Lucas Timbó

Membros
  • Content Count

    5633
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

1 Follower

About Lucas Timbó

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Mesmo aposentada do MMA profissional, Ronda Rousey sofreu uma lesão que deixaria qualquer lutador em apuros. De acordo com o site ‘TMZ’, a ex-campeã peso-galo (61 kg) do Ultimate estava no México gravando uma cena para o programa de televisão ‘9-1-1, no qual interpreta um membro do Departamento de Bombeiros de Los Angeles, quando prendeu seus dedos em uma porta. A violência empregada por ‘Rowdy’ foi tamanha que o dedo médio da sua mão foi quebrado e seu tendão quase partido, deixando o membro pendurado (veja abaixo ou clique aqui). A americana também fraturou o topo do dedo anelar. Apesar da desagradável contusão, Ronda continuou no personagem e completou a gravação. Apenas após a finalização da cena é que a judoca medalhista olímpica percebeu a gravidade da lesão e foi levada de ambulância ao hospital, onde seu dedo médio foi consertado com a ajuda de parafusos. Recuperada, a americana retornou ao set de gravações no dia seguinte ao acidente. Ronda está afastada do MMA desde dezembro de 2016, quando foi nocauteada pela brasileira Amanda Nunes. Desde então, ‘Rowdy’ vem se dividindo entre os trabalhos como atriz para o cinema e televisão, e as apresentações nas lutas simuladas. A ex-campeã do Ultimate atualmente tem contrato com o ‘WWE’, companhia americana de pro-wrestling.
  2. Verdade, deu uns dois chutes que ele se dobrou
  3. Velho, quem é que tá diminuindo o Hélio? Eu repeti TROCENTAS vezes a importância do cara pra história do bjj, do vale tudo, de tudo mesmo. Tá se doendo a toa aí Eu tô há mais de um dia fazendo uma pergunta simples e objetiva e nem tu nem ninguém respondeu ainda, daí fica nesse mimimi e responder que é bom, nada Judô e jiu-jitsu não tem nada a ver? Caralho, como é que tu solta uma pérola dessa? Apaga isso, velho. O problema é que nego vê esse judô olímpico onde é proibido até catada nas pernas e acha que a arte sempre foi assim. Tu pega qualquer vídeo de um judoca nos anos 10, 20, 30, 40, vai ver que basicamente TODOS os movimentos que se veria no jiu-jitsu posteriormente, já estavam lá. Um cara citou o Kosen no post, inclusive, e tem esse vídeo que retrata bem isso: Judô e jiu-jitsu não tem nada a ver? Vendo esse vídeo, o que o Hélio inventou? Qual raspagem, qual passagem de guarda, qual reversão, qual queda? O que ele aperfeiçoou? 'Aaah, o jiu-jítsu já existia! Cadê? Quem pratica? Quem foi campeão de algum vale-tudo?' Bom, pra fazer um questionamento desse, pelo visto tu sequer ouviu falar em Taro Miyake e Ernest Regnier. Taro Miyake, amigo de Mitsuyo Maeda, montou sua primeira turma na França, o bigodudo ao fundo se trata de Ernest Regnier (Professor Renie). Regnier já fazia desafios em praça pública na França, apostando que a arte que praticava era superior a qualquer outra. Aqui ele vencendo o lutador de Savate, o francês George Dubois, em regras de No Holds Barred (Vale Tudo primitivo) Livro lançado por Renier em 1907, quando Carlos Gracie tinha 4 anos e Hélio só vinha a nascer 7 anos depois: No livro ele fala sobre defesa pessoal e retrata os ensinamentos que recebeu do judoca amigo de Conde Koma e um dos pioneiros da difusão do jiu jitsu, judô e grappling no geral pela Europa, Taro Miyake. Já dá para ver que nesse período de 1907 conceitos do twister/chave de cervical, por exemplo Abram mais a mente de vocês, saiam desse mundo de entrevistas e relatos de GRACIES, ALUNOS DE GRACIES E AMIGOS DOS GRACIES SOBRE OS GRACIES. Pelo amor de Deus, em pleno 2019 e nego ainda insiste nessa conversa de que invetaram a roda e se alguém contestar é um herege
  4. Jigoro Kano de fato criou um estilo. Judo Kodokan ou Kano Ju Jutsu tem sua base criada nos estilos de Koryu Jujutsu, como o Tenshin Shinyo Ryu e Kito Ryu, o segundo Kano adquire o Mekyo Kaiden, essa era a base que posteriormente Kano inclui através de estudos estilos como o Takenouchi Ryu e Yoshin Ryu, além de Wrestling ocidental e sumô, como ele mesmo conta sobre a historia do Fire Carryman's/Kata Guruma, técnica essa que também já existia no Yoshin Ryu, mais a frente devido a grande influência a Kodokan começa trazer instrutores de outros estilos como Fusen Ryu, Hikichi Ryu, etc. É justamente isso que eu venho falando: o bjj não teve um início, um cara que fez como Kano e criou um estilo. Bjj é um movimento, algo que foi evoluindo com o passar do tempo. Mas sim, é claro que tiveram os caras que deram início a tudo, e Hélio estava lá
  5. Lucas Timbó

