smd

Membros
  • Total de itens

    1,311
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre smd

Últimos Visitantes

4,374 visualizações
  1. Acho que até o nosso Forum falhou nisso.
  2. O que eu lamento, a despeito de sermos os precursores do mma, é que não temos um evento ao menos mediado consolidado. O que há de melhor? Jungle, dinheiro público e exploração de iniciantes. Shotoo, evento para elevar atletas de uma equipe específica. Vejo até na Polônia com o KSW algo mais estruturado e aqui nada. Esperava no Minotauro algo quando se aposentasse, haja vista algumas edições de um evento, ainda quando ele estava em atividade, mas foi descontinuado. Enfim, acho muito pouco para o Brasil.
  3. Acho que o Demian vai colocar esse Gringo para dormir.
  4. Na a próxima sexta-feira, 20 de outubro, Gegard Mousasi faz sua primeira luta pelo Bellator ao encarar o experiente russo Alexander Shlemenko, em Connecticut. No entanto, o peso-médio iraniano, radicado na Holanda, apesar da aproximação da importante data, parece ainda estar com a cabeça nos antigos patrões. O lutador voltou a criticar a forma como o UFC tem dado prioridade ao entretenimento das lutas, ao invés do merecimento do lutador. - (No UFC) É mais sobre o nome do lutador e quem eles podem construir uma estrela e menos quem é o melhor lutador. Isso é um problema. Dão aos atletas as lutas adequadas para eles (UFC), para que possam continuar ganhando. Provavelmente, vão fazer McGregor x Diaz 3, mas por quê? Porque o Conor tem uma boa chance de vencer. Não vão fazer uma luta contra o Khabib ou o Tony, porque é ruim para a promoção. Você sente isso, como lutador. Não estou inventando. É frustrante - afirmou Mousasi ao site "MMA Junkie". O peso-médio falou ainda que sentiu na pele essa estratégia do UFC, já que enfileirava adversários (chegou a vencer cinco lutas seguidas), mas não recebia a oportunidade de disputar o cinturão da divisão até 84kg. - Se eu os criticasse, teria menos justiça para receber bônus ou lutas pelo título. Antes do cinturão, provavelmente, teria que lutar contra Luke Rockhold e Yoel Romero, já que Robert Whittaker é o próximo a disputar o título. Isso tornaria o meu caminho mais difícil para chegar ao topo. Enquanto isso, alguns têm uma estrada mais fácil - disse. Por fim, Gegard Mousasi revela que sente no dia a dia a diferença de tratamento entre seus ex-patrões e os atuais. Na verdade, o lutador explica que sua saída teve menos a ver com o dinheiro e mais com a forma como o presidente do Bellator "entregou suas promessas". - A vida está mais fácil. Consegui trazer amigos para o Bellator, o tratamento que estou recebendo é excelente e sinto que há espaço para o Bellator crescer, não só comigo, mas também como empresa. Eu era um peixe pequeno no UFC e, agora, sou um peixe grande. Há uma conexão que não tinha com o UFC. Lá, era como uma fábrica. Aqui, é mais como parte da família - concluiu. Fonte: https://sportv.globo.com/site/combate/noticia/antes-de-estrear-no-bellator-mousasi-volta-a-criticar-o-ufc-lutas-adequadas-pra-eles.ghtml
  5. O UFC anunciou nesta sexta-feira a revanche entre José Aldo e Ricardo Lamas para o evento de Winnipeg, Canadá, no dia 16 de dezembro. No primeiro duelo entre os pesos-penas, em 2014, o brasileiro, que na época era o campeão da categoria, venceu por decisão unânime numa luta tranquila. Atualmente José Aldo vem de derrota por nocaute técnico para Max Holloway, em junho, o que custou a perda do cinturão. Já Lamas vem de duas vitórias consecutivas, sobre Charles Do Bronx e Jason Knight, respectivamente. UFC Winnipeg Canadá 18 de dezembro de 2017 Peso-meio-médio: Robbie Lawler x Rafael dos Anjos Peso-pena: José Aldo x Ricardo Lamas Peso-meio-pesado: Rogério Minotouro x Jared Cannonier Peso-meio-pesado: Glover Teixeira x Misha Cirkunov Peso-médio: Oluwale Bamgbose x Alessio Di Chirico Peso-médio: Vítor Miranda x Julian Marquez Peso-mosca: Tim Elliott x Justin Scoggins Peso-meio-médio: Chad Laprise x Galore Bofando Peso-meio-médio: Nordine Taleb x Sultan Aliev Peso-leve: John Makdessi x Abel Trujillo Peso-meio-médio: Santiago Ponzinibbio x Mike Perry Peso-meio-médio: Erick Silva x Jordan Mein Fonte:http://portaldovaletudo.uol.com.br/ufc-oficializa-revanche-entre-jose-aldo-e-ricardo-lamas-para-o-dia-16-de-dezembro-no-canada/ Nova chance para o Aldo retomar o foco na carreira!
