Timbó

Membros
  • Total de itens

    4,810
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre Timbó

  1. O cara claramente querendo lutas mais fáceis. Carreira meio mal assessorada, na minha opinião.
  2. Tido como uma das principais esperanças do MMA nacional após sua ascensão meteórica no Ultimate, Paulo ‘Borrachinha’ se prepara para fazer apenas a terceira luta dentro do maior torneio de MMA do mundo. Mas mesmo com tão pouco tempo de UFC, o mineiro já terá pela frente o americano Johny Hendricks, ex-campeão dos meio-médios (77 kg), em evento a ser realizado em 4 de novembro, em Nova York (EUA). Acontece que Hendricks não era a primeira opção de Borrachinha. Dias antes do anúncio do seu duelo contra o americano, o mineiro foi até as redes sociais para desafiar publicamente uma das lendas do MMA nacional: Vitor Belfort. “Não existe nada de especial. Ele me foi oferecido porque é o 11º do ranking e o UFC queria que eu lutasse com alguém do ranking. Quando me disseram, eu falei que aceitava. Falaram que iam conversar com ele e eu tornei isso público. Foi essa a intenção do desafio, não foi um desafio do nada. Foi baseado na proposta do UFC”, explicou o mineiro. Borrachinha afirmou que o Ultimate ainda tentou outros atletas também ranqueados, mas nenhum estava apto a enfrentá-lo. Sendo assim, o nome de um ex-campeão como Johny Hendricks ganhou força. O duelo será na divisão dos médios (84 kg), onde o americano só atuou em duas ocasiões pelo UFC, ganhando uma e perdendo outra. Ainda assim, o brasileiro acredita que o barbudo será um atleta mais duro de ser batido do que Vitor Belfort. “Eu acho que o Hendricks é um desafio maior do que o Vitor Belfort. Será mais difícil lutar contra dele do que contra o Vitor. Contra o Vitor eu teria mais facilidade, até porque eu já treinei com ele e sei muito bem as armas que ele tem. Contra o Hendricks será mais complicado. Não vejo porque não lutar com o Vitor. Se ele aceitasse eu gostaria muito, mas não é algo que estou perseguindo. Quem sabe…”, refletiu. Falando sobre a luta contra Hendricks, que acontecerá no grandioso palco do Madison Square Garden, Borrachinha deu uma de Conor McGregor e falou exatamente como prevê que o duelo chegue ao fim. “Vou muito confiante, mais solto, mais leve e sem peso nenhum. Todos vão ver isso. Tenho muita confiança de que vou nocautear. Aposto em nocaute faltando um minuto para acabar o primeiro round”, decretou. http://sextoround.com.br/forum/topic/borrachinha-diz-que-hendricks-e-desafio-maior-que-belfort/
  3. O primeiro a assinar com o UFC foi Zabit Magomedsharipov, campeão peso pena do ACB, que tem 12-1. http://tvfight.tv/campeao-peso-pena-do-acb-zabit-magomedsharipov-e-contratado-pelo-ufc/ O segundo foi Ramazan Emeev, campeão peso médio da M-1 Global, que tem 15-3. https://www.reddit.com/r/MMA/comments/6dtorw/ramazan_emeev_signs_with_the_ufc/
  4. Por causa da saída do Roy Nelson? Sério?
  5. Peña não tem chance alguma contra a Amanda. Acho que a Valentina vence ela, mas perde pra Amanda novamente, é muito pequena pra categoria
  6. Tanto bate com o é forte, talvez a mais forte
  7. Amanda fez cerro em mandar calarem a boca. Finalmente viram quem manda na categoria. Ah, e foi muito foda ela mandando aquele Edmond calar a boca.
  8. Nova onda: Ronda 100%. Entra no grupo de Royce estando lá e Liddell com aquele olhar
  9. Boa Valdera
  10. Kkkkkkkkk sim
  11. Um abismo no nível técnico. Achei que a Amanda fosse bater mais até
  12. Amanda só não vence se for burra
  13. 7-1. Vencendo caras como Russow, Nelson, Minotauro em fim de carreira, Browne decadente. Enquanto Cigano com seus 3-3 pelo menos enfrentou os melhores da categoria, perder pra Cain e Overeem não é demérito. Bateu o atual campeão e dominou o bixo papão da categoria, Big Ben. Como eu disse, Cigano não merece uma disputa agora, mas o Werdum muito menos.