Luiz Melo

Membros
  • Content Count

    1119
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

About Luiz Melo

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Ele parece ser bem maneiro. Talvez se exceda nas brincadeiras - assim como o Cigano, que já ouvi falar que é exageradamente brincalhão- mas n acho que seja pra tanto. Eu já fui um dos que pegavam no pé em relação as falas - no dele e no de outros - já tive birra, mas andei refltindo e, hj, tenho modificado minha leitura. Olhando bem, deve ser extremamente desagradável estar sob avaliação o tempo inteiro: imagine só... n importa o que vc fale, por mais prudente e ameno que procure ser nas declarações, os fiscais da opinião estarão a postos problematizando tudo, espremendo cada linha do que diz, as vírgulas, desejando te condenar. É muito complicado. Sua autonomia se perde, vc n se expressa com naturalidade pois estará preocupado com o politicamente correto. N que isso isente de equúvico os atletas. Muitos se comprometem, são pegos em contradição, apresentam um duplo comportamento, nas internad escolhem lutas quando alegam encarar qualquer um... mas, n poder falar nada sem que passe batido pelo juízo público deve ser muito muito muito foda.
  2. Rapaz, pra mim, n há nada mais chato que esse imperativo de equidade; essa exigência extrema de igualdade. Sendo que partem de um pressuposto completamente equivocado - que em condições normais haveria o paraíso da igualdade . Além de alimentar um recúo infinito que sempre tentará deslegitimar a vitória. Se o Jones tivesse perdido pra o Shogun , o argumento do auge e da inexperiêmcia poderia ser sacado também. - mas é claro que n usariam. Rsra A vitória do Khabib tbm n foi legitima pq o Conor tava parado. A derrota do Aldo tbm pq n teve luta. No fim das contas eu sei onde esse raciocínio desagua: só as vitórias de um certo pessoal têm crédito. Kk É sempre assim. Auge e declínio também são os torcedores que demarcam. Rsr
  3. Luiz Melo

    Como vencer Khabib ? 11 treinadores brasileiros opinam.

