Lecobo

Membros
  • Total de itens

    242
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre Lecobo

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. O que aconteceu: - Chiesa e Borg fora por causa da palhaçada do Conor. - Lobov fora como "punição" porque estava junto do Conor. - Max não conseguiria bater o peso, ofereceram a luta ao Pettis. Pettis pediu mais grana, ao meu ver justamente, e o UFC se negou a pagar. - UFC então foi pra cima do Felder, que bateu 155 cravado, mas a comissão não deixou ele lutar contra o Khabib POR CAUSA DO RANKING HAHAHAHAH Foram dar todos os poderes do mundo ao Conor, olha a merda que resultou. E, pior, nada vai acontecer com esse cara. E o Khabib aparentemente só luta se abrirem o bolso e pagarem o Pettis ou vai ter que convencer a comissão de que esse ranking não serve pra porra nenhuma e aí os caras liberam o Felder. QUE VARZEA, MEUS AMIGOS!!
  2. "Você fez um texto imenso cheio de bobagens" Nada melhor que elogios e afagos para incentivar uma boa convivência, não é mesmo? Risos! Ainda que sejam bobagens, tentemos manter um nível razoável. "A HW sim é fraquíssima tecnicamente falando em nenhuma outra categoria um atleta ruim tecnicamente como Hot Wheels chegaria nas cabeças " Sim. E…? Falei algo diferente? A HW é uma categoria historicamente fraca tecnicamente se analisar todo o plantel. Agora, tem lutadores que a flyweight não chega nem perto de ter… Overeem, Cain, Werdum, etc, são caras acima da média, além de terem uma baita história. Aliás, isso acontece em várias categorias. O plantel não é “deep” em talento, mas os tops da categoria estão no escalão mais alto do evento. Na flyweight não é assim, num “pound for pound” os top 3 dela poderiam ficar atrás de top 10 de várias divisões. Estão abaixo da média do evento. "Hoje a HW e a LHW estão niveladas por baixo tecnicamente e ainda assim chama atenção do grande público que quer ver homens grandes msm que seja em briga de bar" Não estou falando de apelo, estou falando de qualidade. Você citar outras categorias fracas não torna a flyweight forte. As categorias que você citou, no geral, concordo que são niveladas por baixo. Porém seus tops são ótimos lutadores, ao contrário da flyweight. Cormier, Jones, Gustafsson, Miocic, Overeem, Werdum, Cain, etc, etc, etc. Caras do alto escalão do esporte, “primeira prateleira”. Isso sem citar que essas categorias tão cheias de caras que hoje são fracos, mas que têm uma puta história, legião de fãs, e isso gera apelo. Apesar de que, repetindo, “apelo” não foi o foco do meu post, mas sim qualidade. "Compara com MMA feminino então foi coisa de leigo realmente!" Por que, filho? Assim como a flyweight, é categoria com lutadores abaixo da média do UFC, com um campeão excelente que automaticamente deita nessa turma. Além de ser algo relativamente novo e ainda em desenvolvimento. É uma comparação pertinente... "E por este seu critério Aldo AS e Jones são mediocres por não ter vencido o campeão da categoria de cima" Hein?! Como é que??? Primeiro que eu deixo bem claro que o DJ é fantástico. Segundo que em momento algum eu digo pra ele lutar especificamente com alguém de cima pra se provar. Eu digo que falta alguém mais qualificado no cartel e que, até o momento, a flyweight não proporciona esse “alguém”. E que o Dillashaw SE OFERECEU para lutar NA CATEGORIA DO DJ. Seria uma luta na flyweight, qual o absurdo? Ele enfrentaria um cara de altíssimo nível em sua própria categoria, onde é o rei. Além de que os citados possuíam em suas categorias desafios de altíssimo nível, ao contrário do DJ, e esse é meu ponto. "A fly é uma categoria impressionante com lutadores que são bons em (quase) tudo é o que diferencia DJ é que ele é bom striker bom wrestler