    Adesanya ironiza Borrachinha após vitória contra Romero

    Mas pq vc não diz que o Kennedy segurou nas luvas do Romero e desferiu 3 socos em cheio, quase nocauteado de forma irregular?
  6. Cara, eu não tô negando a importância do Hélio no movimento brazilian jiu-jitsu, até pq ele foi um dos que deram início e sempre caiu pra dentro. O que eu tô dizendo é: ele não foi lá e inventou nada. Tudo o que se vê nos anos 40 e 50 de jiu-jitsu, já existia no ne waza. O triângulo sequer era aplicado, por exemplo, começou a ser um golpe utilizado em meados dos anos 80. Se vamos falar da importância do bjj, vamos dar ênfase a outros nomes que sempre são esquecidos Bruce Lee foi um grande artista marcial, importantíssimo pro conhecimento do mundo das lutas Eu repito a pergunta: o que o Hélio aperfeiçoou no jiu-jitsu?
  7. Tá ok, então mostre aí o que ele adaptou que já não existia no judô
  8. O que eu realmente não entendi foi o pq do DC ter parado de usar os low kicks que o Miocic tava claramente acusando. Não vi nada sobre ter machucado o pé ou algo parecido
  9. Lucas Timbó

    Adesanya ironiza Borrachinha após vitória contra Romero

    TKO é diferente de KO. Não há como negar que ele bate pesado e é nocauteador, mas one punch? Não. Mesma coisa do Conor, que até hoje só tem um KO no UFC. One punch é o Rumble, Lineker, Ngannou, etc. E é devido ao seu estilo de ir pra frente batendo que o Israel pode se beneficiar. Borrachinha tem problemas no gás e depende de volume e golpes pra impor seu jogo, isso contra um cara que se movimenta muito e trabalha no contragolpe como o Israel é complicado
  10. Lucas Timbó

    [UFC 241] Yoel Romero vs. Paulo Borrachinha

    Esses critério é o quarto em avaliação dos juízes. Mesmo depois das regras novas, a queda fica em segundo na avaliação. Sendo assim, num round disputado, essa queda tem peso
  11. Lucas Timbó

    [UFC 241] Yoel Romero vs. Paulo Borrachinha

    1 - O golpe baixo CLARAMENTE pegou 2 - Carlão é o único que presta naquele canal, não fica de pachecagem e tenta comentar de forma imparcial. Fora que é árbitro, tem mais respaldo pra comentar sobre o assunto que o idiota do Rhodes
  12. Lucas Timbó

    Adesanya ironiza Borrachinha após vitória contra Romero

    Israel fez uma lutaça contra o Gastelum que é foda onde foi bem superior, inclusive
  13. Lucas Timbó

    Adesanya ironiza Borrachinha após vitória contra Romero

    Borrachinha bate pesado? Com certeza. Mas ele tá muito longe de ser esse one punch que muitos pintam, tanto que só tem 1 KO na carreira. One punch é o Rumble, por exemplo. Borrachinha é um lutador de volume que depende de uma quantidade de golpes considerável pra conseguir o nocaute. O problema é que ele já mostrou que cansa no decorrer da luta, cai de rendimento mesmo, e isso é algo bem prejudicial ao seu jogo, ainda mais numa luta de 5 rounds. Contra o Romero, no terceiro round, ele ficou bem suscetível aceitando os jabs que entravam, aliás, coisa que já mostrou ser bem deficiente, a guarda dele é vazada facilmente, tinha comido jab do Hall no primeiro round e tbm do Romero. Agora imaginem Israel com 1.93 de altura e 2 metros de envergadura com a movimentação que tem? Sim, não tem punch, mas compensa com enorme precisão e técnica nos golpes. Esse lance de que 'um soco e o Israel cai' é uma bela viagem. Pra mim, o nigeriano vence o Borrachinha de boa
  14. Sim, certamente. Pra mim, e pelo o que já li além das entrevistas do Hélio e de quem era aluno dele, bjj era um movimento que contém mais nomes além dos Gracies