    Acho que a grande maioria foi simplista. N questionando a tarimba da galera, que seria uma heresia. Acontece que o ofício deles está ligado a ideia e q se pode vender uma solução por mais incontrolável que as variáveis sejam. E eu discordo da ideia de que em qualquer esporte alguém q n seja o atleta consiga vender uma solução. Pra mim, a própria ideia de estraégia é uma soa vaga - as infinitas variáveis rechaçam planos fixos. Eu acredito no recurso certo na hora certa: Um plano de luta - que é até simples de se traçar - mas que é fluido e alterável. Na hora do vamo ver, tudo passa pelo filtro do lutador , que sempre bola suas próprias solucões. Enfim. Quem vence é o atleta e o recurso pontualmente. E aí é q ta : Ja se tentou de tudo contra o russo. Quem conseguir o fará por felicidade e perícia e n por "estratégia." Muita viagem, né ? Kkk
  4. Pensei exatamente o mesmo. É dos piores caras que já vi em pé.
  5. O russo só cai com uma mão providencial-seguida de combo, ou um chute/joelhada(daqueles golpes que n têm o q fazer.) Não dá!É como se fosse um peso médio contra leves: n sente golpe de ngm; tem superioridade de força; a melhor absorção de golpes da divisão; superioridade no cardio; põe pra baixo qd bem entende. Até em pé, q n é seu carro chefe e q todos falam mal, tenho a impressão de q ele é mais veloz q a galera. O jogo é extremamente simples e de fácil leitura. Mas essa é só a primeira página. Entre saber o que deve ser feito e fazer efetivamente, há mesma distância que separa o sonho da realidade kk. Então, a curto prazo, n enxergo perspectivas pra os desafiantes. Vejo todos lutando por uma mão(combo) capitalizando um equívoco muito infeliz. É torcer pra q isso aconteça um dia . Kk
  6. Acho que tentando disfarçar o cansaço e fato de estar sentindo os golpes. Se o Miocic aparentou estar mais lento e menos letal em pé( na verdade sempre o achei meio lento) , em compensação o gás tava excelente.
  7. Tbm acho. Ele tava bem mais forte que o Stephens. Moicano ficou ainda mais franzino perto do cara. Ele ta mais forte que nunca. E é o esperado: anos nessa vida, vários camps, lastro de treino, anos de alta exigência muscular: é esperado que haja hipertrofia. Seria estranho se n houvesse. E daí já emerge aquele velho problema que é o fato do pessoal ver idade em tudo -no declínio do gás, na perda de velocidade,- vejo como um colateral inevitável do ganho de massa muscular proporcionado pelos anos de treino. Perde-se mobilidade e flexibilidade mesmo. A musculatura enrijece e a pessoa vai ficando cada vez mais lenta. Vc pega um Vinício Anthony quase 60tão e vê que seus chutes são bem mais rápidos e limpos que os do Lyoto ou do Vitor na comparação das execuções. Cordeiro dando atraso em todo mundo em pé. Então, n acho que seja a idade necessariamente. Em 6 anos, 7 anos de musculação ganhei muito peso - mas perdi bastante mobilidade. Estou incrívelmente lento e todo durão. Devo estar todo encurtado. E só jovem, n sou lutador etc. Isso em 6 anos. Imagine um cara com 15 anos de luta, treinos de explosão, musculação, luta... Tava revendo Crocop vs Minota ontem no combate. Putz: o Crocop de hj dá 2 daquele lá. Falta de suco certamente n era. A diferença dos físicos se encontra num espaço de 12 anos de treino. É isso.
  8. Glicogênio tbm. O músculo naturalmente " puxa" água e glicogênio... e como músculo em sua maior parte é água - e , assim como o fígado, acumula glicogênio( que leva água pra dentro da célula) . E nessa condição de desidratação provocada, estando depletado, essa capacidade é levada ao extremo. Soa até estranho, né ? Difícil assimilar uma flutuação de peso bizarra dessas de um dia pra outro.
  9. Thiago Alves chegou a ganhar 12 kg em 4 horas. Ele postou a foto do peso na balança no twitter horas depois da pesagem. Isso foi na época do soro. Incrível.
  10. Fala, Master. Td certinho ? Cara, acredita q n vi a luta direito até agora ?O sinal da sky caiu bem no dia 😂 Assisti por um link... mas foi muita informação... nem assimilei o q aconteceu. Kk Sobre esse possível encontro: É o tipo da luta que n da pra sustentar convictamente o favoritismo de alguém pq um é o completo oposto do outro.Clássico confronto de estilos. Ainda que o Adesanya seja daqueles caras distintos, dos habilidosos acima da média, vc mais do que eu sabe q o mundo do MMA, nem sempre - ou quase nunca,- premia os super polidos na proporção de suas destrezas( Hall que o diga) Então, mesmo o brasileiro tendo gerado desconfiança em parte do pessoal, devido às brechas( o gás se vai e a defesa some completamente), acho que n dá pra desprezar sua violência e tratar como algo fácil de lidar. N há quem lide com isso com segurança. E o Borracha é dos caras mais explosivos e impetuosos que já pisaram no UFC. Pode ser energia demais pra o nigeriano. Pra mim, a chave estará no nível de velocidade dos dois: será que um parecerá lento pra o outro ? E é o tipo da coisa q só da pra saber na hora: Será q a diferença de velocidade seria grande o brasileiro n acharia uma mão mais firme ? O Gastelum que era bem menor e bem menos explosivo(embora mais fluido e técnico em pé) deu luta. E aí ? Penso num Adesanya n querendo dar sopra pra o azar e sendo mais evasivo do que nunca - e ele é mestre nisso( acho sensacional a tirada com o ombro enquanto evade) e bem comedido com as mãos. Mesmo sendo genial nos contragolpes, n acho q ele bateria junto com o Borracha ou que jogaria na média pra tentando contragolpear. - ele n seria louco de apostar tão alto. Sobre a envergadura do Borracha : N acho q o Borracha sofreria muito com a distância: se ele tem 20 cm a menos de envergadura e menos 10 cm de altura, possui 20 cm a mais de tronco e uns 12 de braçokkk .Então, vai ocupar mais lugar no espaço e vai estar perto do Adesaya independente da envergadura ruim.( Que é o q rola comno Khabib, q até hj n sentiu a envergadura de ngm mesmo tendo bracinhos de t-rex) Tbm n acho que o Adesanya n tenha punch como o pessoal vem falando. O Jacaré que soca com o peso do corpo e é bem forte, n chegou perto de tontear o Gastelum. Contra o nigeriano o baixinho sentiu praticamente tudo. O próprio Anderson dobrou as pernas. No Punch bruto, na violência, o Adesanya n se destaca. Mas o que o torna distinto é o encaixe e a técnica: seus socos n são trôpegos; daqueles lango lango que acertam o alvo de qualquer forma - estilo os do Nate no sábado, por ex. São muito bem encaixados. O soco vai limpo, fino e preciso. Então, é um cara q n precisa de brutalidade pra derrubar. O grande problema é aquele que todos sabemos : qt mais a luta se alonga, mais a violência decai e a técnica do diferenciado se pronuncia. Pq... veja só : Romero é dos caras mais inteligentes em pé( muda de andamento e de cadência, n segue padrões, muda o tipo de guarda, se move mais lentamente, acelera, aparenta estar relaxado e descuidado, explode: é um cara cheio de armadas . Mas n deixa de ser bem ogrão socando. E mesmo com sua técnica duvidosa, conseguiu prejudicar bastante o brasileiro no terceiro round. Então, imagino que contra o Adesanya que soca seco demais , - os socos do caram parecem uma lança - a punição seria bem maior. Por outro lado, n imagino o magrelo suportando uma lambada bem dada do brasileiro na linha de cintura. Sinceramente, n sei em quem apostar.
  11. Luiz Melo