e tem JJ bom tb" O que diferencia o DJ do resto é o seguinte: DJ é um lutador ESPETACULAR e sua divisão está repleta de caras abaixo da média do plantel do UFC. Simples... "A única coisa que seu post mostra é que vc não acompanha nem respeita a categoria e por isto acha que ele não venceu grandes nomes.... " Não fique fazendo pré julgamentos sem qualquer fundamento, rapaz. Me mostre, me convença, com argumentos, que uma categoria que tem, em seu mais alto nível, lutadores que perderam RECENTEMENTE pra caras que têm recorde negativo no evento (ou que sequer estão no UFC), que chegaram disputando cinturão depois de duas lutas em card preliminar, etc… Me convença que essa categoria não está entre as piores do evento. Aliás, eu acompanho sim, meu caro. Não tente desmerecer a opinião alheia, ainda mais usando suposições. Adoro lutas técnicas, adoro lutas estudadas, “brigas de bar” são sempre divertidas, vejo dos mais leves aos mais pesados, com os mais variados estilos, com a mesma alegria… Não só pratico boxe há 21 anos e JJ há 13, quando sequer haviam academias em minha cidade, como eu também perco horas dos meus sábados e grana com PPV pra ver da primeira à última luta porque sou apaixonado pelo esporte. Nada melhor que pedir uma pizza e passar a noite assistindo um evento com meus filhos, que também são praticantes e apaixonados por luta. Estou aqui justamente por acompanhar o esporte e pra poder debater/conversar com gente que conhece e não vai me dizer que “fulano perdeu porque se vendeu”, risos! Respeito todas as categorias e todos os lutadores. Entenda algo bem simples: Reconhecer a fragilidade de uma categoria não é desrespeito. Reconhecer que determinados lutadores estão abaixo da média do evento não é desrespeitá-los.
  3. DJ é um puta lutador. Excepcional. Agora, querer falar que a categoria dele é forte, parem. Apenas parem. Vários lutadores beiram o amadorismo, mesmo no UFC. Existe uma razao pela qual a categoria é ignorada. Por ele, mesmo quebrando recordes e mais recordes, ser colocado atrás de uma porrada de lutadores. Nao é "preconceito". Nao sao "os levinhos". É a categoria dele. A categoria de cima, apesar de também ser fraca, tem muito talento no topo. Dá pra fazer o caso de que a flyweight tem menos talento que categorias femininas. Lutadores chegam ao TS ganhando de desconhecidos. Os tops ganham desses caras, mas quando lutam entre si nao existe uma consistencia. É um perde e ganha desgracado. Nao existem tops bem definidos porque talento é muito baixo, todo mundo pode ganhar de todo mundo... Só pegando os desafiantes: Ray Borg: A grande vitória do camarada foi o Formiga, um lutador comum, que sequer disputou o título da categoria. O resto, um bando de desconhecidos, com carteis fraquíssimos, inconsistentes. Alguns já fora do UFC, outros trabalhando muito bem para seguir esse caminho... Wilson Reis: Outro inconsistente. Nao possui nada demais. A grande vitória foi pra cima do Jorgensen (?) que vinha desenfreado ladeira abaixo. Ganhou o TS com vitórias em cima de caras inconsistentes, acho que um deles era estreante, salvo engano. Ganhou TS pela falta de talento da divisao. Tim Elliot: Nao preciso falar nada, né? Um frangao que nunca se criou no UFC, estava fora do evento e ganhou aquele TUF ridículo pra tentar a sorte. Henry Cejudo: Lutador de grandíssimo POTENCIAL. Pode ser um talento futuro, apesar de já ser trintao. Ele mal tem 5 anos no esporte. Conseguiu um TS ganhando de lutadores irregulares, fracos/medianos. Provou estar despreparado para disputar um cinturao. Mas acredito que PODE vir a ser um bom desafio ao DJ, vamos aguardar. Mas repito: Na época, ele era falado pelo POTENCIAL e feitos em OUTRO ESPORTE. Como lutador de MMA ainda nao havia