sak

Admin
  • Total de itens

    3,044
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre sak

  • Data de Nascimento June 28

Previous Fields

  • Cidade:
    Niterói

Contact Methods

  • Website URL
    http://

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    Rio de Janeiro

Últimos Visitantes

6,962 visualizações
  1. Os comentários deles são até pertinentes e bons, mas pra mim é mais costume e alguma nostalgia mesmo (igual em filme antigo. Eu só assisto os filmes do Rocky dublados).
  2. Eu tenho também, mas não curto a narração americana (baixado da internet, se foi do torrent, quase certo que deve estar em inglês). Ou vejo com a narração brasileira ou com o som original (ainda que não entenda japonês).
  3. Sim, mas até aí o Pride também vendia PPV pro público médio (aquelas lutas freak shows eram justamente pra isso). Eu acrescentaria no que você falou que o UFC foca no americano, e o Pride no japonês. Claro que normalmente, o americano sabe vender melhor o peixe dele pro resto do mundo, e isso é fato. Eu não sei se o Dana White tem dados sobre a composição do público, mas o interesse dos civis no esporte é bastante volátil....e mesmo sendo grande em tamanho, se começar a ficar enjoativo (e outras que nós fãs reclamamos) o resto dos espectadores acabam percebendo a mesma coisa que nós: que é melhor assistir outra coisa. E o evento já teve crises de audiência por causa disso mesmo. Mas enfim, são conjecturas minhas também, admito. Os caras tão cheios de grana, tenho que supor que tão fazendo o melhor, seja lá pra quem for. Sobre a qualidade dos cards, já tenho minhas dúvidas.... Só me espanta que até hoje o UFC nunca fez um evento de trocação, nos moldes do K1. Até porque, esse público médio dos EUA gosta de ver é 'porrada' e briga de bar (ou seja, luta no chão não costuma empolgar os civis). Talvez tenha algo a ver com a competição com o boxe ou outra coisa...
  4. É. Eu tô na dúvida mais é no modelo, porque as informações que aparecem na net nem sempre falam disso, de capturar em PAL-M com cores, que é fundamental quando pegamos imagens da tv. A Pinnacle parece ser uma das melhores marcas. Quero ver se tem algo dela. Além da narração da época, tem o fato que eu editei algumas lutas do meu jeito. Aquela epopeia de 2 horas de Royce vs Sakuraba por exemplo. A luta toda mesmo fica meio enjoado de assistir, então prefiro ver a minha edição. E várias outras. O engraçado é que na transmissão tem cenas que nem no dvd aparece sabe se lá porque....o Pride foi muito mal lançado em dvd, mesmo no Japão, que tem a edição menos pior (a americana é sem chance...).
  5. Tem isso também. O Pride fazia evento a cada 3 meses em média. Quando rolava em menos tempo, era exceção por causa de algum GP e tal e depois teve o Pride Bushido, que priorizava outras categorias de peso. Até nisso, o evento era bem pensado. Super exposição enche o saco de qualquer um.
  6. É mesmo, nunca tinha parado pra reparar nisso das roupas e tal...cada um tinha, literalmente, seu estilo, apesar deles até terem seus patrocínios também, mas não era de uma única empresa, até porque os lutadores eram dos mais variados lugares. Ainda tenho algumas lutas em VHS e, mesmo tendo em digital, vou digitalizar essas por causa da narração do Combate, que era legal (Jóinha, Borracha e o outro que esqueci o nome). Vai demorar....porque uma placa de captura no momento não é prioridade pra mim, mas vou fazer um dia. Alguém tem ideia de uma boa placa que capture PAL-M e fique legal (ou seja, sem ficar em preto e branco)?
  7. Putz, que parada bizarra...e pra mulher então, imagina a vergonha... Só aconteceu pra poderem firmar a regra mesmo.