    PBP UFC 241 - Cormier x Miocic 2

    Ou seja, como falei em outras oportunidades: nem tudo é lesão e o equívoco é um elemento a ser considerado. Mesmo que algumas condutas soem idiotas pra nós, na hora, seguindo seu feeling, contagiado pelo calor da hora, o atleta acredita estar agindo corretamente. - mesmo tendo havido todo um camp traçando uma estratégia completamente diferente. Daí o Aldo n chutar mais, Jones n derrubar, Cigano n levantar a guarda de maneira alguma etc...
  12. Na comparação entre o Aldo e a nova leva, não acho que exista uma diferença física grande: De fato existe em altura. Mas, no final das contas, é contrabalançada pela musculatura, punch e força acima da média do brasileiro: Aldo é de longe o mais forte e explosivo da divisão - Stephens ficou pequeno perto do cara(musculatura) e caiu com um golpe no corpo. Moicano que é bem grande pra categoria, na primeira blitz que lidou, pereceu. Também entra na conta da força a defesa de quedas que é sinistra. Um cara qualidade do Mendes, forte e explosivo do jeito que é, sequer obriga o Aldo a fazer spraw. Nem com a perna catada no single leg os wrestlers da divisão conseguem derrubar e mantê-lo de costas cravadas no chão. Força e explosão estão tão presente, que praticamente ele se dá ao luxo de lutar despreocupado com as quedas. Por isso, continuo achando que o desalinho que há, n é físico, mas sim "estilístico", ou mesmo técnico. Custamos a acreditar, especialmente quando se está em questão um lutador histórico: invocamos o tempo, a desmotivação; cogitamos a defasagem dos métodos do treino, mas a grande verdade é que, mesmo entre as grandes lendas, também existe um teto de talento. Há muito otimismo de nossa parte quando pensamos que tudo poderia ser diferente bastasse empregar novas condições. Eu n vejo assim. Sou do time dos pessimistas: acho que, em muitos casos, os jogos se exaurem pela própria natureza da coisa - ninguém vai ficar evoluindo e se reinventando indefinidamente - acho utopia. N se desfaz de vícios, de uma abordagem de uma vida apenas mudando de equipe. Eu tbm n vejo com bons olhos a descida, pq n acho plausível - um cara daquele tamanho descendo bem ? - Ah mas ele n liga pra Dieta. N liga mas o biotipo já enxuto, n ligando ele n tem bf alto. Aí imagine que passe a fazer tudo certinho: vai lá e bate o peso no estado do TJ e entra daquele jeito. Sei nãoo....
  13. Realmente n tem demérito algum.- cada um sabe o que é melhor pra si. O complicador é que tanto ele quanto o Dedé há anos ventilam essa mudança, chegando a dizer, inclusive, que a subida só n ocorreu efetivamente devido à suposta perda do cinturão dos penas. Agora o caminho está livre, o fardo da invencibilidade se foi - tem-se aí um efeito psicológico benéfico; o físico de hj é bem maior e mais forte que o de antes e o nome ainda tem apelo. Pra quem sempre desejou tanto subir, o momento é mais do que conveniente. Até porque, pra o Dedé, tanto Ferguson quant Khabib "fugiram " do Aldo em outra oportunidade. N seria a hora de chegar chutando a porta e pedindo uma luta grande ? Não entendi o recuo. Na verdade, entendi : cada um sabe onde o calo aperta.
  14. O que eu sei é que, pra quem era tida como ultra sangue nos olhos que jamais deixaria barato; que batia em homem nos treinos; levando em conta a Cyborg provocadora que não cansava de alfinetar a Ronda; a mesma que lá no início tratou a Amanda como não merecedora do combate e que falou bastante, o desejo de vingança tá bem frio- pelo menos aos nossos olhos que só têm acesso às entrevistas. Pela forma acachapante que foi, fiquei surpreso com a digestão rápida e com tom ameno das falas sobre a revanche. Sei lá... Não vejo energia, gana, impacto. Tá tudo muito contido. E estaríamos diante da maior luta feminina de todos os tempos: Muita grana estaria na mesa; a redenção e tudo mais... e a abordagem é introspectiva e soa como "tanto faz... eu quero, mas se não rolar..." E nem vale dizer que sua postura sempre foi essa pq o histórico dela contraria essa tese. E é engraçado que enquanto ela não era do evento, e se tratava da Ronda, a ira e o falatório em torno da luta eram extremos. A indignação quanto às declarações do Dana não causava tanta oposição assim, tanto que ela foi contratada após as falas- estamos diante de um fenômeno de chateação e remorso com efeito retardado. Agora que é a hora de falar e promover a luta como nunca, da maneira que todos nós já vimos, temos um mar de tranquilidade e o comedimento em pessoa. rs Estranho... Mas sei lá... talvez o desafeto com o Dana tenha produzido uma antipatia tão aguda a ponto de a vontade de pular fora superar o desejo de fazer revanche. É uma possibilidade.