dvd1975

Membros
  • Total de itens

    894
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

1 Seguidor

Últimos Visitantes

364 visualizações
  1. In As adversárias da ronda no princípio beiravam ao amadorismo, é só analisarmos o nível da Beth correia como uma lutadora tão unidimensional ficou com cartel de 10-0 se não me engano, é como foi dito de nível mesmo só tínhamos a zingano e a Holm e a Tate era outra que só era esforçada, mas vimos que com a saída da ronda, não foi muito longe e qdo viu que o nível tinha evoluído fez por bem parar.
  2. Só discordo do witaker pegar o rockrold, witaker precisa já lutar pelo linear sendo o bispo ou gsp campeão, ao meu ver o rockmala deveria enfrentar o Weidman ou jacaré.
  3. Só pode ser isso, com Travis lutando nada, só lhe resta correr atrás da ronda e tentar ganhar alguma coisa, mas ronda acabou de casar e esse cara tá só falando besteira.
  4. Excelente judoca, utilizava ótimas quedas e evolluia no jiu jitsu, mas como outros grandes nomes do jiu jitsu não leva jeito para trocação.
  5. VO Lombard deveria lutar com o Belfa na liga das estrelas (dos aposentados)!, kkkkk, mitou vitor x Hall vai ganhar o que acertar primeiro... dois corações de galinha!
  6. E o taverdyan ainda acredita que a ronda com aquele boxe horrível que só ela tem teria possibilidade de ganhar da cyba.
  7. Eu tbm faço parte deste grupo.
  8. Porradaria insana e queixo de aço, com certeza vale o ingresso.
  9. Vdd, cara por isso fedor está em outro patamar enfrentou gigantes em sua trajetória e manteve um cartel de mais de 30 lutas de invencibilidade, existem algumas críticas contra o spider e ele subiu 3 vezes ao meio pesado e atropelou, Jones preferiu lutar contra caras que tinham uma desvantagem muito grande contra ele é qdo cara como Gustafsson e OSp apareceram vimos que correu muitos riscos.
  10. Lutas a casar após o UFC Fight Night 116 ANÁLISES WhatsApp E-mail João Gabriel Gelli18/09/2017 às 12:07 O retorno de Luke Rockhold no UFC Fight Night 116 foi triunfante, mas a fila deve obrigá-lo a mais uma luta antes de nova chance pelo título. O UFC Fight Night 116 marcou a terceira incursão do UFC em Pittsburgh. Para liderar o card, foi convocado o ex-campeão dos médios Luke Rockhold. Seu oponente foi o antigo dono do cinturão da categoria no WSOF, David Branch. Além deste combate, o evento também contou com a participação de Mike Perry, Kamaru Usman, Uriah Hall e alguns outros nomes interessantes. Agora, passado o evento, chega a hora de incorporar o matchmaker interno e analisar o que o futuro reserva aos principais envolvidos nas lutas de sábado. Luke Rockhold contra Yoel Romero Mesmo com demonstrações de que estava enferrujado no começo do duelo, Luke Rockholdlogo se encontrou e mostrou porque já teve o título da divisão ao dominar David Branch e aplicar uma sonora surra no solo. O estrago foi tanto que forçou Branch a dar os três tapinhas por causa do dano. Uma vitória de recuperação e conseguida de maneira esmagadora coloca Rockhold de volta na rota de uma disputa de cinturão. Como o campeão Michael Bisping está agendado para enfrentar Georges St. Pierre em novembro e o detentor do título interino, Robert Whittaker, está na fila de espera, Luke deve fazer mais um duelo ainda no começo de 2018 para se credenciar a uma chance no segundo semestre. Seu adversário neste compromisso pode ser Yoel Romero, que saiu derrotado por Whittaker em sua última aparição, mas mostrou o suficiente para que precisasse percorrer um caminho menor para ter outra chance de lutar pelo título. David Branch contra Tim Boetsch Antigo campeão dos pesos médio e meio-pesado do