JCVD

Membros
  • Total de itens

    308
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre JCVD

  • Data de Nascimento 08/01/1970

Previous Fields

  • Cidade:
    SP

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    SP Brasil
  • Interests
    MMA / JJ / MUAY THAY / BOXE

Últimos Visitantes

522 visualizações
  1. Ag. Fight 16/09/2018 23h22 O card do UFC São Paulo, evento marcado para 22 de setembro, definitivamente entrou para a história como um dos que mais sofreram contratempos. Afinal, apenas na luta principal da noite, depois de Glover Teixeira se machucar e ser substituído por Thiago Marreta, agora foi a vez de o rival Jimi Manuwa se lesionar e deixar o show. A informação foi divulgada pelo site MMA Junkie e confirmada pela Ag. Fight junto a fontes próximas à organização, que apurou que o meio-pesado (93 kg) britânico teria machucado a coxa enquanto corria, já na cidade de São Paulo. Para o seu lugar, o UFC rapidamente escalou o americano Eryk Anders. Apesar do contrato ainda não ter sido assinado, as duas equipes já teriam aceitado o duelo que, embora envolva dois pesos-médios (84 kg), será realizado na categoria de cima justamente para evitar cortes drásticos de peso aos lutadores que aceitaram 'tapar o buraco' do card. E não foi apenas na luta principal que houve dança das cadeiras. O peso-médio Antônio Cara de Sapato se machucou e deixou o evento, assim como o adversário original de Elizeu Capoeira, Belal Muhammad, que acabou substituído por Luigi Vendramini. A peso-galo (61 kg) foi outra que, abatida pela "zica do UFC São Paulo", também se machucou e deixou a luta contra Tonya Evinger. Por fim, o meio-médio (77 kg) Neil Magny deixou o duelo contra Alex Cowboy de lado a pedido da organização do UFC para encarar Santiago Ponzinibbio em novembro, no evento de estreia da empresa na Argentina. Para o seu lugar, Carlo Pedersoli Jr. foi convocado de última hora. Só zikaaaaaa!!!!! Pior que vou nesse evento:(
  2. Ex-campeão, hoje suspenso pela USADA, deseja primeiro retomar o título meio-pesado, e depois enfrentar o desafeto numa quarta luta, desta vez pelo cinturão peso-pesado do UFC Por Combate.com, Rio de Janeiro 04/09/2018 12h39 Atualizado há 4 horas Jon Jones ainda aguarda, suspenso provisoriamente, por decisão da USADA (Foto: Reprodução / MMA Fighting) As carreiras de Jon Jones e Daniel Cormier parecem entrelaçadas para sempre. O nome de um está sempre nas entrevistas do outro. A rivalidade foi construída não apenas com duas lutas entre eles, mas com os diversos problemas fora do octógono, com muita provocação dos dois lados. Hoje, porém, os dois vivem situações distintas. Cormier é atualmente o campeão meio-pesado (até 93kg) e também peso-pesado (até 120kg) do Ultimate, enquanto Jon Jones perdeu o título para o rival após ser flagrado pela terceira vez em teste antidoping. Sua última vitória na luta contra DC foi transformada em “no contest”, e agora ele aguarda uma posição da USADA para saber do seu futuro no esporte. Em entrevista à “RT Sports”, Jon Jones parece esperançoso de retomar sua história como lutador. Otimista de que poderá voltar a lutar em breve, ele nega ter se dopado intencionalmente e acredita que tenha provado isso no processo comandado pela USADA (Agência Antidoping dos EUA). - Acredito que foi encontrada no meu sistema uma quantidade muito pequena do metabólito, mas nunca usei intencionalmente nenhum melhorador de desempenho, e tenho trabalhado duro no último ano para tentar provar isso. Neste momento ainda estamos esperando pelo que eles vão fazer. Estou esperando por uma sentença reduzida com menos de quatro anos, mas não sei o que vai acontecer, então estou apenas me mantendo fiel e tentando fazer as coisas certas, apenas me concentrando nas coisas que posso controlar enquanto espero - afirmou Jon Jones. Então campeão peso-meio-pesado do Ultimate, Jon Jones foi flagrado no antidoping no teste realizado no dia anterior ao da luta contra Daniel Cormier, no UFC 214, no dia 29 de julho de 2017. No cage, ele nocauteou DC no terceiro round. Bones já havia vencido Cormier em 2015, em decisão unânime. Jon Jones chegou a nocautear Daniel Cormier no UFC 214, mas luta foi transformada em "no contest" (Foto: Getty Images) O cenário mudou bastante depois disso. Com a vitória e o cinturão retirados de Jon Jones pelo UFC depois da notícia de mais um doping, Cormier herdou o cinturão meio-pesado e o defendeu nocauteando Volkan Oezdemir no segundo round. Depois, subiu ao peso-pesado e tirou o título de Stipe Miocic com um nocaute no primeiro round. Os fãs do MMA acreditavam que esse cenário teria Bones como protagonista, e ele admitiu que foi confuso assistir DC atingir esses feitos. - Na noite daquela luta, fiquei confuso. Uma parte de mim estava chateada no começo. Primeiro fiquei surpreso. Então, fiquei um pouco chateado porque Daniel Cormier foi coroado o primeiro campeão peso-pesado e meio-pesado, e no meu coração sei que Daniel Cormier não é o campeão meio-pesado, por isso me incomodou no começo - disse Jon Jones, para em seguida contar que no dia seguinte tentou aceitar