Tiago Bentes

Membros
  • Content Count

    331
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutra

1 Follower

About Tiago Bentes

Profile Information

  • Gender
    Male

Recent Profile Visitors

3347 profile views
  1. Tiago Bentes

    Saudades

    Pois então, cara, eu me considero um membro bem antigo até, mas não sou de comentar tanto. Às vezes seria bom ter um bate papo em tempo real e direto com a galera como @MV8 , @cello e outros que há tempos só vejo em tópicos mais antigos da segundona. Alguém se habilita a criar esse grupo?
  2. Tiago Bentes

    Saudades

    Tópico justo e honroso. Merece o principal. Saudação aos amigos do PVT. A gente deveria criar um grupo no whatsapp.
  3. @rivvithead e @MV.8 , na verdade, até acredito que o MMA pode ser superpopular no Brasil. Aumentar receitas, bolsas de atletas, patrocínios, etc. Porém, a gente precisa de todo um trabalho bem integrado. Uma das coisas a ser feita é levar o MMA pros noticiários, mas não só sobre eventos do UFC, nem somente as notícias de quando acontece alguma tragédia no esporte. Tem que se tornar corriqueiro. Por exemplo, Patrício Pitbull se tornou campeão de duas categorias. Isso era pra ser notícia em jornal, etc. Mas falta um trabalho de marketing e relações públicas mais efetivo por parte dos eventos em tornar seus atletas verdadeiras estrelas, a ponto irem a eventos de famosos, etc. Há no MMA a cultura de que "não somos celebridades, somos lutadores, resolvo lá dentro e pronto". Aí o cara vence as lutas, mas ganha pouca grana e reclama do evento. Culpa do cara, mas principalmente do evento. O cara não é uma estrela de verdade, não traz tanta grana, porém quer ganhar muito. McGregor (apesar de reprovar as falas e atitudes dele) entendeu isso perfeitamente. No entanto, o trabalho de criar estrelas é dos eventos, das empresas. A Nike criou o Ronaldo, de uma certa forma. Ele era um craque, mas o marketing foi ela quem fez. Quanto ao Futebol, é melhor que o país seja forte em vários esportes. Isso é melhor pro povo e pra Economia. Além de ser um orgulho pra Nação.
  4. Exacto, cara. Gostaria muito de ver esses eventos mais populares no Brasil. Inclusive já cheguei a conversar com alguns executivos, como no caso do PFL, a fim de começarmos uma expansão inicialmente através das mídias sociais focadas pro público brasileiro. Até hoje parece haver uma cautela quase desinteressada da parte de alguns eventos, os quais não avançam aos poucos para o Brasil ou outros continentes. Seria muito bom ver o crescimento de novas opções ao grande público, assim aumentando o conhecimento da massa sobre o esporte.
  5. Às vezes o nível do One é muito alto, chega a despertar um temor quanto ao Demetrious Johnson.
  6. O Askren é o último de uma espécie, a dos lutadores unidimensionais. Ele é o mais unidimensional que já vi desde a evolução do MMA. Ainda assim consegue ser muito efetivo. Vamos ver o que se dará nessa luta com o Masvidal.
  7. Ali vs Frazier da nossa Era.
  8. Tiago Bentes

    PBP Bellator 222 - MacDonald X Gracie

    Como assim? Essa luta vale titleshot (pro Lyoto) contra o Bader. Não me parece fuga, parece ser aproveitamento de uma grande chance.
  9. A turma do Khabib não sabe muito como se portar perante a mídia. Infelizmente.
  10. E sem contar que a bolsa (divulgada) do Gustafsson não era nem perto de ser proporcional à grandeza dele como atleta. Muito complicado ficar lutando pela paixão de ser campeão e nem sequer ser remunerado como deveria, um fator que - não minha opinião - pode contribuir fortemente para uma decisão como essa.
  11. Tiago Bentes

    Categoria Peso Mosca - Chegando ao fim no UFC

    Infelizmente faltou um grande nome que atraísse mídia. Já não é uma categoria muito convidativa do ponto de vista comercial, ainda mais sem um grande nome. Outro ponto - que é quase o mesmo - é que não há nenhuma grande rivalidade nessa faixa de peso. Peso Pena foi uma que se consolidou bem, principalmente após a chegada do McGregor ao topo - porém já vinha num bom processo de consolidação comercial antes dele. E a Peso Galo se firmou com alguns caras notáveis e também algumas rivalidades que atraíam público, como: TJ vs Barão, Dominick vs Faber, TJ vs Dominick, TJ vs Cody. Assim vemos até mesmo o grande nome da categoria, que é o TJ Dillashaw, não mais o Dominick Cruz há muito tempo, principalmente por este viver machucado. No entanto se manteve por um bom tempo como o nome da categoria, principalmente impulsionado pelo Faber, talvez o primeiro astro das categorias mais leves.
  12. Acho que deram esse apelido recentemente.
  13. E outro apelido? Paraense Voador. Raiz demais.
  14. Algo notável no One é a qualidade dos atletas no stand up fighting. Torço muito para que cresça, no entanto, sou favorável à retirada dos tiros de meta.
  15. Tiago Bentes

    [Bellator 221] Douglas Lima vs. Michael Page

    Acho que o Douglas mata ele.