Barbas

Membros
  • Total de itens

    1,637
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre Barbas

Profile Information

  • Gender
    Male

Últimos Visitantes

1,581 visualizações
  1. A gente já discutiu isso muitas vezes aqui, tem defensores de ambos os lados. De minha parte, sei que esporte de alto rendimento não é saudável, mas até que ponto isso deve ser levado às últimas consequências? Penso que as escolhas devem priorizar a saúde dos atletas, a ligação do esporte como saúde, não como vitória a qualquer custo. Se já tá cheio de gente que morre por conta de uso incorreto de algumas paradas, imagina se fosse liberado. Muitos atletas, infelizmente, têm como único objetivo na vida serem campeões, será que esses caras não aceitariam tomar drogas que aumentariam a performance mas cujos efeitos colaterais estourariam sua saúde, diminuiriam seus anos de vida?. Eles já aceitam, na verdade, o que segura um pouco é o antidoping, imaginem se ele não existir, vamos ter mutante. Enfim, é só minha opinião, penso não haver certo, nem errado. Abs.
  2. Negativo, rs. Categoria mais cheia do UFC. Os vencedores das lutas com Gaethje x Alvareza, Lee x Ferguson e Barboza x Khabib tão na frente. Claro, se o Conor não voltar, aí o cinturão interino vira linear, aproximando mais a galera do TS.
  3. Amigos, concordo com todos, mas o pai do russo tá na dele. Ele nunca iria dizer: "Realmente, fez bem o UFC, já que meu filho não estará pronto em outubro, e ainda que tivesse, sabem como é, né, ele pode se machucar até lá..." Agora, vou falar uma coisa, o cara até tem um bom ponto, o Conor nunca defendeu uma cinta e o UFC espera o quanto for necessário por ele. Eu já vi licença maternidade, licença paternidade, mas deram para o irlandês uma "licença durante a gravidez da mulher", mas já para o Khabib não aceitaram esperar mais um mês. Convenhamos, é ridículo mesmo. E na última vez que o UFC não esperou um mês por um contender, acabou com Germanie de Randamie como campeã...
  4. Vou de Spider, muita envergadura, tamanho, experiência e técnica em pé pro Gastelum.
  5. Acho que não dá pro Diegão.
  6. Putz, brother. Essas discussões aqui são homéricas. Mas não foi bem ele, né. Convenhamos, quem decidiu, quem estava nas cabeças, quem realmente fez força para trazer essas buchas de olimpíada e copa do mundo pro Brasil não foi bem o Temer, né. Ok, tava no bolo, tava no palanque, era vice, mas quem mandava mesmo não era bem ele, né, brother. A César o que é de César, entende? Abs.
  7. O Cisão está se referindo ao passado, pré USADA, no qual inclusive ela foi pega no doping. Que ela está, em tese, limpa nos últimos anos (já que a inocência se presume), creio que ninguém discuta, mas o quanto o uso anterior de substâncias de aumento de performance gera efeitos ainda no presente? O quanto de massa muscular indevidamente ela ganhou no passado e que não sumiu? É uma discussão muito interessante, e é o asterisco que sempre vai ficar marcado ao nome da Cyba, infelizmente, por uma escolha dela ou da equipe dela no passado. Agora, além disso, ela é uma guerreira, treina para caramba, se esforça, tem técnica, luta demais, então penso que ela tem valor.
  8. Rapaz... você falou de calças gucci, Michel Temer e MMA no mesmo post. Gostei da criatividade! E não sabia desse lance das calças não, como essa parada é cara, achei que o pessoal gostasse kkkk Abs
  9. Cyba desafiou a Holm pra lutar só boxe. A mulher é guerreira mesmo, gosta de se testar.
  10. Mas aí era outro evento, né. O UFC buscou resgatar a rivalidade do Pride e lucrar com a luta também muitos anos depois, então acho que aqui é bem diferente, Luc. Vou citar uma frase que resume a minha opinião e ouvi de um grande lutador, em idioma inglês. Vai aí minha tradução tosca: "Quando vc luta duas vezes com o mesmo cara e perde as duas, não há rivalidade, acabou" (autor: Daniel Cormier). Fonte: http://www.bjpenn.com/mma-news/daniel-cormier/daniel-cormier-admits-rivalry-jon-jones-wins-ufc-214/ Abs aos amigos!
  11. Você tem razão, Ollie. Abs,
  12. Meus amigos, me desculpem, mas em um sparring de 36 minutos, um vídeo editado de 1 minuto prova muito pouco, quase nada, então a partir dele eu não consigo chegar a maiores conclusões. Sequer a história do knock down ficou perfeitamente clara para mim. O único indício pra mim é que o Conor não arrebentou, não dominou completamente o cara, porque se assim tivesse feito, o Dana teria divulgado o vídeo completo. Abs,
  13. De cabeça, lembro que ele finalizou Hendo no mata-leão (ok, abriu espaço batendo em cima), Sonnen no triângulo e Lutter com cotoveladas no TKO, mas tendo primeiro fechado o triângulo. Acho que o spider não era unidimensional não, faixa preta de jiu dos irmãos Nogueira, o bicho se garantia no chão, longe de ser um Demian, evidente, mas a meu ver tinha um nível a ponto de não ser chamado de unidimensional. Que acha, Júnior? Abs.
  14. Valeu pela resposta, brother. Abs.