se provado. Agora, com mais experiencia, de repente uma revanche possa ter mais apelo... Kyoji Horiguchi: Bom lutador, mas é aquele cara que ganha de todo mundo e nao ganha de ninguém. De novo, o nível do resto é tao ridículo que fica difícil fazer uma análise do quanto ele é qualificado. Mas é bom. Alex Cariaso: Clássico lutador dessa divisao: Ganha dos "amadores" e perde pros "tops". Em seu auge podemos fazer caso, mas enfrentou o DJ já longe de seus melhores dias. Ali Baugatinov: Lembro de chegar para o TS cheio de moral. Havia batido o Lineker, estou correto? Vamos considerar e dar uma moral ao DJ. Nao vejo nada de especial, mas chegou embalado no TS e é tecnicamente ok. John Moraga: Outro que mal chega ao UFC, ganha de um ou outro mediano a vai pro TS. Duas lutinhas antes do TS. Desde entao, nao fez sucesso, digamos assim... Dodson, Benavidez e McCall. Esses sao os caras de bom nível, acima da média, que ele enfrentou defendendo a cinta. A disparidade entre os 3 e o resto é gritante, absurda. A categoria de cima, repito, que também é fraca, ao menos conta com talento grande no topo. Cruz, Cody e TJ sao lutadores de nível que a flyweight jamais chegou perto de ter. Sao muito melhores que Dodson, Benavidez e McCall, por ex. Nao tenho a menor dúvida que eles fariam a mesma "limpeza" que o DJ fez... O que eu vejo sao muitos tentando pagar de "sabichoes", "super especialistas" no esporte tentando desmerecer quem simplesmente reconhece um fato: A categoria do DJ é fraquíssima e por isso nao tem apelo algum. Aliás, nao só é fraca em nível, como se analisar outros detalhes também falta muito... Por ex: Muitos caras chegam no TS depois de poucas lutas no UFC ou em eventos maiores do próprio UFC (main events, main cards, etc). Chegam, ganham de alguns lutadores fracos e sao jogados na fogueira, pegando o DJ num super evento, com super producao, cheio de mídia e afins. Isso também pesa, é natural sentir. Uma coisa é um card preliminar, com a arena vazia, a outra é o main event, com o Buffer enlouquecido, arena lotada e afins. E muitos só sentiram (e sentirão) no TS... Quem reconhece a fragilidade da divisao nao desmerece o DJ. Uma coisa nao tem ABSOLUTAMENTE NADA a ver com a outra. Vejo muitos tentando fazer a categoria parecer razoável pra justificar o fato de achar o DJ excelente. Ele é ótimo, exepcional, independente dos atletas que enfrenta. Tanto que bateu os poucos bons nomes da categoria, nao apenas os frangos. Agora, nao me venha querer taxá-lo de GOAT quando ele nao pegou lutadores que o credenciam a tal. A maioria de seus adversários, se lutassem em outras categorias, seriam nível Bellator (sendo bem generoso...). Todo mundo pega frango, mas os feras também pegaram feras, venceram e fizeram seu nome. Nao acredito que vitórias em cima de Dodson, McCall e Benavidez provem muita coisa. Ele teve oportunidades de ser maior, ele pegou o Cruz e perdeu, por ex. Ou melhor: Ele teve a chance de pegar o TJ e simplesmente nao quis. TJ que havia topado DESCER e enfrentá-lo onde reina supremo.
  4. O garoto ganhou meu respeito na luta contra o Romero. Muita gente desistiria e pediria revanche. Ou simplesmente se entregaria...Como tu bem disse, ele não só foi lá e ganhou, como chutou a luta inteira com o joelho fodido. Pra mim é o melhor médio da atualidade. E acredito que o único que pode fazer frente é justamente o Romero, mas ainda assim o vejo razoavelmente abaixo do Whittaker.
  5. Whittaker lutou por 5 rounds sem joelho e não só ganhou como impediu praticamente todas as tentativas de queda do Romero. Aposto nele novamente.
  6. Luke é infinitamente mais lutador, quando lutou sério passeou conta o Bisping. Mas vem cá... E o Gustafsson? Achei que essa era a luta que rolaria...
