antamoeba

Membros
  • Total de itens

    424
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

1 Seguidor

Sobre antamoeba

  1. Exato.
  2. É complicado cara. Eu entendo a linha de argumentação do porquê não é bacana chamar o outro cara de viado. Mas eu também sou muito brincalhão, sempre gostei de falar merda e não me importo de fazerem piada de mim. É difícil racionalizar e aceitar que, realmente, algumas coisas podem mudar. Eu sou o maior defensor do movimento LGBT, muitas pessoas falam que não existe preconceito, ou que o preconceito contra gays não é tão grande contra pareça, mas é sim. Eu sei. Não porque eu seja gay (e não teria problema nenhum se eu fosse), mas um dos melhores amigos meus é homossexual e vejo o que ele passa. Eu sinto a diferença no tratamento e a diferença de olhares de reprovação vindo em nossa direção quando eu e minha esposa saímos para jantar com um casal de amigos (homem e mulher) vs. quando eu e minha esposa saímos para jantar com esse meu brother e o namorado dele (que nem sequer se beijam em público, só ficam abraçados e de mão dadas). Portanto, temos muito a evoluir sim ainda como sociedade. Nota Isso não tem nada a ver com ser de direita, ou esquerda: se você é a favor ou contra privatização, se você quer mais ou menos estado. Tá um saco essa de querer categorizar tudo em direita e esquerda.
  3. Early stoppage total, o juiz sequer olhou direito Frankenstein para saber se ele tinha apagado mesmo. A luta foi parada por um knock down. Mas de qualquer maneira, vacilo total Frankenstein com 3 derrotas* na bagagem ele querer inventar de ir para trocação franca com um especialista do kickboxing. Valeu a derrota só pelo o vacilo de estratégia. E eis mais um brasileiro que chegou com um hype gigante no UFC e teve um reality check brutal em poucas lutas. Espero que retorne para o evento um dia. * = e já tava no lucro, o padrão é que fosse demitido sem ter a chance da quarta luta.
  4. Guerreiro, mas melhor parar mesmo antes que zere o cartel. Curiosidade: Vocês sabem se existe alguém com o cartel pior do que o Matt Brown atualmente competindo no UFC? Números por números, o mais próximo que consigo lembrar é o do Hunt 13-11-1 (não dá para comparar os dois cartéis, eu sei, já que Hunt praticamente só pegou pedreira a carreira toda).
  5. Falem o que quiser, mas antes de se aposentar, lá pelos idos de 2013 (antes da USADA entrar no jogo), GSP falou que a maioria absoluta dos lutadores estavam no suco e que isso o desmotivava. Ele falou que ia se aponsentar antes que a USADA apertasse o cerco, ao contrário que muitos falam. Não acho que ele saiu porque achou que o bicho ia pegar, mas sim porque ficou de saco cheio mesmo.
  6. FONTE: MMAFIGHTING (https://www.mmafighting.com/2017/9/13/16305374/daniel-cormier-reinstated-as-ufc-light-heavyweight-champion) (tradução livre feita por mim) Daniel Cormier voltou a ser o campeão da categoria dos meio-pesados do UFC. Cormier disse nessa quarta-feira no programa UFC Tonight que ele falou hoje cedo com o presidente do UFC, Dana White, que lhe disse que era o detentor do cinturão novamente. O assessor de comunicação do Ultimate, Lenee Breckenridge, confirmou ao MMAFIGHTING nessa noite de quarta-feira que Cormier foi reintegrado como campeão da organização. Jon Jones derrotou Cormier para ganhar o cinturão no UFC 214 no dia 29 de Julho em Anhahein, California. No entanto, Jones testou positivo para o esteroide Turinabol em um teste em período de competição. Uma segunda amostra confirmou o resultado positivo do teste na terça-feira. Nessa quarta-feira de manhã, a comissão atlética do estado da Califórnia (CSAC) mudou o resultado da luta para “no contest”. Portanto, Cormier voltou a ser o campeão da categoria. “Se é um no contest, então (é como se) a luta não aconteceu”. Cormier afirmou. DC também falou que “White disse - 'se alguém de vocês (Jones ou DC) tivesse falhado na balança, mesmo se ele tivesse ganhado a luta, você ainda teria mantido o cinturão. Por causa disso, o cinturão está retornando para você'. A luta é um no contest. Se ele trapaceou, ele não poderia ter lutado, ter trapaceado e mesmo assim ter ganhado a luta”. “Novamente, eu sou o campeão do UFC”, disse o novo campeão. Cormier, 38 anos, disse que ele falou com Andy Foster (executivo da CSAC) nesta quarta-feira de manhã, dizendo-lhe “eu perdi a luta”. Mas agora, nos registros, ele (Cormier) não perdeu. DC disse que seria tolice não