SF MUAY THAI

Banned
  • Content count

    345
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

About SF MUAY THAI

  • Birthday 06/15/83

Profile Information

  • Gender
    Male
  1. Na última segunda-feira, uma polêmica aconteceu em uma reunião de lutadores do UFC. A peso pena brasileira Cris Cyborg agrediu a peso palha Angela Magaña em uma discussão na porta do hotel dos lutadores. Após quase 24 horas de silêncio, Cyborg publicou um comunicado oficial após o incidente: “Cara Nação Cyborg, Eu olhei a palavra ‘Cultura’ no dicionário e o significado disse: ‘O comportamento social e normas encontradas na sociedade humana’, o que me fez pensar em todas as diferentes culturas que formaram as minhas visualizações e como essas experiências esculpiram o meu entendimento de vida e relacionamentos, e me fez querer compartilhar meus pensamentos com a Nação Cyborg. Valores fundamentais da cultura são ensinados para os líderes em papéis na comunidade que vivemos, trabalhos e interagimos. Quando comecei a treinar na Chute Boxe em Curitiba, aprendi o verdadeiro espírito da luta assistindo lendas como Wanderlei Silva, Shogun e Cyborg (Evangelista) treinando duro todo dia na academia. Todo mundo olhava nesses atletas como um exemplo, vimos o trabalho duro, coração e dedicação necessária pra se tornar um campeão e aprendemos a não viver esperando menos de nós mesmos. Treinando perto de lendas do esporte, aprendi a vencer com orgulho e perder com integridade. Apesar de não treinar mais com o Rudimar Fedrigo e a Chute Boxe em Curitiba, eu acredito que ainda represento a cultura do time e os valores como honra, respeito e disciplina, que é o motivo de eu ter levantado a bandeira da Chute Boxe em toda a minha carreira. A forma como selecionamos amigos é bem diferente das diversas companhias selecionadas com aqueles que construo uma grande relação. O sucesso de qualquer companhia nasce na habilidade dos donos de unir valores fundamentais das duas companhias, dando ênfase especial ao desenvolvimento da comunicação que pode resultar em um conflito positivo onde problemas ou mau entendidos podem acontecer. Semelhante ao meu tempo na Chute Boxe, aprendi que assim como na luta, cultura nos negócios é desenvolvida por aqueles que viram sucesso e perfil alto com a companhia. Exemplos de liderança são aprendidos do topo ao chão, e esses resultados eventualmente viram a cultura da companhia, identidade dos relacionamentos e dos associados. Quando disparam comentários feitos no topo, é um exemplo aceitável com companhia, permitindo os mais baixos a continuarem seguindo exemplos de líderes, estabelecendo a cultura e as práticas da companhia. Não é segredo que eu fui vítima de bully online. Em momentos da minha carreira, senti que um time de escritores usando a internet formaram uma visão pública da minha marca, sempre tentando fazer a cara do uso de anabólicos no MMA. Há muito tempo veio alguém dizendo que eu pareço o Wanderlei Silva de vestido, e não foi há muito tempo atrás que ouvi pessoas dizendo que cortar meu pênis me ajudaria a bater 51kg. Quando as pessoas veem as ações dessas pessoas dentro da companhia, e sendo promovidas nas redes sociais sem consequência ou um pedido de desculpas, eles veem como um comportamento aceitável dentro da empresa, e uma frequente visão de uma encorajada oportunidade de se autopromover. Nunca deve ser aceitável em uma empresa aceitar funcionários desenvolvendo a cultura onde o assédio sexual, preconceito racial e discriminação feminina são aceitos no local do trabalho. Quando duas empresas trabalham juntas, não é pelo dinheiro, mas pelas relações que essas companhias estabilizarão o valor, duração e sucesso das parcerias. Se sentindo bem vindo, respeitado e tendo confiança em que duas companhias são mutuamente beneficiadas e vendo os mesmos objetivos é essencial para um sucesso à londo prazo. Quando a rentabilidade é importante, não pode ser o único fator determinante à fusão de duas companhias. O que é lucro para um homem, se ele ganha o mundo inteiro e perde a própria alma? O que devemos dar à um homem por sua alma? Pra mim é bem simples ver as coisas que valorizo. Sou uma garota de família do Brasil que não é impressionada pelas luzes do show ou o som do rádio. Quando eu coloco valor no dinheiro, também sei os frutos de trabalhar para uma empresa que valoriza respeito, lealdade, honestidade entre seus associados e desencoraja um local de trabalho onde o assédio sexual, preconceitos raciais e discriminação contra lutadoras é aceitável” Fonte: Olimpo MMA