  7. Carisma não se explica, meus caros. Carisma também não se "desenvolve". Ou tem, ou não tem. E a Amanda não tem. Não é coincidência tantas pessoas falarem que "não vão com a cara dela", tanto brasileiros quanto americanos. Não significa que, por não ter carisma, a Amanda não seja uma boa pessoa. Aliás, os irmãos Diaz, por exemplo, são os caras menos profissionais e mais chorões do evento, mas têm carisma. Outro exemplo, Kimi Raikkonen, na Fórmula-1, é um camarada que, numa entrevista de 30min, vai dizer 3 palavras. Mas é o cara que provavelmente tenha a maior legião de fãs atualmente no esporte porque tem carisma... Não é algo ruim, nem todos tem. Não significa que ela seja uma pessoa ruim ou não seja uma excelente lutadora. Não só é como todos queriam ver ela enfrentando a Cyborg justamente porque seria um bom desafio. O que alguns colegas (eu me incluo) falaram é que ela está sendo a "headliner" do card e, por essa falta de carisma, dá a impressão de que ainda falta algo, de que poderia ter alguém de mais "presença" como main event. Nada tem a ver com a opção sexual da moca, aparência física ou o que ela disse ou fez após a luta com a Ronda... Apesar de entender que pra alguns companheiros acaba pesando, afinal quando você não vai com a cara de alguém, qualquer coisa é motivo pra desgostar. Pra mim, particularmente, são fatores irrelevantes...
  8. De fato a Amanda carece bastante de carisma. Não necessariamente torço contra, mas a favor também não consigo torcer... Aliás, pode até ser por isso, mas ainda acho que falta um main event de presença nesse card. O card em si está ótimo, mas acho que tá faltando um main event de mais apelo. Amanda x Cyborg seria o ideal, uma pena não rolar...
  9. Ok, exatamente!! Espero apenas que tenhas coerência quanto a casos similares, e tenho certeza que terá! Abs!!
  10. "A treta entre Diaz vs gsp virou pessoal mesmo, ali não tinha coerência, ranking etc nada que fizesse alguém passar na frente do Diaz ali " Você mesmo admitiu que a luta foi escolhida e injusta, companheiro... A luta foi escolhida a dedo. Os irmãos Diaz, após o Wand, são meus lutadores preferidos, mas não tenho problema algum em questionar a qualidade do Nick, por exemplo. É um lutador fantástico, porém historicamente que sofre contra lutadores como o GSP. No próprio Strikeforce o jogo em pé dele teve brechas exploradas, que o Condit capitalizou para derrotá-lo. No chão já havia sido controlado anteriormente. Além disso, GSP é extremamente completo e inteligente. Não estamos falando de um qualquer. Mais do que citar as qualidades do Nick, precisamos citar as qualidades do GSP. Todos sabiam que ele teria condições de controlar o Nick no chão, afinal não é um cara fácil de ser finalizado. Em pé era o maior perigo, apesar do Nick não ter punch, mas ainda assim GSP era mais técnico e versátil e teria tudo pra comandar a luta onde bem entendesse, tal qual o Condit havia feito. Já o Hendricks, o simples fato da mão pesada já seria um problema. Por melhor tecnicamente que o GSP seja, bastaria uma mão entrar pra acabar a festa. E o wrestling dele era/é fantástico, a chance era grande do GSP passar sufoco. Aliás, afirmo tudo isso com muita tranquilidade e convicção, afinal não estou usando achismo ou argumentos subjetivos. As lutas comprovam meu argumento. É só assistir as lutas. Uma foi um passeio e a outra foi um sufoco. GSP é um estrategista nato, possui QI de luta absurdo... Você acha que ele não esperava por isso? Eu não só tenho certeza, como fico ainda mais convicto quando ele, após enrolar o máximo possível para enfrentá-lo, sai sem dar a revanche ao Hendricks, sem até hoje dar uma explicação concreta. Ele estava dando graças a Deus que os juízes deram a vitória pra ele...