aceitar o cinturão de volta, especialmente porque isso significaria receber menos dinheiro se ele voltasse a lutar por um título vago, no lugar de voltar a lutar como um campeão. “As pessoas vão dizer coisas como “bom, você teve esse cinturão entregue em suas mãos”, Disse Cormier, que também indagou: “Ele trapaceou e na realidade (as pessoas acham que) eu deveria dizer 'Eu não quero esse título', quando de qualquer maneira eu iria acabar (novamente) lutando pelo cinturão? Financeiramente falando, é uma grande diferença se eu luto como campeão ou como desafiante”. Cormier dise que Jones tinha esteroides em seu corpo durante sua última luta, portanto Jones trapaceou, independentemente se Jon sabia ou não se estava tomando a substância conscientemente. O time de Jon Jones disse que seu atleta não tomou conhecimento que estava ingerindo a substância, e que isso deve ter vindo de um suplemento contaminado.
  7. Exato. Ele ainda quis dar uma "basta você olhar os números antes e depois da USADA", para querer indicar que brasileiros trapaceavam mais que os americanos. Tim Kennedy é típico "murica" do texas, arrogante para caceta.
  8. FONTE: MMAFIGHTING.COM (https://www.mmafighting.com/2017/9/12/16291440/jon-jones-b-sample-comes-back-positive-for-steroid) (tradução livre feita por mim) A segunda falha em testes anti-doping de Jon Jones foi oficialmente confirmada. A amostra B tomada de Jones em período de competição, a qual foi coletada no dia 28 de Julho (em relação ao evento UFC 214), retornou POSITIVO nessa terça para a substância Turinabol, o mesmo esteroide no qual Jones tinha sido flagrado ao ser realizado o teste em sua primeira amostra (amostra A). O site MMAFIGHTING confirmou com a autoridade do UFC em cargo da saúde dos atletas, Jeff Novitzky. “A segunda amostra do senhor Jones confirmou o que tinha sido flagrado na primeira amostra”, disse a USADA através de um comunicado através de um assessor. “É importante frisar - como dito anteriormente - o processo padrão nesses casos deve ocorre antes que quaisquer conclusões sejam tiradas sobre esse assunto”. Com essa segunda amostra retornando positiva, Jon Jones agora começará o processo de adjudicação da USADA. Não é ainda claro quanto tempo irá demorar para Jones ter sua audiência disciplinar perante a Comissão Atlética da California (CSAC), que também possui jurisdição nesse caso. ----------------- É rapaziada, a casa caiu mesmo pro Janjão!
  9. Interessante esse argumento do Cerrone do porquê não estudar vídeos do adversário. Faz um certo sentido. O que mais falar do Cerrone né? Falar que o cara é casca-grossa é chover no molhado. Guerreiro total, respeito!
  10. Putz, não sabia que ele tinha entrado pelo México não. Bom, "sorte" dele que casou com uma cidadã americana e acabou achando uma saída para obter o Green Card. Obrigado pela explicação!
  11. O caso do Glover, pelo o que eu sei, foi que ele entrou nos EUA como turista e não voltou mais. Trabalhou ilegalmente primeiramente com construção, também ganhou com algumas lutas. Dar esse golpe do turista e não voltar mais para o Brasil é caixão para entrar nos EUA de novo, ou você vai para ficar ilegal mesmo ou não entra mais nos Estados Unidos. Não consigo imaginar o que o advogado de imigração do UFC teve argumentar para que o Glover conseguisse tirar um visto de novo. Nesses casos não é uma carta de job offer qualquer que vai convencer o agente consular a te conceder o visto. Conheço caso de colega que mesmo com uma job offer da Microsoft não conseguiu tirar um visto de trabalho americano porque tinha excedido o tempo de visita a turismo no passado. Agora, não sei como funciona com vistos de atletas. Alguém aqui sabe se eles aplicam para work visas do tipo H1B como o resto dos mortais, ou tem algum tipo de visto exclusivo para atletas?
  12. Você já foi mais afiado na zoeira, Spiderk.
  13. Concordo Valderazzi. Mas também vamos concordar que salta aos olhos como, no geral, basta saber um pouco de jiu jitsu para qualquer outro bom especialista (em kickboxing, boxing, wrestling) conseguir se impor em cima de um especialista de jiu jitsu (tirando o Demian, que é um ponto fora da curva). Octógono ainda é um espaço finito, trancado e limitado por uma "cerca". Se um lutador acha que o outro está "correndo", ou "fugindo" da luta, quer dizer que o cara que está jogando plantado não sabe fechar distância, cobrir ângulos ou jogar com footwork. Para mim essa desculpa não cola.