Luiz Melo

Membros
  • Total de itens

    967
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre Luiz Melo

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Luiz Melo

    UFC 237 no RJ! Anderson Silva x Jared Cannonier

    Luta perigosa pra o Aranha. O negão tem um boxe muito bom, é bem solto em pé, joga nas fuas bases, tbm é chegado numas firulas e numa gaura baixa( gosta de flertar com o perigo) tem pegada e é explosivo- a defesa de quedas é ridícula e o chão é decente- embora isso seja irrelevante nesse caso. Era um peso pesado que foi descendo - apesar de ser relativamente baixo. Talvez trave na frente do AS. Talvez tenhamos um combate próximo do q foi Brunson vs AS- aquela lutinha bem mais ou menos. Mas n seria algo de outro mundo o negão nocauteando brasileiro. Vamos aguardar.
  2. Luiz Melo

    Oficial: Conor Mcgregor x Donald Cerrone no UFC 239

    Luta dura pra o Conor, hein ? Vejo o Cerrone quebrando quando a abordagem é ogra e violenta - que foi o que aconteceu com o RDA nas duas vezes - mesmo não sendo um cara espetacular em pé. Contra o Pettis ele afinou bonito. Contra o Till - um cara gigante daqueles - ficou sem distância e afinou. O americano deu uma melhorada boa na mão. Aqueles combos dele em linha retas estão muito bons- as mãos estão muito rápidas e ainda conclui com um chute. Ponto pra o ângulo que usa: passo pra lado pra pegar o adversário de lado. Tem umas joelhadas de encontro pra jabs na linha de cintura. Os chutes com a perna da frente que ele esconde bem com o jab. Low kics, cotoveladas. É um cara que dá luta, apanha e bate. Talvez não seja dos melhores defensivamente, mas o repertório em pé é bem vasto. O lance do Conor... se por um lado lidará com os complicadores da perda da vantagem de alcance, por outro, poderá adotar sua melhor abordagem: aquela em que ele é o ofensor de fato e que desce a mão sem dó - como foi com o Diaz. Obs: Mesmo a luta tendo sido duríssima, pra mim, a segunda com o Diaz, foi sua melhor luta no evento , Lidando com caras mais altos, usa as passadas longas, combos de linha de cintura e cabeça; ótimas antecipações, manda overhands, os golpes são "mais fundos "- coisa que contra caras mais baixos ele perde: luta mais de perto e, ofensivamente, segura mais a onda e os socos(atacando) são "mais contidos" - mesmo os contragolpes sendo matadores. Sendo assim, a mão vem até mais pesada. A contrapartida é que, adotando essa pegada, o tanque que já é horrível, esvazia ainda mais rápido. Ainda assim, mesmo tendo a mão que tem, desconfio do toque da morte do Conor nos leves. Não sei se o irlanda tonteia o Cowboy nos primeiros socos a ponto de encerrar a luta. Podemos ver um Conor agressivo e contundente, dando tudo que tem no primeiro e segundo rounds, acertando, mas voltando como uma múmia no terceiro round e tomando um vareio. Lutão. Vamos ver aí.
  3. Luiz Melo

    [UFC 234] Israel Adesanya x Anderson Silva

    O ponto n é esse. Entrar no debate de como seria é válido e cada um lê o combate de uma forma. O foda é o cara tratar uma hipótese como certeza. Sendo que o que ele tem são os fatos. Isso n é argumento, é crença. N se debate com crença. Qual a necessidade de, logo que um cara é derrotado, aparecer alguém dizendo : perdeu agora, mas no auge mataria? Uma coisa é falar o seguinte : - no auge, fazendo isso e aquilo, as chances aumentariam: a luta poderia ser outra. Aí é de boas. São as possibilidades sendo levantadas. O foda é o cara mandar : sem dúvidas que no auge mataria. N tem o que espremer dessa fala. Vai ser a crença dele contra a sua. N há debate aí.
  4. Luiz Melo

    [UFC 234] Israel Adesanya x Anderson Silva

    Bicho, isso é chato pra caralho, vou te contar... e pra completar, é uma fala sem o menor poder argumentativo- trata-se de um raciocínio falacioso e extremamente pobre. Temos o fato concreto: aquilo que aconteceu de fato. O ocorrido n agrada: É inserida a lógica contrafactual e o famoso se - que usado em retrospectiva , só comporta a exposição de novas possibilidades - nunca produz certezas. O cara apaga os fatos, emprega o se e projeta uma realidade em que o melhor dos cenários possíveis acontece - que sempre é aquilo que ele gostaria que tivesse acontecido. É a famosa falácia da melhor das hipóteses em ação - que ainda é piorada pelo uso em retrospectiva Meu povo. É Sério. N é antipatia, birra com brasileiros ou apelo à autoridade. Podem torcer à vontade. Mas vamos manter o mínimo de coerência e lucidez pra opinar. O ambiente fica mais agradável. Uma pessoa que emprega essa retórica, deixa muito claro que o fanatismo sempre antecederá os fatos, e q, n importa o quão escanrada seja a realidade, sempre retorcerá o ocorrido pra que ele se ajuste às suas crenças. Como debater com gente assim ?
  5. Luiz Melo

    PBP-UFC 234: Anderson Silva vs Israel Adesanya.

