antamoeba

Membros
  • Content count

    387
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

1 Follower

About antamoeba

  1. Timbó, O Zabit é do Sanda/Sanshou, confere? (http://www.valetudo.ru/component/fightbase/fighter?id=12275) Legal, não sabia. Aos 0:41 do seu vídeo aparece ele lutando com roupa de Wushu em um campeonato de Sanda e fui procurar. Show, como eu já disse aqui, é uma pena não ter ainda muitos lutadores de Boxe Chinês no UFC, o fato do Boxe Chinês unir Kickboxing com quedas é uma vantagem que foi muito pouco explorada ainda no MMA. Valeu!
  2. É triste né? E isso me deixou mais triste porque eu parei para pensar como a mídia é eficaz em criar ídolos falsos. E é isso mesmo, o hype vai passar para frente, quem não gosta de MMA e é fã hardcore de boxe, vai ver o post do Oscar e aceitar firmamente que o Conor é o melhor p4p do MMA. Afinal é o Oscar de la Hoya que está falando, ele deve ter credibilidade para falar de outro lutador. Quando o Conor tomar o pau do Floyd, esse fã vai se fechar em seu mundo e enraizar a ideia que nem o "melhor lutador de MMA de todos os tempos" consegue vencer em uma arte superior de luta (afinal de contas, essa foi a verdade que lhe foi conveniente). E assim a mentira é passada para frente.
  3. Exato. Engraçado que "prazo" para o Conor defender o cinturão dos leves inexiste.
  4. Hahaha, bem falado! Sem comentários cara, tá piada total o Ultimate já..
  5. Essa do Dana de "Você tem que conquistar as coisas nessa companhia" foi muito cara de pau! Quase nada ultimamente no UFC tem sido na base do que é conquistado lutando, mas sim no apelo midiático das lutas.
  6. Show de bola essa estatística: "Em suas 9 primeiras lutas, ele desferiu 408 golpes e sofreu apenas 124. Na média, acertou seu oponente 7 vezes por minuto e foi acertado apenas 2. Nas 7 lutas seguintes, desferiu 491 golpes e tomou outros 489. Deu e tomou praticamente 4 golpes por minuto." Isso traduz bem a falta de confiança que o primeiro estupro do Cain causou no Cigano. Eu não acredito mais no queixo do Cigano, mas ainda acredito que ele possa vir a ganhar no futuro outro momentum na carreira, caso ele consiga melhorar muito sua movimentação; "laser focus" de agora em diante no entra e sai da curta para longa, para escapar das pedradas dos pesos pesados, tirando seu queixo da reta.
  7. Por favor né pessoal, não dá para comparar a relação colaborador x patrão em uma empresa "normal" com o que temos no mundo da luta com lutador x evento. Um evento (seja uma promoção de lutas tipo o Jungle Fight ou o UFC, seja um evento de músicas tipo o Rock in Rio ou Ozzfest nos EUA), depende muito mais do protagonismo de seus lutadores/bandas. Você vai no evento para VER os lutadores, o evento lucra te fornecendo um meio para ver o lutador X e o lutador Y lutarem. Nesse contexto, os lutadores tops devem sim bater o pé e exigir mais, pois sem eles não há lutas que chamam atenção. Não existem outros Romero, Anderson Silva ou GPS no mundo, assim como não existem outros Red Hot Chilli Pepers, AC/DC, Coldplay. Como é comum em um evento de músicas, são as bandas que fazem exigências e cobram cachês. O evento atende porque sabe que haverá pessoas que pagarão para ver as bandas. Uma relação completamente diferente é a do empregado vs. patrão em uma empresa "normal", onde a contribuição individual de um colaborador no faturamento da empresa é muito mais subjetiva. Hoje, se você não aceitar fazer o que a empresa quer que você faça pelo o valor que você recebe, existem milhares de pessoas pedindo de joelhos por uma oportunidade de fazer o que você não quer. Reality check né pessoal. Se você não gosta do patrão e confia no seu taco, você vai procurar outra coisa. Se não confia no seu taco, fica feliz com o que você tem. O mundo privado "normal" é assim em uma situação de bad economy. Deal with it.
