerando que os dois provavelmente vão apostar na trocação, eu acredito em um nocaute do Whittaker. Contudo, concordo contigo: "não ficaria surpreso com uma vitoria por pontos ou tko do bisping outboxeando o Whitaker".
  9. Medalha de bronze em 2008. Você entendeu né meu caro. Tem alguma consideração relevante sobre o argumento central? Abraços.
  10. Concordo com a grande contribuição da Ronda para alavancar o MMA feminino. Discordo, contudo, que ela “inventou um negócio”. Não podemos esquecer que outras mulheres já estavam se dedicando ao esporte muito antes da Ronda, a exemplo da Cyborg. No mais, quem acabou “inventado” o negócio foi o Dana Branco, que acabou sendo convencido de que este “nicho” poderia ser explorado. Aliás, acredito que o Dana assim o fez pq a Ronda tinha as qualidades fáceis de serem promovidas, a saber: beleza, relevância( campeã olímpica), nacionalidade norte-americana. Caso contrário deveriam todas rezar para a Cyborg, Gina Carano, etc.
  11. Também não vejo sentido na declaração do Jones. Acho que justamente pela ausência de "consequências" que Janjão enfrentou tantos problemas (não da para se culpar sempre a juventude). Ainda que o Dana não seja um exemplo de ser humano, penso que neste caso não há o que se falar, realmente não cabe ao Dana Branco ser "suporte emocional" de marmanjo. Que dê jeito na vida e mostre que ao menos ainda é um excepcional lutador.
  12. Acho normal que o Cormier tenha lutado daquela forma, o que, ao meu ver, não tem nada a ver com medo. O Anderson não tinha nada a perder naquele momento da carreira, o Cormier sim, e muito, motivo pelo qual lutou sem correr riscos. No mais, o Anderson, ainda que em final de carreira, é sempre muito perigoso. Sendo assim, por qual motivo o Cormier arriscaria tudo em uma luta em pé? Acho apenas que o Cormier ainda estava "entalado" com a derrota para o Jon Jones e fez o que tinha que fazer para atingir seu objetivo: Revanche.