    Ele ta grande, ta forte pra caralho - Israel tava " pequeno" perto dele - a envergadura é boa: ainda impõe respeito. Nego n vai chegar arrasando o Anderson em pé, chegar no apavoro jamais. Se ele contasse com os chutes baixos que eram fortíssimos, e melhorasseno circular na linha de cintura, a mão seria o plus e ele seria ainda mais respeitado. Adesanya chuta bem e forte e o Aranha nem sentiu.
  6. Luiz Melo

    PBP-UFC 234: Anderson Silva vs Israel Adesanya.

    Bicho, vou te confidenciar uma parada kk. A galera aqui acha que sou hater.... mas eu torci demais pra o Anderson. Fiquei nervoso, inquieto tremi e as porra. Parecia final de copa. Sempre fui fãzaço dele. Nível assistir rever os golpes em câmera lenta pra tentar entender o q tinha acontecido. Assistia a mesma luta repetidas vezes. Vídeos de manopla, sparrings. Pra tu ter uma ideia, parei se assistir MMA quando perdeu pra o Weidman. N conseguia nem rever a luta. Fui ficando meio amargo talvez até por conta dessa derrota pra o Weidman. Tbm fui vendo uma galera sinistra chegando e a galera desprezando completamente, se apoiando em Anderson inferiorizar os caras. Isso foi me irritando. Pow, vamos combinar, né ? caras como o Thompson, Cruz, Whitaker, Larkin, TJ, Conor, são espetaculares - n são gênios, mas são absurdos tecnicamente- o Conor mesmo... é um assombro; o Thompson... putz... o próprio Adesanya. Fui criando antipatia por conta do menosprezo pelos novos caras, a ideia de pautar a técnica na nacionalidade; achar que existe uma premissa de superioridade técnica dos Brasileiros e que qualquer um que desponte, que n seja brasileiro é superestimado, e algum brasileiro vai matar. Essa pobreza de avaliação alimentou minha oposição. Caras que eu sabia que eram bons - meais talentosos que os brasileiros, inclusive - sendo reduzidos pelo fanatismo. Isso foi me irritando. Foi poor conta disso que fui forçando essa comparação de recurso a recurso pra expor o fanatismo/nacionalismo enrustido nas avaliações, e pra mostrar o olho ruim da galera q n via a qualidade dos caras. Mas enfim... a verdade é que sempre fui fã. E foi emocionante vê-lo lutar novamente.
  7. Luiz Melo

    PBP-UFC 234: Anderson Silva vs Israel Adesanya.

    O que é passível de ser atribuído à decadência, acredito que seja a piora noa chutes do Anderson. Antes ele tinha a perna muito solta e ágil- n tanto nos chutes altos. Mas ele piorou bastante nesse setor, ta mais lento, a abertura ta ruim, o chute ta travado. Acho que se existisse alguma forma de reestabelecer os chutes - e melhorá-los, ele estaria ainda mais competitivo. N sei até que ponto esse "travamento" é corrigível. N sei se é encurtamento de alguns músculos, insuficiências ativas. Mas talvez désse pra melhorar essa parte. Outra coisa, é que ele devia apostar mais na mão da frente dele. Nos jabs e tal. Na parte dos diretos ele sabe q n é muito furtivo e ágil - por isso mesmo, quase n os usa. Mas a mão da frente ta impondo respeito. Se fosse mais ativo, a luta de ontem talvez tivesse sido mais dura ainda.
  8. Luiz Melo

    PBP-UFC 234: Anderson Silva vs Israel Adesanya.

