Luiz Melo

Membros
  • Total de itens

    676
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre Luiz Melo

  1. Não vejo como o Cormier poderia ameaçar o Miocic. Ele já n tem demonstrado um punch significativo pra categoria de baixo, o que dirá nos pesados- me refiro ao punch pois seriaa única forma de equilibrar o abismo técnico que há entre os dois - Desde a luta com o Anderson que ele vem me desapontando demais em pé: striking que aguenta o tranco e dá pra o gasto, mas de qualidade técnica bem questionável. Não o vejo derrubando - e caso role - não acho que estabilizaria pra bater. Não o vejo encontrando a distância em pé. Enfim... n acredito que entregaria uma lura disputada.
  2. Acho que a vitória sobre o Werdum não da pra ser diminuída ou relativizada. Cigano era o estreante e Werdum o Top1 da categoria. Em tese Cigano era o frango que esquentaria o Werdum pra o TS. Cigano deveria perder- era o esperado- aí sim a fala de que o atleta não era metade do lutador que viria a ser seria justificável e faria sentido. Mas não. O estreante- vindo de eventos de segunda- foi lá e brutalizou no primeiro round. Quanto ao assunto do tópico: acho a ascensão do Cigano(jornada até o título) mais meteórica e impressionante. Um cara vindo do nada, chegou com um boxe nunca antes visto e foi tirando todos pra nada. Mas não tenho como questionar os feitos do Miocic. É o maior HW da história do evento. E vou ser polêmico dizendo que batendo mais dois passa o Fedor.
  3. A galera confunde nocaute sobre frangos com qualidade técnica. Merece todo o respeito. É um cara duríssimo, menino novo e porradeiro, tem fibra, aguenta porrada, mas sempre tive essa impressão de que era muito travado e duro - mesmo tendo sido bem sucedido em algum nível eu sempre olhei com ceticismo pq não o via como um cara habilidoso. Sou muito mais o Moicano- em termos de talento( Não dá pra comparar.) É isso... nunca botei muita fé. Via caras como o Pearson( que é um kicboxer sensacional) apanhando com frequência... não fazia sentido nenhum um cara tecnicamente tão inferior estar indo tão longe. Teve um tempo que era uma heresia falar isso... mas nada como um a realidade: é preciso aparecer a derrota(ou várias) pra que as pessoas passem a olhar mais pra os meios e que se afastem dos fins- cujo raciocínio é: se vem nocauteado, logo, é foda.
  4. Concordo. Tirando o instinto de brigador, o punch e a resiliência, não consigo ver grandes qualidades nele. O vejo como um cara extremamente robótico, óbvio e altamente propenso à estagnação. Acho que os reparos que necessita praticamente o transformariam em outro atleta. Pra mim o engessamento de seu striking / a movimentação ruim, tronco duro, base feiosa e leveza nenhuma o situam entre os piores do top 15 dos meio médios pra baixo (no quesito fluidez ) - diria até que o acho sem talento - Nunca me encheu os olhos. Mas é muito porradeiro e bate pesado. Espero que consiga melhorar um dia, embora desacredite.
  5. Algo que aconteceu e que eu já imaginava que ia acontecer foi o fato do Edson ter segurado decentemente as quedas do Khabib. O russo foi muito feliz na alternância entre duas situações: striking frenético e quedas. O fato é que a primeira abriu caminho pra o segunda. Com a avaria causada ele conseguiu tontear o Barboza e aí as quedas rolaram. A primeira impressão é a que fica. E ao término da luta fiquei com aquela sensação de que tinha presenciado uma tentativa de homicídio. Mas revendo com calma, sem a emoção do primeiro momento, não tive a impressão de surra homérica. Barboza apanhou em pé mas defendeu as quedas muitíssimo bem. (Vendo algum mérito no vencido.)