  6. Nova chance para ex-UFCs e/ou oportunidade de emprego.
  7. De olho em expandir suas ações ao redor do mundo, o ACB (Absolute Championship Berkut) escolheu o Brasil para iniciar suas atividades na América do Sul. Criado em 2012, o evento russo já passou por países como França, Escócia, Inglaterra e Canadá. Para a primeira edição em território brasileiro, os organizadores da competição montaram um card para lá de especial. Daniel Sarafian, Carlos Eduardo Cachorrão e Leandro Buscapé são alguns dos nomes que irão ao cage no próximo dia 21 de outubro no Centro de Eventos Miécimo da Silva, em Campo Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro. A luta principal do torneio ficará a cargo do paulista Daniel Sarafian e do cearense Carlos Eduardo Cachorrão. Donos de vasta experiência internacional – Sarafian tem passagem pelo UFC e Cachorrão já testou suas habilidades no Bellator -, eles possuem todas as ferramentas para realizar um duelo inesquecível. A luta será válida pelos pesos meio-pesados (93kg). Outro ex-atleta do UFC a pintar na competição é Leandro Buscapé. Representante da American Top Team, o brasileiro terá uma pedreira pela frente na 73ª edição do ACB. Com um cartel de 20 vitórias e seis derrotas, o peso-leve (70kg) brasileiro enfrenta o russo Islam Makoev, que venceu quatro das suas cinco últimas lutas. Essa será a terceira luta de Buscapé na organização europeia. Maior evento europeu de Mixed Martial Arts, o ACB não poupou esforços para sua estreia no Rio de Janeiro e montou um card repleto de grandes nomes. Wendell Negão, José Maria “No Chance”, Roberto Facada e Adriano Captulino são alguns dos nomes que prometem agitar o público no Miécimo da Silva, no fim de outubro. Os interessados em assistir, ao vivo, a este histórico evento podem adquirir seus ingressos nas Unidades Team Nogueira de Santa Cruz, Campo Grande e Recreio ou por meio do site www.appticket.com.br/acb73. Absolute Championship Berkut 73 21 de outubro de 2017 Centro de Evento Miécimo da Silva – Campo Grande (RJ) Card completo (sujeito a alterações) Main Event Daniel Sarafian (Brasil) x Carlos Eduardo Cachorrão (Brasil) – 93kg Co-Main Event Leandro Buscapé (Brasil) x Islam Makoev (Rússia) – 70kg Roberto Facada (Brasil) x Adriano Capitulino (Brasil) – 77kg Wendell Negão (Brasil) x João Carvalho (Brasil) – 77kg Josiel Açougueiro (Brasil) x Kurban Gadzhiev (Rússia) – 57kg Saikhan Dzhabrailov (Rússia) x Ary Farias (Brasil) – 66kg José Maria “No Chance” (Brasil) x Daniel Willycat – 57kg Dede (Brasil) x Renato Valente (Brasil) – 77kg Alan Gomes (Brasil) x Shamil Akhmaev (Brasil) – 57kg Antonio Carlos “Buiu” (Brasil) Fabiano Soldado (Brasil) – 57kg Umar Gaisumov (Rússia) x Gregory Rodrigues (Brasil) – 84kg Geraldo De Freitas (Brasil) x Taigro “Urso Branco” (Brasil) – 61kg Herbert Batista (Brasil) x Viskham Magomadov (Rússia) – 70kg
  8. Luta insana. Na torcida por um confronto histórico, independentemente do vencedor.
  9. No aguardo de informações que justifiquem a substituição. Contudo, Werdum tá na dele, fez bem em lutar e se manter ativo.
  10. Deram o frango e depenou. Próxima luta...
  11. Deixa o Dudu no Bellator, grande atleta, reforçando o evento.
  12. Assim como o Demian Maia... sempre terá a minha torcida!
  13. Boa contratação.
  14. Conselho não serve para nada, mas deixarei o meu: aceita pelo valor proposto e fica de bico calado.
  15. É a oportunidade da vida!