    N teve nada de tirou o pé, não. Anderson tava forte, menino sentiu a mão e respeitou. Muitos caíram tentando atacá-lo. Na verdade o Asesanya mostrou muita maturidade. N foi cheio de afoiteza querendo impressionar o mundo. Jogou na zona de segurança, sem exageros, deu o show dele tbm, e foi prudente. O Anderson tem todos os méritos. Lutou lindo. Lutou demais. Eu reitero : tecnicamente, recurso a recurso, existem caras melhores, socando, chutando e etc. Mas agora eu tive um choque de realidade : Anderson tem um algo mais que ngm tem. Uma desenvoltura, uma confiança, fora do comum. O cara é gênio mesmo. N vai existir outro. Acho viagem e ligo o modo crítico quando vejo nego viajando demais. Ex: no auge mataria. Tiraria praa nada. Mas o negão é foda. Fez lutas bizarras(tecnicamente inclusive) com Bisping e Diaz. Uma meia boca com o Brunson. Mas nessa o cara apavorou. Podia ter ganhando e tudo. Obs : já rebate o papo chato, abstrato e conveniente de auge e queixo vencido : o cara tava muito bem e com o queixo super em dia.
  9. Simples: o evento da uma molhada na mão dele pra comprar o silência ou infla a bolsa da próxima luta. - E aí, Ferguson... Pega esses 200 mil aí pra descansar um pouco e curtir a família. É pelos serviços prestados. Segue o jogo. N concordo, mas tbm n condeno. Sei que n é legal, mas n vou abominar algo que no final das contas vou acabar consumindo.
  10. Já reforça minha tese de que a suposta motivaço, na verdade, foi imposta por derrota e n veio de desapreço ou desgaste natural por ter vivido mais de uma década do esporte. Falei que era uma questão d vaidade: Voltou vencer e a gana que tinha sumido reapareceu. O título que n era a meta até ontem, hj voltou já voltou a ser. Obs: nego n pensa nisso antes de estabelecer nexo de causalidade entre as derrotas e a suposta desmotivação. Aldo é aquele cara ganha sempre e q n suporta perder. Só faz sentido continuar se ainda for factível conquistar o topo, pra ser segudo, terceiro, ganhar duas e perder uma, ele n aceita. Prefere aposntar. Nem pensa pelo lado da grana. Nesse sentido, é tão vaidoso quanto o Conor se formos reparar.
  11. Talvez esse papo de aposentadoria seja blefe. Aldo vai lá, bate esse australiano, pega um Pettis da vida, ou até mesmo um Zabit, vence bacana, encerra o contrato bem na fita , aumenta o poder de barganha e volta pra mais 3 ou 4 lutas com uma bolsa muito maior.
  12. Luiz Melo

    [UFC 234] Israel Adesanya x Anderson Silva

    Luta ruim pra o Anderson na teoriq. Mas tava revendo a luta com o Brunson aqui, e o bicho ta forte, viu ? Um pouco maia gordinho que o o normal dele, mas, ainda assim, forte ?? E ta batendo mais pesado que antes, tive a impressão. O foda é q ele ta mais lento. A mão melhorou parece ter melhorado bem, mas talvez n seja rápido o suficiente pra pegar o Lasanha. Se bem q, apesar daquelas saídas ninjas com o ombro o ombro, Adesanya as vezes opera no limite da segurança. Vai que entra uma mão num contexto desse. Israel mais veloz e tal, mão melhor, mais encaixe socando, mais variado e perigoso chutando, joelhada assassina ... mas n duvido ele da uma leve travada na frente do Aranha. Anderson ali fechadinho, na frente dele, talvez a luta fique mais parada do que a gente espera e ganhe o round quem acertar um jab ou low kick a mais kkk. Ou quem ficou mais tempo no centro do cage. Essa luta pode frustrar. Vou de Adesanya. Ele tem material e velocidade pra vencer bem. Mas vai ser o maior cara que ele já lidou no MMA, tanto fisicamente quanto em importância. Talvez sinta alguma dificuldade pra encontrar a distância e conectar socos. Vamos ver...
  13. Luiz Melo

    Aldo x Moicano - luta completa

    . @MV.8 . Então, @masterblaster.Sei que vc ta falando no geral... e talvez minha fala trnha soado dessa forma, mas n sou o advogado do golpe perfeito. O que venho falando se liga a um contexto, é a contrapartida de uma ideia que é praticamente pacífica por aqui. O ponto n é se fulano ou ciclano tem uma execução de encher os olhos, se é quase "professoral" nos socos que lança. Eu só questiono que, um cara é considerado ultra espetacular tecnicamente, que é visto como alguém que só foi superado por inferioridade física, e que é bem mais técnico que seu algoz, não deveria se desequilibrar tanto pra socar, a ponto de pular ao dae um soco ou quase cair, ter um repertório tão pouco variado( essa parte é mais questionável, já que a é um feijão com areoz eficiente) e mandar aqueles cruzadões abertos em sequência... e isso soa bem grosseiro. Ou seja, colaram essa imagem de "o super técnico " que n concordo. Repito, não em eficiência, mas sou muito mais o Assunção, ou por Patrício Pitbull, nessa abordagem nova, por exemplo. E vejo outros caras mais soltos e hábeis no evento. Mas q n são tão efetivos. Relaxe meu povo(galera no geral) O que é do Aldo, é do Aldo. N se desconstrói o q ele ergueu. Esse nunca foi o ovjetivo. O cara é foda e é dos melhores. Se ele é tão técnico ou não, é mero detalhe. Tava uma bíblia. Kkk
  14. Lutas exclentes pra o Aldo em termos de apelo ou mesmo custo benefício : TJ, Cruz, Ortega, Nate, Ferguson, Cerrone- mais ou menos, Pettis, Porier- mais ou menos( o nome n é dos mais relevantes mas, no momento, conta com um ótimo custo benefício já que é um cara que ta na primeira fila dos leves, que em caso de vitória, garantiria um pulo pra o TS, sendo que é completamente vencível) e o Al Iquinta caso vença mais uma, ou duas.
  15. Luiz Melo

    PBP - UFC FORTALEZA

    Ninguém aqui lga pra isso. Se perdesse, certeza que iria conta da decadência ou da tristeza, jamais por deixar avenida aberta quando soca. Isso é papo de hater rsrs