WSOF, David Branch retornou ao UFC com vitória sobre Krzysztof Jotko e recebeu logo um casamento contra Luke Rockhold de presente. Apesar do bom começo, não foi páreo para o maior talento do oponente, que o fez desistir por conta de um violento e ininterrupto ground and pound. Com isso, caiu a sequência de 11 vitórias de Branch, que terá que refazer seus passos. Para se estabelecer melhor no UFC, uma boa opção seria encarar Tim Boetsch, que vem de três triunfos nos últimos quatro combates e pode ser um teste para definir se o ex-WSOF merece uma posição no top 10. Mike Perry contra Thiago Pitbull Após Thiago Pitbull ter que abandonar o duelo coprincipal do evento já na semana da luta, Mike Perry se viu contra o estreante Alex Reyes. Como esperado, Perry aplicou uma surra e não demorou para conseguir o nocaute. Agora, um embate mais relevante seria adequado. Por isso, a sugestão é que o duelo com Pitbull seja reagendado. Kamaru Usman contra o vencedor de Donald Cerrone – Darren Till Com cinco vitórias seguidas desde que chegou no UFC, Kamaru Usman era considerado um dos melhores nomes em ascensão nos meios-médios por causa de seu forte wrestling e da evolução na luta em pé. O segundo aspecto esteve em destaque na noite deste sábado, quando Usman nocauteou Serginho Moraes ainda no round inicial e conseguiu o sexto triunfo em igual número de lutas no UFC. Assim, está pronto para invadir o top 10 e encarar o que a categoria tiver para oferecer de melhor. Como primeiro passo nesse sentido, enfrentar o vencedor do embate entre Donald Cerrone e Darren Till pode ser uma opção interessante. Outra opção: Demian Maia (caso vença Colby Covington). Uriah Hall contra Vitor Belfort Numa luta relevante, mas escondida no card preliminar, Uriah Hall levou um passeio de Krzysztof Jotko no primeiro assalto, mas conseguiu sobreviver e anotou uma bela virada ao nocautear o polonês no segundo. Isto o afastou de uma série de três derrotas, colocando-o novamente como um nome de alguma importância na divisão. Contudo, nada que exibiu leva a crer que ainda terá sucesso no UFC. Neste cenário, Hall pode ser colocado numa luta contra outro oponente em condição semelhante, que seria o caso de Vitor Belfort. Além dos duelos acima, seguem algumas sugestões para os outros envolvidos no card de sábado: Alex Reyes vs. Jason Gonzalez Anthony Smith vs. Krzysztof Jotko Hector Lombard vs. demissão ou aposentadoria Gregor Gillespie vs. Olivier Aubin-Mercier Serginho Moraes vs. vencedor de Randy Brown-Mickey Gall Justin Ledet vs. Tim Johnson Azunna Anyanwu vs. Daniel Spitz Tony Martin vs. Jason Saggo Anthony Hamilton vs. demissão Gilbert Burns vs. vencedor de Marc Held.
  11. Cara situação muito complicada, eu me imagino na condição dele.... seria o ideal subir e pedir a cabeça do miocic, talvez assim ganharia um novo ânimo.
  12. Bisping é inteligente ele sabe que o único que ele pode vencer é o gsp, pq pra mim entre os tops 5 da categoria todos tem excelentes chances de supera-la e gsp apesar de ter mais armas Perde em tamanho e envergadura e vejo que isto é capaz de fazer a diferença nesta luta. Então já tá estudando se aposentar por cima, Weidman, Romero e jacaré, não vão tomar conhecimento dele e fora o campeão interino. Esse lutador cagou a categoria e temos que suportar o seu falatório, quem imaginaria que teríamos que suportar um campeão como este.
  13. Cara, não duvido do Lima, ótimo lutador mão pesada e chutes muito fortes e rápidos, rory favorito por ter enfrentado bons nomes no ufc, mas não ficaria surpreso se o Lima ganhasse..... tem tudo pra ser um grande combate.
  14. Vdd, o cara é um excelente lutador.