  11. Sinceramente... Fica complicado. Em momento algum eu citei que ele estava "decadente", você está inventando isso. Apenas disse que ele não merecia um TS e foi escolhido pelo GSP por ser um desafio mais fácil e rentável que o Hendricks. Você pode achar que ele agiu certo ou errado, mas você não pode negar que foi isso que aconteceu. A luta contra o Nick foi sem sentido do ponto de vista ESPORTIVO. Não me interessa se ele vinha de 800 vitórias seguidas... Ele perdeu pro Condit, caiu no doping e ganhou um TS. Enquanto o Hendricks vencia todos os tops da categoria. Isso se chama injustiça e, sim, é luta escolhida. Um lutador vindo de derrota e doping não pode ganhar um TS. Repito: Você pode achar que agiu certo, mas não pode negar que foi injusto. E sim, o Hendricks vinha deitando todo mundo. LITERALMENTE deitando. Você viu o que ele fez com Fitch e Kampmann? Então, eles deitaram... Aliás, veja os nomes: Fitch, Kosheck, Kampmann e ainda teve um extra desnecessário que foi pegar o Condit enquanto o GSP enfrentava o Nick. O coitado VARREU A DIVISÃO e você, por algum motivo, está tentando me convencer de que o TS do Nick foi justo. Também não faz sentido, por exemplo, você citar o Story. Uma luta que aconteceu 2 anos e 6 lutas antes do Hendricks merecer um TS. Após isso, ele varreu a divisão e era o nome indiscutível para o TS. Afinal, fez por merecer por seu desempenho e, mais que isso, tinha um jogo que todos consideravam ruim pro GSP (um combo de mao pesada e wrestling). Se você acha que ele que foi inteligente e que está certo, não vejo problema. Como eu já disse, eu inclusive concordo. Mas apenas admita isso. Tentar me convencer de que o TS do Nick foi justo, negar que o Hendricks varreu a divisão... Beira o absurdo.
  12. Como todos disseram, Rafael deve esperar o TS. Mas........ sabemos bem como a coisa funciona. Não seria o primeiro nem o último desafiante claro a ser "esnobado". Lembremos que o Woodley fez uma cirurgia no ombro e não há prazo de retorno. Sem falar que ele tá fazendo um lobby gigantesco pra pegar o Nate. E o UFC tá mais várzea do que nunca, não duvido que forcem o Rafa a lutar enquanto o Woodley pega o Diaz...
  13. Cara, não vou discutir essa luta. Me desculpe. Fazem 5 anos... Reitero o que disse: Vi 4 a 1 pro Hendricks, com margem pra um 3 x 2. De qualquer forma, uma revanche era necessária. Certamente uma das lutas com maior apelo (tecnicamente falando) nos últimos anos, mas que infelizmente não ocorreu. Com os ajustes que cada atleta faria, tinha tudo pra ser ainda mais épica que a primeira...
  14. Nick Diaz não foi luta escolhida? Irrisório é negar isso... O cara vinha de derrota, pego no doping e um tempão parado por isso. Enquanto isso, o Hendricks, literalmente, deitava a categoria na porrada e teve que fazer uma luta desnecessária conta o Condit, salvo engano. De novo... GSP tá errado? De forma alguma. Diaz era a luta mais rentável e menos perigosa. Foi inteligente. Ganhou de "seu grande inimigo" enquanto poderia ter queimado um contender perigosíssimo, deixando o caminho dele ainda mais fácil. Agora... Achar que isso não dá margem pra "cornetagem" é complicado. E afirmar que quem "corneta" está errado, também. GSP enfileirou a categoria, mas é óbvio que nas últimas lutas ele procurou "desafios tranquilos". É isso que a galera critica. Ninguém precisa citar o cartel dele e citar o quanto ele já conquistou, afinal ninguém aqui é idiota. Todos sabem o que ele fez e o monstro que é. Só que isso não faz com que as atitudes recentes não tenham ocorrido. Não só escolheu lutas tranquilas como fugiu ao máximo de desafios grandes. Repito: Está errado? Nope! Mas quem crítica isso também não está errado, afinal pagamos PPV pra ver o circo pegar fogo rs. E quem acha que tá certo, também não está errado. Esse é o problema. Nego se bobear nem lê o post todo (não estou falando que é o seu caso), vê uma crítica e acha que o atleta é um Deus que não pode ser criticado. Não, ele pode e está sendo com justiça. É um ponto válido. Claro, existem aqueles que passam do ponto, que falam coisas sem sentido algum, mas isso existe em qualquer lugar. Agora, críticas válidas, com argumentos, qual o problema? Afinal são verídicas. Como eu disse, vai da opinião de cada um achar isso um erro, que fica um "gostinho de quero mais", ou que ele fez o certo e que "foi gênio até na hora de parar". Ambos estão certos, as duas visões são válidas. Distintas, porém corretas. O problema, repito, é quando o camarada vê uma crítica e acha que o cara é incriticável. Sequer entende a crítica e, ao invés argumentar na boa, resolve responder como emoji como fez o outro companheiro...
  15. Se eu dei 4x1 é óbvio que a vitória foi clara. Não pode ser tão difícil assim entender...