  8. Spider vacilou, brincou, poderia ter definido a luta a qualquer hora. Se deu mal no final. Super merecido. Na soma dos rounds o inglês ganhou sim!! Como falei aqui na época: Bisping vs. Silva foi a luta que fez eu desistir de torcer pro Anderson. Maior feito do Bisping foi ter vencido o Rockmala. Yoel vai vai impor um severe ass whopping no Bisping que não vai ser brincadeira rapaziada.
  9. Wtf dude?
  10. Que bom que o Spiderk pode rever a matéria da revista aqui, já que a revista que ele tem em casa já deve estar com as páginas todas grudadas! :lol:
  11. Sério, cada dia que passa eu tenho menos saco para esse Ti-Ti-Ti que o UFC virou. I'm too old for this shit. WHATEVER gigante cara, não compro mais lado de ninguem.
  12. Não obstante o Chute do Edson Barbosa ter sido mais plástico, com mais momento, ter completado o giro, o coitado do Terry Etim caiu como madeira no chão. Foi muito bizarro ver ele nocauteado ainda em pé, no momento que o pé do Edson toca o Rosto do Terry ele apaga em pé ainda, com a mão travada ainda defendendo o rosto, caindo paralizado como um saco de batatas. Ao meu ver o chute do Edson foi o melhor chute que eu já vi em MMA ever!
  13. Quem gosta de aviação como eu já ouviu o mantra "a cada tragédia na aviação as regras ficam mais rigorsas". Espero, sinceramente, que a fiscalização em cima da quantidade de combustível que as empresas areas escolhem operar seus voos fique mais rigorosa a partir de agora. Ao que tudo indica (e diferentemente de notícias anteriores hoje falando que o piloto chegou a despejar combustível para evitar explosão - esse tipo de recurso não é comum nesse tipo de aeronave), essa aeronave estava voando com uma autonomia para aproximadamente 3000 km, que são absurdamente a mesma distância aproximada entre Santa Cruz de la Sierra e Medellín. Isso é um absurdo, a aeronave "deveria" voar com combustível extra para poder operar por mais tempo (no mínimo 30 minutos a mais). Parece que o avião voou com vento contrário, o que provavelmente fez aumentar o fuel flow das turbinas (consumo de combustível) e fazer o avião chegar quase seco para entrar no initial approach de descida em Medellín. Para piorar, eu li que o controlador de tráfego aereo de Medellín deu a prioridade de pouso para outra aeronave (!), o que obrigou provavelmente o voo da Chape ficar fazendo holding quase a seco. Acredito que o piloto deve ter tentando ainda usar a APU da aeronave para sustentar de alguma forma as turbinas, o que provavelmente não foi possível devido a uma inesperada pane elétrica (a qual parece foi reportada por rádio). Se essa sucessão de falhas acontecesse em um terreno plano (como no mar, ou em um rio), o piloto poderia ainda optar por simplesmente planar e fazer um pouso como aconteceu com o voo da US Airways em 2009 no "milagre do Hudson", no qual depois de perder as 2 turbinas, o piloto fez o voo planar sob o rio Hudson e conseguiu pousar sem fatalidades. Mas não. Para piorar, o aeroporto é em uma região montanhosa que não permitia tal manobra. Pelo visto, a alternativa do piloto foi ficar contornando, fazendo voltas em espiral, diminuindo altitude e a velocidade até a hora do impacto. Em resumo, ao meu ver, foi uma sucessão de falhas que poderiam ser evitadas se a empresa area da Bolívia esperasse que o pior poderia acontecer em um terreno complicado (vento contrário em voo, não-prioridade na hora do pouso, pane elétrica na APU, voos em região motanhosa), e tivesse disponibilizado um aeronave que possibilitasse maior autonomia, ou tivesse voado com mais combustível. Não sei se o fato do voo ter sido fretado as pressas tenha contribuído para essa negligência. Estou curioso para ver o que vai sair da caixa preta, mas acredito que tenha sido essa a sucessão de falhas que levaram à fatalidade.