  6. Primeiro ele teria que ganhar uns quilos de músculo pra tentar rivalizar em força e daí pensar em defender as quedas do Urso( pra mim é Urso kk), fazer um intensivão de judô, se rodear de wrestlers russos, melhorar o gás ridículo e até mesmo incrementar aquele boxe que mesmo sendo excelente no MMA, tem td pra ficar óbvio. Tudo isso demandaria um ano de camp ou mais. Sem condições.
  7. Contra o Mendes tbm. Contra o Holloway foi durante a luta. Inclusive, quando terminou a luta ele disse que o Aldo perdeu a única oportunidade que tinha de vencer, pois ele tinha lutado lesionado tal...
  8. Conor lutou lesionado. Tem vídeo no documentário dele. LCA parcialmente rompido. Não que isso legitime sua defesa de quedas, muito menos contra o urso. Mas ele entrou em piores condições que o Mendes.
  9. É claro que ele vai dizer alguma coisa pra tentar atenuar a arregada.
  10. Porra! Digitei rápido pelo cel e só fui notar agora. SEMPRE ESTARÃO!!!!
  11. Concordo totalmente. Boto muita fé no Moicano. E o Ortega apresentou uma evolução muito grande no boxe. Tava com uma parte defensiva sinistra.
  12. Eu já tinha comentado isso aqui. Penso que o MMA possibilita situações demais pra que alguém se dê ao luxo de adotar uma única proposta de luta. Considero um estilo questionável pro MMA. O próprio Barbosa que de fato viveu o ringue, leu a coisa de maneira mais inteligente e conseguiu explorar mais os espaços. RDA ídem. Sempre fui questionador desse estilo. Acho que é muito vulnerável e pobre quando nos referimos ao MMA. Vc imagina Aldo na meia plantado encarando caras como o Michael Jonhnson, Alvarez, Barbosa, Cerrone, Ferguson e sobretudo o Conor? O estilo calhou contra caras menores e tal. Mas seria totalmente impraticável contra caras bom de boxe e mais altos. Quero fazer uma correção. Meu discurso foi meio exaltado(no calor da luta) e acabei me expressando mal. Claro que o brasileiro é muitíssimo talentoso. Porém, enxergo grande involução em aspectos importantíssimos do jogo, que pra mim acabam comprometendo o todo. Por isso não é dos meus favoritos. Mas nunca deixará de estar no top 5 de todos os tempos.
  13. Foi o soco mais brutal que já vi. Pela forma que foi. O giro do tronco, a explosão, o encaixe, a limpeza do movimento... tudo. Esse cara é asssombroso. Certamente é o maior punch da história do MMA. É a figura que vetará completamente as pretensões do Jones. Um outro ponto, é que ele consegue expressar algo que bato na tecla insistitentemente pelos vários grupos e que inclusive já falei por aqui: -- É um esporte físico. A superioridade plena, a imposição de um nível diferente de técnica e de resultados, sempre estarão apoiados na superioridade física. Quandos monstros desse nível surgem: não tem o que fazer. Em alguma medida o caso rechaça nossa crença ingênua e presunçosa de que a coisa está sob controle. Combato a ideia de que os atletas podem ser o que quiser, de que tudo é mutável com treino e aplicação, que o talentoso simplesmente treinou mais...e de que basta querer e treinar no lugar certo pra se atingir determinado resultado." O corpo abre e fecha recursos. Ninguém apresentará fundamentos cujo corpo não se dispõe a fazer. Esse monstro treina MMA há muito pouco tempo: 4 anos. Não era pra estar nesse nível. Certas coisas não se explicam.
  14. Eu to falando o que eu acho. Mas esse esporte tem um todo complexo. Acho o Vannata muito mais talentoso que o Aldo no boxe, kickboxing, na forma que se desloca e tal. mas veja- o cara apanha bastante nas lutas, não faz valer sua superioridade técnica e tal. O mesmo vale pro Pearson. Então, é evidente que esses caras nunca terão metade da história do brasileiro. Mas eu não to aqui endossando carreiras, estou falando de um cara ímpar no MMA, mas que ao meu ver- tecnicamente falando, dentro do que eu aprecio, não acho hiper talentoso.