melhor a situação. - Depois de algumas horas acordado, percebi que não posso ser um “hater”. O sucesso de outra pessoa não tem nada a ver comigo. O que Deus tem para Daniel Cormier é para Daniel Cormier, e o que ele tem para mim é para mim, e então tive que encontrar um lugar em meu coração para estar feliz por ele. Ao mesmo tempo, quando voltar ao jogo e conquistar o título meio-pesado de volta e me tornar campeão peso-pesado ao mesmo tempo, sinto que os fãs saberão que sou o primeiro campeão peso-pesado e meio-pesado. Meu tempo chegará novamente, mas tenho que estar feliz por ele e deixá-lo atingir seu próprio nível pessoal de grandeza. Enquanto Jon Jones sonha com novas oportunidades contra Cormier, o atual dono de dois cinturões já declarou que pretende se aposentar aos 40 anos, que completa em março de 2019. Antes disso, ele já tem uma defesa de cinturão encaminhada contra Brock Lesnar para o início do ano que vem. Em meio aos problemas que ainda tem a resolver com a USADA, o lutador de 31 anos se mantém otimista de que pode ter o rival de novo em seus objetivos. - Minha visão é lutar com ele no meio-pesado primeiro. Acho que derrotá-lo pela terceira vez faria algo em sua confiança. Em sua cabeça, sinto que ele acha que ainda pode me bater, especialmente porque a luta estava indo muito bem para ele até que o derrubei. Quero esmagar sua confiança... Ele me disse uma vez: “Jon Jones, sempre serei aquele garoto na sua faixa”, significando que ele sempre estará no mesmo torneio que eu. Tenho certeza que ele lamenta isso porque sempre vemos quem acaba em primeiro lugar quando nos enfrentamos. Quero quebrar a ideia dele pensando que pode me bater. Acredito que fazer isso no meio-pesado seria a coisa mais inteligente a fazer, pela terceira vez. No mundo criado por Jon Jones para seu futuro, após conquistar de volta o cinturão que detinha, ele ainda enfrentaria DC no peso-pesado. - Numa possível quarta luta, desta vez pelo título mundial peso-pesado, sua confiança não estará no lugar certo, e acho que vai me ajudar a conquistar a quarta vitória sobre ele e aquele título peso-pesado. Não importa o quanto ele treine, eu treino um pouco mais. Sou um pouco mais jovem, um pouco mais longo, um pouco mais bonito - ironizou Jon Jones ao fim de sua declaração. Com a repercussão da entrevista de Jon Jones à RT Sports, Daniel Cormier foi às redes sociais e respondeu ao seu maior desafeto, e não parece disposto a dar uma chance ao que pensa Jon Jones. - Grandes objetivos para um cara que só poderia alcançá-los depois que terminar de ser disciplinado por sua terceira falha nas drogas! Jon Jones ainda cumpre a suspensão provisória aplicada pela USADA e, como é reincidente, pode pegar quatro anos de suspensão. Em fevereiro, a Comissão Atlética da Califórnia aplicou multa de R$ 667 mil e revogou sua licença. Agora, ele espera a decisão da USADA para o caso.
  3. Arona, o problema do weidman é que ele caiu muito fisicamente.... Se fosse aquele monstro que venceu o AS eu concordaria contigo..... mas esse Cris de hj acho q nao vence o eraser nao..... Luke quando toma porrada, peida..... Ao meu ver o cubano é o mais dificil msm.....
  4. Borracha e seu staff estao mandando muitooooo bem!!!!! Qq um desses 3 como ja falaram provavelmente levam ele ao TS..... tem muita hype, sim tem..... mas ele tem que mergulhar de cabeca no tanque DOS tubaroes!!!!! Ta certissimo!!!!! Tem a juventude a seu favor..... bate forte..... é a bola da vez!!!!! Weidman dps da usada caiu muito..... nao sei se aguenta uma blitz do eraser..... Luke é lento e quando toma porrada se perde..... teoricamente esses 2 seriam menos complicados que yoel, porem ambos sao bons de JJ, Luke inclusive mais perigoso que o Cris, e o chao do borracheiro é uma incognita (faixa preta do proprio irmao?!?!?!) Anyway..... O mais dificil realmente é o cubano, que aceita trocar porrada, e se acertar nao nasce mais cabelo kkkkkk..... só lembrar do que ele fez com os proprios Luke e Cris..... enfim, se quer ser campeao e se manter relevante, hora mais hora menos vai acabar enfrentando todos os 3, mas se puder chegar ao sonhado TS mais rapido e sem enfrentar o monstro do Romero, ta mais do que certo!!!!! Nao podemos esquecer do Adesanya...... o topico nao é sobre ele mas o cara é inegavelmente o futuro dessa categoria..... ja imaginaram RW x Israel????? INSANOOOOOOO
  5. Apesar de ainda acreditar que a luta cai..... ja que tem tanta certeza assim, bora casar 100zinho??? Daguestao vai esfolar o irlanda no chão do 8 kkkkk!!!!!
  6. Borracheiro tem que treinar defesa de queda e como se levantar caso caia por baixo... mas como gosta de trocar, na minha visao o maior perigo é levar uma pedrada do cubano que é muito veloz e explosivo, e quando acerta bota pra dormir..... Eraser é underdog mas pode vencer sim, e terá minha torcida..... WARRRRRR RUBBER!!!!!!
  7. 2M de pacotes vendidos = 100M de Trumps de PPV O doende verde deve levar uns 10-15M... O daguestao uns 2M só... Mas eu ainda acho que essa luta nao rola😶
  8. O PPV custa 50 Trump's na gringa... 2M vendidos arrecadara 100M.....
  9. JCVD