  8. Faz tempo que não faço...mas aproveitando o teste: É só copiar o link diretamente. Do youtube, por exemplo.
  9. Eu já sonhei um pouco com algo assim: uma categoria de 'seniors', especialmente com essa galera que teve seu auge nos anos 90 até tipo 2007 (ou seja, 10 anos atrás), mas aí vejo lutas como essas do Wanderlei e outros e caio na realidade rapidinho....dá não. Ok, eles foram lendas, nunca terão seu histórico apagado, e tudo mais. Mas a gente sabe que depois de um tempo, além do físico, cai também a gana pra lutar (esses já tão tudo rico mesmo) e outras coisas. Vale só pela curiosidade mesmo. O Sakuraba, que foi meu maior ídolo por muito tempo, tava apanhando igual cachorro nas últimas lutas. Justamente por ser fã, tava dando graças a Deus por ele ter parado (até o momento).
  10. O Wanderlei sempre teve esse quadril preso mesmo. Raramente eu vi ele tomar alguma iniciativa por baixo (mesmo assim era mais grosseria e força que outra coisa), especialmente com o oponente montado. Lembro que essa faixa preta dele deu uma 'boca' danada na época...aqui mesmo, se bobear, ainda temos o tópico antigo falando disso....
  11. Um dos meus sonhos era ser juiz de UFC incorporando o espírito do Pride....caras, o que eu ia dar de cartão amarelo e desconto na bolsa não ia tá no gibi...e ficar dando soquinho, ombrada, e ficar amarrando posição pra fingir que tá lutando.... ia ser cartão amarelo na lata. Ou bota a bola em jogo efetivamente ou pede pra sair. Claro, sou fã de luta escaldado e conformado. As regras são essas, o modus dos juízes também. Os lutadores se adaptam. Não estão errados. Mas que eu ia ser o terror dos amarrões, eu ia....
  12. Apesar dos dois já tarem mais pra instrutor do que atleta....acho que o Belfort ganha dele. Época boa pra essa revanche acontecer foi a uns 7 anos atrás. Agora? Vai ser disputa de bengala e dentadura voando pra tudo que é lado... Mas tá no papel dele: capitalizando o que ele tem pra se manter como lutador ainda. Tá errado não...
  13. Também vi uma luta bem sonolenta....como já é costume no UFC em geral né? De um card de 10 lutas, 1 ou 2 se salva...nitidamente, estamos na entressafra.... No caso do Wanderlei, pelo menos tem a desculpa da idade....mas, tá ganhando dinheiro, ele vai lá...nem que seja pra passar vergonha. Eu mesmo iria...
  14. O Fedor desde os tempos de auge, sempre foi muito bom nas entrevistas. Coerente e tranquilão. Nunca fez esse estilo de trash talk, como é típico nos russos (costumam ser mais sérios). Sei que as encaradas e frases polêmicas fazem parte do show, mas se for demais....enche o saco e até quem acredita que é tudo real, se cansa. Apesar de ter lá sua técnica no Sambô, o que impressionava mais nele eram características físicas: força, explosão, velocidade, etc. E sabemos que essas coisas duram pouco... É uma pena mesmo, pra mim como fã, queria que ele tivesse a longevidade de um Couture ou um pouco mais. Mas, o tempo de todo mundo passa...pelo visto, se continuar lutando, só vai servir de escada pra outros....eu prefiro não ver isso. Quero mesmo é ver as novas promessas....a renovação nesse esporte ser veloz é inevitável, e só não é tão rápida quanto a mesma em filme pornô (no caso das mulheres, passou a juventude, meio que já era).
  15. Achei uma pena que o nome 'Pride' não pode ser usado, já que o Dana White tem os direitos de uso do nome, se não me engano. Pode parecer bobagem, mas o nome tem muita força. O Rizzin, se vingar, ainda vai levar uns dois anos....tem pouco lutador conhecido na praça e sem estar amarrado a contrato. Aí fica só o resto dos lutadores mesmo. O Teodoras é um dos poucos novos que eu gostei. Mas ele sozinho não vai levantar o evento.