pvalladao

Membros
  • Content count

    98
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

2 Followers

About pvalladao

  • Birthday 11/25/89

Profile Information

  • Gender
  1. Subir de categoria não eliminou os problemas de Johny Hendricks com a balança. O ex-campeão peso-meio-médio do UFC, atualmente no peso-médio, não conseguiu bater o limite previsto para a divisão neste sábado, na pesagem do UFC Oklahoma City, e foi multado pela falha - uma porcentagem de sua bolsa irá para seu oponente, Tim Boetsch, que bateu o peso. É a quarta vez que Hendricks não atinge o limite ou tem problemas com o corte de peso nos últimos dois anos - neste período, "Big Rigg" bateu o peso apenas duas vezes em seis oportunidades, incluindo sua estreia no peso-médio, em fevereiro passado. A diferença entre os pesos-limites das duas categorias (77,1kg nos meio-médios, 83,9kg nos médios) é de pouco menos de 7kg. Ele se junta aos brasileiros Thiago Pitbull, John Lineker e Charles Do Bronx, e ao americano Anthony Johnson, como únicos atletas a falharem em bater o peso em duas categorias diferentes no UFC. Hendricks surgiu no salão onde foi realizada a pesagem com cerca de 1h10m passados na janela de aferição de peso. Ele já aparentava decepção antes mesmo de subir à balança, que apontou que ele estava com 85,3kg, cerca de 900g acima do limite de tolerância para lutas que não valem cinturão no peso-médio. Boetsch, que subiu à balança alguns minutos antes, ficou com 84,4kg, dentro do limite. Johny Hendricks não foi o único lutador que ficou acima do peso. Jared Gordon não bateu o peso para a luta pelos penas contra Michel Quiñones, ficou 3lb (cerca de 1,4kg) acima e também foi multado em cima do valor de sua bolsa. Protagonistas do evento, Michael Chiesa e Kevin Lee conseguiram atingir o limite de suas categorias. Natural de Oklahoma, Chiesa foi logo o segundo a subir à balança, e pareceu confortável ao marcar 70,3kg, valor exato do peso-leve. Lee, por sua vez, foi o último a se pesar, com cerca de cinco minutos restando na janela de aferição. Ele chegou a pedir a toalha para subir nu na balança; contudo, por sugestão da comissão atlética, fez uma tentativa sem tirar a cueca e deu certo: 70,8kg, dentro do limite de tolerância. A encarada entre os dois quase esquentou: o matchmaker (responsável pelo casamento das lutas) Sean Shelby se colocou entre os rivais antes mesmo que eles chegassem ao centro do palco, e, quando Chiesa respondeu a uma provocação, Lee ameaçou partir para cima dele. Contudo, os seguranças do UFC estavam de prontidão e o afastaram, enquanto Chiesa abriu os braços e manteve um sorriso. Único brasileiro no card de domingo, Vitor Miranda bateu o limite de tolerância para lutas que não valem cinturão no peso-médio, com 84,4kg. Ele foi logo o oitavo a se pesar. Seu adversário, o italiano Marvin Vettori, subiu ao palco com cerca de 40 minutos passados na pesagem, e marcou o valor exato da categoria, 83,9kg. Na encarada, Vettori estava agitado e ficou provocando Miranda, que apenas sorriu e garantiu que os dois fariam uma boa luta. http://sportv.globo.com/site/combate/noticia/2017/06/hendricks-fica-acima-do-peso-pela-quarta-vez-na-carreira-no-ufc-okc.html --------------------------------------------- Dana White devia mandar embora. Quarta vez, sendo que esse cara desse tamanho não bater os pesos nos MÉDIOS só pode ser sacanagem.
  2. Tristeza ver que a idade chegou dessa forma pro Wand. Mas vai nocautear o Sonnen! WAR WAND!
  3. Fez luta parelha com um cara que sem veneno não é ninguém... Acredito que não se encontra nos médios e acho que vai ter um choque de realidade contra o Tim Boetsch.
  4. Não posso falar por ninguém, mas eu vou assistir.
  5. E esses caras estão acabando mesmo... Vão fazer falta.
  6. WAR WAND! É difícil imaginar como ele vai aparecer depois de tanto tempo, acidentes e etc, mas tem tudo pra ser uma luta empolgante.
  7. Tá falando bobagem, mas tá fazendo certo. Tem que chamar este tipo de atenção.
  8. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
  9. Não sei qual é a do Aldo, realmente não consigo entender porque ele se recusa a lutar como costumava. Esse papo do chute baixo e se expor é uma das coisas mais ridículas que eu já ouvi. O Max é um monstro tão bizarro que não existe espaço pra dar UMA porcaria de um chute? Quando entra um golpe mais forte é PROIBIDO buscar UMA queda pra pontuar e garantir um round e o próprio gás? Ridículo. Aldo disse que queria lutar boxe, mas resolveu fazer isso no octógono.
  10. Concordo, cara duro que sempre dá trabalho. Além do mais, deve ser um cara barato.
  11. Achei um pouco forçado por parte do Gustafsson, talvez querendo se vender... Não que ele não possa desgostar do Jones, mas é que por todo o tempo ele nunca tinha dado nenhum sinal disso, até resolver falar. Quanto aos novos foristas, sei como é a dificuldade, pra conseguir entrar antes da "renovação" do fórum, enviei tweets ao Gleidson Venga e Marcelo Alonso.
  12. A mídia, na minha opinião, foi quem se precipitou com essas matérias. O tweet dele me pareceu mais um comentário jocoso do que de fato um aviso de que está voltando.
  13. Excelente casamento de luta... O Ortega tá com alguma moral como prospect lá fora, participando de programas e etc, seria uma vitória excelente pro Moicano. Acredito que ele pode levar, mas acho o Ortega favorito, vamos ver.
  14. Pra quem acompanhou alguns episódios deste TUF sabe que o Vera falou a verdade... Essa mulher é uma piada. Reclamava de todas as colegas de treino, chorava e botava a culpa em todas as outras pessoas, inclusive das suas derrotas. Agora vai treinar na rua.
  15. Eu não tinha dúvidas, Mousasi era o cara pra enfrentar Romero pelo interino. Mas é a última luta, imagina o UFC tendo que negociar contrato com ele como o campeão dos médios? Se o Jaca tivesse ganhado, tinham colocado o Jaca. Qualquer um menos o Mousasi, pra não perder poder de barganha.