    Borrachinha sobe para TOP 8

    Agora sim vamos realmente ver do que o borracheiro é feito!!! Do sétimo pra frente é só pedreira..... e ainda tem o Adesanya fungando no cangote dele kkkkkkkk!!!!!
  10. Vencendo o Aldemir deve ser ele msm..... se perder e shogas vencer o Smith, aí já era!!!
  11. Weidman não é mais o mesmo monstro que quebrou a banca e venceu o Spyder..... fisicamente está bemmm menor, além de estar mais velho e mais lento..... borracha tá um ogro de forte, jovem, e ainda não atingiu seu auge..... acredito numa vitoria do brazuca por TKO!!!!!
  12. JCVD

    Luta Completa Uriah Hall vs Paulo Costa

    Eraser tá no caminho certo..... evoluindo gradativamente, mostrou que tem queixo e muito coração!!! Hall bate doido e o borracha sentiu tbm, mas dosou bem o gás e mostrou que realmente pode kozar qualquer médio que derem pra ele..... deve pegar um top 10 agora..... deve ser o brunson o próximo.....
  13. Esse Smith é bruto..... era médio mas é grandão (Se não me engano maior que o shogas), bate forte, fez um lutão com o marreta (sarrafada pra todo lado)... continua perigosa a luta pro Maurício, até pq o queixo não é mais o msm... mas o Aldemir realmente seria mais difícil... tomara que o rua venha com a mitica e famosa sunga branca kkkkkk
  14. Pra mim ficou muito claro que a diferenca fisica no MMA atual faz toda a diferenca!!!!! Rafa é muito mais lutador que o Colby e do que o Usman, mas é menor e por conta dos estilos (ambos excelentes wrestlers) que nao casam pro RDA, deve perder novamente.....